História . - adultère; - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias WINNER
Personagens Jinwoo, Mino, Seungyoon, Taehyun
Tags Jinyoon, Kangnam, Menção Kangnam, Menção Namsong, Namsong, Winner
Visualizações 16
Palavras 650
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - . capítulo único


Jinwoo despertou assim que o barulho da porta se fechando foi captado por seus ouvidos.

Não que esse tipo de situação seja incomum para ambos, mas dessa vez o estado de Seungyoon era deplorável. O Kang nem ao menos havia se preocupado em abotoar corretamente a camisa social antes de voltar pra casa. Jinwoo suspirou. Estava tão acostumado com o diálogo que teriam agora, que se perguntava se podiam pular essa parte. Ele já sabia de todas as desculpas esfarrapadas que seu marido o daria agora, elas eram tão repetidas.

- Onde estava até agora, Seungyoon? São quatro e quinze da manhã. Você é um homem casado. - Perguntou o mais velho, se levantando para ficar frente a frente com Yoon no meio da sala, podendo o olhar enquanto esperava suas explicações.

- Mino e seu secretário, o Taehyun, se lembra dele? Eles foram até minha sala no final do expediente com uísque, estávamos tão cansados que não vimos o tempo passar. Apenas bebemos como bons colegas de trabalho, meu amor. - Seungyoon, por sua vez, mentia tão descaradamente que temia dessa vez, ser descoberto por Jinwoo, então, a medida com que ia falando, ia se aproximando mais do outro, até que o abraçou pela cintura. - Estou tão cansado ultimamente por causa do trabalho que bebi um pouco além da conta. Vou subir para tomar um banho, te encontro na nossa cama, certo? - O mais novo finalizou com um selinho, convencido de que havia enganado Jinwoo mais uma vez.

- Oh, você estava com Mino. Vá tomar seu merecido banho então, querido. Você deve estar exausto. Eu vou arrumar esta sala e levar estas cobertas comigo. Assim que você sair do banho, eu estarei lá, não se preocupe. - Jinwoo dizia enquanto desabotoava a camisa de Seungyoon e o deixou subir as escadas do apartamento.  Assim que o mais novo se trancou no banheiro, Jinwoo riu divertido com a nova desculpa que ele havia inventado.

- "Mino e seu assistente levaram uísque no final do expediente". Sério, Seungyoon? Eu não posso acreditar, essa foi a pior até agora. - Jinwoo ria da inocência de seu marido enquanto recolhia algumas cobertas que tinha levado consigo até a sala de estar. Ouviu seu celular tocar, e já sabendo quem era, atendeu imediatamente.

- Oi, meu anjo. – Cumprimentou sorrindo involuntariamente. - Sim, ele acabou de chegar, está no banheiro. Disse que estava com você. - Jinwoo ria ao celular junto com Mino. - E Taehyun? - Perguntou pelo marido de seu amante.

- Disse que precisou ficar até mais tarde, pois atrasou um relatório. – Mino respondeu um pouco baixo, provavelmente para impedir que Taehyun conseguisse o ouvir seja lá de onde estivesse. - Eles estão realmente horríveis em mentir. - O Song comentou dando uma risadinha sendo acompanhado pelo outro.

- Seungyoon logo sairá do banho, preciso desligar. – Jinwoo realmente estava achando a situação toda engraçada, mas não podia arriscar ser pego pelo marido ao telefone de madrugada com um funcionário.

O Song estava até pouco tempo atrás com Jinwoo nos braços e mesmo assim sentia seu coração apertado por ter que encerrar a chamada. – Tudo bem, eu também preciso entrar logo. – Suspirou cansado. – Se cuide, huh? Eu te vejo amanhã, não se esqueça de que te amo muito.

- Eu também te amo e prometo me cuidar. Até amanhã. - Finalizou a ligação e subiu as escadas, se deitando na grande cama de casal para esperar por seu esposo, que não tardou a deitar consigo. Não muito depois, desejaram boa noite um ao outro e se entregaram ao sono, frios como a madrugada lá fora ou como o relacionamento que levavam.

Seungyoon gostava de Jinwoo, mas era a Taehyun que amava. E Jinwoo também gostava de Seungyoon, mas Mino era o verdadeiro dono de seu coração. Levavam esse casamento por puro capricho, afinal ninguém estava realmente incomodado com a situação.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...