História • Affair | Park Chanyeol • - Capítulo 23


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Kris Wu, Lay, Personagens Originais, Sehun, Suho, Xiumin
Tags Baekhyun, Chanyeol, Exo, Jongdae, Jongin, Junmyeon, Kyungsoo, Minseok, Pcy, Sehun, Yixing
Visualizações 128
Palavras 980
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fluffy, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Visual Novel
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 23 - Twenty three


Fanfic / Fanfiction • Affair | Park Chanyeol • - Capítulo 23 - Twenty three


3 anos atrás...

Jongin me levou em direção aos vestiários como todos estavam em aula não haveria nenhum problema.

- Sua perna está sangrando, Sohyun.

- Está tudo bem, não se preocupe comigo.

- Não está nada bem, tome um banho.

- E você vai ficar aí? - Tampei meu corpo.

- Claro que não. - Ele dá um sorriso. - Vou estar nas arquibancadas, agora entre. - Ele afaga minha cabeça e sai do vestiário.

 Enquanto tomava meu banho olhava toda aquela farinha e casca de ovos se misturarem com o sangue da minha perna me fazendo chorar. Raiva e tristeza se misturavam em um sentimento só, o que fazia meu coração querer explodir.

Coloquei minha roupa reserva e saí do vestiário procurando Jongin, até avistá-lo brincando com seus pés na arquibancada.

- Eu te ajudo. - Ele pega o meu braço e me guia até a arquibancada. - Está melhor?

- Por que está me ajudando? É por pena? - O olhei séria.

- Não é por pena.

- Então... - Dei uma brecha para ele continuar.

- Eu simplesmente não consegui ficar parado ao te ver daquele jeito, essa não é a primeira vez né?

- Eu não quero falar sobre isso. - Abaixo a cabeça.

- Nem o Yixing sabe sobre isso?

- Não! E ele não pode saber, Jongin.

- Eu não vou contar se você me contar o porque delas terem feito isso, e o porque de você deixar isso acontecer.

- Kai...

- Estou falando sério, Sohyun. - Ele ameaçou a se levantar mas puxei sua mão.

- Tudo bem, eu conto.

- Sou todo ouvidos. - Ele se senta novamente ao meu lado.

Antes de entrarmos para o ensino médio não eram apenas eu e Yoora no meio dos meninos, tinha mais uma, o nome dela era Jung Yeong, era uma garota incrível, era capaz de fazer flores brotarem onde não era possível  só pela sua alegria.
Ela e Yoora eram minhas melhores amigas, éramos imbatíveis, assim como os meninos, éramos um por todos e todos por um.


- Mas o que aconteceu? - Kai me interrompe.

- Perguntas no final da história.

Porém, as pessoas se aproveitavam se sua bondade, uma delas e a pior de todas foi a Choi Yuna.
Yeong virou seu brinquedo para exalar a raiva que ela tinha do seu pai que traia sua mãe. Yuna a maltratava de todos os jeitos possíveis, até um dia que ela disse "Chega".

- Eu não vou mais aturar isso, Choi Yuna!

- Ae? E o que vai fazer? Você vai revidar?

- Vou! - Yeong grita fazendo Yuna rir da pobre garota.

Naquele dia ela ficou tão machucada que não conseguiu esconder de nós duas.

- Por que não disse isso para nós antes, Yeong? - Yoora andava de um lado para o outro.

- Não vamos deixar desse jeito, vamos falar com o diretor e se precisar com a polícia! - Eu falo em um tom ríspido.

- Meninas. - Ela sorri soprado. - Vocês não conhecem a Coréia do Sul? Esse maldito país que nascemos! - Ela fala aumentando seu tom de voz. - Vocês esqueceram que quem ganha nesse país é quem tem dinheiro? E quem é pobre como eu não sobrevive.

- Pare com isso agora! - Yoora diz. - Você vai vencer sim, você vai sobreviver sim, Jung Yeong!

- Yoora acorda! O pai dela está concorrendo para deputado, eu sou uma mísera gazela no meio de leões famintos!

- Não seja tão fraca a esse ponto!

- Eu sou fraca, Yoora! Eu sou fraca! Não consigo no mínimo me defender! Não posso me defender porque meus pais vendem frango e nunca venceriam uma batalha contra a família dela!

- Parem vocês duas! - Falo em um grito. - Para de dizer como se você fosse morrer! Somos suas amigas e estaremos ao seu lado.

Nossas conversas não adiantaram nada, Yeong continuava a ser o saco de pancadas de Yuna, me doía ver todos os dias minha melhor amiga ser machucada ao ponto de não conseguir andar e chegar em casa dizendo que seu dia foi maravilhoso.

Na última vez, eu entrei na frente e levei um chute na barriga por ela, continuei em sua frente e levei mais um soco por ela.

A noite, no mesmo dia, recebemos na notícia de que ela havia se jogado do Rio Han. Aquilo acabou comigo e com Yoora, fui mandada para Suncheon, passar o resto do ano com meus avós e Yoora foi para Nova York.

Por que eu deixo elas fazerem isso comigo? Porque Yeong aguentou isso por dois anos, em silêncio, e no final ainda 
conseguia nos fazer sorrir. Eu só fui capaz de fazer algo no dia que ela faleceu, no dia que ela não aguentou e tirou sua própria vida, então eu me culpo, eu poderia ter feito algo antes, poderia ter feito algo assim que reparei seu joelho ralado, assim que reparei um corte em sua sobrancelha direita, mas eu não fiz.

Eu apanho por ela, por não ter sido capaz de ter ajudado minha própria melhor amiga! E um dia conseguir tirar esse peso da minha consciência.


- Como os meninos ficaram ao saber da morte dela? - Jongin pergunta.

- O primeiro a desmoronar foi Kyungsoo, ele era apaixonado por Yeong, apaixonado naquele sorriso contagiante. Hoje em dia ele não consegue mais se aproximar de uma garota com medo de perdê-la. Yeong foi o grande amor de Do Kyungsoo e vice versa.

- Deve ter sido péssimo. - Kai pega minha mão, fazendo carinho na mesma.

- Foi horrível. - Apoiei minha cabeça em seu ombro.

- Me desculpe.

- Sohyun! - Me virei para aquela voz batendo os olhos em Yixing que assim que viu o meu estado veio correndo em minha direção.

- Jongin! - O repreendi.



Notas Finais


Bom, espero que com esse capítulo vocês entendam o que aconteceu com a Yeong e o porque da Sohyun ter deixado aquelas garotas fazerem coisas horríveis com ela.

Me perdoem por estar postando esse capítulo meio tarde né KKKK mas foi o tempinho que arranjei (De fazer a capa, revisar e postar)

Espero que tenham gostado
Beijinhos 💕💕


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...