História All Night 2 - T3JU - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bianca Tatto Marques (BIBI), Christian Figueiredo, Depois das Onze, Flavia Pavanelli, Lucas "Luba" Feuerschütte, Lucas "T3ddy" Olioti, Maria Júlia Trindade, Mauro Nakada, Natalia "Nah" Cardoso
Personagens BIBI Tatto, Christian Figueiredo, Flavia Pavanelli, Gabie Fernandes, Lucas "LubaTV", Lucas Olioti, Maria Júlia Trindade, Mauro Nakada, Nah Cardoso, Personagens Originais, Thalita Meneghim
Tags Amor, Brasil, Brazil, Love, Maju, Namoro, Otp, Shipp, T3ddy, T3ju, The Vamps, Youtuber
Visualizações 309
Palavras 2.122
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Hentai, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Aviso no final!

Capítulo 1 - Cap 1


lucas olioti on @

Eu sei que ela chega hoje, meu coração se aperta ao lembrar dela, mas ela deve estar lá, com os gringos. Foi tão fácil pra ela me esquecer! Eu não consegui nem ficar uma semana com alguém, ela não desgruda da minha cabeça, ela já me esqueceu, eu preciso tirar ela de mim! Eu não posso me aproximar, eu não posso cair, ficar próximo dela só vai me fazer mais mal.

- Filho… O que foi? Pensando na Maju de novo? - Minha mãe pergunta me abraçando

- Eu não consigo tirar ela da minha cabeça! - Eu digo segurando as lágrimas que de vez em quando caíam

- Calma meu filho, mas você também não pode se isolar de tudo! Tem que viver! Você gosta muito dela né? - Minha mãe me pergunta fazendo cafuné na minha cabeça

- Gosto muito, mas tenho que parar! Só vou conseguir chorar se continuar assim! - Eu falo

- Meu filho, siga seu coração! - Ela diz apontando pro meu peito

- Tem problema se eu voltar pra São Paulo? - eu pergunto angustiado por deixar eles novamente

- Não meu filho, vai viver sua vida, você já é um homem e eu tenho orgulho de você, no seu lugar eu estaria muito pior - Ela fala me confortando

- Então vê se não chora, se não eu choro junto - eu falo a abraçando fortemente

Eu não sei o que acontece comigo, será que isso é amor ou medo? Ao mesmo tempo que quero me jogar e me atirar, lutar para conseguir passar o resto da minha vida com ela, eu queria só recomeçar, tentar de novo, me apaixonar, dessa vez, sem doer tanto.

: ligação christian figueiredo :

Chris: Eai man, quanto tempo, como vai?

Lucas: Cara, eu vou voltar pra São Paulo.

Chris: Que bom! E, vai ficar aonde?

Lucas: Sinceramente, não sei, vou começar a ver apartamentos hoje.

Chris: O que você acha que morarmos em uma casa?

Lucas: Quem? Eu e você?

Chris: É, se quiser a gente chama mais duas pessoas para morar junto com a gente.

Lucas: O Mauro?

Chris: Nossa, faz tempo que não falo com ele, e não vai dar, ele está indo morar com a Morena

Lucas: Todo mundo dando sorte no amor, menos eu

Chris: Ei! Também tô na pior!

Lucas: Eu sou o seu amor…

Chris: Óbvio Amorzinho

Lucas: Agora sugou.

Chris: Saudades da trupe

Lucas: Também.

Chris: Vamos voltar?

Lucas: Mas só eu e você?

Chris: Não! O Mauro também!

Lucas: Não sei não, não sei se estou pronto pra isso.

Lucas: Tem notícias da Maju?

Chris: Lucas, esquece ela!

Lucas: O que aconteceu? Ela está namorando?

Chris: Ela não é de falar essas coisas but, ela postou milhares de fotos com o Léo Picon, saíram juntos milhares de vezes, e foi assim mesmo que ela começou com o Japa.

Lucas: Merda!

Chris: E ela mandou umas indiretas pra você no Twitter, pelo menos é o que me parece.

Lucas: Indireta? O que?

Chris: "Bem foda esperar tanto alguém e quando finalmente chega o momento essa pessoa não está a lá"

Lucas: Era pra eu ter ido né?

Chris: Óbvio né idiota! Até o Luba e o Well foram!

Lucas: Que amigão você hein! Só aumenta minha auto estima!

Chris: Ah man, mas você também pisa na bola né?!

:desligo:

Sentimento bizarro, não sabia se acreditava ou se duvidava, eu estava totalmente confuso, minha bipolaridade adora momentos como esse para mostrar que ainda está aqui.

@oliotigama morena, quero call :(

Comentários:

@Sub3ar - ata

@majutrindwde - para conversarem sobre a Maju

@oliotisweet - shippo

@heisolioti - também quero call contigo

@lubatv - sdds

@christian_fig - me trocou pela morena? BELESMA

@opsmiri - só observo

@oliotigama - tá bom sr. sumido

@justin_br_13_9 - me segue Teddy!

~ call morena ~

Morena: O que foi sumido?

Lucas: Aí credo, que grossa.

Morena: Oi meu amorzinho, como vai meu pudim?

Lucas: Chata.

Morena: Te amo.

Lucas: Eu sei, também me amo.

Morena: Mas sério, me ligou por quais motivos?

Lucas: começa com M tem A tem J e termina com U

Morena: Maju?

Lucas: Eu tenho alguma chance com ela?

Morena: Não sei Lucas, ela ficou triste hoje, mas lembra que o amor sempre perdoa.

Lucas: Você é a melhor

Morena: Eu sei

Lucas: Ridícula

Morena: Mas então, ainda está afim dela?

Lucas: Não 100%

Morena: Está com medo né?

Lucas: Sim, não sei, estou muito confuso!

Morena: Eu não posso falar o que ela acha por respeito a ela, porém, segue seu coração.

Lucas: Vou voltar para São Paulo.

Morena: -grito-

Lucas: Ai porra tô com fone de ouvido

Morena: Desculpa, vai ficar aonde?

Lucas: Numa casa com o Chris

Morena: Eu vou ter que me controlar pra não shippar vocês dois

Lucas: Credo! Não!

Morena: Mania de Iludidos

Lucas: Ai ai…

Morena: Tenho que ir agora, foi bom falar contigo, se cuida, e não nos abandona de novo!

Lucas: Prometo! Eu só precisava respirar.

Morena: Já comprou as passagens?

Lucas: Não. Ainda estou vendo isso de casa e tal, vai demorar alguns meses.

Morena: Quando vier ver a casa de perto, me avisa, quero te ver.

Lucas: Também quero, temos muito papo para por em dia

Morena: Adoro!

Lucas: Vai lá bebê.

Morena: Tchau!

Lucas: Tchau.

~desligo~

Seguir meu coração, mas será que o certo é persistir? O nosso namoro durou tão pouco tempo, eu sinto como se fossem anos, ainda é recente para mim apesar de ter se passado quase um ano. Mas eu tentei, tentei namorar outra mulher, não dá, eu olhava para ela mas queria estar olhando a Maju, eu não sei se estou fazendo mal a mim, eu preciso relaxar, respirar fundo e parar de pensar no que me deixa angustiado, bom, falar é fácil, o difícil é fazer.

Pego meu celular que estava jogado na cama e procuro por alguns trocados, para ir até a padaria comer algo, coloco fones de ouvido me deslocando para um mundo aleatório onde as vezes eu sentia paz e outras vezes ficava confuso ou até triste e perdido.

Compro o necessário para me satisfazer e me alimento ali mesmo observando o movimento, o que será que essas pessoas estavam passando? O que será que aconteceu? Algumas felizes notoriamente, outras neutras, vazias. E uma menina triste, ela tentava esconder as suas lágrimas, seu semblante estava para baixo, senti vontade de ir até lá, muita vontade, porém, eu estava na mesma situação ou pior.

Ela percebeu que eu a encarava e tratou de limpar as lágrimas, eu simplesmente sorri para ela, e ela sorriu de volta, minha mente se aquietou, eu consegui fazer ela sorrir.

Com um sorriso bobo no rosto, por ter conseguido aquela "vitória interna", eu volto para casa.

Se mesmo quando eu estou triste eu posso fazer alguém feliz, por quais motivos eu não consigo fazer a Maju Feliz? Qual a dificuldade em tudo isso?

(…)

As malas estavam prontas, abraço mamãe e papai, sim ainda chamo eles assim, e vou até a rodoviária de Uber.

Enquanto o carro não chegava na rodoviária encarei a paisagem enquanto o trânsito estava parado, e vejo aquela moça que estava triste a alguns meses atrás na padaria, cidade pequena é assim, ela estava bem, me viu dentro do carro mesmo, deu um "tchauzinho" e sorriu, eu retribui.

Ela chama alguém, e logo vem um cachorrinho para perto dela, ela lhe faz carinho e eles continuam a caminhar, felizes.

Sorrir, Só Rir.

O sinal abre e os perco de vista.

Que bizarro tudo isso, nem tive tempo de acreditar que estava de volta a Ribeirão e lá estou eu voltando para São Paulo Capital.

Morar com o Chris, sinto que isso vai dar merda, mas o que a gente não faz não é mesmo?

Ligo para Chris antes de ir viajar, tudo certo, o que será que me espera agora? Sinceramente estou com medo, receio, não sei ao certo, é uma sensação estranha, uma adrenalina subia no meu corpo ao ver São Paulo novamente, como eu amava esse lugar!

Abraço Adalberto, meu urso de pelúcia, e imagino meu abraço com a Maju depois de tudo isso, será que ela me perdoa? Eu realmente fiz algo errado?

As vezes eu só queria não pensar, isso é um saco! Eu mesmo fico me atormentando, eu só queria ficar calmo, tranquilo, parar de pensar nela, mas pelo visto é praticamente impossível, já que minha mente parece ser mais minha inimiga do que amiga.

Saio do carro e respiro o ar de São Paulo, que saudades daqui.

- Ei, man! O que está fazendo aí parado! Vamos! Hoje ainda tem Vila Mix - Chris fala ancioso me puxando para o carro.

Guardo minhas malas e sendo no banco ao lado do motorista.

- Você vai? - ele me pergunta ao dar partida no carro

- Não! Estou cansado - respondo

Realmente eu estava cansado, mas esse não era o principal motivo, eu nunca mais me senti bem nesses locais, é como se parte de mim tivesse ficado na Maju, é como se eu tivesse a traindo.

Eu só sei que se ela tivesse sido qualquer uma eu estaria simplesmente pegando todas, bebendo muito, era meu jeito de esquecer as coisas, mas isso não funciona mais, comigo não, ela me mudou.

Acho que estou viciado nela.

- Lucas? T3ddy?! - grita Christian

- Ah O-Oi! - eu falo voltando a realidade

- O que foi mano? Ah… esquece, coloca uma música aí - ele diz

Pego meu celular conecto com minha caixinha de som, ponho Pink White do Frank Ocean.

- Você escuta isso? Jurava que você era fã de umas eletrônicas… - Ele diz surpreso pela minha escolha.

Escolhi, pois me fazia pensar nela, não por conta da letra, mas pelo simples fato de que ela ouvia isso sempre que possível.

Fecho meus olhos, e a imagino. Oito horas da manhã, o que ela estaria fazendo agora? Aonde ela estaria? Dormindo? Com alguém? Sozinha? Como eu queria estar perto de você agora, como eu queria te dar um abraço, relembrar o seu beijo e simplesmente admirar sua beleza.

Eu sei que preciso recuperar, só não sei o que. Recuperar a Maju? Ou minha vida? E se ela for minha vida?

: ligação morena :

Lucas: Advinha quem acabou de chegar em São Paulo?

Morena: Hm… O Justin?

Lucas: Vou te dar uma dica, ele ama ursos.

Morena: Deixa eu pensar… O Rafa? Afinal, ele é um ursinho né?

Lucas: Eu não queria ter ouvido isso, tem como "desouvir"?

Morena: Eu sei que é você bobão!

Lucas: Quando vamos poder nos ver?

Morena: Hoje não vai dar… Tenho que ajudar a M-Ma… uma Amiga.

Lucas: A Maju? Como vai ela?

Morena: Ela está bem.

Lucas: Ah

Morena: Olha, se quiser podemos nos ver amanhã!

Lucas: Pode ser Segunda? Queria gravar um vídeo contigo, até lá eu já arrumei minhas coisas

Morena: Hm… Pode ser!

Lucas: Ela nem fala mais de mim?

Morena: Ela fala de você, quando ninguém está por perto.

Lucas: É tarde demais pra pedir desculpas?

Morena: Desculpas pelo o que Lucas? Vocês dois não fizeram nada de errado!

Lucas: Mas me sinto culpado.

Morena: Então fale com ela!

Lucas: Será que devo?

Morena: Siga seu coração.

x: Morena! Com quem está falando?

*Morena: A-Ah Maju! É-Eh, tô falando com um amigo, E-Eh, pera aí só um minuto tá? Já já vamos!

Lucas: Como eu senti a falta dessa voz...

Morena: Vocês dois se merecem! Agora tenho que ir bebê! Beijos! Boa Sorte!

Lucas: Obrigado por tudo! Te amo!

Morena: Também te amo amigo!

:desligo:

- Mano, você não desiste né? Quer levar um pé na bunda? Parece que você está pedindo! - Chris diz

- Só estaciona esse carro e deixa minha vida em paz - Eu falo já irritado com toda essa situação

- Ficou pistola - Chris diz me irritando

reviro os olhos

- Chegamos Passageiros - Ele diz com mais uma de suas brincadeiras sem graça

Reviro os olhos novamente, vai ser uma luta diária morar com essa peste, acho que vou acabar ficando cego.

Abro a porta do carro e me dirigo ao porta-malas, após pegar tudo o que eu precisava, arrasto as malas até o portão.

- Chris, cadê as chaves? - pergunto

- Eu te dei - Ele diz

- Não! Estava contigo! - eu falo

- Eu te dei Lucas! - Chris insiste

- Não acredito! - Falo

- Calma - Ele fala

- Vê se está no chão do carro - Eu falo

- N-Não está! - ele diz

- Não acredito que eu vou ter que ir aí procurar, fica olhando as malas! - Eu falo enquanto entro no carro novamente, não aguentava mais aquele cheiro de perfume automotivo.

Passo minhas mãos por debaixo dos bancos, em busca da chave. Na primeira tentativa, por sorte, acho.

- Chris! Achei! - falo

- Você nem procura direito! - digo novamente fechando o carro e indo até a porta

- Finalmente né Chris… - Digo, porém quando olho para frente só consigo ver minhas malas, aonde esse miserável se meteu?

Isso pode parecer meio egoísta, mas única coisa que eu fiz foi abrir a porta, pôr as malas para dentro e ir em direção a porta principal da casa.

Ao abrir a porta percebo burburinhos, mas deve ser coisa da minha cabeça…

- Eeeh! Parabéns pra você! Nessa data querida muitas felicidades, muitos anos de vida! - Recebo em coral

Parabéns? Mas que dia é hoje?

Não acredito que esqueci do meu próprio aniversário! Agora sim estou percebendo o quanto isso me afeta, e o quanto está me fazendo mal.


Notas Finais


Pretendo não demorar para postar, mas estou com bloqueio.
Já tenho alguns capítulos prontos! Mas espero que entendam caso eles acabam e eu ainda não tenha escrito nada! Beijos!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...