História 1 é bom, 2 é ótimo, 3 é melhor ainda - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, D.O, Sehun
Tags Bissexualidade, Fem!kyungsoo, Políamor, Sebaeksoo
Visualizações 178
Palavras 1.036
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fluffy, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


oi gente!!! tem um projetinho muito lindo rolando por aqui, que é o "B de quê?", pra aumentar as fics com protagonistas bissexuais, e eu não pude ficar de fora, né? link do jornal nas notas finais.

fanfic dedicada à @zatennas, pq ela sempre me atura perguntando de capa, sinopse, pedindo ela pra ler capítulo e torrando a paciência dela e nunca briga comigo. te amo mt mt mt <3333

espero que gostem e apoiem o projeto pq ele é bem cheirosinho!
boa leitura <3

ps: essa autora que vos fala é preguiçosa e não revisa N.A.D.A

[EDIT] Gente, depois de uma semana tendo postado a fic, vi que fem!au é proibido, o que desclassifica a minha fic pro projeto. Como não quero apagar a fic, vou só retirar a tag, ok? ok!

Capítulo 1 - B de Bom demais para ser verdade


— Cacete, que dia do cão — Sehun reclamou ao abrir a porta de casa.

Baekhyun estava todo jogado no sofá, zapeando os canais quando o namorado abriu a porta, todo engravatado por causa do dia cansativo no escritório de contabilidade, com o cabelo devidamente arrumado e carregando aquela pasta debaixo do braço.

— Pensa pelo lado bom, amanhã é sexta, amor — o mais velho tentou contornar a situação, e Sehun riu, aproximando-se e deixando um selinho na boca do namorado e caminhando para o quarto enquanto tirava o paletó e a gravata.

— Kyungsoo já chegou? — gritou lá de dentro.

— Não. Ela ligou dizendo que vai demorar um pouco mais hoje porque vai passar no supermercado pra comprar algumas “coisas de meninas” — fez aspas com os dedos, mesmo que soubesse que o namorado não veria — que estão em falta aqui em casa.

Sehun não respondeu, ao passo que pouco tempo depois passou pela sala vestindo apenas uma bermuda, indo em direção à cozinha, e Baekhyun observou com atenção o namorado andando de um lado para o outro no cômodo, fazendo uma daquelas vitaminas gororobentas que só ele gostava.

Não se cansava de observar o namorado e perceber como ele era bonito. A pele branquinha era cheia de sinais e marquinhas que Baekhyun conhecia de cor e salteado — sua boca que o diga, já havia deixado inúmeros beijinhos em cada uma delas.

Era engraçado que Sehun fora o primeiro garoto a atraí-lo, justamente por chamar atenção devido sua beleza. Foi o primeiro beijo de Baekhyun com um garoto, e o pontapé inicial para descobrir que gostava também de pessoas do mesmo sexo, e, quase um ano depois, Sehun ainda foi o primeiro homem com quem dividiu uma cama, e continuou sendo o seu primeiro homem de muitas coisas.

Parando para pensar era engraçado que Sehun tenha sido o primeiro, mas que definitivamente não foi o último, e levou um bom par de anos para que finalmente engatassem em um namoro meio desengonçado, e depois de uns bons pares de meses, Kyungsoo chegou para ficar ao fazer morada no coração dos dois garotos e entrar de cabeça naquele relacionamento meio descabido.

Baekhyun tinha duas paixões desde os seus dezessete anos: homens e mulheres. As maiores paixões de sua vida, que lhe tiravam o folego e deixavam suas pernas meio bambas, fosse um par de saias, fosse os ombros largos que tanto observava, eram suas duas maiores paixões.

E agora, ele tinha dois amores: Kyungsoo e Sehun, que de saias rodadas à ombros largos, o satisfaziam por completo, e de beijos diários de bom dia à carinho sem limites, tinha tudo em dose dupla, duplamente intenso e especial.

— Pensando em quê? — Sehun apareceu no seu campo de visão, pulando para o seu lado no espaçoso sofá, segurando o copo de vitamina com uma mão, enquanto a outra ocupava-se em fazer carinhos com a ponta dos dedos na pele desnuda de Baekhyun.

— Em você, e em Kyungsoo. — Sehun sorriu com a resposta, e inclinou-se para deixar o copo no chão antes de capturar os lábios de Baekhyun em um beijo carinhoso.

A porta foi aberta no meio do beijo, e nem se deram ao trabalho de se separarem para saber que era Kyungsoo quem chegava.

— Começando sem mim, hum? — ela perguntou com um tom de divertimento na voz, indo até o sofá e fazendo um carinho nos cabelos dos namorados. — Sobreviveram sem mim, rapazes?

— Com muito custo, sim! — Sehun respondeu e Baekhyun passou os braços pela cintura da namorada, a puxando para o sofá entre ele e o namorado, ao passo que a menina ria com vontade.

Ah sim, aquela risada foi a primeira coisa que fez Baekhyun se apaixonar. Não por mulheres, já era apaixonado por elas há muito tempo, mas por aquela mulher em especial.

— Você sabe que não começamos nada sem você, Soo — Baekhyun disse manhoso, passando o nariz pela pele alva do pescoço da namorada, que se arrepiou e se encolheu um pouquinho, sensível demais naquela área.

As reações de Kyungsoo eram um deleite a parte, Baekhyun podia dizer.

Amava a forma como a namorada reagia às suas provocações, amava os toques delicados e tentadores. Amava ainda quando ela passava as pernas ao redor de sua cintura o enlaçando a si, ou como as unhas grandes o arranhavam sem o mínimo de piedade.

Amava os seios, as coxas fartas, o corpo curvilíneo e delicado, os cabelos longos grudados no pescoço pelo suor e a delicadeza dos movimentos.

Assim como também amava as mãos fortes de Sehun por seu corpo, quando era ele a prender as pernas ao redor da sua cintura. Amava o corpo masculino, as mãos fortes, os ombros largos, os mamilos.

— Falando em começar — Kyungsoo se afastou um pouco dos dois, mexendo em umas das sacolas que tinha em mãos e tirando de lá um pequeno vidrinho e mostrando aos dois —, eu passei em um sex shop quando vinha para cá, e vi esse óleo, sabe? Quero experimentar, fiquei sedenta só de pensar.

— E quando você não está sedenta, amor? — Sehun perguntou cheio de ironia, exibindo um sorriso de lado bem sacana e ocupando-se em apertar com vontade as coxas da namoradinha.

— Quando a gente tá transando, coisa que não estamos fazendo agora, e deveríamos estar. — ela respondeu afiada, se levantando do sofá com a sacolinha em mãos. — Vou tomar um banho e passar bastante óleo. Espero vocês no quarto, ouviram, meninos?

Kyungsoo caminhou para o quarto, ciente dos olhos vorazes dos namorados em si.

— Aposto uma grana que ela vai colocar aquele conjunto de calcinha e sutiã que dá um tesão da porra só de olhar — Sehun murmurou olhando para a porta do quarto, e Baekhyun riu.

— Aposto mais ainda que ela vai estar nua quando chegarmos lá.

— Fechado!

E tempo depois de encontrarem Kyungsoo nua na cama, banhada em óleo afrodisíaco, deitado entre os dois namorados, Baekhyun não pode deixar de sorrir e se sentir sortudo.

Se um relacionado a dois era bom, a três era melhor ainda, e Baekhyun não podia estar mais feliz.

Seus dois amores eram suas duas maiores paixões, e de saias rodadas à ombros largos, nada se comparava às saias rodadas de Kyungsoo e os ombros largos de Sehun.


Notas Finais


projeto B de quê? — https://spiritfanfics.com/jornais/projeto-b-de-que-10889729
apoiem e participem desse projeto lindo. Por mais visibilidade aos bissexuais, valendo ressaltar que bissexualidade não é dúvida e muito menos safadeza (como já ouvi falarem nos almoços de família da vida).

espero que tenham gostado da fic e nos vemos numa próxima, pimpolhos! <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...