História 2030 - Cyberpunk - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Ação, Aventura, Cyberpunk, Ficção Cientifica, Futurista, Sci-fi
Visualizações 8
Palavras 338
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Ficção Científica, Luta, Romance e Novela, Sci-Fi
Avisos: Álcool, Cross-dresser, Drogas, Gravidez Masculina (MPreg), Mutilação, Suicídio, Tortura
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Tio Morte = Personagem do jogo Let it Die que personifica a Morte, usado como giria para a Morte.

Capítulo 2 - Capítulo 2


Fanfic / Fanfiction 2030 - Cyberpunk - Capítulo 2 - Capítulo 2


-Harold!

-Gearboy?

-Um cara da superfície entrou em contato comigo, marquei o ponto de encontro para vocês, esteja lá até às sete da noite.

Gearboy é meu netrunner, também é minha fachada, para os que me procuram, encontram ele, e como normalmente não tem encontro físico ele é Harald, mas hoje mostrarei a face após seis anos nesse ramo. Gearboy me manda a localização e eu visto minha roupa de operações. Que nada mais é que meu sobretudo de couro com placas de metal em lugares estratégicos, equivalente ao colete protetor dos Solos. Pego minha carambit e meu punhal... Um punhal muito ferrado, mataria as pessoas de tétano, se as pessoas não fossem geneticamente protegidas contra doenças retro, minha pistola automática e saio. Espero que não seja hoje que o Tio Morte esteja esperando para me ceifar hehehe...

Ao sair do meu apartamento acendo um cigarro, esse é o melhor cigarro do mês, talvez porque seja o ultimo da cidade até eu ter de trazer da superfície um novo carregamento. Ao chegar no ponto indicado pelo Gearboy acho um lugar para que eu não seja avistado

Espero por, em média, dez minutos e chega um homem... Não, não era um homem, era um burocrata, ou seja, outro escravo ideológico das corporações, esses filhos da puta sempre fodem meu trabalho, não os respeito, não os considero humano. Espero um pouco até ele chegar próximo de onde estou. Num movimento rápido coloco a carambit no pescoço dele

-Como soube de mim? Sei que um imbecil da superfície como você não teria conhecimento de mim.

-Por favor, por favor não me machuquei, eu procurei qualquer um que pudesse me ajudar, minha filha... Ela foi sequestrada, eu procurei qualquer um

Eu tiro a carambit do pescoço, talvez eu devesse ser mais educado, eu preciso ajudá-lo, mas é perigoso, não sei como esse cara me encontrou, pode ser uma armadilha, não sei da minha fama na superfície, mas eu também sei como é perder uma filha... DROGA

-Conte me mais sobre esse acontecimento, te ajudarei, é negociamos o pagamento depois

-Obrigado, muito obrigado.



Notas Finais


Mais um capítulo, como é visível...
Os capítulos não tem hora nem data de publicação.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...