História 3 Love And Madness: Hate And Love - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Os Vingadores (The Avengers), Thor
Personagens Anthony "Tony" Stark, Clint Barton, Dr. Bruce Banner (Hulk), Edwin Jarvis, Fandral, Heimdall, Jane Foster, Lady Sif, Loki, Natasha Romanoff, Nick Fury, Pepper Potts, Phillip Coulson, Steve Rogers, Thor, Visão
Tags Loki, Ninadobrev, Tomhiddleston
Visualizações 35
Palavras 2.655
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Romance e Novela, Sobrenatural, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 2 - Ninguém Engana a Deusa da Verdade


Fanfic / Fanfiction 3 Love And Madness: Hate And Love - Capítulo 2 - Ninguém Engana a Deusa da Verdade

Pov.Becky.

Nossa como o tempo passa de maneira rápida, já fazem quatro anos que estou casada com Loki, e devo admitir que esta sendo uma experiência maravilhosa, sou mãe também, tenho minha linda garotinha Frigga Safira, ter um filho me mudou muito, não só fisicamente mas também em personalidade, além de ter criado mais corpo o que pra mim não foi tão bom pois sempre fui magra, mas hoje carrego uma cintura farta e Loki diz que fiquei mais bela, mas cinto falta da minha magreza, falando agora da personalidade eu penso muito mais antes de agir, penso na minha filha e em meu marido, eu vivo para os dois, os amo incondicionalmente, tudo tem dado certo, posso dizer que somos uma família quase normal, deixei de ser a menina que eu era e virei uma mulher mais responsável, ter um filho muda você, é uma nova responsabilidade, uma vida que depende de você para sobreviver.

Em quatro anos muita coisa aconteceu, Jane e Thor finalmente casaram, depois de muito Thor insistir Jane cedeu ao pedido, após três meses em coma Astrid acordou, ao acordar ela já sabia sobre a morte de minha mãe, Nádia e John, ela parecia já ter superado a perda, nós conversamos, a última vez que a vi foram a exatos quatro anos, eu ainda estava grávida de Frigga, fui ver Astrid no hospital, ela estava mudada, não via mais ódio em seu olhar e tudo que ela me dizia era verídico, ela falou que enquanto estava em coma viveu toda a dor do luto, que a mesma viu tudo acontecer em primeira pessoa, a maneira como ela voou do carro por não estar de cinto, ela me contou tudo nos mínimos detalhes, nós fizemos um acordo, tentaríamos manter a paz, minha mãe por mais incrível que pareça deixou um testamento para mim, Astrid e Nádia, dividindo seus milhões conosco, Astrid ficou com sua parte na herança, relutante fiquei com a minha, eu e Astrid resolvemos doar a parte de Nádia para uma instituição de crianças abandonadas, após isso a última coisa que Astrid falou foi que queria viver sua vida, viajar pelo mundo e viver intensamente cada dia, e que não queria se quer mais ouvir de Asgard, eu concordei e dali nunca mais a vi até hoje. Amora passou por um período depressivo muito grande, ela ficou quase dois anos, quase cometeu suicídio e foi salva por Fandral que sempre zelava por sua segurança, não preciso dizer que os dois se apaixonaram e casaram, hoje eles tem uma bebê de 1 ano juntos, eu fico feliz por eles. Falando dos meus sobrinhos que já estão com 4 anos e alguns meses a mais que Frigga, os dois são umas graças, Magni é doce e meigo, já Jasper é um guerreiro dês de pequeno, Thor sente muito orgulho dos filhos. O reino anda muito bem, a três anos atrás após a inspeção dos anciões que observarão o reino e constaram que o reinado de Loki e Thor havia sido prospero, então ambos viraram reis definitivos de Asgard. Sobre Frey nunca mais o vi nesses quatro anos, apenas que ele lutava por seu reino e que sobreviveu a um grande ataque a Alfheim que aconteceu dois anos atrás. Meu amigo Oscar adquiriu força Asgardiana e até longevidade após comer a maça de Idduna, Oscar não ficou duas semanas em Asgard, foi embora antes de Loki me pedir em casamento, não vejo Oscar a quatro anos, sei que aqui em Asgard quatro anos equivalem a quase vinte anos na terra, estou a vinte anos longe do meu lar, muita coisa deve ter acontecido lá, muita coisa deve ter mudado, mesmo tendo vivido apenas quatro anos aqui, sei que lá na terra se passaram quase duas décadas e a saudade está me matando.

Fora todos esses fatos minha vida está muito boa, como prometeu Loki me ensinou magia, mas eu não gostei e quis parar, aprendi alguma coisa ou outra mas não tenho interesse em usar, aprendi Latim fluentemente, mas nunca vou usar mas o importante é que foi divertido, ainda estou aprendendo grego, me enrolo toda, Frigga que tem quatro anos já fala pois Loki insistiu em falar em Latim e grego com ela dês de pequenina para a mesma se tornar fluente e deu certo.

Agora eu estava no jardim do palácio da capital com minha mão segurando a de Safy apelido carinhoso que dei a minha filha.

Eu entrei no palácio ainda com Safy ao meu lado, alguns guardas se curvaram diante de mim, já que agora sou rainha de Asgard, assim como Jane.

Uma cerva avisou de minha presença e logo Jane surgiu.

-Ahhh já fazem dias!.-Falou ela me abraçando forte, seu abraço doeu. E eu gemi.

-Perdão, ainda me acostumando com a força que a maça Idduna me deu.-Falou Jane e eu ri.

-Demorei para vir mas vim como o prometido.-Falei sorrindo.

Jane sorriu e olhou Safy.

-Oie amor! vem na tia.-Falou Jane.

Saif sorriu e pulou nos braços de Jane a abraçando forte.

-Menininha forte.-Falou Jane sorrindo.

-Mais forte fisicamente que a mãe.-Falei rindo se referindo a minha força humana.

-Magni e Jasper?.-Indagou Safy sorrindo.

-Sala de brinquedos Frigga.-Falou Jane sorrindo, vi minha filha sumir correndo, ela já conhecia todo o castelo da capital e o nosso no norte, mas como mãe eu sempre me preocupava.

-Venha.-Falou Jane que me levou até a sala de visitas, algo que ela criou e eu também gostei e fiz Loki me dar uma, tinha sofás, cortinas e várias coisas legais que me faziam lembrar da terra.

Jane sentou ao meu lado no grande sofá vermelho, bota grande, poderiam dormir dez de mim ali e ainda sobraria espaço.

-Novidades?.-Indaguei olhando Jane entusiasmada.

-Não muitas, apenas do torneio de campeões.-Falou Jane.

-Loki vive falando disso, fica falando que vai ganhar e mostrar ao reino seu poder e força.-Falei agora debochada.

-Thor não fica atrás, tem treinado duro todos os dias, ele quer ganhar também.-Falou Jane.

-Quando é o torneio?.-Indaguei curiosa.

-Daqui a 9 dias.-Falou Jane.

-Loki falou que guerreiros de muitos reinos vem lutar de 100 em 100 anos, então é a primeira vez em que vemos um desses.-Falei sorrindo.

-É! mas me preocupo com Thor, ontem briguei com o mesmo, ele deu uma espada para Magni e outra para Jasper.-Falou Jane colocando a mão na testa com aparente desgosto.

-O que a de mal?.-Indaguei.

-São de verdade, afiadas e tudo.-Falou Jane e eu trinquei os dentes fazendo uma cara de entendo você.

-Loki deu duas cobras de verdade a Frigga, a menina é tinhosa, hoje cedo eu estava arrumando minha gaveta de joias e coloquei a mão lá dentro, Frigga colocou uma das cobras lá e a maldita me picou.-Falei mostrando onde a cobra havia me mordido.

-Não sei qual é pior Loki ou Thor.-Falou Jane.

-Os dois.-Falei e começamos a rir.

-A melhor parte joguei Astrid e Meredith pela sacada.-Falei rindo.

-Astrid?.-Indagou Jane confusa.

-Ahh sim! isso é uma longa história, contei a Safy sobre minha irmã que era má e fazia coisas erradas, Saif mal ganhou a cobra e nomeou Astrid, eu deixei afinal é um nome digno a cobra.-Falei sarcástica e Jane riu mais ainda.

-Essa é a melhor.-Falou Jane.

Uma serva entrou e depositou uma bandeja sobre uma mesinha de madeira, fez reverência e saiu.

Jane serviu a mim e a ela.

-Estou Grávida.-Falou Jane nervosa.

Eu quase cuspi meu chá. Cheguei a virar o chá no chão.

Eu a olhei incrédula e sorri.

-Minha nossa Jane! parabéns.-Falei e abracei forte.

-Mas estou com medo.-Falou ela me olhando.-O parto de Magni e Jasper foi difícil temo não suportar dessa vez.-Falou ela entristecida por fim.

-Jane... você é forte vai conseguir.-Falei a fitando com ternura.-Thor sabe?.-Indaguei por fim.

-Não, vou esperar esse tal torneio acontecer para contar para ele.-Falou Jane que bebeu de seu chá.

-Thor ficará feliz eu sei.-Falei sorrindo.

-E Loki não quer mais filhos?.-Indagou Jane.

-Olha, pra quem falou que não saberia lidar com uma criança como pai, ele tem se saído muito bem, ele dá tudo a Frigga, tudo que ela pede ele da, está sempre grudado nela, ele ama a garota, as vezes a noite ele começa a falar dela, dizendo "Minha filha será conhecida como a melhor guerreira, a filha de Loki" eu até fico enciumada mas apenas escuto, acho que Loki está curtindo ser pai, mas não creio que ele queira outro filho.-Falei olhando Jane.

-Ele vai querer.-Falou Jane e eu dei um tapinha nela.

-Não... acho que Frigga já é o suficiente, é muito trabalhoso, além do parto que não quero nem mencionar.-Falei lembrando da dor e me sacudi.

-Entendo...-Falou Jane bebendo seu chá.

-Estou pensando em levar Frigga para conhecer a terra.-Falei sorrindo.

-Sério! Thor e eu queremos levar os gêmeos a terra, pode vir conosco.-Falou Jane e eu sorri.

-Irei, quero muito ir, estou com tanta saudade.-Falei levantando do sofá e dando pulinhos de alegria.-Sinto falta de muita coisa, facebook, os doces a internet, as roupas.-Falei por fim sorrindo.

-Você continua aquela mesma menina.-Falou Jane.

Eu ri, estava em pé, com as mãos encostadas em uma mesa alta de gesso branco.

Magni, Jasper e Safy entraram correndo.

-Oie Tia.-Falou Magni.

-Oie tia bonita.-Falou Jaspes.

Eu sorri e abanei de um jeito brincalhão para eles, como as condensas fazem aos seus príncipes, usei o maldito aceno que Loki me obrigou a aprender, eu achava engraçado, ele dizia que era necessário que o povo adoraria me ver acenando graciosamente, acabei de usar esse aceno engraçado com os meninos e eles riram juntos.

Eu corri de onde estava e abracei os dois juntos.

-Você é muito linda tia.-Falou Jasper e eu beijei sua testa.

-E cheirosa.-Falou Magni e eu lhe depositei um beijo na testa

-Sai! a mãe é minha!.-Falou Frigga que empurrou os meninos com força e se agarrou em mim possessiva.

-Filha que modos são esses?.-Indaguei a olhando séria.

-Eles querem te tirar de mim, ela é minha, só minha e do meu pai!.-Falou Frigga brava.

Eu a peguei no colo e a fitei.

-Frigga peça desculpa aos seus primos, eles estavam apenas sendo educados.-Falei a olhando séria.

-Não.-Falou ela que se abraçou em mim, e afundou a cabeça em meu pescoço.

-Desculpe Jane, desculpe por ela Jasper e Magni.-Falei olhando os três com vergonha.

-Isso acontece, levando em conta de quem é filha, está na cara que tanto pai como filha te amam com obsessão.-Falou Jane engraçada e eu ri daquilo.

Passamos o resto da tarde falando sobre nós. Frigga não largou de mim um segundo, e eu estava desconfiada, dos atos dela.

Por fim eu me despedi de Jane, nem pude ver Thor pois o mesmo estava pelo reino, requisitando algumas terras.

Abri um portal na sala mesmo e surgi diante do meu palácio.

Já era noite.

-Eu e você temos que conversar mocinha.-Falei e a peguei pela mão entrando no palácio.

A levei até uma biblioteca que estava silenciosa.

-Porque fez isso hoje, você não é assim.-Falei olhando amorosa.

Ela abaixou a cabeça me olhando daquele mesmo jeito que Loki me olhava quando escondia algo.

-Fala pra mamãe.-Falei me agachando na frente dela, a olhando com meu olhar de ursa mãe amorosa.

-Papai falou que Magni e Jasper são como Thor, papai falou que Thor era um irmão mal e que os filhos dele seriam maus comigo, e eles foram, queriam te tirar de mim.-Falou ela me olhando com os olhos marejados.

-Amor ninguém vai me tirar de você, sou sua mãe, você é só minha e eu só sua, sabe que te amo.-Falei a pegando no colo.

-Papai também disse que eu devia cuidar de você para que ninguém que fosse menino se aproximasse. -Falou Frigga e eu a olhei incrédula.

-Seu pai o que?.-Indaguei mas a consolei.

-Vem vamos para seu quarto, hora de dormir.-Falei beijando a testa dela.

A peguei no colo e andei pelos corredores, já era noite e os guardas haviam se retirado, então era somente eu e ela.

Cheguei perto do quarto dela e entrei com elas nos braços.

A coloquei em cima da caminha dele e sentei do seu lado.

Ela se arrumou e eu a cobri com a coberta.

-Jura que nunca vai me trocar.-Falou ela me olhando serena.

Eu afastei o cabelo dela do rosto e beijei sua testa.

-juro, sempre só sua.-Falei sorrindo.

-Te amo.-Falou ela.

-Também de amo pequena.-Falei e acariciei seus cabelos até a mesma dormir.

Assim que ela dormiu eu sai do quarto. Estava caminhando rumo ao meu quarto e de Loki, assim que entrei ele me olhou.

-Voltou tarde.-Falou ele sério.

Passei reto por ele e entrei no banheiro, me coloquei na frente do espelho e comecei a tirar meus brincos de ouro em forma de folha.

Loki surgiu na porta do banheiro com os braços cruzados, eu peguei um algodão e comecei a tirar meu batom.

-Pelo que noto, seu passeio não foi agradável.-Falou ele e eu o fitei.

-Meu passeio foi ótimo, tirando a atitude mal educada da nossa filha.-Falei o olhando.

Ele pareceu levar um tapa sem mal, me olhou incrédulo como se eu mentisse.

-Frigga não é assim, ela é a princesa mais educada do reino.-Falou ele.

Eu caminhei até ele e o olhei de perto.

-Eu estava feliz abraçando meus sobrinhos, ela chegou e os empurrou pra longe tendo um ataque de obsessão, não me soltou mais.-Falei aflita.

-Isso significa que ela gosta de você.-Falou Loki sorrindo.

-Mas ainda não acabou, como mãe é claro que falei com nossa filha, sou a deusa da verdade Loki, claro que descobri de onde ela tem tirado incentivo.-Falei e vi Loki erguer a sobrancelha esquerda coisa que ele fazia quando era pego em alguma armação.-Nossa querida filha falou que você fica dizendo a mesma, coisas de Thor o quanto ele foi mal com você, e outra... Loki onde é que se viu mandar uma criança de quatro anos, ficar rondando a mãe e não deixar "nenhum menino" chegar perto.-Falei por fim olhando ele que me olhou com a cara de culpado.

-Todo o cuidado é pouco, ela deve ter entendido o que falei errado.-Falou Loki se defendendo.-Afinal porque eu mandaria nossa filha ficar cuidando minha bela esposa das possíveis garras de homens que ainda a cobiçam mesmo depois de casada, com nada menos do que eu Loki.-Falou ele por fim sarcástico.

Eu comecei a rir.

-Você é incorrigível.-Falei ainda rindo.

-E você a coisa mais linda que vejo hoje, já te falei que esse vestido preto me deixa completamente louco?.-Indagou Loki e eu comecei a rir.

-Não falou.-Eu disse ainda rindo.

Ele tentou me beijar e eu corri dele, mas ele me pegou pela cintura.

-Me solta.-Falei rindo.

-xiuuu sua escandalosa. -Falou ele que beijou meu pescoço.

Eu me virei pra ele e o beijei.

Ele já ia rasgar meu vestido.

-Não, eu amo esse vestido.-Falei o olhando.

Ele revirou os olhos e me pegou no colo me levando até a cama.

Ele me abraçou por trás e começou a beijar meu pescoço, afastando o as mangas do meu vestido para baixo, deixando meu ombro nú, ele me beijou, começou a abrir o reco do meu vestido e por fim o jogou longe, eu fiquei apenas de Lingerie.

Ele começou a me beijar loucamente e eu apenas me deixei levar.

Para minha sorte ele usava apenas uma calça preta e uma blusa de tecido verde de mangas longas, eu as tirei dele com pressa que riu de meu desespero, mas eu não liguei e subi sobre ele beijando seu pescoço e peito, e depois subindo de volta a sua boca, ele me pegou pela cintura e me elevou para cima, rasgando minha lingerie e a jogando longe também, ele tirou a calça e se pôs sobre mim, me virou de lado para ele, sentia seu tórax em minhas costas, seus beijos em meu pescoço, senti quando ele elevou minha coxa ao alto com uma mão e introduziu seu membro em mim, começou ritmos lentos mas depois me amou loucamente, até que por fim nos abraçamos e adormecemos juntos.


Notas Finais


Fofo😍😍😍😍


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...