História 365 DIAS (Camren) - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Camila Cabello, Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais
Tags Arianagrande, Camilacabello, Camren, Dinahjane, Larry, Laucy, Laurenjauregui, Vercy
Visualizações 66
Palavras 1.494
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá pessoinhas <3
Boa leitura, espero que gostem!
Até mais...

Capítulo 3 - Capítulo 2.


Junho de 2014

 

- Tá, me fala quando você, Lauren Jauregui, teve problemas pra chamar alguém pra sair? – Dinah debochava.

- Ela só deve estar com uma afta enorme na boca pra acontecer isso DJ – Normani falou e as duas caíram na gargalhada.

Dinah e Normani vieram dormir em minha casa hoje, como de costume, já que era sábado e nós sempre fazíamos a noite do filme. Porém hoje, tiraram o dia pra encher o saco.

- Quantas vezes eu falei pra vocês que eu não chamei ela pra sair porque eu não quis! – esbravejei.

- Cala boca Lauren, você é capaz de beijar os pés dela, se ela pedir – Dinah respondeu depois de colocar um pedaço gigante de bolo em dia boca, o que a fez engasgar e me gerou altas risadas.

- Viu, bem feito! – ri.

- Lauren, por que não acaba com isso e chama a Camila pra sair? – Normani perguntou.

- Ok, vocês venceram – revirei os olhos – Tenho medo de chamar ela pra sair e levar um fora.

- NÃO ACREDITO LAUREN! – Dinah gargalhou, Normani jogou uma almofada em sua cara – Ei, por que fez isso?

- Lauren, ela não vai te dar um fora – Normani suspirou – Por que ela faria isso?

- Talvez por que eu não faça o “tipo” dela – encarei Dinah, para depois voltar meu olhar a Mani – Não sei sabe, a gente é só amiga... na verdade mesmo, não somos amigas, somos colegas de turma que fazem os trabalhos juntas – suspirei – E outra que ela nunca deu a entender que queria algo a mais comigo...

- Gaspar, não custa nada tentar... olha... eu falei brincando aquela fez que disse que você não teria chances... Se não rolar é só não olhar mais na cara dela, simples – sorriu.

- é Laur, quem não vai querer sair com uma puta gostosa igual você ein? – Falou Normani, que nos fez rir.

- Ok, eu vou falar com ela segunda...

[...]

Acordei com o despertador maltratando meu ouvido, eu só queria que o final de semana não acabasse.

Assim que levantei fui tomar meu banho e me arrumar para escola. Como hoje eu não tenho treino, não preciso me arrumar tanto, passar maquiagem essas coisas... Coloquei uma camisa xadrez e uma calça preta com meus coturnos, quem me vê assim até duvida que eu seja uma líder de torcida, mas posso confessar que isso não é por livre e espontânea vontade.

Peguei minha mochila e fui direto para meu carro, já que eu não costumo comer nada pela manhã e a casa estava vazia.

Sai de casa em direção ao colégio, eu estava um pouco atrasada, mas não fazia questão de chagar rápido então só curti o caminho. Até avistar uma silhueta muito bem conhecida por mim, Camila, que parecia completamente apressada e nervosa. Parei meu carro ao seu lado e abri o vidro dando de cara com sua expressão assustada.

- Lauren! – gritou – Nunca mais faça isso, já tava achando que iam me sequestrar – eu ri.

- Se você quiser eu posso te sequestrar agora e te deixar na escola – pisquei e ela corou, porém não falou nada – Entra ai, já estamos atrasadas.

- O-ok – destravei a porta para ela entrar e o que entrou foi o cheiro contagiante de seu perfume – Eu nunca me atraso! Que raiva, justo hoje que o professor vai passar aquela revisão – disse estressada.

- Calma, de carro a gente chega rapidinho – tentei tranquilizar – Então... qual é a primeira aula mesmo? – ela riu. Ótimo Lauren, agora ela te acha burra.

- Português... Mas você não deve saber mesmo, sempre falta as primeiras aulas – pareceu pensar – N-não que eu fique reparando mais é que os professores sempre reclamam – suspirei – desculpa... eu estou sendo péssima.

- Não tem problema – ri nervoso – Talvez eu precise começar a ir mais cedo mesmo, eu me importo com a escola sabe...Eu quero fazer uma faculdade...tipo não é só por que eu sou do grupo das líderes que eu...

- Eu sei Lauren, relaxa – me interrompeu – Você não é burra igual todas as outras, você é inteligente... com todo respeito, eu sei que são suas amigas – sorrimos – Enfim...

- Enfim – silêncio – Sabe, eu tava querendo falar com você... – é agora.

- Pode falar! – sorriu.

- Então já faz um tempo que... eu tava querendo te chamar p... – Escutamos seu celular tocando e ela olhou pra mim, eu assenti que era para ela atender e continuei dirigindo.

- Oi amor – amor? -..... Sim, só estou um pouco atrasada – riu – Mas a Lauren me deu uma carona e já estamos chegando..... a Lauren.... sim, da nossa turma.......ela é legal.... para..... ok depois conversamos....sim, acabamos de chegar... beleza te espero...beijos – Ela desligou o celular e eu já havia parado o carro no grande estacionamento da escola. Descemos do carro e ela voltou a falar comigo – O que você estava falando mesmo Lauren? – perguntou.

- Nada não... seus amigos estão bem preocupados por você chegar atrasada né? – ri nervoso.

- Ahh, é que eu nunca chego – riu – Era a Bea, nós meio que...voltamos a ter alguma coisa que eu ainda não sei classificar – eu sei classificar, ela voltou com o “amor” e eu me fodi bonito – Tudo bem? – perguntou com o cenho franzido.

- T-tudo sim, por que? – suspirei.

- Nada, porque você ficou muda de repente... você não ia me chamar pra alguma coisa?

- Ah, não é nada... só queria que...que... você fosse na biblioteca comigo depois da aula, preciso escolher um livro para aquela redação da professora Juliet... se você não estiver muito ocupada com a sua namorada talvez – debochei... mas eu mereço né. Pareceu que ela revirou os olhos.

- Hmmm, ok, eu vou.... – silêncio – Bom, obrigada pela carona, você salvou minha vida – riu. Nós havíamos chegado na entrada do enorme colégio. Assim que direcionei minha visão para frente, aquela loirinha estava nos encarando com aquela cara azeda dela. Camila não me esperou responde-la e foi em direção a Beatriz. Elas se cumprimentaram apenas com um selinho, mas isso já é o suficiente para estragar meu dia.

Resolvi sair dali o mais rápido possível, eu já estava atrasada mesmo, não ia fazer diferença se eu faltasse mais um dia.

 

Novembro de 2017 (dia 4)

 

- Lauren... Laur.... – alguém insistia em me chacoalhar – Acorde! – abri meus olhos e constatei que havia dormido na enorme poltrona de novo, olhei para o lado e Camila ainda estava lá, e que tudo não é apenas u pesadelo. Suspirei – Vamos comer alguma coisa, já amanheceu – Harry dizia calmo, estendendo sua mão para mim.

Segurei sua mão e ele me guiou até a praça de alimentação do grande hospital, chagando lá eu sentei em uma das mesas e ela logo foi buscar algo para comermos.

- Hoje trouxe um suco de laranja em vez de uva – falou, colocando o suco e um sanduiche na mesa – Você não está muito afim de falar hoje ne? – sorriu torto.

- Obrigada, eu não sei se conseguiria me alimentar sozinha – ri fraco.

Harry sempre foi nosso amigo, desde o ensino médio. Nos conhecemos na metade do ano, pois ele tinha sido transferido para nossa escola. Ele sempre nos apoiou em tudo, podemos dizer que ele é uma mãezona pra mim e para Camila. Eu sei que está tão arrasado com isso quanto eu, mas apesar de tudo, é a única pessoa que está cuidando de mim nesse momento.

- Sinu disse que você não quis ir embora ontem – comentou tomando um gole de seu café.

- Eles queriam que eu fosse dormir em casa. Mas eu não vou sair daqui – disse firme.

- Amor, você está dormindo aqui faz quatro dias já. Precisa descansar... está faltando a aula... não está comendo direto.

- Harry você acha mesmo que eu vou fazer alguma coisa com a Camila aqui? Desse jeito? Impossível – exclamei.

- Sim, eu não tô falando pra você largar ela aqui... mas pelo menos ir pra casa um pouco, senão a próxima que vai ficar em um quarto de hospital vai ser você, dormindo toda torta naquele sofá.

- Ok – suspirei – Mas quem vai ficar aqui? A Camila pode acordar em qualquer momento Harry... eu quero estar aqui quando ela acordar... eu quero ver ela acordar.

- Todos nós queremos isso, garota – ele segurou minha mão por cima da mesa – E eu tenho certeza que você estará aqui... mas é capaz dela desmaiar com o seu fedor – riu triste.

- Eu tomei banho ontem – ri – mas não brinca com essas coisas, por favor.

- Desculpa..... mas enfim, nós vamos pra casa hoje.... eu durmo com você e a tia Sinu passa a noite aqui – silêncio – Vamos Lo! Vai ficar tudo bem, eu prometo – seus olhos se encheram de expectativas.

- Tabom, vamos.... posso te pedir uma coisa?

- Quantas você quiser!

- Vamos para o apartamento da Camz....sabe.... em vez de ir pro meu.

- Você tem certeza disso? – perguntou com o olhar aflito.

- Sim... eu preciso disso! – suspirei.


Notas Finais


Eai, estão gostando? :3
Até o próximo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...