História 60 dias para aprender a me amar - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Himawari Uzumaki
Visualizações 60
Palavras 1.064
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi pessoas.^^

Espero que gostem, boa leitura.

Capítulo 1 - Quem é você?


Acordei e abri os meus olhos devagar, me acostumando com a luz do ambiente. Quando já conseguia ver as coisas, notei que estava em um quarto de hospital e que um homem loiro estava sentado em uma poltrona.

- Você acordou!! - Ele fala vindo até mim animado.

- Onde eu estou? Quem é você? Pera, quem sou eu? - Não me lembrava de nada, mas achei meio idiota perguntar essas coisas.

- Então você perdeu a memória. - Fala em um tom triste - Bem, eu sou Boruto Uzumaki seu irmão. Você é Himawari Uzumaki e está em um hospital.

Como posso confiar nele? E se esse homem estiver mentindo? Não tem como eu saber, o que eu faço agora? Já sei, vou pedir pra ele me dar alguma prova!

- Você tem algo para provar que está falando a verdade? 

- Serve algumas fotos que eu tenho no celular? 

- Sim. - Ele pega um celular do bolso e me entrega.

- Tem algumas fotos nossas e de alguns parentes e amigos. - Vejo as fotos e pelo que parece elas não são montagens - Então? Você se lembrou de algo ?

- Nada. - Devolvo o celular para ele.

Depois disso olhei melhor o quarto, vi algumas flores em um vaso e uma bolsa de panda tudo em cima de uma cômoda.

- O que aconteceu comigo para eu perder a memória e parar em um hospital?

- Você sofreu um acidente, mas outra pessoa vai te explica melhor.

- Quem? - Pergunto tentando me levantar da cama, mas sou impedida por ele.

- Nossos pais.

Ficamos algum tempo em silêncio, eu tentei lembrar de algo mas não consegui. Observei o homem loiro por algum tempo, então resolvo perguntar algumas coisas.

- Boruto? - O chamo - Qual a minha idade? Em que ano estamos? Quem são nossos pais? 

- Você tem 27 anos, estamos em 2017. Nossos pais são Naruto Uzumaki e Hinata Hyuga, mais alguma pergunta?

- Agora não.

- Já tinha me esquecido, vou avisar que você acordou!! Fique aqui. - Quando ele fecha a porta do quarto eu me levanto e vou até a bolsa. 

Mexo nela e encontro maquiagens, dinheiro, e um celular. Tento mexer nele mas tinha senha, só consegui ver que a tela do aparelho marcava 14h25min de uma terça feira.

- Himawari!! - Uma mulher de cabelos meio roxos abre a porta do quarto me assustando, coloco o celular na bolsa novamente, enquanto a mulher vem até mim e em seguida me abraça com força.

- Quem é você? - Ela me soltou e me olha em choque.

- Mãe, eu avisei que ela tinha perdido a memória. - Boruto fala entrando no quarto acompanhado de outro homem loiro, só que esse parece ser mais velho.

- Vocês seriam os meus pai? - Pergunto e a mulher faz que sim com a cabeça, noto que o homem mais velho estava com uma cara de velório.

- Esses são Naruto Uzumaki e Hinata Hyuga, nossos pais. - O loiro que disse ser meu irmão falou com uma cara muito triste. 

- É muito bom conhecê-los. - Me senti estranha falando isso, mas era verdade.

- Você não se lembra de nada? 

- Nada, me desculpa.

- Não se desculpe Hima, não foi sua culpa.

- Hima é um apelido meu? - Pergunto.

- Sim, de quando você era criança. - O homem mais velho da um pequeno sorriso.

Um médico entra no quarto e pede pra eu o acompanhar, já que queria fazer alguns exames em mim. 

(...)

Voltei para o quarto e achei algumas roupas na cama, junto com elas um papel. Nele estava escrito "Se vista que você vai para casa".

Me vesti e sai do quarto, no corredor o Boruto estava me esperando com uma mulher de cabelos escuros.

- Quem é você? - Notei que iria perguntar muito isso.

- Essa é a Sarada minha mulher. 

- Eu fui no casamento de vocês? Quando que ele aconteceu? - Achei meio chato eu perguntar, mas de uma coisa eu já sabia, eu era curiosa.

- Você foi sim, como madrinha. O casamento foi a quatro anos atrás, na primavera.

- Deve ter sido lindo. 

- E foi, mas agora vamos estamos atrasados. - Boruto nos apressa.

Não questionei, eles me levaram pelos corredores até o estacionamento. Entramos em um carro esporte e fomos até uma casa, que eu deduzi que era a minha. 

Saímos do carro e entramos na casa, na verdade na mansão. Fomos até uma sala onde tinha algumas pessoas, que quando me viram vieram até mim. Só reconheci o Naruto e a Hinata, quero dizer meus pais.

- Himawari!! - Uma mulher de cabelos rosas vem até mim junto com algumas outras pessoas.

Essa pessoas são importantes para mim? Me sinto meio estranha, todos devem ter memórias comigo e eu não.

- Me desculpa, mas eu não sei quem são vocês. - Eles me olharam um pouco assustados.

- Eu já tinha falado que ela perdeu a memória. - Reclama Boruto.

- Como se desse pra confiar em você. - Um cara pálido de cabelos azuis fala. - Você tem fama de mentiroso.

- Quando eu era criança!! - Praticamente gritou.

- Mas como vocês viram ela perdeu a memória, bem Himawari essa de cabelos rosas é a Sakura minha mãe. - Sarada começa a apresentar as pessoas para mim.

- É um prazer.

- Essa é a Ino a sua... bem ela é a Ino. - Ela fala apontando para uma loira.

- Muito bom saber que você está bem. -  Sorriu meiga para mim, eu retribui.

- Essa é a Temari, Shikamaru, Sasuke, Sai, Shikadai, Mitsuki, Chouchou e Sumire. - Ela fala o nome de todos, explica seus relacionamentos a mim e aos demais.

Depois de responder às perguntas das pessoas acabo indo para um canto, é muita informação para a minha cabeça. Acabei escutando a conversa da Hinata, tenho que me acostumar a chamar ela de mãe, e da Ino sem querer.

- Ele já sabe? - Hinata perguntou.

- Não consegui avisar, ele não atende o celular.

- Mas ele vem para cá?

- Sim, eu falei pra ele que a Himawari havia acordado e que faríamos uma recepção para ela.

Não sei de quem elas estão falando, mas provavelmente eu vou conhecer essa pessoa logo.

(...)

Estava conversando com algumas pessoas, na verdade as enchendo de perguntas até que um ser entra na sala e vem direto a mim.

- Que bom que você está bem, estava morrendo de saudades e preocupação!! - Ele fala e me beija sem mais nem menos, como se fossemos namorados. 


Notas Finais


Eu não tenho dia para postar capítulo.

Obrigada por ler até aqui. ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...