História A Arma de Amar.-(Imagine Jungkook Hot) - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Arma De Amar, Hot, Imagine Jungkook
Visualizações 517
Palavras 1.443
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Hentai, Mistério, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olha eu aqui!
Gente hoje teve feira na minha escola e eu to morrendo de cansaço, me desculpem se eu respondi de maneira mto simples os comentários, to mto cansada msm ;-;
Boa leitura!!

Capítulo 18 - Fuga.


Fanfic / Fanfiction A Arma de Amar.-(Imagine Jungkook Hot) - Capítulo 18 - Fuga.

—Viemos tomar providências.—Yoongi diz.


Eu me levanto com raiva.

—Que providências?

—Sai agora Jungkook!—Namjoon diz bravo enquanto Yoongi tenta se aproximar de S/N eu o empurro e ele revida e quase brigamos, se não fosse S/N segurar meu braço assustada.

—O que tá acontecendo Kookie??—Ela perguntou com a voz falha.

—Eu não vou deixá-la !—Digo a abraçando.

—Jungkook, sai de uma vez. Yoongi.—Yoongi vem até mim e me da um tapa na nuca, fazendo tudo ficar escuro.

S/N on


Depois que Jungkook desmaiou, eu me abaixei ao seu lado e tentei acordá-lo, mas Yoongi me pega pelo braço e me tira do quarto.

—Aonde tá me levando???—Digo me debatendo e tentando me soltar.

—Shiiii.—Ele diz colocando o indicador sobre seus lábios com um sorriso.

Continuo me debatendo até que chegamos no porão da casa. Eu continuava me debatendo mas Yoongi parecia não ligar.
Eu to com muito medo, Namjoon me causa isso.
O que ele vai fazer comigo??
E por que fizeram Jungkook desmaiar??

Chegamos no porão onde há uma cama e uma pequena janela, por onde somente alguém bem magro passaria pois ela é muito pequena e muito estreita.

—Você vai ficar aqui, pra evitar que você distraia Jungkook. —Yoongi diz sorrindo.

—Mas... Eu amo ele vocês não tem o direito de fazer isso!—Ele começa a subir as escadas que liga o porão à casa.

—Você não direito a nada, só de ficar aqui sem reclamar.—Ele diz e logo fecha a porta de ferro que me manteria presa ali.

Eu começo a chorar de despero. Yoongi machucou meu braço. Por que fizeram isso comigo? Justo agora, que tudo estava muito bem entre mim e Jungkook. Aish, não acredito que estou aqui presa. Cadê Jimin? Será que ele sabe disso?? E Taehyung?

E o mais importante, o que vão fazer com Jungkook??

Espero que meu idiota esteja bem, eu estou muito preocupada com ele.
Eu o meti nisso.
A culpa é minha.


Jungkook on.


Depois de tudo escurecer, não me lembro de mais nada. Acordo em meu quarto, com uma tremenda dor de cabeça, olho para os lados e vejo um Jimin sentado em uma cadeira, com os cotovelos apoiados nas pernas. Ele estava com as mãos no rosto, mostrando que ele estava mal.

Acordo aos poucos e sento na cama.
Logo ele me olha e vem até mim preocupado.

—Jungkook-ah, achei que algo de ruim tinha acontecido por você ficar tanto tempo desacordado. O que houve?? Ninguém quis me dizer e a maioria nem sabia o que estava acontecendo.

—Mas... A quanto tempo estou desacordado? E... S/N!!!!—Digo e me levanto com dificuldade. Minha cabeça começa a latejar.

Jimin logo me faz deitar.

—Deita aí e descansa. Você ficou três horas desacordado... Pelo amor de deus onde tá a S/N???

—Ela... Eles a levaram. Esses filhos de uma... Droga!!!—Digo socando a cama.—Eu preciso achar ela Jimin!!

—NÓS precisamos achar ela! Namjoon odeia muito ela, e não sei o que ele seria capaz de fazer com ela!!—Jimin dizendo isso só piorou a situação me deixando mais nervoso.

—Aish Jimin. Me ajude a levantar.


Minutos depois desçemos as escadas e fomos investigar se S/N estava em algum comodo da casa.

 Mas nada. 


Jimin procurou ela no segundo andar e ambos não encontramos nada.


Absolutamente nada.


E eu fiquei mais nervoso ainda, temendo o pior.
Ninguém se encontrava má casa, exceto na sala de reuniões, onde Namjoon e Yoongi riam animadamente. Eu quase entrei lá e estourei os miolos de ambos, porem Jimin me seguro.

—Se você Fizer isso, eles podem machucar a S/N.

Concordei com ele e fomos até o jardim, pra esfriar a cabeca

Sentamos em um banco qualquer. A noite tornava tudo escuro, mas, algo atraiu a minha atenção e a de Jimin.

Uma luz laranja vinha do porão.

S/N..

Me aproximo da pequena janela e a vejo, deitada em posição fetal tremendo e chorando.
Ver ela nesse estado me faz quere chorar e socar a cara de quem fez isso com ela.

—S/N.—A chamo sussurrando baixo. A mesma não ouve.—S/N!—Digo mais alto e ela se mexe na cama e olha pra uma escada. Logo, olha ao redor e me vê na janela, ela imediatamente sorri e se aproxima.

—Jungkook!!!—Ela diz chorando com um sorriso no rosto. Mesmo na situação em que se encontra, ela sorriu.

—Meu deus o que fizeram com você??—Jimin pegunta antes que eu pudesse respirar.


—Jiminie! Eles me trancaram aqui e mandaram eu ficar calada.—Ela me olha.—Jungkookie por favor me ajude! Eles fizeram algo a você??? Eu fiquei preocupada.—Ela diz chorando baixo.

Meu coração aperta. Ela ali, trancada naquelas horríveis condições, e ainda se preocupa comigo.

—Eu estou bem. Mas quero te tirar dai agora!—Digo e Jimin se pronuncia.

—E depois que você tirar ela dai?? Namjoon vai ficar uma fera e fará coisas piores com vocês, se estiverem aqui.—Franzimos o cenho.—Vocês não se amam? Fujam juntos oras!!—Nessa momento várias coisas me passaram pela cabeça. 


Eu nunca tinha pensado em fugir, em deixar as pessoas que cuidaram de mim quando eu estava perdido em Seul. Mas, agora, dois deles são uma ameaça para mim e para a pessoa que eu amo.

—Bom, o que acha teimosa?—Pergunto pensativo.

—Qualquer lugar é melhor que o porão! É errado, mas eu quero ir!!—Ela diz dando pulinhos.

Sorrio e logo volto a falar.

—Bom, vou falar com Jin Hyung , arrumar umas malas e Jimin...—Ele me olha.—Ache um hotel para nós em... Busan.—Jimin me olha incrédulo mas depois assente.—E consiga umas identidades falsas para nós dois, para que não haja suspeitas de que sou eu. E eu vou precisar de ajuda com as malas. —Olho pra S/N que aparenta estar nervosa.—Não se preocupe teimosa, vai dar certo.—Mando um beijo com as mãos e ela faz o mesmo.

—Ah que nojo! S/N minha pequena grande amiga, vou sentir saudade. Me manda mensagem todos os dias!

—Claro Minie, vou mandar!!

—Tá, já deu vocês dois. Vamos Jimin. Até mais amor.


Eu e Jimin começamos a fazer todo o necessário, mas é claro que escondido, pra que ninguém visse. Eu já havia feito minhas malas e Jimin já havia alugado um carro que nos esperaria atrás de casa, onde não há iluminação e ninguém nos viria. Ele, como é um espertinho, alugou uma casa para nós, enorme e um pouco desnecessária. Eu, confesso que nem tive tempo de pensar em como seria quando eu desse partida no carro para nunca mais voltar pra cá.

Jimin pegou as minhas malas e as escondeu num mato atrás de casa, onde ninguém viria.
Eu arrumei as malas de S/N, peguei seus pertences e Jimin as escondeu.
O carro havia sido deixado lá e eu estava com as identidades falsas para nós. Falei com Jin, que ficou triste com a nossa partida, mas nos desejou sorte e nos deu cobertura.
Eu já havia descido pela varanda de S/N até o jardim, e havia aberto a janela do porão.

S/N era bem magra então passaria sem problemas.

—Mas eu tenho medo!!—Ela diz.


—Vamos logo!—Digo nervoso.

Ela bufa e passa rápido pela janela e eu a pego e saímos correndo no meios das árvores. Eu e ela estávamos de mãos dadas. E eu não pude evitar sorrir.

Já no carro, assinei os documentos para o homem que nos entragou ele e logo entramos. Quando vi que estávamos a sos, a chamei..

—S/N.—Ela me olha alegre.

—Ah Jungkook só me beija.—Ela diz e eu a puxo para um beijo quente e envolvente, que se misturava com a adrenalina que ambos estávamos sentindo, fazendo o beijo que já era perfeito, ficar ainda melhor.

Assim que separamos nos encaramos.

—Você é tão linda.—Digo como um Bobo. Ela cora e bate no meu braço.

—Aish idiota! Você também é. E cá entre nós, eu já sabia que era linda.—Reviro os olhos e começamos a rir.


—Próxima parada, Busan!



S/N on.


Já estávamos a uns 30 minutos no carro e Jungkook dirigia tenso ao volante e também pensativo. Mas eu o vi olhando ladino para minhas pernas que estavam expostas por causa do vestido.

E eu, para provocá-lo, me remexia e subia meu vestido sem querer.

Eu molho meus lábios e Jungkook suspira.

—Não faça mais isso senhorita.

—Fazer o quê?—Mordo os lábios fingindo uma inocência que não tenho.

—Cacete.—Ele diz sorrindo e jogando a cabeca para trás.

Jungkook ora me encarava mordendo os lábios, ora suspirando.

Mas tudo melhorou quando eu fui bocejar mas acabei soltando um gemido, não me perguntem como.

Jungkook diz algo me olhando rapidamente, que me fez ficar quente e extasiada.

—Quando chegarmos na casa, você vai se arrepender de ter me provocado. Teimosa.

—Você nunca seria mal comigo, oppa.—Digo manhosa. 

—Quer apostar?


Notas Finais


Taporra ksksksks
EAI MEUS AMORESSSS??
OQ ACHARAM??
Skksks
Até o próximo capítulo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...