História A Bisbilhoteira - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), K.A.R.D
Personagens J-hope, Jiwoo, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Somin, Suga, V
Tags Bts, Drama, Mistério, Revelaçoes, Romance Policial
Visualizações 3
Palavras 924
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Crossover, Mistério, Policial, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Linguagem Imprópria, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Eu nem lembrava que publicava esta historia no Sprit, me desculpem, muitas coisas aconteceram em minha vida e a falta de computador é uma delas. Sei que não existem muitos leitores, mas não me importo muito.
Já que tenho a atenção de alguns, me sinto feliz ^-^

Capítulo 5 - O Deserto QUE Derrete ATÉ O Chocolate MAIS Amargo


Compras no supermercado é uma das coisas que somente as crianças veem como algo "legal". Eu não vejo nada de legal nisto, fora a parte em que vou ser beneficiada com comida, mas pagar é outra coisa. Até porque ninguém quer pagar. Os Adultos veem como algo necessário e algumas pessoas só possuem a condição de comprar o básico do básico do básico. Em quanto as pessoas economicamente favorecidas, se dão muito bem colocando seus empregados para fazer as compras. Porém, no caso da família Jung, – minha mãe, meu padrasto JyeHong e meu meio-irmão HoSeok – eu, a sobra da família, sou responsável por comprar um certo tipo de comida que o resto da família não se importar muito: comida vegetariana.

Não é muito fácil viver na Coreia, as frutas são bastante caras, a diversos restaurantes com comidas onde o prato principal é o focinho de um pobre porco ou até mesmo seu sangue. E sinceramente? Acho que sou a única por aqui. Pelo menos é assim que me sinto em casa: a ovelha negra, a diferentona. Mas também existem opções veganas como algas, bolinhos de arroz, brotos de feijão, pimentas de todos os tipos... Creio que não acharia tanta diversidade com tanta facilidade se estivesse na cidade de minha vó materna – Recife – onde a muitos temperos e comidas quentinhas.

Caminhei até a parte dos doces e procurei por chocolate amargo, iria precisar dele no resto do meu dia. Diminuiria o fato de estar morrendo de cólica e com ketchup – não-comestível – saindo de mim ou, a tão irritante TPM ao qual eu conseguia me irritar até comigo mesma. No entanto tenho uma agenda cheia: quatro horas para atualizar o blog, buscar o Urso na petshop para assistir a algum filme e poder dormir o que não dormi esta noite. Depois das cinco da tarde irei brincar com o Urso e dormir mais um pouco.

Na noite de sexta para sábado, Min YoonGi decidiu dar um de Kim NamJoon, mas ao contrário do tenente, ele decidiu assistir a American Pie, que é um tipo de filme ao qual eu colocaria na categoria: 10necessario. Ou seja, você que é humano, conseguirá viver sem este filme.

Caminhei até a estante de chocolate e olhem só: Min YoonGi estava no fim do corredor escolhendo marshmallows! Aquilo poderia ser algum tipo de brincadeirinha, ele pode estar tirando uma com a minha cara ou só deve estar me perseguindo. Acho que, pelo fato de estar o encarando, ele me notou e sorriu. Aquele sorriso onde o grau dos olhos fica nulo e só podemos ver duas retinhas. Tão lindo... não! E para piorar ainda deu um aceno com a mão ocupada – segurando um grande pacote de marshmallow's Candy Crown.

Provavelmente desesperado para acenar para mim, ou talvez, só esteja sendo educado mesmo. Por isto desviei meu olhar para a estante de chocolate. E quaisquer que sejam as intenções dele, não irão dar certo comigo. Não mesmo.

Já se passaram três semanas desde que ele se mudou e uma semana desde que ele me seguiu até em casa. Nos tempos em que não o via, eu sabia sobre tudo o que ele estava fazendo.

Hana 하나 ele não dorme muito a noite e a luz de seu quarto me incomoda toda vez que vou dormir.
E sim – ironicamente – uma janela de seu quarto é de frente para uma de minhas grandes janelas.

*Tul, Du 두 entre segunda e sexta, está trabalhando como coordenador – mais jovem – da escola pública de Daegu.

*Set, Se 세 sempre janta no Kimchim Mashi•neun, mas nos sábados janta no clube de basquete e aos domingos não sai muito de casa.

*Ne 네 joga – muito bem – basquete, por isto da aulas particulates todos os sábados no clube oficial de Daegu.

*Daseos 다섯 Sim, eu sou uma stalker, mas não sei muita coisa sobre o que ele faz dentro de casa.

*Yeoseos 여섯 Estou ficando louca para saber mais sobre Min YoonGi.

Peguei algumas barras de chocolate meio-Amargo e Amargo também. Mas não percebi que Min YoonGi estava empurrando seu carrinho de compras cada vez mais para perto de mim.

– Não vou perguntar como sabe a senha do meu E-Mail...

Não pode ser ele!

É ele!

Claro que é. Quem mais seria?

Não arregale os olhos!

Também não faça expressões faciais que possam ser lidas como surpresa!

Fique neutra como uma substância de pH=7.

Respire fundo!

Eu disse para respirar fundo!

Respirei fundo.

Pronto. Agora olhe para ele!

Meu coração vai sair pela boca, sinto ele batendo forte no meu pescoço. Minha pele facial arde! Seria ele o sol e eu mais uma vítima de seca? Seria eu um Deserto recém-nascido? Ou eu seri um chocolate exposto a luz do sol?

– Me chamo Min YoonGi.

Inspira.

Espira.

Respira direito po*a!

Não pira.

Eu falei para não pirar!

Porcaria de subconsciente, isto é hora de acordar com tanta euforia?

Eu estou sempre aqui.

– Simon Clarice. – consegui falar direito. Sem gaguejo. Isto é motivo de comemoração! Hoje tem! Pode avisar a Ludimilla porque é Hoje!

Sinto meu corpo ferver quando ele estende a mão para mim. Minhas mãos estão suadas, cada célula do meu corpo pinica como se as mitocôndrias estivessem em um trio elétrico típico do carnaval baiano e quando apertei sua mão todas estas sensações multiplicaram por mil ou milhões ou trilhões ou bilhões. Não sei. Mas estava em todo o meu corpo e quando dei por mim, percebi que eu precisava sair de perto dele. Afinal, eu poderia derreter ou explodir – como os vampiros de True Blood – ali mesmo.
 


Notas Finais


*As palavras em coreano são números: 1, 2, 3, 4 e assim por diante.

A historia é de minha autoria, eu a público, originalmente, no wattpad. E quando passo para o Sprit ela sofre algumas modificações porque eu não consigo não mudar alguma coisa.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...