História A Conexão De Um Destino Impremeditado - Interativa! - Capítulo 7


Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Alix Kubdel, Alya, André Bourgeois, Chloé Bourgeois, Félix, Gabriel Agreste, Hawk Moth, Jalil Kubdel, Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Mestre Fu, Mylène Haprèle, Nathalie Sancoeur, Nathanaël, Nino, Nooroo, Personagens Originais, Plagg, Sabine Cheng, Sabrina, Tikki, Tom Dupain, Wayzz
Tags Miraculous
Visualizações 52
Palavras 960
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Luta, Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Mds!!! Gomensai!! Sei que Demorei bastante, mas...
Tá aí o capítulo fresquinho que sai direto do forno da minha imaginação!!!
Neste capitulo Mostrarei apenas algumas fichas, mas no próximo, mostrará todo o restante! Não se preocupem!!!
Enfim...
Espero que gostem!!!

Capítulo 7 - Novos tempos, Novos heróis...


Alguns Anos depois...

Uma mulher de cabelos azulados presos em um coque, corria pra la e pra ca arrumando as ultimas coisas necessárias pro primeiro dia de aula do novo ano que começava de seus filhos. Afinal a especialidade de uma mãe é ser a zeladora de tudo.

A jovem mãe brigava por conta da bagunça que encontrava sua casa, sem contar também que reclamava da enrola das meninas para se arrumarem.

- Meninas andem logo! Se não vão se atrasar! – gritava Marinette enquanto seguia em direção da garagem. – Eu não sei porque elas demorem tanto pra se arrumarem!

- Elas entre aspas você quer dizer? Eu não sou assim. – reclama Kacie acompanhando a mãe em direção ao carro.

Pra ela a melhor roupa que existia do mundo era aquela de quando se acorda. Pra a morena a ultima moda que lançou não prejudicava em nada em seu modo de vestir. Seu gosto pelas as coisas se assemelhavam mais a de um menino do que uma “garotinha”.

- Hey! Esperem por mim! – grita Sailor, a irmã mais velha. Ela entra no carro logo em seguida que sua mãe e sua irmã entram. – Err, vocês não vão esperar a Felicie?

Por ser irmã mais velha, ela se preocupava com suas irmãs mais novas. Gostava de se sentir útil e ajudar os outros.

- Eu disse pra vocês que se demorassem iriam ficar sem carona.

- Bem feito pra Fe. – ria Kacie, mas quando sua mãe ia dizeer algo a respeito a ultima ação da menina, Felicie entra no banco dos passageiros.

- Pronto, cheguei. Agora vocês podemos ir hehe.

(...)

Enquanto isso na casa de casa de Ayla e Nino.

- NINOOO!

O grito da jovem mãe acordou praticamente a casa inteira.

- Ayla! O que foi...? – Nino chega a cozinha correndo que nem o flash, mas ao deparar com o inocente rato que tinha assustado a sua esposa, ele no fundo sentiu um profundo arrependimento de não ter ficado na cama. – AH MERDA! COMO ESSE RATO VEIO PARAR AQUI?!

Ele assim como Ayla subiu na mesa e os dois esperavam que algum super herói viesse salvá-los. Mas as únicas pessoas que vieram ao seu socorro foram seus filhos: Isabela, Larissa, Isabely. (Sim, eles filhas com nomes parecissimos kkk. Mas os apelidos que foram vcs diferenciarem)

- Esse escândalo tudo por causa disso?! – pergunta a Bela indo em direção ao rato e o pegando pelo o rabo, fazendo todo mundo ficar com cara de nojo.

- Joga logo esse trem fora! – fala Lari e Bela so para provocar leva o bichinho pra cima da irmã. – PARAA

- Pare com isso Bela! – sua mae diz e a menina para. – Leve-o para outro lugar...

- Um lugar que não seja aqui por favor! - fala Isa, provocando assim uma risada por parte da Irmã.

- Você me deu uma grande ideia... Que tal eu criar esse pobre ratinho... Não melhor... Vou criar uma ratolandia aqui em casa?!

- Nem pense nisto Isabela! – dessa vez foi o Nino que se propôs a falar. Afinal, ninguém tava a fim de fazer daquela casa... Uma ratolandia.

(...)

Já na casa da Chloe e Marty.

- Panquecas... Quem quer? – pergunta a loira e sua filha e seu marido ao mesmo tempo levantam as mãos. – La vai!

Ela joga a panqueca pra Anna Luiza que a recebe em seu prato. Aconteceu o mesmo com Marty.

Depois a loira colocou-a em seu prato e sentou a mesa para tomarem café juntos.

- Quem diria que um dia a senhorita Burjoeis estaria na cozinha... Fazendo panquecas pra mim? – brinca Marty dando um selinho na sua amada.

- Não reclame, se não acaba por aqui as panquecas grátis! Depois vocês so saciaram sua fome pagando!

E Todos riam juntos.

(...)

Na casa de Juleika e Nathaniel.

- Oh serhumaninho! Você acha que o banheiro é so seu? Sai logo dai, porque eu também preciso tomar banho! – grita Cristy batendo na porta. – Você ta me escutando Robert!?

O garoto sai do banheiro.

- To vendo que hoje em dia nem se pode tomar banho em paz.

Sem se importar com o comentário do irmão, ela entra no banheiro, deixando o menino a sos que vai em direção ao seu quarto. Após se vestir e arrumar suas coisas. Robert para em frente ao espelho e se olha.

- Será que esse ano vai ser diferente, ou vou continuar o mesmo garoto em que ninguém nota?

Não era a toa ele pensar aquilo. Ele sempre foi tímido e de poucas palavras, igualzinho ao seu pai.

- Venha tomar café Robbie!

Robert despertou-se de seus pensamentos com o chamado de sua mãe. Ele então deixou o quarto e foi em direção a cozinha, onde seus pais os esperavam pra tomar café.

(...)

- Tchau meninas! Tenham uma boa aula! – despediu-se Marinette de suas filhas.

O seu sorriso logo foi desfeito assim que o vidro do carro foi fechado. Azulada olhou pra seu celular e pensou em ligar para seu esposo. Mas a mesma se perguntava se era certa para ligar, talvez ele ainda estava no presídio.

Mesmo ainda em duvidas, ela resolveu ligar e logo foi atendida.

- Adrien? Esta tudo bem? – ela perguntou, mesmo indecisa se aquela era a pergunta certa a se fazer.

- Não, não esta Mari! Os boatos estavam certos... Ele fugiu da cadeia!

Marinette não pode esconder o quão surpresa ficou com aquelas palavras.

- Seu pai fugiu...? Mas... Não pode ser! Faltava apenas uma semana para soltarem ele! Por que ele fugiu antes...?

- Também não sei. Mas os policias temem que ele possa esta planejando algo.

- Por exemplo... O que?

- Trazer o passado a tona. Talvez mais uma nova era de akumas venha nos assombrar novamente...


Notas Finais


Mistérios...
E novos conflitos irão acontecer em breve.
A curiosidade de vcs foram a mil depois desse capítulo neh kkk?

Bjs!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...