História A Era dos Caminhantes - Capítulo 103


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Ação, Apocalipse, Caminhada, Caminhantes, Contaminação, Drama, Ficção, Mortos, Mortos Vivos, The Walking Dead, Zombie, Zumbis
Visualizações 4
Palavras 662
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Ficção, Ficção Científica, Romance e Novela, Terror e Horror
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Necrofilia, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Self Inserction, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 103 - 8.13 Força


I...

Um clima ruim acompanhado de um silêncio desconfortável atinge todos ali enquanto esperam Wesley dizer ou fazer algo. Após ouvir os amigos, o garoto fica parado olhando atentamente para Brutos, o cão latia para ele como se também quisesse dar algum sermão.

- Vocês tem razão. - Wesley permaneceu olhando para o cachorro, ele se ajoelhou ao lado do animal. - Eu não esperava reagir assim após saber da morte de minha família, eu não esperava perder tantos amigos, eu não esperava decepcionar vocês todos, sinto muito.

Daigo surge caminhando devagar com a ajuda de uma muleta, ele vai até Wesley e estende a mão para ele. - Você tem que continuar cara, tem pessoas aqui que precisam disso.

- O que está fazendo Daigo?! - Rinaldo corre até o amigo mas Daigo sinaliza para ele parar.

- Estou usando minhas últimas forças pra isso, não me interrompa e faça meu esforço ir em vão. - Daigo tosse e perde o equilíbrio, Wesley rapidamente se levanta e da apoio para ele. - É Walkers, eu vejo futuro em alguns de vocês, pra outros vejo morte e infelicidade, posso estar delirando a beira da morte minha que é certa, ou posso estar recebendo um aviso do além, mas é isso e sempre será, os  fracos vivem e lutam para morrer, os fortes morrem após vencer. - Ele faz uma pausa e por fim  cochicha prs Wesley. - Cara, sou um teste pode... me usar.

Dito isso Daigo desaba nos braços de Wes, todos ficam olhando inconformados, Rinaldo corre para ajudar o líder a segurar o corpo.

- Levem ele correndo pra enfermaria. - Gritou Isabelle já correndo pra sala preparar os equipamentos.

II...

Julia vai até Well e o abraça.

- Que bom que não aconteceu nada com você.

Well retribui o abraço e beijou a testa da garota. - Nós vacilamos com as meninas, poderíamos ter evitado a morte delas.

- Não Well, não adianta se culpar, não precisa ser sempre assim.

- Tudo bem, vou tentar.

- Então pessoal. - Disse Jow. - Tipo, eu e meu amigo estamos perdidos aqui, não conhecemos ninguém, não conhecemos o lugar, nosso furgão está lotado de armas.

- Armas também temos. - Retrucou Leo. - Precisamos de munições.

War abre a trazeira do furgão e deixa cair várias caixas de munição.

- Que calibre vocês precisam?

- Opa, gostei desses caras. - Disse Leo indo até eles. - Qual é o nome de vocês amigos?

- Jonatan, mas pode me chamar de Jow. Meu amigo ali é o Warlen.

- Me chamem de War, já que estamos numa guerra, pega bem esse apelido.

- Sou o Leo. E se estiverem se perguntando sobre meu braço de Ferro, sim, eu nasci assim.

- Então Leo. - Falou Jow. - Não chegamos numa hora boa, preciso descansar.

- Venham comigo. - Chamou Well dando a mão para Julia. - Vamos levar vocês pra tomar um banho, comer e descansar.

- E os corpos e as armas? - Perguntou War.

- Nós cuidaremos disso. - Falou Doug. - Vamos lá Diego, Jean, Leo e quem mais estiver a disposição. Vamos levar as armas para o arsenal e os corpos para o jardim.

- Obrigada Doug. - Agradeceu Julia acompanhando  Well levando os outros pro refeitório.

III...

Wesley e Rinaldo saem da enfermaria, em seguida Isabelle e Cadu.

- Daigo também será um zumbi branco então. - Disse Rinaldo. - Tomara que você descubra algo Isabelle.

- Tenho um pouco de esperança agora que Wesley arrumou a energia, aliás, obrigada Wes, Pela energia e pelo corpo do tal Italo.

- Eh, de nada.

Os Quatro chegam no refeitório, Mika, Julia e Cleisla serviam os garotos com pães caseiros e geléia de amora.

- Jow e War, Obrigado pela ajuda. - Agradeceu Wesley. - Infelizmente perdemos nossas amigas, teve que acontecer. Bom, sejam bem vindos ao CCD, sejam bem vindos aos Walkers...

IV...

- Então Kawan, decidiu algo?

- Sim Fabricio, amanhã nós entraremos, estejam prontos pra ação...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...