História A Era F - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 6
Palavras 1.811
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Científica, Luta, Magia, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shounen, Suspense, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Mutilação, Pansexualidade, Tortura
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


FOI MAL A DEMORAAAAAA, foi semana de prova estudei pa caralho, fui pra escola tirei 5 em história, resumindo foi foda escrever então foi mal.

Boa Leitura

Capítulo 5 - Eu Sobreviverei?


F chegou na porta do centro, e entrou, foi andando, seus olhos estavam inchados e vermelhos o que dava sinal de um choro recente, foi andando ate sua casa.

F—Pai tá ai! — Entrou na casa

Derek—To, o que queres? E cade o Pedro?

F—E sobre ele que eu quero falar — Falou com uma voz baixa, e enxugando a lágrima que caia em seu rosto, seu pai apareceu na porta da cozinha, olhando o filho do jeito que estava

Derek—O que você fez com ele? — F olhou para o pai surpreso, como seu pai podia falar que ele fez alguma coisa com seu irmão, depois o olhou com desgosto, F riu um pouco e olhou para seu pai, com um olhar de raiva

F—De tantas coisas que o senhor esconde de mim, esconder que minha mãe tá viva, e a pior coisa que o senhor fez, eu não fiz nada com o Pedro… Minha mãe fez! — Gritou o menino, ele estava serrando os punhos de tanta raiva

Derek—Merda, você descobriu, não te contei porque era para te proteger, mas o que ela fez?

F—Você tentando me proteger, matou meu irmão, se nesse plano tinha o objetivo de me deixar com raiva, se for isso conseguiram, pode falar o que quiser, mas vingança eu vou ter — F falou com o rosto vermelho de raiva

Derek—Merda! Não era pra ele morrer, eu aceitei formar um plano com ela, porque ela falou que ia matar ele, mas de qualquer jeito ela não cumpriu a promessa, desculpe filho — Falou levantando a mão e jogando F contra a parede, o prendendo com a força do vento e saiu pela porta, um tempo depois F caiu no chão
 

F

Merda aquele velho formou um plano com ela, serio por que e não esperava isso, depois de eu descobrir que ela tava viva, eu devia ter desconfiado, falei me levantando do chão, ouvi a porta sendo aberta, Hil apareceu.

Hil—Que merda aconteceu aqui? Escutei um grito acho que seu, e o barulho da parede

F—Nada — Falei passando a mão no meu braço, parecia que tinha cortado, mas só um pouco nada grave

Hil—Como nada, seu braço…

F—Já falei que não e nada, meu braço… — Dei uma olhada — E um corte pequeno, não se preocupe — Ele balançou a cabeça em negação — Ta eu falo… meu pai fez um plano com minha mãe, e meu irmão morreu tá bom pra você agora

Hil—Nossa, foi mal fazer você falar isso, desculpa — Ele abaixou a cabeça, fui em seu rumo e a levantei

F—Larga disso, vamos atrás do meu pai — Quando falei isso escutei uma explosão

???—Acho melhor não F — Tinha alguém atrás de mim, eu reconheci sua voz, Hil se assustou

F—Renan, o que foi?

Renan—Não escutou o barulho? E o seu pai, vim o mais rápido possível, já que não achei ele — Falou apontando para Hil

Hil—Mas da próxima vez, não fica invisível atrás de nós

Renan—Não queria atrapalhar a conversa — Falou rindo um pouco, ele era bem engraçado, acho que uma das únicas pessoas que me faziam rir, era alto mais que eu, cabelo preto raspado dos lados e com um pouco de volume em cima, magro olhos castanhos, era um dos meus melhores amigos

F—Que merda ele fez? — Falei com raiva, pois tinha certeza que coisa boa não era

Renan—Só explodiu o salão, pouca coisa… Mas sem gracinha, me pediram para chamar vocês dois, seis vem ou nada — Falou ele abrindo a porta

F—Fica triscado em mim Renan, e vai rápido Hil — Renan pegou no meu ombro — Só não solta Beleza — Ele balançou a cabeça e eu sumi

 

Dentro Do Teleporte

F—Só pra falar, ninguém sabe desse mundo, por isso nunca trago ninguém comigo — Ele ia soltar meu ombro mas eu segurei — Não solta e sério, se soltar talvez você não volte para o mundo normal

Renan—Ta mas… que mundo e esse?

F—Não sei exatamente, mas aqui e tipo a Terra e minha mente também, todos os lugares que estão na minha memória, e só eu triscar neles que eu vou para o lugar, aqui parece que estamos demorando muito mas o tempo aqui, passa mais rápido do que na terra, uma hora aqui e um minuto e assim por diante, somos mais rápido que o próprio Hil, mas quando eu to vendo o lugar que quero me teleportar, e bem melhor, mas vamos logo, salão cade — Olhei para o lado e vi trisquei e desapareci com o Renan junto

 

Fora Do Teleporte

Renan—Mas dá um enjoo passar por ai

F—Só para quem não tem o poder de teleporte, mas que merda, ele destruiu tudo

Renan—Vou ficar invisível de precaução — Falou ele sumindo e Hil chegando

Hil—Esse seu teleporte e muito rápido — Falou um pouco cansando

F—E sim, sim mas deixa pra la

Derek—Oi filho, só avisar uma coisa, esse aqui não e seu pai, pra falar a verdade e, mas ele tá sendo controlado por mim, sua mãe

F—Sua maldita, por que matou meu irmão? Ele e da sua família

(Só pra falar, se você se confundir, não pense que e só você, eu também estou)

Derek—Minha família, não me importa, quero o mundo pra mim

Hil—Então… Isso e uma coisa que você não vai conseguir

Teleportei minha espada para minha mão, sei que se eu machucar meu pai, vai ser meu pai que vai sentir, mas e o único jeito, o Renan estava atrás da minha mãe, ele pegou no pescoço dela, e tacou ela no chão, e Hil foi ate ela e deu um soco, ela fez todos sairem de perto dela.

Renan ficou invisível de novo, eu fui pra cima, ela sabia que meu pai podia fazer uma espada, ela só precisava de um ferro ou uma madeira, ela foi em rumo uma madeira, apareci na frente dela, tentou me dar um soco mas eu desviei e dei um chute na barriga, ela foi um pouco para trás, e levantou varias coisas atrás dela e jogou no meu rumo, Hil correu ate mim e me tirou dela, Renan apareceu e deu soco na cara dela Hil correu e deu soco na barriga, que fez ela ir para cima, ela se jogou para a frente e pegou a barra de ferro, merda agora ela pode criar uma espada de fogo, o poder do meu pai, controlar os quatro elementos fogo, terra, ar, água.

Derek—Filho, você não teria coragem de matar seu pai, mesmo com as coisas que ele escondeu de você — Hil e Renan correram no rumo dela, ela os jogou na parede e os predeu

F—Vou tentar de tudo para não matar esse velho, mas se for preciso eu terei de fazer

Hil—Se não vai matar ninguém, você consegue — Olhei pra elemento

F—Se eu matar alguém, você vai ter que me perdoar — Falei um pouco triste

Ela veio pra cima consegui defender, mas ela ainda deixou a espada no mesmo lugar, e continuou empurrando, o que fez eu ir para trás, tirei a espada e fui para o lado tentei acertar a espada nela, mas ela desviou, começamos a bater espada muito rápido mas ela cada vez estava ficando mais rápida, eu fui defender mas ela conseguiu mudar a trajetória da espada, que pegou na minha perna e me fez cair, minha espada caiu do lado do pé dela, e ela jogou a espada longe, ela colocou a espada no meu pescoço me impedindo de levantar.

F—Você esqueceu que eu posso me teleportar

Derek—Mas e bom não fazer isso, você não consegue ver seus amigos, se teleporte e um deles morre

F—Você não faria isso

Derek—Quer provar, não desafie a mamãe

Me teleportei para o lado, olhei para ela, ela tacou a espada no rumo do Renan, me teleportei para a frente dele, e tentei pegar a espada, mas… Ela atravessou minha barriga, não doía e sim ardia, senti sangue cair da minha boca, naachava que sobreviveria, mas peguei espada e apertei, o que fez meus dedos se cortarem um pouco e empurrei a espada, não conseguia mover ela, minha mãe chegou perto e pegou na espada, e a puxou.

Derek—Desculpa, mas era pra um dos seus amigos morrerem, você não e tão frio quanto eu pensava

F—Sim sou… Mas não otário como você, para deixar meus amigos morrerem, e matar uma das pessoas da minha família

Renan—Seu otário, não precisava me salvar, agora um dos meus melhores amigos vai morrer, Wilson — Falou a ultima parte rindo, também ri isso era uma piada dele de muitas

Minha mãe me derrubou no chão, tirou uma faca da bainha do meu pai, abaixou e deu um soco na minha barriga o que fez eu tossir sangue, com a faca desenhou um simbolo estranho com um E no meio, mas não consegui terminar pois Erick chegou, e levitou a faca e a tacou para longe.

Erick—Hoje não Elza, esse simbolo e para controlar as pessoas, se você não terminar não da certo, vem logo pimpão

Pimpão—Cala a boca Erick — Olhei para trás e um cara, não uma cara ele tinha um braço eletronico, não só o braço mais partes do corpo, era da minha altura, mas parecia mais velho, cabelo preto muito baixo, camisa larga, apareceu um tipo de lamina no braço dele, que fez com que o Renan saísse da prisão do vento e Hil também, e me levantou — Consegue andar? — Consenti com a cabeça

F—Não queria levar você para esse mundo, mas posso me teleportar ainda, mas vai ser bem estranho

Pimpão—Quando quiser — Ele falou e eu sumi — Bem que você falou, bem estranho, esse e seu quarto?

F—Sim — Falei me deitando na cama tirando a camisa, vendo o buraco na minha barriga, começou a doer — Merda, por que fui olhar

Pimpão—Se quiser posso te dar morfina — Ele falou e eu percebi agora a voz dele, uma voz meio robótica, assenti com a cabeça, ele me deu a morfina e eu dormi

 

Renan

Ele deve estar bem, Hil parecia muito preocupado, ele pegou meu braço e me levou na porta da casa do F e nós entramos, fomos ao segundo andar e entramos no quarto dele, ele estava dormindo, o Pimpão estava cuidando dele.

Hil—Ainda bem

Pimpão—Ele está bem — Ele olhou para mim — Eae Renan quanto tempo

Renan—Ate que muito — Falei apertando a mão dele — Antigamente você só tinha o braço robótico, agora você ficou foda em, e o que aconteceu com a metade do seu rosto

Pimpão—Meio difícil de acreditar, mas alguém consegui cortar, e já que meu coração não e humano eu sobrevivi

Renan—Bem difícil mesmo — Falei rindo



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...