História A ESTRANGEIRA... Why me? IMAGINE TAEHYUNG - Capítulo 36


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Lee Jong Suk, Park Seo-joon
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Lee Jong Suk, Park Seo-joon, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan, Big Hit, Bts, Ecchi, Hentai, Jeon Jungkook, Jung Hoseok, Kim Namjoon, Kim Seokjin, Kim Taehyung, Min Yoongi, Park Jimim, Romance
Visualizações 339
Palavras 1.171
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Ecchi, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


🎶É tipo um vício que não tem mais cura
E agora, de quem é a culpa?
A culpa é sua por ter esse sorriso
Ou a culpa é minha por me apaixonar por ele?
Só isso🎶

Marília Mendonça- De quem é a culpa


Boa leitura ♌

Capítulo 36 - Apenas orgulho?


Fanfic / Fanfiction A ESTRANGEIRA... Why me? IMAGINE TAEHYUNG - Capítulo 36 - Apenas orgulho?

Assim que Taehyung sumiu do meu campo de visão, encostei na parede mais perto no corredor e desabei em lágrimas. Sabia que estava deixando o homem da minha vida escapar por entre meus dedos mas, também sei que foi melhor assim. As lágrimas não paravam de escorrer pela minha face, os soluços eram altos, as mãos trêmulas. Estava totalmente devastada.


Tenho que me levantar…


Me levantei. Voltei ao banheiro, retoquei o borrado da maquiagem. Me olhei no espelho, respirei fundo e voltei ao restaurante.


Na mesa estava somente Seojoon. Assim que me aproximei, olhei para os lados a procura de um certo alguém. Ele não estava lá.


_ Está tudo bem Alana-ssi? Parece pálida… - Seojoon perguntou.


_ Estou com o estômago um pouco ruim, será que podemos ir embora?


_ Será algo do restaurante? Taehyung-ssi disse a mesma coisa antes de sair com o diretor…


Ele realmente foi embora…


_ Deve ser… vai saber de que dia é essa carne… - respondi.


_ Vou chamar o garçom com a conta e logo iremos embora…


_  Ok!


O garçom logo chegou com a conta, que foi paga pelo Seojoon, mesmo com a minha insistência em dividir. Durante o trajeto de volta ao hotel, não disse uma palavra sequer, fechei os olhos fingindo que estava dormindo, sabendo que sou boa nisso, foquei somente nos meus pensamentos, ou seja, Kim Taehyung.


_ Alana-ssi… chegamos…


_ Humm…


_ Chegamos ao seu apartamento…


_ Ah sim. Obrigada e desculpa…


_ Tudo bem. Teremos outras oportunidades…


_ Sim, na próxima chamamos o resto do pessoal…


_ Alana-ssi… - Seojoon disse antes que eu saísse do carro.


_ O que é?


_ Eu gosto de você!


_ Deu pra ensaiar as cenas até nos dias de folga é?


_ Eu estou falando sério…



Seojoon pegou em meu rosto e olhou diretamente em meus olhos. Puta merda. Era verdade. Mas como? Porque? Quando? Sempre o vi como um grande amigo, que me aconselha e ajuda. Ok! Usei ele para fazer ciúmes em Taehyung, mas não imaginava que o sentimento dele por mim estava a esse nível.


_ Desculpa Seojoon… - retirei sua mão do meu rosto.


_ Você tem alguém?


Tinha


_ Não… Mas neste momento estou focando somente na minha carreira. Você entende?


_ Sim… mas Alana-ssi, quando precisar de mim, ou quando decidir algo não exite em me procurar…


_ Tá… agora vou indo…


_ Boa noite!


Apenas fechei a porta do carro e fui em direção ao elevador do hotel. Hoje foi um dia intenso. Triste. Revelador. Cheguei no meu quarto e me joguei na cama, sem me preocupar com a maquiagem ou com a roupa. Pouco importa isso agora.


Fiz realmente o certo?


Olhei para o teto e comecei a refletir sobre minha suposta história com Taehyung. No começo era tudo por sexo, certo? Quando foi que me apaixonei por ele? Hum… será que foi quando transamos? Ou no nosso primeiro beijo?


Não. Me apaixonei assim que o vi a primeira vez, no MV, quando para mim essa realidade na qual estou vivendo era somente um sonho. Taehyung era um sonho. Quando a paixão virou amor? Bom, quando vi que ele é melhor do tudo que já tinha sonhado. Meu sonho se tornou realidade. E eu tornei minha bela realidade em um pesadelo.


Horas se passaram. De tanto chorar acabei pegando no sono. Acordei com a luz do sol entrando fortemente em meu quarto e um barulho forte de batidas na porta.


Taehyung?...


Me levantei rapidamente, sem me importar com nada, fui correndo até a porta e logo me decepciono a abri-la…


_ Bom dia… - Stef disse.


_ Sua cara está péssima. - Anna comentou.


_ O que vocês querem? - Falei no bom e velho português.


_ Viemos te ver e conversar… - Anna disse.


_ Licença… - Stef disse entrando.


Depois do aniversário do Jin continuei conversando com as garotas, ou melhor, elas conversavam comigo. Não tinha muito tempo ou ânimo para responder as mensagens. Ou às vezes não queria mesmo…


_ Vá tirar essa maquiagem borrada pelo menos Alana… - Anna disse.


_ Tô bem assim, o que querem?


_ Ok, vamos direto ao ponto… o que houve com você e Taehyung a noite passada? Não adianta dizer que não foi nada por que eu estava no dormitório quando ele chegou… - Stef falou.


_ Vocês não precisam saber… - respondi.


_ Alana, somos suas amigas. Queremos seu bem…


_ Obrigada Anna, eu estou bem. Podem ir agora…


_ Alana… Taehyung estava chorando quando chegou… - Stef falou.


Chorando?


Abaixei meus olhos. O sentimento de culpa se fez presente em mim. Eu o fiz chorar, eu fui a causadora da sua tristeza. Eu.


_ Alana… nos conte, o que aconteceu? - Anna perguntou.


_ Terminei tudo o que supostamente tínhamos.


_ Porque? - Stef perguntou.


_ Porque é o melhor para ele, e para os meninos.


_ E o que é o melhor para você? - Anna indagou.


Ele.


_ Isso também é o melhor para mim.


_ Alana. Porque tanto orgulho? Sabemos que não é isso que você quer, você ama o Taehyung e ele te ama…


_ Não… - interrompei Anna. _ Desde quando tudo começou só brigamos e discutimos. Não quero ser um peso na vida dele, eu não vou ser.


_ O que te fez ser assim?... - Stef perguntou preocupada.



Fomos interrompidas com o meu celular tocando. Era o Flango. Lógico que iria atender, era uma bela forma de não responder a última questão. Não queria falar sobre o meu passado…


_ Alô?


_ Alana-ssi… não esqueça que amanhã terá uma entrevista, o motorista irá te pegar às nove para lhe levar a emissora.


_ Ok!


_ Outra coisa… recebi a ligação do reitor de uma universidade muito renomada aqui em Seul, pedindo uma palestra com um dos nossos atores…


_ Seojoon fará isso muito bem…


_ Eles querem você Alana-ssi.


_ O QUE? Não!


_ Eu já confirmei a sua presença. Será na sexta feira…


_ Mas…


_ Bom domingo. Descanse bastante…


Ele desligou. A intimidade é um mal das pessoas. Flango me conhece muito bem, sabe que se me der mais tempo irei argumentar para fazer o que quero.


_ Alana… agora nos fale, o que te fez se tornar essa mulher tão retraída a ponto de  não lutar pelo cara que realmente ama?  - Anna perguntou assim que desliguei o celular.


_ Nada demais, minha história com o Taehyung é apenas atração sexual, nada a mais.


_ Tem certeza?


_ Sim…


_ Então porque mesmo depois de saciar seu desejo você continuou com ele? - Stef indagou.


Bingo!


_ TÁ! EU AMO ELE… AMO KIM TAEHYUNG!


_ Finalmente… - Anna disse rindo.


_ Então porque? - Stef perguntou insistindo.


_ Antes de Taehyung, tive somente um homem em minha vida, um namorado quando era mais nova, depois dele fiquei sozinha... 


_ E o que tem isso? - Anna disse.


_  Não fiquei esse tempo todo sem ninguém por que quis…


_ Então porque? - Stef perguntou.


 é melhor dizer a verdade


_ Fui assediada a alguns anos atrás... 





Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...