História A ESTRANGEIRA... Why me? IMAGINE TAEHYUNG - Capítulo 45


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Lee Jong Suk, Park Seo-joon
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Lee Jong Suk, Park Seo-joon, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan, Big Hit, Bts, Ecchi, Hentai, Jeon Jungkook, Jung Hoseok, Kim Namjoon, Kim Seokjin, Kim Taehyung, Min Yoongi, Park Jimim, Romance
Visualizações 201
Palavras 1.881
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Ecchi, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi (^^)

Como estão? Espero que bem.

Hoje trouxe um capítulo mais clean, mais suave. Porque? Bom, terá treta futuramente. ( Se preparem para a última treta da história)

Espero que gostem, e comentem, principalmente nessa reta final. ❤

Boa leitura ♌

Capítulo 45 - Apresentação


Fanfic / Fanfiction A ESTRANGEIRA... Why me? IMAGINE TAEHYUNG - Capítulo 45 - Apresentação

Acordei com um raio de sol entrando pela cortina da janela do meu quarto, que me esquecera de fechar devidamente, já que estava muito ocupada na noite interior. Pisquei algumas vezes ainda me acostumando com a claridade, quando dei por mim que estava sendo abraçada por trás, virei meu rosto e o vi, Kim Taehyung dormindo, me usando literalmente como travesseiro, com suas pernas e braços jogados em cima de mim.


Então foi tudo real…


Olhei para minha mão direita e vi o objeto prata brilhando com a luz do sol, era linda e exótica, assim como o homem que me deu. Queria vê-lo frente a frente, mas estava com medo de acordar o garoto, que dormia de forma tão serena. Me movimentei lentamente, olhando para o seu rosto e por um instante Taehyung murmurou coisas sem nexo e apertou meu corpo ainda mais contra o seu peito nu. Sorri brevemente e logo me afastei para poder lhe admirar como queria.


Taehyung era incrivelmente bonito, seus traços eram o enquadramento perfeito de uma pintura. Seus olhinhos um pouco abertos, mesmo estando dormindo, os lábios bem desenhados e contornados, o nariz com proporções retas e delicadas, os cabelos agora castanhos jogados no travesseiro, e seu pescoço atraente, que por sinal estava muito MUITO marcado. Sexy de uma maneira sádica, mas sexy.


Pelo sol que entrava percebi que provavelmente já era tarde, queria muito passar horas admirando meu namorado, isso mesmo, namorado. Mas… tenho uma agenda cheia que quero cumprir com o garoto, aproveitando que o mesmo estava no Brasil. Toquei meu nariz no dele, num beijo de esquilo, enquanto alisava a lateral de seu corpo, fazendo o garoto grunhi baixo.


_ Bom dia. - falei para o garoto que começou a abrir os olhos devagar, logo depois começou a me apertar forte contra seu corpo.


_ Boa noite, vamos dormir Alana… - disse ele com um voz ainda mais grossa do que de costume, todo manhoso enfiando seu rosto em meu cabelo.


_ Não. Temos muitas coisas para fazer… - respondi me afastando para olhá-lo.


_ Disso eu tenho certeza. - Taehyung sorriu com malícia mostrando segundas intenções em suas palavras.


_ Ah, já acordou cheio de gracinha. - me pus sentando na cama, pegando a camisa do garoto que estava jogada no chão e a vestindo.


_ Minhas roupas sempre ficam melhores em você. - Taehyung disse fazendo um bico com os lábios.


_ Larga de ser besta, Gucci Boy, levanta e vamos tomar café da manhã.


Fui em direção a cozinha para preparar o café, tinha algumas quitandas em casa então não iria precisar ir a padaria. Estava passando o café no coador de pano que usávamos na minha casa, quando duas grandes mãos enlaçaram minha cintura me assustando, mesmo sabendo quem era. Taehyung repousou seu queixo em meu ombro e continuou olhando curioso o que eu estava fazendo.


_ Café? - perguntou o garoto curioso. Observei sorrindo pela questão perguntada vendo que ele estava mesmo confuso.


_ Sim. Passado na hora, tenho certeza que será o melhor que já provou em sua vida. - respondi confiante.


Sentamos na pequena mesa da cozinha e o garoto olhava a mesa intrigado com as guloseimas que estavam expostas para ele. Sorri com a expressão confusa que estava em seu rosto.


_ Lhe apresento: Pão de sal, broa de milho, pão de queijo e café. - falei apontando um por um na mesa.


_ Nunca comi nada disso, tenho certeza. - ele disse pensando o que provaria primeiro.


Taehyung pegou o pão de queijo e o levou lentamente até a boca, ainda desconfiado. Mastigou, engoliu, pensou e sorriu pegando outro. Assim se fez com todos os outros pratos, que o garoto provou e gostou, principalmente do café.


_ Vamos. Temos um lugar para ir! - disse a ele depois de lavarmos a louça juntos.


_ Pensei que iríamos ficar o dia todo na cama… - Taehyung tinha uma expressão de decepção misturado com um sentimento de malícia.


_ Não, ainda teremos muito tempo para isso. - respondi indo em direção ao quarto vendo o garoto vindo atrás de mim.


_ O que é tão importante assim para o você desmerecer meu corpo? - Taehyung me abraçou por trás falando com uma voz extremamente dengosa.


_ Você irá conhecer as minhas amigas, Kim Taehyung. - sinto o garoto ficar estático ao ouvir a minha frase.


Estavamos em frente a porta do meu antigo apartamento, a viagem até o local foi relativamente tranquila. Expliquei para Taehyung que se o garoto usasse uma máscara na rua chamaria mais a atenção do que se esconderia, e que por ser uma cidade pequena poucas pessoas iriam lhe reconhecer, talvez umas adolescentes, mas como estava em horário de aula não me preocupei. Fomos de ônibus, e o garoto realmente não passou despercebido, todas, literalmente todas as mulheres que o viam o encaravam, e depois olhavam para mim, como quem pensava: “o que esse cara lindo está fazendo com essa garota?”. É… eu também me perguntava isso.


_ Elas vão gostar de mim? - Taehyung perguntou antes que apertasse o interfone, me despertando.


Olhei para o garoto a minha frente que estava lindo como sempre, com uma calça jeans branca e uma camisa social verde com estampas minimalistas vermelhss, realmente era impossível não olhar para aquele homem, ele é irresistível.


_ Calma, elas vão te amar. - respondi tocando seu rosto enquanto pensava na sorte que tive de tê-lo comigo. Sua mão veio de encontro a minha e pude ver a aliança brilhante em sua mão, sorri como uma boba lembrando do pedido feito pelo garoto na noite passada. _ Assim como eu te amo.


_ Eu também te amo. - o garoto sorriu com aquele sorriso quadrado, e eu me aproximei lhe selando os lábios. Taehyung arregalou os olhos e começou a olhar para os lados. _ Estamos no meio da rua, Alana…


_ Bobo, acha mesmo que aqui no Brasil você vai ser preso por me beijar em público? - dei uns tapinhas em seu braço rindo da inocência do garoto, enquanto tocava o interfone.


Entramos no prédio, subimos alguns degraus e esperamos alguém abrir a porta. Logo uma garota com a pele clara, cabelos pretos e sardas no rosto abriu a porta.


_ AMIGA! - Ísis gritou me abraçando fortemente. Começamos a gritar juntas e a rodar enquanto pulávamos. _ Estava com tantas saudades, vejo sua 'série’ e sempre falo que sou amiga de uma pessoa famosa!


Ouço passos vindo na minha direção, se tratava de Aline e Tássia correndo.


_ AHHHHHHHH! - elas gritavam enquanto me abraçava.


_ Deixa um pouco dela para mim, hein!? - ouço a voz de Paloma se fazer presente na entrada do apartamento. _ E aí gata? Como está? - nos abraçamos e comprimentei todas.


Era bom estar de volta, o sentimento caloroso de estar em casa era único, e minhas amigas me deixavam ainda mais a vontade com a recepção tão amorosa.


_ Quem é o boy?  - Paloma apontou para porta.


Olhei sorrindo para Taehyung que estava parecendo um gato arisco, olhando curioso para as loucas que estavam se abraçando e gritando. Fui até ele, olhei em seus olhos lhe deixando a vontade, para que ele ficasse menos nervoso. Peguei em sua mão e fui até a frente das minhas amigas, que olhavam o garoto de cima a baixo.


_ Meninas, esse é o meu namorado, Kim Taehyung ou V, se acharem mais fácil. - falei no bom e velho português olhando de lado para o belo homem ao meu lado, que por sua vez não parecia entender nada.


_ Que? Seu namorado? - Tássia perguntou incrédula. _ Ele tem problemas mentais? Porque somente assim para ele conquistar uma garota tão difícil como você.


_ Obrigada, “amiga”. - respondi ironicamente. Mas de fato, tenho que concordar, ainda não acredito que existe um garoto que soube lidar comigo. _ Taehyung, essas são Tássia, Aline, Paloma e Ísis, minhas amigas. - falei em coreano apontando as garotas que estavam à sua frente.


A próxima cena foi de fato engraçada. Taehyung ia reverenciar as garotas, quando Paloma lhe puxou para um abraço, com direito a dois beijos, um em cada bochecha. Logo em seguida, sem dar tempo para o garoto, as outras fizeram o mesmo, deixando Taehyung totalmente envergonhado com tal aproximação repentina. Não consegui segurar a risada, que ecoou no local todo, deixando as meninas confusas e o garoto intrigado.


_ Vocês não deveriam fazer isso com ele, Taehyung não é acostumado a cumprimentos tão íntimos. - falei enquanto segurava com força a mão do garoto que estava vermelho como nunca.


_ Ah! Desculpa, não imaginava que isso o afetaria assim. Desculpa? Tá? - Paloma disse para Taehyung, que sorriu para ela, mesmo não entendendo nada.


_ Vamos para sala! Temos muito o que conversar… - Ísis disse indo em direção ao cômodo.


Era uma sala simples. Com dois sofás apenas, uma república universitária não era uma casa completa, já que as moradas tinham pouco dinheiro ou nenhum na maioria das vezes. Eu e Taehyung sentamos no menor e as quatro no maior, ficando frente a frente.


_ Isso é um interrogatório? - Taehyung perguntou me fazendo rir. Acariciei seu rosto negando com a cabeça.


_ Está toda apaixonadinha… - Aline disse olhando nós dois. _ A quanto tempo estão namorando?


_ Menos de vinte quatro horas. - respondi.


_ Alana? Ele não é um garoto que você pagou só para nos apresentar né? - Ísis disse me fazendo rir novamente. Minhas amigas tinham um tom cômico incrível.


_ Não, amiga! Veja… - estiquei minha mão direita e pedi para o garoto ao meu lado para fazer o mesmo. _ É uma longa história…


Contei brevemente como tudo aconteceu, traduzindo alguns comentários das minhas amigas para Taehyung que sempre sorria e respondia alegremente. Mesmo rodeado de garotas falando outra língua, o garoto parecia confortável.


_ Acho melhor você pegar leve com o garoto, Alana. - Paloma disse seriamente. Franzi o cenho confusa com a frase. _ Olha o pescoço dele!


Ah


Respirei e olhei o pescoço do Taehyung. Porque tem a pele tão clara? As manchas estavam muito aparentes, roxas e grandes. O garoto olhou para mim e percebeu do que se tratava, sorriu para as garotas a minha frente e pegou minha mão a dando um beijinho leve.


_ Eu gosto de ser marcado por você. - Taehyung disse carinhoso. Sorri ficando envergonhada.


_ O que ele disse? - Tássia perguntou.  


_ Que… gosta de ser marcado por mim… - falei.


_ Ah… que meloso! - Ísis disse.


Começaram a nos tacar as almofadas que estavam no sofá, brincando por causa do carinho que mostramos para elas. Logo nos despedimos e fomos embora, as garotas amaram Taehyung e ele foi recíproco ao sentimento. Nosso passeio ainda não tinha terminado, havia um local que tínhamos que ir. E conhecendo bem a pessoa que iríamos encontrar, não seria nada fácil. 


_ Aonde vamos agora? - Taehyung perguntou. Já estávamos no ônibus, vários olhares repousavam sobre nós, ou melhor, sobre o garoto.


_ Kim Taehyung, ainda não estamos namorando oficialmente. - falei olhando em seus olhos.


_ Como assim? - o garoto estava perplexo, confuso e inquieto.


_ Você tem que pedir meus pais. E é isso que vamos fazer agora, preparado para encarar meu pai, Kim Taehyung?



Notas Finais


Como será esse encontro? Como Taehyung irá se portar? E Alana ficará entre o pai e o namorado? #Confusa
.
.
.
.
.
🐯 Venha ser um Lionzinho 🐯

Link do grupo no whatsapp:

https://chat.whatsapp.com/1N0Fvnxsh5fJETnkruWVP8
.
.
.
.

❤ Fanfic com Park Jimin ❤

https://spiritfanfics.com/historia/my-innocent-boss--imagine-jimin-9839101


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...