História A estranha - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 4
Palavras 856
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Famí­lia, Violência
Avisos: Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Olá olá amores, me desculpem por não ter postado ontem, é pq aconteceu umas coisa, aí n deu pra mim postar mais tá aí o cap, bjs e boa leitura❤

Capítulo 8 - O MÉDICO GATO.


Fanfic / Fanfiction A estranha - Capítulo 8 - O MÉDICO GATO.

P.O.V Let

Finalmente terminei de arrumar meu novo quarto, parece que por enquanto vou ter que dividir o quarto com a mãe da Alice, colocaram ela com o Matheus porque querem que eles namorem ai você me pergunta, "E como você sabe que eles querem juntar a Alice e o Matheus?", meu anjão, ninguém consegue esconder nada de mim, ou eu não me chamo Letícia?!

Agora são exatamente 23:30, todos já foram dormir mas eu não quero acordar amanhã pra ir pra aula, mesmo tendo passado por tudo isso eu ainda estou preocupada com o meu pai. Aff, melhor ir dormir mesmo se não vou acabar chorando.

No Outro Dia...

- PORRA VAI TOMAR NO CU CACETE.- Acordo com a Alice invadindo o meu quarto.

- VAI TOMAR NO CU VOCÊ, NÃO ERA PRA ME ACORDAR DESGRAÇA.

- E NÃO ERA PRA PEGAR O MEU CELULAR SEM A MINHA PERMISSÃO.

- MAS EU NÃO PEGUEI A MERDA DO SEU CELULAR.

- Ah, não? Merda... Fui tapeada!- Ela sai do meu quarto correndo.

Que merda hein Alice, queria faltar aula hoje. Melhor eu me vestir pra ir pro colégio porque já sei que vou dadas. no brigada a ir pra escola. E é nesses momentos que eu sinto saudade de uma doença pra faltar aula.

Me arrumo e fico na sala esperando a Alice, sério, ela ta demorando hoje hein.

P.O.V Alice

O meu celular só pode estar com uma pessoa, Matheus.

Aaaahhh eu vou matar esse garoto.

Abro a porta do meu quarto e vejo o Matheus mexendo no MEU celular, corro até a cama dele e me jogo nele.

- Sua anta, sabia que isso doi?

- Foi o objetivo né bebê.- Ele levanta a sobrancelha.

- Bebê?- Percebo o que eu acabei de falar, normalmente só falo isso com a Let, puta que pariu, com certeza estou corada.

- Esquece que eu falei isso!!

- Nunca vou esquecer, aliás, seu novo apelido é bebê!- Fala sorrindo como se estivesse brincando com a minha cara. Porque os garotos amam irritar as garotas hein?

- Eu te odeio!!

- Eu sei que você me ama bebê!- Como que nós já estamos tão próximos se só nos conhecemos ontem?

- ATA, é você que me ama.

- Não gosto de pessoas estranhas como você!- Jogo um travesseiro na cara dele e desço as escadas para ir pro colégio.

P.O.V Let

Finalmente hein.

Vejo a Alice descendo as escadas e quando ela desçe o ultimo degrau eu puxo ela pelo braço.

- Ta querendo matar quem?- Tal colocando a mão no coração.

- Miga, é o seguinte, hoje eu vou matar aula ok?!

- Me leva junto? Não quero ir com o Matheus.

- É só não ir com ele né sua jamanta.

- Minha mãe não gosta que eu seja a "isoladona", então ela pediu pro Matheus ficar me acompanhando.

- E por que você é tão contra ele?

- Nós brigamos demais...

- MEU SANTO G-DRAGON!!! Esse é o primeiro passo pro amor verdadeiro!

- Nem vem, tu me shippa até com uma cadeira.

- É o amooooooor, que mexe com minha cabeça e me deixa assim...- Fui interrompida pelo Matheus que passou e foi em direção a Alice.

- Olá meu bebê!- Ele fala e a Alice pega a almofada do sofá e tenta acertar na cabeça dele. Quando ele sai eu começo a olhar a Alice com uma cara bem safada, certeza que vai dar em casamento.

Ela ficou meio tímida e com raiva de mim porque fico shippando ela e o Matheus, e aqui estou eu, indo até a escola sozinha, é melhor eu colocar meu plano de fuga em prática.

Saio correndo, MEU SANTO YOONGI, TEM A PORRA DE UM CARRO VINDO NA MINHA DIREÇÃO!

Um dia depois...

O que ta acontecendo?

Eu to deitada em uma maca de hospital, e tem um Deus Grego aqui no quarto.

- Ah, que bom que você acordou!- Veio até mim e tocou meu pescoço checando a minha pressão. Que cara gostoso. Puta que pariu, ou eu estou no cio ou ele é um anjo... Igual o Lúcifer porque ele é um pecado.

- Oi, moço você quer me adotar como a futura mãe dos seus filho?- Ele dá uma leve risada.

- Desculpe mas eu tenho esposa. Ela é um pouco rigorosa demais.

Merda!

- Que pena. Porque você não larga ela pra ficar comigo?

- Estou casado com ela á 5 anos, não posso pedir divórcio assim do nada.

- Pode sim!

- Como você está se sentindo?- Fala tentando mudar de assunto.

- Com você aqui eu me sinto no céu!- Ok, será que isso é considerado assédio? Melhor parar.- Err... A Alice veio me visitar?- Nesse exato momento a Alice entra no quarto de mãos dadas com o Matheus.

QUERO VER BEIJO NESSA BAGAÇA!

- Você é bem rápida hein Alice?!

- Só não vou te matar porque você quase morreu!- Matheus deu uma leve risada quando a Alice falou.- Mat, me dá o meu celular!- Ui, já tem apelidinho.

- Claro bebê!- Ela bate no Matheus e ele ri. Por que será que eu to amando isso?

Ele pega o celular do bolso e dá pra Alice.

- Alô? Mãe, a Let acordou... Ok... Falo com ele agora!- Ela desligou o celular e foi falar com o Deus Gre— médico. Durante todo esse tempo eles dois continuam de mãos dadas. O que aconteceu enquanto eu estava aqui?


Notas Finais


Então amores o cap foi esse espero que vcs tenham gostado e mais uma vez dsclp por n ter postado ontem, bjs e até o próximo ❤❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...