História A filha do manager - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags A Filha Do Manager
Visualizações 53
Palavras 1.168
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Famí­lia, Ficção, Hentai, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oii!

Bom, essa fanfic vai ser com nosso maravilhosa Park Jimin! Espero que gostem e boa leitura...

Capítulo 1 - Capítulo 1


Ajeito mais uma vez o óculos em cima do nariz, voltando a atenção no livro da faculdade que eu lia. Eram livros pra ler, trabalhos pra fazer, provas, enfim... Tudo isso está me cansando muito. Não estou tendo tempo pra mim mais, apenas pra faculdade. 


Suspiro ao ouvir o toque do meu celular, o procuro em meio aos papéis no sofá, o achando em baixo de uma almofada. Era meu pai.


- Oi, pai! Tudo bem? - falo ao atender.


- Sim filha e você? - fazia algum tempo que ninguém me perguntava isso.


- Vou indo... Mas o senhor precisa de alguma coisa? - pergunto, escutando um riso de sua parte.


- Na verdade eu liguei pra avisa-lá, que não irá dar pra mim ir ve-la amanhã, então queria saber se não tem como vir aqui? 


- Eu vou tentar! Estou com muitos trabalhos da faculdade! - falo olhando os papéis e livros espalhados pelo sofa. - Não prometo nada! 


- Tudo bem... Eu queria ir muito, mas está corrido o trabalho com os meninos, então...


- Que isso! - ri.


- Estou te esperando! - riu. - Tchau filha!


- Tchau pai! - encerrei a ligação.


Soltei um longo suspiro, me levantando e indo até a pequena cozinha, que era separada da sala por um balcão. Abro a geladeira pegando uma jarra com suco, colocando o líquido no copo que eu segurava. Me sentei no balcão, bebericando o suco.


Meu pai quase nunca pode vir me ver, e nas poucas vezes que pode, sempre surge um imprevisto. Ele é manager do tão famoso grupo sul-coreano Bangtan Boys (BTS). As vezes eu acho isso um saco, por não ter muito tempo com ele, mas eu fico fico feliz por ele fazer a coisa que ele gosta, diferente de mim... Falo isso porque meu sonho não é me tornar uma grande médica, e sim me tornar uma grande dançarina. Nem sei porque estou falando isso.


Eu ainda não tive a oportunidade de conhecer os meninos, eu fui poucas vez na Big Hit, no máximo duas vezes. Eu não sou aquela fã, fã. Apenas gosto do trabalho deles.


Reviro os olhos, ao voltar pra minha triste realidade. Os livros. Deixo o copo sujo na pia e volto pra sala, sentando-me novamente no sofá e pegando o livro, pra terminar de ler. Ele era enorme, mas já faltavam apenas 182 páginas.


<<<<>>>>


Acordei com uma forte dor no corpo. Pelo visto dormi no sofá... Empurrei o livro que estava em cima da minha barriga, o fazendo cair no chão. Tirei meu óculos, coçando os olhos e bagunçando meus cabelos.


- Mais um dia... - falo comigo mesma.


Me levanto e vou até meu quarto, que fica no final do pequeno corredor. Entro no mesmo, pegando um muda de roupa qualquer. Sai do quarto e vou até o banheiro. Tiro minhas roupas, faço um coque bagunçado, ligo o chuveiro, dando início ao meu banho.


Depois de uns 15 minutos, eu já estava sentada no balcão, enquanto comia duas fatias de pão integral, acompanhado por uma caneca de leite.


Após terminar meu café, pego minha bolsa que estava jogada no chão e saio do apartamento, indo até o elevador apertando o botão. Logo a porta se abre, entro e novamente aperto o botão, fazendo-o descer.


Assim que as portas se abriram, sai indo até a porta de entrada/saída.


- Bom dia, _____! - Ji-hyo deseja, ao me ver passando pela portaria.


- Bom dia e bom trabalho! - sorriu e saio pela porta.


Entro no táxi que já me esperava e assim ele começa o trajeto até a lanchonete onde trabalho. Bom... Eu trabalho de garçonete das oito da manhã às seis da tarde, e depois vou pra faculdade. Minha rotina é essa.


- Chegamos ______! - o taxista fala sorrindo.


- Obrigado! - sorrio. 


O pago pela corrida e saiu do carro, entrando na lanchonete. Vou para parte dos fundos, que é a parte dos funcionários. Entro no banheiro e troco de roupas, colocando meu uniforme e assim começando mais um dia de trabalho.


<<<<>>>>


Acabo de sair do lanchonete, pedindo um táxi. Hoje pedi pra sair mais cedo, pois tenho que ir ver meu pai. Meu supervisor liberou, mas deixou bem claro que seria a primeira e última. 


Volto pro mundo, ao ver o táxi parado a minha frente. Sorri envergonhada e entrei no carro, passando o endereço de onde eu iria. O caminho foi curto. Paguei o taxista e me retirei do automóvel. Encarei aquela enorme empresa, que por fora se mais parece com um edifício normal.


Suspiro, subindo a pequena escada e indo até a recepção. 


- Olá, precisa de alguma coisa? - a moça pergunta, sorrindo simpática.


- Oh, sim! - sorrio. - Eu queria saber onde está o senhor Shin Ji-sang? - ela me olhou estranho.


- E o que você seria dele? - arqueou a sombrancelha.


- Filha! - sua rosto mostrou um pouco de espanto.


- Me desculpe, eu tinha me esquecido que a filha dele, no caso você, viria! - sorriu meio envergonhada. - Ele está na sala de ensaio, com os meninos! 


- Obrigada! - sorri.


Me virei e fui caminhando até a sala de ensaio. Ao chegar na mesma, que identifiquei pela informação que pedi a uma das Staff. Dava pra ouvir vozes, misturado por risadas ao lado de dentro da sala.

  

Dou duas batidinhas na porta e a abro colocando minha cabeça pra dentro.


- Pai? - o chamo.


Os meninos pararam o que estavam fazendo, colocando todos os olhares em mim. O que me deixou super desconfortável.


- Filha, que bom que veio! - meu pai fala, me abraçando. 


- Eu consegui um tempinho! - sorri.


- Meninos, essa é minha filha ______! - fala segurando meus ombros.


- Oi! - aceno, dando um leve sorriso.


- Oi! - falaram todos juntos.


- Eu acho que não precisarei apresenta-los? - me olhou.


- É! - sorri.


- Eu vou ir pegar uns papéis e já volto! - assenti e ele saiu, me deixando sozinha com os meninos.


- Você está bem? Parece desconfortável com alguma coisa? - olho pro garoto quem fez a pergunta, que no caso era Jin.


- Ah... Estou! - sorri de lado, que foi retrebuido pelo mais velho.


- Seu pai comentou uma vez, que você dança? - dessa vez Taehyung quem perguntou.


- Sim... Na verdade eu tento! - os garotos me olharam.


- Você poderia dançar uma música com a gente? - Hoseok pergunta sorrindo.


- Acho melhor não! Se meu pai ver, ela me dará uma bronca! - ri sem humor.


- Por que? 


No momento que eu iria abrir a boca pra falar alguma coisa, meu pai entra na sala com alguns papéis, fazendo todos me olharem de relance, menos Ji... Jimin. Pelo jeito ele não foi com a minha cara.


- Pai eu já vou indo! Já estou atrasada pra faculdade! - falei, quebrando o silêncio.


- Ok! Tchau! - ele foi super seco comigo.


- Er... Tchau meninos! - acenei e sai da sala.


Meu pai é um homem muito rígido, as vezes me trata com frieza, outras me trata com carinho, enfim... Não entendo.


Assim que cheguei na faculdade, fui correndo pra minha sala, e como esperava eu estava atrasada.


Notas Finais


Bom, esse foi o primeiro capítulo!
Bjsss...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...