História A garota de Sasuke Uchiha - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Tags Naruto, Sasuke Uchiha
Visualizações 115
Palavras 2.285
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Ficção, Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi meus amores, bem, quero mostrar que essa é a Mellanie só por favor há imaginem com o cabelo mais longo, bem, mais longo, maior que o cabelo da Ino. Kkk Desculpem pelo demora, estava sem inspiração e tal....

Capítulo 3 - Garota desconhecida


Fanfic / Fanfiction A garota de Sasuke Uchiha - Capítulo 3 - Garota desconhecida

" Sua mente pode não entender, porém, seu coração sabe o que é melhor para você minha menininha"- Vovó

Kohona - Aldeia da folha

Point of View Uchiha Sasuke

Naruto havia conseguido me convencer a cuidar da garota misteriosa, que agora já não era tão misteriosa, já que eu sabia o que ela escondia.

Quando Kakashi nos contou eu achei apenas que era uma lenda, tá certo que a gente lutou contra Kaguya mas mesmo assim aquela história parecia louca demais até mesmo para nós.

A garota estava ao meu lado, estávamos nos dirigindo ao distrito Uchiha, eu podia ouvir as pessoas comentando sobre ela  e obviamente ela também estava escutando.

Comentando sobre os anos já terem se passado e que eu tinha que seguir em frente. Elas não tinham nem mesmo o respeito de falar baixo. Eu caminhava entre elas sem esboçar nenhuma emoção, reação ou qualquer coisa, meu rosto estava com sempre. Sério.

Respirei fundo e abri o portão que estava mantendo o distrito longe de pessoas curiosas. Empurrei o mesmo e dei um passo para trás deixando que a garota passasse na frente e entrasse no mesmo, entrei logo em segunda e fechei o portão.

Observei apenas a garota parar e olhar ao seu redor atentamente.

Revirei os olhos e entrei na casa principal, a grande mansão onde eu morava quando criança para ser mais exato. Eu apenas ouvia os passos da garota.

- Tem um quarto subindo a escada e o terceiro a direita o banheiro fica no quarto. - Falei para garota que apenas continuou no mesmo lugar olhando tudo ao seu redor e confesso que aquilo já estava me irritando.

Bufei e subi as escadas indo para meu quarto, assim que entrei no mesmo fechei os olhos e a imagem dela jogada no chão da floresta passou por minha mente.

Balancei a cabeça e levantei indo até a janela e pulei a mesma indo para o centro de treinamento que ficava na parte de trás da casa. Eu precisava ocupar a cabeça e que melhor jeito do que treinar?

Suspirei assim que abri a porta e senti o cheiro de poeira, aquilo apenas indicava que ninguém entrava ali há muito tempo. Tirei minha capa a jogando no chão junto com minha espada e comecei a treinar.

Eu já estava ali há horas, sentia meu corpo exausto e por incrível que pareça ele pedia para parar, mas eu não pararia não poderia parar. Comecei tudo de novo, mas parei assim que ouvi um barulho, parecia alguém andando, peguei minha espada rapidamente e andei apressado até o local do barulho.

Assim que cheguei encontrei a garota sentada no chão ao lado do canteiro de rosas, ela acariciava alguns e depois cheirava e sorria.

Eu não poderia negar a garota é linda.

- Você não deveria estar aqui sozinha. - Falei.

A garota rapidamente virou-se para mim assustada e respirou aliviada quando me viu.

Muito medrosa.

- Eu só estava olhando as rosas - Falou e voltou a fazer o que estava fazendo a minutos atrás.

Me permiti observa-la melhor, ela estava agora com o cabelo preso em um coque muito mau feito fazendo assim com que algumas mechas se soltassem suas mãos estavam sujas de terra assim como seus joelhos e um pouco de suas pernas.

- Você esta brincando com terra? - Perguntei.

A garota se virou para mim e sorriu e eu pudi ver o quanto ela tinha um sorriso lindo.

- Não, mas eu estou sentada no chão então acabei ficando suja - Falou dando de ombros como se não se importasse com aquilo.

Assenti e respirei fundo.

- Você tem belas rosas, eu gostava de ver sua mãe cuidar delas. - Falou distraída.

Como assim? Ela conheceu minha mãe? Não, não mesmo se ela fosse amiga da minha mãe eu saberia e fora que ela parecia ter uns 18 anos, talvez, e minha mãe morreu há uns 28 anos atrás seria impossível ela ter conhecido minha mãe.

- Você conheceu minha mãe? - Perguntei, minha curiosidade falou mais alto.

A garota virou-se um pouco rápido demais e se levantou ela parecia nervosa.

- Não, eu... E-eu apenas deduzi - Falou. Pude ver ela morder a pontinha do lábio inferior e olhar para o lado nervosa.

Tinha algo errado, essa garota tem algo escondendo.

- E- eu vou tomar banho - Falou e saiu apressada tropeçando nas próprias pernas.

Ela pareceu desconfortável com meu olhar sobe ela.

Suspirei passando minhas mãos em meu rosto e bufei. Maldita hora em que tive que aceitar cuidar dessa garota.

Entrei dentro de casa e pude ouvir o barulho de água caindo então deduzi que a garota estava tomando banho. Suspirei e entrei em meu quarto e abri meu guarda roupa tirando de lá uma cueca e uma blusa grande. Isso teria que servi, eu não tinha roupas de mulher aqui.

Sai do quarto e entrei no dela que era de frente para o meu. Assim que entrei ouvi o barulho de água cessar e logo em seguida a porta do banheiro ser aberta. A garota saiu de lá apenas com uma toalha cobrindo seu corpo pequeno e esgreiro​, seus cabelos pingavam e a água ainda escorria por seu corpo molhando um pouco o chão.

Oh droga!

Eu não deveria mesmo ter entrado.

- Achei que fosse querer - Falei recobrando meus sentidos.

Joguei a roupa em cima da cama e apenas observei a garota caminhar até lá ainda em choque, ela parecia estar com vergonha já que seu rosto e colo estavam vermelhos demais, estavam quase ficando roxos.

Eu não falei nada apenas sai do quarto e fechei a porta.

Caminhei de volta para meu quarto e fechei a porta a trancando em seguida.

   Point of View Mellanie Sakizuki

Assim que Sasuke saiu me permiti respirar fundo, fazendo isso várias vezes até que meu coração parasse de bater rápido.

Ele poderia ao menos bater na porta antes de entrar se bem que talvez se ele tivesse feito isso eu provavelmente não teria escutado por conta do barulho do chuveiro.

Respirei fundo mais uma vez e comecei a me enxugar, vesti a cueca box e a camisa preta grande demais com o símbolo dos Uchihas. Sempre gostei desse leque, sempre o achei forte.  Sorri e enxuguei mais uma vez meus cabelos, abri as gavetas a procura de uma escova de cabelo e nada. Suspirei e saí do quarto, andei pelo extenso corredor e desci as escadas, passei pela sala e depois pela outra sala até chegar a cozinha. 

Assim que cheguei na mesma peguei um copo que tinha em cima da pia e o lavei, enchi de água e bebi.

  - Você não deveria andar pela casa dos outros assim - Sua voz soou me dando um susto.

Olhei para trás e lá estava ele, escorado no batente da porta, estava com cabelo molhado estava com outra roupa agora, uma calça de pano leve preta e uma blusa de manga comprida cinza. Estava lindo.

Senti meu rosto esquentar e olhei para o lado rapidamente.

   - Me-me desculpa eu só estava com sede - Falei e coloquei o copo na pia.

Eu queria sair dali, queria correr para o quarto. Ele parecia estar se divertindo com meu nervosismo, pois eu podia jurar que tinha visto a sombra de um sorriso. 

Sasuke não falou nada, apenas passou por mim e abriu a geladeira tirando de lá algumas coisas para fazer um sanduíche. Ah, eu detesto sanduíche. Olhei para ele enquanto o mesmo parecia concentrado fazendo sua refeição.

Respirei fundo e sorri.

  - Se-será que eu posso cozinhar? - Perguntei.

Sasuke parou o que estava fazendo e me olhou, seu olhar me percorria dos pés a cabeça, até que parou em meu rosto.

   - Você sabe cozinhar? - Rebateu.

Eu apenas abaixei a cabeça envergonhada e assenti.

  - Então tudo bem, os mantimentos estão nos armários e há algumas coisas na geladeira também. - Falou e saiu da cozinha com seu sanduíche em mãos.

Ele não se deu ao trabalho de guardar nada, realmente parecia não se importar se aquilo estragaria ou não. Suspirei e peguei a metade do abacate, presunto e queijo os guardando.

O que eu poderia fazer para comermos? Eu não sou tão boa de cozinha, na verdade eu nem gostava de cozinhar, mas meu corpo parecia precisar de comida. O que era até mesmo estranho já que eu quase nunca comia.

Abri o primeiro armário embutido na parede e encontrei algumas coisas no mesmo, peguei um pacote de macarrão e coloquei em cima da pequena bancada, abri o outro armário e encontrei extrato de tomate peguei o mesmo junto com uma caixinha de creme de leite. Pronto, macarronada. Isso seria o nosso jantar.

Respirei fundo e caminhei para fora da cozinha. Sasuke estava na sala sentado no sofá lendo um livro do qual eu não consegui ver o título.

   - Argr... - Pigarrei chamando sua atenção. - Você se importa se eu não colocar carne?

Sasuke franziu a testa e negou com a cabeça e logo voltou a olhar para seu livro.

Suspirei e assenti.

  - É que eu não como carne, sou vegetariana - Falei, talvez ele não quisesse saber mas eu sentia que precisava dizer.

Ele nem mesmo me olhou, parecia nem ter me ouvido, mas eu sabia que esse não era o caso já que eu havia falado alto o suficiente para que me  escutasse.  Revirei os olhos e voltei para a cozinha, coloquei o macarrão no fogo e logo em seguida o molho também, enquanto cozinhava eu me atentei em começar a preparar a sobremesa, talvez ele não gostasse disso, não sei, já que no anime raramente os mostrava comendo. Comecei a fazer um pequeno musse de morango e o guardei na geladeira. Caminhei até o fogão e desliguei as panelas, escorri o macarrão e o coloquei um pouco em dois pratos e logo depois um pouco de molho. Coloquei os pratos na mesa junto dos talheres e dois copos com suco de morango. Espero que ele goste e mais ainda espero que eu tenha saído comestível. Rezei mentalmente para isso. 

Tirei o pequeno avental e o pendurei em seu lugar. Assim que eu iria sair da cozinha levei um pequeno susto vendo Sasuke já parado no batente.

  - Está pronto. - Falei baixinho e dei a volta na mesa me sentado.

Sasuke fez o mesmo.

Assim que se sentou fechou as mãos e os olhos por alguns minutos e logo depois começou a comer. Ele tinha rezado? Bem, eu não poderia fazer o mesmo já que não acreditava em nada.

Sempre achei que Deus ou deuses fossem invenção do ser-humano para que acalmassem as crianças quando estivessem com medo ou as ameaçassem  para fazer  o quê  eles queriam mas ao passar do tempo eles mesmo passaram a acreditar.

Comecei a comer e porra, estava gostoso, finalmente eu tinha feito algo bom. Sorri e bebi um pouco do suco que também estava gostoso.

Em questão de minutos Sasuke já tinha terminado, porém, ele continuava na mesa, assim que terminei de comer ele levantou pegando seu prato e copo e os colocou na pia saindo da cozinha. 

Ele não iria lavar o que sujou? Revirei os olhos e me levantei com meu prato e copo em mãos os coloquando na pia e comecei a lavar a louça suja, minutos depois eu já tinha terminado.

Ah, o musse, levei minha mão a testa e bati na mesma. Suspirei e peguei dos pequenos potinhos que encontrei no terceiro armário a esquerda no balcão de baixo. Peguei o musse e despejei uma pequena quantidade em cada pote. Peguei duas colheres pequenas e caminhei até a sala encontrando Sasuke no mesmo lugar de antes.

  - Eu esqueci que tinha feito sobremesa - Falei e estiquei meu braço lhe oferecendo o potinho em minha mão.

Sasuke pegou o pote de minha mão e olhou o conteúdo do mesmo, cutucou com a colher e me olhou com a sombrancelha arqueada.

  - O que é isso? - Perguntou.

Senti meu rosto esquentar e mordi meu lábio inferior e olhei para baixo envergonhada.

  - Musse... - Falei tão baixo que provavelmente nem ele ouviu.

  - Ah... Não parece agradável visualmente, mas irei provar. -  Falou e pegou um pouco com a colher e levou até a boca, seu rosto estava sério, ele não demostrava nenhuma emoção nada que me desse uma pista para saber se ele havia gostado ou não. - Ah, está bom.

Foi tudo o que ele disse e continuou a comer.

Sorri

  - Bem, eu irei voltar para o quarto. - Falei, ele não disse nada então deduzi que não tinha problema.

Caminhei até a escada e comecei a subir a mesma, cheguei em meu quarto e fechei a porta.

Me deitei em minha cama e fechei os olhos, por mais que ainda seja cedo, meu corpo pedia por descanso, mas o sono pareceu sumir.

Minha mente começou a vagar em busca de se cansar.

O medo de dormir me consumia, não quero dormir, não quero acordar e ver que foi mais um dos meus malditos sozinhos, não quero acordar e não vê-lo. Senti meu peito doer, eu já estava acostumada com dor, porém, antes era a dor de saber que eu jamais o teria, agora a dor é diferente, é a doer de perde-lo. Respirei fundo e prendi o ar o soltando minutos depois, eu não queria chorar mas é algo inevitável. Eu nunca tive que aprender a lidar com minhas oscilações de humor, mas agora eu teria que aprender, não poderia ficar chorando. Respirei fundo mais uma vez e sorri limpando as lágrimas que ainda escorriam.

Não quero que isso seja um sonho, quero que seja real porque quero lutar pelo o amor se Uchiha Sasuke.


Notas Finais


Por favor se gostaram comentem, essa fanfic é movida a comentários, preciso do comentário de vocês para me incentivar a continuar.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...