História A guerreira de Hades - Capítulo 8


Escrita por: ~

Visualizações 90
Palavras 1.272
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Fantasia, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


VOLTEEEIIIKI
DESCULPEM AMORES, MESMO, ACONTECEU TANTA COISA que VCI NÃO FAZEM IDÉIA. OLHEM AÍ QUENTINHO E SUADO PRA VCS. APROVEITEM

Capítulo 8 - Capítulo 8


Fanfic / Fanfiction A guerreira de Hades - Capítulo 8 - Capítulo 8

    Iria fazer um mês que estava presa naquele lugar, nunca pensou que para um filho de Hades, o inferno seria um... inferno. Karin todos os dias a perseguia e a perturbava, queria que a rainha guerreira fosse sua cobaia para todas as suas atividades irritantes e femininas ao extremo.

Sakura tinha sua feminilidade, usava quando queria, mais nem sempre sabia onde estava. Na maior parte do tempo,para fugir de Karin fazia companhia ao seu irmão sasori, os dois eram calados, ela observava seus afazeres, alguns que ela sabia fazer mas que preferia não se intrometer.

   Quando não fugia ou era uma companhia silenciosa, conversava com o pai, por mais que fosse o deus do submundo, sabia ser calmo e dar bons conselhos, não fazia nada por impulso, Sakura achava que na cabeça do pai tudo era um jogo, e que uma carta errada poderia perder todo o jogo. Se perguntou algumas vezes como seria o mundo se seu pai fosse o deus a comandar os céus no lugar do deus do raio.

  Algumas vezes se perguntou como estaria seu reino, em um mês muita coisa poderia mudar, Sasuke poderia transformar seu reino em algo extravagante, ou mal organizado, destruí-lo por pura vingança e luxúria. Tudo Passava pela sua cabeça, menos a ideia de que tudo estaria bem.

  -*-*-**-*-*-*-*-**-*-*-*-*-

   -há , então era isso que pensava enquanto tomava conta de seu reino dona rainha?!

   As crianças riram com o comentário de meu marido e Tom choroso que ele impusera na voz.

    -me desculpe amor, mais naquela epoca não fazia tanto tempo que eu o conhecia, e você não parecia lá muito um rei que se importava com o reino.

  Ele se aproximou de nós e se sentou na cama ao meu lado.

  -Permitam-me crianças que eu conte minha versão. De como cuidei do reino de sua mãe.

    As crianças se entre olharam e sarada se pronunciou.

   -Papai, promete não fazer sons estranhos? 

    -Como assim minha filha?

   Daisuke foi mais rápido e respondeu na frente da irma

     - Tipo assim, "cabum", "bruuuuuff", "pa","pow" ou ainda o...

    -"eu te pego..."

  Respondemos juntos e rimos em seguida.

  -Tudo bem... vocês venceram. Vou tentar contar como sua mãe...

*'*'*'**'*'*'*'*'*'*'*'*'*'*'

   Sakura havia sumido a quase um mês, entrou em um buraco para o mundo subterrâneo, todas os monstros haviam parado de aparecer depois de alguns minutos que ela havia passado. Todas as guerreiras faziam preces para que ela voltasse o mais rápido possível. 

   Sasuke, filho do deus dos raios, fazia o possível para que tudo ficasse em ordem mas temia um ataque ou algo do tipo. Nesse caso não sabia o que aconteceria. A lua de sangue se aproximava e ele não bia o que o aguardava. A chegada dessa data sempre trazia ocorrência desastrosas pra seja lá qual fosse o local que ele estivesse.

   Monstros, demônios, tempestades, ataques, pestes, mortes. Nada da qual ele pudesse se preparar. Maldição adquirida ao se  engraçar com a humana de um deus menor da floresta.

    Treinava todos os dias, tentava se situar ou impor suas opiniões, o que não eram aceitas na maioria das vezes. Recapitulando... era um reizinho metido, esnobe, mulherengo. Pego de surpresa, derrotado, preso, participou de uma luta e perdeu. Tentava comandar um reino que não era seu e ainda por cima de bela e bem treinadas mulheres. Cada uma com suas opiniões e conceitos, e um deles de não se curvar a homem nenhum. Sua situação não era de longe das melhores. Não contava, mas implorava para que a rainha voltasse.

-*-*-*-*-**-*-*-*-*-*-*-**-*-

     -Dessa eu não sabia Sasuke...

     -acho que ninguém sabia Sakura...

-*-*-*-**-*-*-*-*-*-**-*-*-*-

   Os dias iam passando, o medo e a insegurança crescendo, o medo de que seu reino estivesse em perigo, algo se aproximava e Sakura não sabia o que era.

   Perdia noites de sono olhando para o céu  do inferno, que somente agora sabia que era um dos muitos caprichos de sua madrasta, uma magia encomendada por ela, para que fosse espelhado o céu do mundo superior no inferior.

   As estrelas pareciam brilhar ainda mais do que as do mundo superior. Um sorriso surgiu em seus lábios... talvez não fosse o mesmo céu para todos.

   Já era a manhã do dia em que ela sairia dalí, nunca um dia pareceu passar tão devagar. Ela não teria noção de dia ou data, não sabia que dia da semana era, que horas seria da manhã e partiulamentenao se interresava, a não ser que fosse noite. Em especial aquela noite.

   Quando o por do sol se aproximava colorindo os céus do inferno, o que soava estranho toda vez que ela pensava sobre isso. Persefone apareceu em seu quarto, trazia um vestido vermelho sangue e algumas peças de ouro. Deixou sobre a cama dela dizendo apenas que se precisasse de ajuda ela estaria por perto.

     Ela olhou as peças, um vestido de um seda fina, que causava sensações boas ao toque, braceletes, e outros adereços em ouro dos deuses. Sabia que era lua de sangue, e que um ritual seria feito, mas qual o sentido das roupas e adereços, estaria lá preparando algo? Um cerimônia mais solene talvez? Existia algo ali que ela não gostava.

    Vestiu-se com aquela roupa incrivelmente chata e longa, colocou os adereços e amarrou o cabelo com uma transa qualquer, olhou pelo reflexo da janela a sua frente detestando o resultado, pegou a espada que estava encima da cama, e sem o menor remorso cortou o fino tecido, deixando assim, a peça um pouco acima do joelho. Ainda se sentindo estranha e a leve sensação de se estar nua pegou seu corpete de couro e o pôs por cima do vestido vermelho. Encaixou a espada na parte de trás do vestido.

Olhou uma ultima vez para o quarto, balançou a  cabeça com se quisesse esquecer qualquer lembrança ou afasta pensamentos melancolicos. Fechou a porta e saiu.

O castelo estava completamente vazio, não existia uma alma nos corredores sequer, olhou a sala de seu pai, os quartos dos irmaos mais nada nem ninguem estava la. De longe ouviu  gritos estranhos, e alguns murmuras. Pousou a mao encima da espada, se pos de guarda, e não esitaria matar qualquer coisa que housasse se mover.

Estava no salão da frente do castelo, onde ela viu luzes dansantes por debaixo da imensa porta de marmore do castelo, ouviu novamente os gritos, que pareciam de alegria, liberta;ao e dor, não se contendo decuriosidade, saiu do castelo. Existia la fora uma enorme pra;a com uma roda de fogo no chao a sintilar. Seu pai, persefone, karin e Sasori estavam  juntos em uma especie de altar. Seu pai apenas observava, almas sobindo  pela roda de fogo. Pareciam que iriam para o mundo superior. Mais nem todas conseguiam. Andou entre as demais criaturas, e se colocou no centro do imenso círculo rubro.

Hades pos a falar palavras em grego antigo e o corpo da rainha ardeu, as marcas brilharam em suas costas e ela caiu de joelhos.

-Dei-me suas memórias.

E assim a rainha urrou de dor, uma luz saiu de seu olhos, e o fogo proveniente dela pairou ao redor de todos, estava longe do chão, persefone vendo o estrago que aconteceria ali transformou uma das almas em uma ninfa sagrada e mando que levasse a rainha dali.

E tudo desapareceu .

Sakura estava agora no mundo mortal, em meio a outro caus, monstros novamente , gigantes destruíam seu reino inteiro, chamas por todo lado, sua guerreiras corriam para o ataque nem a percebendo ali.

Ela sentiu seu corpo queimar novamente, a ninfa que era sua companheira tremeu, já era tarde, às chamas já possuíam a guerreira de hades

OLHEM AS NOTAS FINAIS PFF É IMPORTANTE 


Notas Finais


Muito suspense no ar
Gente tô com uma proposta de fazer um grupo no WhatsApp ou face, pra VCS saberem porque não posto e não ficarem chateados comigo. Digam a opinião é se for WhatsApp coloquem o número.
Olhem minhas outras fics assim me deixam feliz pra postar mais ainda pra VCS.
Nos vemos lá embaixo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...