História A Lenda da Louca dos Baskerville - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Assassin's Creed, Diabolik Lovers, Hiiro no Kakera, Jormungand, Junjou Romantica, K (K Project), Lendas Urbanas, Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug), Ore Monogatari!! (My Love Story!!), Pandora Hearts, Sword Art Online, Tokyo Ghoul, Uta no Prince-sama: Maji Love 1000%, xxxHOLiC
Personagens Abyss, Ai Mikaze, Alice Baskerville, Camus, Cecil Aijima, Cheshire, Doug Baskerville, Echo, Fang Baskerville, Gilbert Nightray, Glen Baskerville, Hijirikawa Masato, Ichihara Yuuko, Kimihiro Watanuki, Kou Mukami, Kurusu Syo, Lacie Baskerville, Leo, Lilly Baskerville, Lottie Baskerville, Personagens Originais, Ranmaru Kurosaki, Reiji Kotobuki, Shinomiya Natsuki, Vincent Nightray
Visualizações 3
Palavras 2.132
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishoujo, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Esporte, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Científica, Josei, Lírica, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Musical (Songfic), Poesias, Policial, Romance e Novela, Sci-Fi, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Visual Novel
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oii gostaram desse cap, comentem!

Capítulo 3 - Adaptando


-. Qual você mais gosta? Prefiro o Aijima-sama, é um príncipe!

-. O  Camus-sama é tão cavalheiro! – vejo as meninas mencionando os ídolos já que não posso expor meu trabalho para minha vida de colegial, com as fotos no terraço começo a pensar no que as meninas falam de cada ídolo vejo que gostam muito de dançar e cantar, além da beleza e personalidade que agradam as meninas, nenhum deles me agradam.

Com os braços cruzados, como será que devo escolher? Tá muito difícil além das vozes de cada um deles, como será que devo escolher? Bem posso visitar o estúdio do Saotome e depois daquele cara que não gosto acho que é o Rining.

Depois da aula, coloquei uma roupa que me sinto confortável com meia calça roxa e uma camiseta de trevo com quatro folhas e branca, além de um short curto preto com uma jaqueta de moletom lilás além das botas vinho, vejo um dos rapazes acho que esse deve ser o Ai parece bem jovem estranho será que é...

-. Eu sabia, você é uma máquina qual o seu modelo?

-. Quem é você?

-. Nossa o seu vocabulário é incrível deve ter colocado um componente de conhecimento sua memória deve ser maior que de outras maquinas, mas um ídolo maquina nunca imaginei que encontra-se um!

-. Quem é você?

-. Eu sou Daisy Baskerville desculpe pelo meu atrevimento é que fico muito empolgada em conhecer um modelo tão avançado bem diferente do que estão em minha casa na França.

-. Tem alguém como eu?

-. Oh sim, temos diferente não é tão humano quanto você, tem algumas partes robóticas ainda para trabalhar já que a minha prima está cuidando disso da área de inventora, fez alguma atualização?

-. Não te conheço – diz de forma fria, vejo que estou o irritando então significa que ele não obedece as 3 leis robóticas quem será que o criou?

-. Desculpe eu vou dar uma volta, tchauzinho! – digo andando pelo pátio até ver o Shiny com um sorriso no rosto.

-. Então o que achou de um dos nossos rapazes?

-. Quem o criou?

-. O que?

-. O inventor dele, o modelo é igual da nossa empresa lembrei que a tia Ayane tinha uma máquina que deu para um colega inventor, mas não sabia que deixou com uma aparência mais humana.

-. Sim, ele é um modelo que sua tia Ayane deu para esse colega inventor, então quer ele como garoto propaganda do novo projeto da sua indústria?

-. Eu ainda vou me decidir, mas tem gente e quero conhecer melhor quem vou escolher para o comercial – digo olhando ao redor.

-. Venha vamos para dentro – diz Shiny deixando-me sozinha enquanto olho para um jardim, vejo um rapaz ruivo tocando violão animadamente e outro lendo um livro que parece um príncipe além do cabelo escuro.

-. Olá – diz o ruivo parando de tocar.

-. Oie, eu apenas estou de passagem.

-. Você é...

-. Daisy Baskerville, apenas de passagem.... trabalho nas industrias Abstergo – digo para eles.

-. As industrias de jogo, entretinimento e noticiais, é uma das maiores e mundialmente conhecida, sempre vejo o jornal – diz o rapaz fechando o livro.

-. Hm, é que tenho que escolher dois ídolos da Saotome e da Raning para um comercial, ainda não decidi quem escolher estou muito... muito indecisa, mas vou escolher com cuidado.

-. Bem pode nos escolher somos muito bom em-

-. Ittoki! Desculpe, pelo meu amigo espero que escolha apropriadamente, eu sou Tokiya Ichinose.

-. Eu sei quem são vocês, mas vou escolher obrigada – digo continuando a andar, sentando para descansar em um banco olho para o meu celular para saber mais sobre aqueles rapazes, eles são bons com comerciais, mas ainda não decidi em qual escolher, entre 7 e 4 para apenas 2.

-. Hello, bonitinha está perdida? – vejo um rapaz de chapéu com um sorriso.

-. Não estou apenas descansando meus pés, você é um dos membros do QUARTET NIGHT, Kotobuki Reiji.

-. Esse sou eu! É uma fã?

-. Não, apenas sei por nome sou das industrias Abstergo, conheci o Ai que é membro de vocês...

-. Sei do comercial do novo produto que ainda não escolheu, seus problemas acabaram eu adoro os produtos das industrias Abstergo, sou ótimo nos comerciais e...

-. Incrível, mas preciso escolher apenas um de vocês e o outro do STARISH, já que estão fazendo muito sucesso então não quero que virem uma competição, eu vou escolher com cuidado.

-. Esse é o meu número se quiser pode me chamar para fazer o comercial – ele pisca para mim, balanço com a cabeça e guardo o número, balanço a cabeça em sim.

Depois de passar um tempo nos campos da Saotome, vejo um sujeito que está correndo e mais alguns rapazes, olhando para a pasta em minhas mãos.

-. Senhorita Baskerville é uma honra te conhecer – diz um homem de cabelo um pouco espetado além de traços masculino e adultos, lembro de um filme que já o vi.

-. Hyuuga Ryuya, é o senhor que fiz aquele filme de ficção cientifica que gostei!

-. Você gosta desse filme.

-. É o único que eu vi queria uma sequência do capitão espacial! Mas ai não fez mais, mas eu to de boa, eu apenas estou dando uma volta.

-. Vamos fazer uma nova sequência se isso te anima, só que ainda estamos produzindo.

-. Isso me deixa muito feliz, obrigada... vejo que esses são um dos ídolos do QUARTET e o STARISH – digo segurando a pasta de lado.

-. Vejo que ainda não decidiu.

-. Eu estou pensando e refletindo aqui é um ótimo lugar para refletir, bem agora vou passar no outro estúdio já vou decidir logo.

-. Claro... é uma honra conhece-la pessoalmente, um membro da família Baskerville – diz apertando minha mão como um cumprimento aceno com a cabeça e começo a andar até o rapaz de cabelos longos me olhar.

-. Eu sou Camus.

-. Oi Camus, eu sei quem é você um ídolo muito famoso.

-. Na verdade sou um nobre.

-. Nobre? Não sabia, Leo não me conta de nenhum nobre que eu conheça! Eu passei um tempo na Escócia.

-. Eu não conheço Leo Baskerville, apenas sei que é um Lorde respeitável que defende os direitos dos ciganos, Twilight, ajuda a África e tem muitos projetos e...

-. Hm, quando eu ver o Leo menciono senhor, mas agora ele deve estar no Brasil além de não ter muito sinal, a gente se ver por ai senhor Camus – digo dando um tapinha pequeno no braço e continuando a andar -. Alteza – digo para Aijima me curvando de forma educada e continuando a andar.

Vejo Vince me esperando no carro para irmos ao estúdio rival já que tem outros estúdios e vários projetos futuros que tenho em ver, entrando no carro começo então a ler um novo projeto de câmera móvel para usar em um estúdio de filmes além de show para projetos, ainda estão em desenvolvimento apenas vejo que o departamento financeiro está planejando em fazer os projetos futuros.

-. Como foi seu passeio?

-. Interessante os rapazes têm personalidades variadas todos são ótimos para fazer o comercial, mas apenas um posso escolher ainda não decidi apenas sei quem vou escolher já está decidido.

-. E quem seria?

-. Não posso revelar spoiler vai ter que esperar para marcar uma reunião com o Shiny agora rumo ao estúdio do cara de óculos que não gosto! – digo de cabeça erguida e a mão esquerda levantada em um punho me encostando no banco, até olhar o projeto da câmera voadora movida pelo tablete mesmo que esteja pronto o financeiro está aumentando em um preço bom para o começo da venda do aparelho em um estúdio de filmagem.

-. Está vendo o projeto que Yoko fez e Ayane também, as duas se juntaram para fazer essas maquinas pela ideia da Yoko.

-. Vejo que as duas estão se entendendo ainda bem que sorte, eu briguei com a minha e ela nunca mais voltou – eu odeio chuva por sempre lembrar da briga que tive com a minha mãe, mas agora que estou ocupando seu lugar vou mostrar que sou capaz de fazer o trabalho da minha mãe.

-. Sua mãe voltara tenho certeza que ela voltara para te ver – diz Vince no volante, com um som bem baixo com jazz moderno, relaxante além de contemporâneo não sou eu que gosto não sou tão fã assim o Vince que varia música no rádio para o seu humor.

-. Vejo que está de bom humor, jazz moderno e contemporâneo.

-. É para apreciar melhor a viagem, então vou marcar a reunião com o Shiny para o sábado e o senhor Otori?

-. Quero conhecer a galera deles, já sei quem apenas não vou dizer para você afinal é o meu trabalho.

-. Sim, vou tentar ser o que posso até não conseguir mais aguentar sabe ano que vem não estarei aqui.

-. Eu sei vou sentir muita saudade sua até lá fique do meu lado não sei o que fazer com esses projetos, tem tantos filmes e aparelhos novos!

-. Vá com calma muitos viram querer marcar uma reunião com você, ainda estamos indo bem devagar afinal Ayane-sama escolheu os contratos que você pode dar conta – diz Vince concentrado no volante, respirando profundamente chegando ao estúdio vejo os rapazes ensaiando.

-. Nossa parecem que são de outro mundo!

-. Daisy postura – sussurra Vince quando toco no vidro afasto meus dedos que escondo em um sorriso no rosto.

-. Desculpe, agora entendo que essas meninas dizem sobre essa coisa de ídolos, bem vou poder ver melhor fora do ensaio – digo para Vince que mostra um sorriso calmo e mostrando a cafeteria para tomar um café já que está na hora de comer um sanduiche e um chá.

-. Coma está horas seguindo viagem, vamos descansar temos uma reunião depois de sairmos marquei para 17:40.

-. Eu entendi já decidi quem serão os dois que vou escolher para o comercial – digo tomando um chá gelado.

-. Essa reunião marcara sobre um projeto da série que pretendemos fazer, mas temos muito que negociar com as produções – diz Vince em um tom sério me olhando.

-. Claro, vou comparecer nessa reunião.

-. Preciso que melhore o jeito de conversar com as pessoas e não do jeito você sabe, mas iremos trabalhar nisso outro dia.

-. Sim, mas isso está muito bom! – digo com o sanduiche de frango com requeijão em forma de torrada.

-. Daisy postura, pessoas estão vindo – sussurra para mim até virar para um grupo de 7 pessoas.

-. Ah oi, são os ídolos que trabalham com o senhor Raging?

-. E você é alguma estagiaria ou maquiadora? – pergunta o rapaz de óculos com postura arrogante, olho para ele.

-. Não, errou muito feio dessa vez vou deixar passar ok, apenas vim aqui para conhecer vocês.

-. Nos conhecer? – pergunta o rapaz pequeno me olhando e me encarando torto.

-. Trabalho nas industrias Abstergo.

-. Uma estagiaria da Abstergo!

-. Não, eu cuido da parte mídia da indústria se não acreditam, Vince pode confirmar a minha função.

-. Eu sou Vicente Nightray sirvo a família Baskerville – diz se curvando como um cumprimento.

-. Não, você é da família Vince... não seja bobo – digo dando uma cutucada nele.

-. Perdão senhorita, vou ser mais cuidadoso com as palavras já que é apropriado – diz Vince em um sorriso amigável.

-. Oh mesmo fiquei muito tempo fora, desculpe o lugar que eu tava não tinha conexão com internet, hi, hi, hi...

-. Poderia nos dizer seu nome – diz o rapaz educado que se parece um pouco com o do par de óculos.

-. Daisy Baskerville, ótimo preciso ir tenho uma reunião marcada com quem mesmo?

-. Ah sua reunião é com o pessoal do B-Project.

-. Quem são eles mesmo?

-. É uma longa história te explico no carro ou vai falar besteira – diz Vince me ajudando a sair da cadeira quando levo o pacote e o copo no lixo.

-. Bem preciso ir, foi um prazer conhecer vocês... mas agora tenho uma reunião com quem mesmo é B alguma coisa ah é BL- Project!

-. BL em dorama é reunião para outro dia.

-. Mas por que não posso adiantar esse!

-. Eu prefiro esperar – diz Vince rigidamente, fico de braços cruzados pensando em um romance BL em forma de drama a minha nossa que excitante ver dois homens se pegando, digo se tivesse um alienígena homem e um humano seria muito bom um romance BL do espaço!

-. BL entre um alienígena e um humano, show de bola!

-. Não pense em voz alta se comporte, Daisy – diz Vince desanimado com meus olhos brilhando e sonhando alto.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...