História A menina dos livros - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Personagens Originais
Visualizações 6
Palavras 724
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Escolar, Famí­lia, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Violência, Yaoi, Yuri

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 2 - Sorveteria


-- Porra você muito lerda! --  Falei quanto ela tentava me alcançar.

-- CASTIEL!! EU NAO TENHO PERNA GRANDE IGUAL VOCÊ! -- Gritou dei risada. -- PARA DE RIR SEU DESGRAÇADO!!! 

-- Calma bebê -- Falei dando de vaga.

-- Tenho cara bebê? -- Falou segurando  meu braço.

-- Sim. -- Falei puxando pulso dela. -- Vamos logo estou fome.

-- Claro eu to pagando por isso você ta com presa. -- Falou arrumando óculos. 

-- Dês quando você  usa óculos? - Perguntei.

-- Dês  tinha 10 anos. -- Falou e a gente entrou sorveteria.

Ela foi até balcão eu seguir ela, quando você Lys, Rosa, Alex Melody e Natahniel. Andei até ela abracei ela por trás ela olhou para mim fúrias nos olhos dei apenas sorriso.

-- Oque está fazendo? -- Falou dois sorvete mão.

-- Apenas me escondendo! -- Quando ai falar Rosa me olhou sorriso malicioso. -- Não deu muito certo.

-- CASTIEL!! -- Ela gritou fazendo todo mundo olhar para mim e Thais.

-- I-idiota me solta. -- Falou toda envergonhada. Dei risada.

-- Olá? Que você  namorada do Castiel? Prazer Rosa. -- Rosa falou aapavorado menina.

-- Não sou namorada desse poste, prazer Thais. -  Falou com sorriso rosto.

--Eii! Nao sou poste! -- Falei pegando meu sorvete mão dela.

-- Castiel? -- Falou segurando meu braço.

-- Não falar isso. -- Falei ela apertou mais braço. -- Obrigado. 

-- Acho bom mesmo! -- Falou virando para Rosa.

Seguir até para você da sorveteria não estava muito afim de conversar hoje. Andei até parquinho perto de uma lojinha de pets lembri do Dragon ele deve estava fome ou sentido minha falta aiii!! Não posso demora muito. Senti mão meus ombros olhei para cima vi figura sorrindo e ofegante.

-- Seu poste maltido, me fez corre até aqui! -- Falou sentado meu lado.

--  Mais não mandei você  correr. -- Falei seco.

-- Nossa! Você muito mal agradecido. -- Falou lambendo sorvete. -- Fique preocupada você trata assim? De nada.

-- Você estava "preocupada", hahaha que bonitinha. -- Falei  zombando dela.

-- Sem graça! -- Falou. -- Mais ai oque você gosta fazer?

-- Cantar e tocar guitarra. -- Falei. -- E você?

-- Eu sou dançarina. -- Falou mordendo sorvete.

-- Sério que legal, tenho prima que mora Canadá ela também dançarina. -- Falei.

-- Que legal. Você tem animal de estimação? -- Perguntou.

-- Cachorro e você?

-- Coelho.

-- Meu amigo Lys ama coelhos.

-- Que legal esperou dia conheço-lo -- Dei sorriso meigo.

-- Porque mora seu avós? -- Opa deixei escapulir sem querer.

-- Meus pais trabalha fora não tem tempo para mim então tive que mora meus avós. -- Falou meio sorrindo.

-- Desculpa. -- Falei baixando cabeça. -- Não queria preguntas isso.

-- Tudo bem você não teve culpa de nada. -- Falou fazendo carinho minha cabeça. -- Mais seus?

--  Eles trabalha muito então não tem tempo para mim então mora sozinho cachorro Dragon. -- Ela deu risada. -- Você está rindo?

-- Dragon e nome cachorro? -- Falou rindo.

-- Dragon  e nome cachorro sim! Qual nome seu coelho?

-- Bolhinho. -- Falou eu dei risada pouco alta.

-- "Bolinho" e nome de animal?. -- Falei segurando minha risada.

-- E sim, que ele barquinho parace bolinho!! -- Falou dando vários tapa meu ombro. 

-- Ai,ai para de agredir! Ta já parei de rir ai! -- Falei tendo solta dela. -- Você ficou com alguém?

-- Sim, mais  não deu muito certo. -- Falou  meio envergonhada. -- Eu não sei beijar de língua.

Não vou aguentar essa menina.

-- Você tá brincadeira ne? -- Comeci rir sem para. 

-- Para Castiel! Estou falando sério! CASTIEL!! -- Ela gritou irritada. 

-- Você não sabe beija você nunca beijo! -- Eu tentava falar mais risada atrapalhava. -- Pelo menos vão não virgem! -- Ela ficou mais vermlha. -- NÃO ACRETIDO VOCÊ AINDA VIEGEM?

-- CASTIEL!! para você que  todos rua escuta? -- Falou de do tapa forte minha cabeça.

-- Desculpa. -- Falei fazendo bico mão cabeça. -- Essa doeu.

-- Você mereceu maltido. -- Falou jogando palitinho no lixo. 

-- "maltido" para chamar assim. - Falei para ela mais parecia ignorando.

-- Que hora são? -- Falou  olhando para céu.

-- 20hrs porque? -- Ela levantou correndo puxando meu pulso.

--- Tenho pegar ônibus até é casa ele passa 20:30h. -- Falou puxando.

-- Que tenho ver com isso? -- Falei me soltado dela.

-- Desculpa até até amanhã. -- Falou dando pouco mais rápido. eu dei meia volta atravessando rua indo para casa mais sentimendo estranho.

Sinto não deveria deixa ela sozinha



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...