História A Nova Guerra Santa! - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Saint Seiya
Personagens Eden de Órion, Haruto de Lobo, Kouga de Pégaso, Ryuho de Dragão, Souma de Leão Menor, Yuna de Águia
Tags Ação, Cosmo, Hades, Pegasus, Saint Seiya Omega
Visualizações 25
Palavras 2.235
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Ecchi, Fantasia, Festa, Ficção, Hentai, Luta, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shounen, Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Mais um maravilho capítulo, que vai marcar o começo da guerra santa!

Fiquem de olho pois o próximo vai vir cheio de acão e um pouco de sentimentalismo

Até lá!

Beijosss

Capítulo 10 - A Espreita!


Narrador P.O.V 

 

 

No dia seguinte... 

 

 

   Apesar dos raios do dourado sol, que brilha no horizonte, saindo por detrás de algumas montanhas, o dia não parece ter tua temperatura alterada. Mesmo com os cálidos raios solares, o vento, forte e gélido, é o que reina na localidade do Santuário de Athena. O dia em si parece meio desanimado, e para o jovem Dragão Ryuho, o dia não parece ser o único. 

   Assim que saio de seu alojamento, logo pela manhã, Ryuho deu -se de frente com o forte vento gélido que parece soprar contra todos ali, mas a mudança de tempo não foi a única que ele notou, poderia ser paranoia dele ou algo do tipo, no entanto, para o moreno alguns Cavaleiros pareciam agir de modo estranho, e conforme o rapaz caminha pelo longa extensão do Santuário, mas tal paranoia se torna algo mais provável. 

   Agora, perto do Coliseu, aonde os Cavaleiros treinam e batalham para seu próprio fortalecimento, Ryuho se depara com Kouga e Souma, em meio a uma rasteira neblina que encobre o local, à trocar golpes e pontapés, levando a sério seu “possível” treinamento. 

   Ryuho decide então se aproximar, mas sem atrapalhar os amigos. Se colocando na arquibancada, ficando assim a observa -los de longe, e ao ficar os observando não pode deixar de sentir uma leve nostalgia, vê -los assim o fez recordar dos tempos da Palaestra, foram poucos os momentos lá vividos, no entanto eles possuem um grande significado. 

 

- Ryuho!! – Uma voz, familiar ao garoto, perfura a fina camada de neblina e alcança o jovem sentado na arquibancada, tirando -o do meio de seus pensamentos e devaneios 

Ryuho: Ahm? – Ao direcionar seu olhar para a área do Coliseu, o moreno deparasse com seus dois amigos, Kouga e Souma, acenando para ele, o chamando para a área 

 

   Respondendo com um balançar de mãos, o jovem se ergue e caminha arquibancada abaixo, seguindo até onde Pégaso e Leão Menor se encontram. Ao encontra -lós, o rapaz os cumprimenta e é cumprimentado de volta

 

Souma: E aí, veio treinar também? – Pergunta o alaranjado, arrumando as ataduras que se encontram envolvendo teus dois punhos 

Ryuho: Esta no começo pensando em fazer isto, no entanto, mudei de ideia! – Exclamou o rapaz em resposta 

Kouga: Por que? O que houve? – Pergunta o ruivo de braços cruzados 

Ryuho: Vocês não sentem algo estranho envolvendo o Santuário?

Souma: Claro! – Confirma -Já passam das 10h e ainda se tem neblina em alguns lugares! – O rapaz chuta o ar, com se quisesse dispensar a neblina em seu a redor 

Kouga: Isto é devido a temperatura baixa Souma! – Explica o ruivo a seu amigo – Tenho certeza que não foi isto que Ryuho quis dizer! – Ele volta seu olhar ao moreno – Certo? 

Ryuho: Deixa pra lá! Deve ser paranoia minha! 

- Eu acho que não é paranoia sua coisa alguma! 

Kouga: Ahm?

 

   Em meio a fina camada de neblina uma silhueta se faz presente, algum se aproxima, em passos calmos, dos três amigos. Poderia ser qualquer um, no entanto, a voz, bastante familiar, logo entregou sua identidade 

 

Kouga: Então você também veio ao Coliseu, Eden? – Transpassando a neblina, Eden, o Cavaleiro de Orion, se coloca diante seus amigos 

Eden: Algo me intrigava, então decidi dar uma olhada por aí, daí trombei com vocês! – Explicou 

Ryuho: Mas Eden, o que você quis dizer com “não é paranoia sua”?

Eden: Fala sério, nem um de vocês não está estranhando o modo como os demais nos tratam e encaram? – O rapaz olha para os três amigos – É como se escondessem algo de nós!

Kouga: Agora que você falou...

Souma: Ahh, mas cá entre nós, isto aí já é um fato! – Souma cruza os braços por de trás da cabeça -  Até o Haruto esconde algo de nós!

Kouga: Me pergunto do que se trata o assunto que Haruto oculta de nós! Deve ser algo bem preocupante, já que foi o próprio Seiya que pediu para ele deixar este assunto escondido!

Eden: Meu palpite é que possa ser uma nova Guerra! – Exclama o guerreiro 

Souma: O que? Mais uma? 

Eden: E acho que está tem ligação direta conosco!

Kouga: Bem, isto explica o fato de tentarem deixar isto escondido de nós! 

Ryuho: Eu só espero que este palpite não seja o correto!

Eden: Todos esperamos isto... 

 

   Após treinarem um pouco, os quatro juntos, os jovens decidem auxiliar os jovens aprendizes, que chegam aos poucos, em seus treinos diários, já que aquela tal festival está próximo de se concretizar. 

   Com o passar das horas, a fina neblina se dissipa, devido ao aumento de temperatura nas terras gregas. O sol, que brilha no céu, com pouco intensidade, começa a dar forças para que aqueles que permanecem deitados se levantem de uma vez. Tanto o Santuário como o pequeno vilarejo de Rodorio começam a ficar movimentados. Os Cavaleiros mais uma vez se colocam de pé a treinar arduamente, afinal a prática leva a perfeição. Os aldeões começam a transitar por Rodorio, indo ao trabalho, abrindo tuas lojas ou fazendo suas compras. O dia está agradável como sempre. 

   No céu, com o passar das horas matinas o sol faz seu movimento de sempre, anunciando que a manhã já tornará -se tarde, deixando claro que a hora de almoçar havia chegado. 

   Querendo mostrar aos amigos com que pés anda Rodorio, Ryuho convida Kouga e os demais para almoçarem com ele num restaurante em Rodorio, tendo em mente leva -los logo após ao encontro das crianças que tanto comentará com seus companheiros. Os jovens do Ômega partem para Rodorio, sendo todos guiados por Ryuho. 

 

 

Em Rodorio... 

 

 

   No vilarejo que fica localizado praticamente aos pés do Santuário, mas precisamente na base da montanha aonde reside o Santuário de Athena, Ryuho seguido por Kouga, Souma, Yuna, Haruto e Eden, que observam o vilarejo ao seu redor com curiosidade nos olhos, logo entram em uma de suas estalagens. Agora, já dentro da estalagem, dívidas em dois grupos de três, os amigos se sentam em mesas próximas, e aproveitam assim um vasto almoço.

   Ao término da refeição os jovens, juntos de Ryuho foram até a Casa da Senhora Sakura, aonde ficando Luke, aquele treinado por Ryuho, Leo, o caçula de Luke e Sophie, uma garotinha doce e adorável que conheceu os irmãos no orfanato da onde fugiram a algum tempo. 

 

 

Na Residência....

 

 

   Ao chegarem na residência da Senhora Sakura os jovens são recebidos calorosamente pelo idosa, que os guia para a Sala de estar da Casa. Lá, Leo se encontrava brincando com o cachorrinho branco que os três acharam dias atrás. Sophie está deitada de bruços sobre o tapete a desenhar. Já Luke, esta no fundo da Residência, mas precisamente nos jardins do fundo há fazer o que sempre faz nas horas livres, treinamentos. 

   Yuna e Souma permanecem na Sala, já os outros seguem para os jardins do fundo. A pequena Sophie se apega rapidamente a Amazona de Águia, devido ao longo cabelo dourado da mesma, o que faz Sophie a chamar de Princesa. Por outro lado, Leo adora o lado brincalhão do Cavaleiro de Leão Menor, o que faz o menor não sair de perto do alaranjado.

 

 

No fundo do Terreno da Residência...

 

 

   Nos jardins do fundo, Ryuho apresenta Luke a Kouga, Eden e Haruto, e vise versa. O jovem aspirante a Cavaleiro se vê muito empolgado ao estar diante dos Cavaleiros do Ômega, o que não faz Kouga se segurar, pedindo para duelar com o garoto, para ver como andava o aprendiz de teu amigo. Ryuho acabo por concorda e Luke agarra a ideia de lutar com aquele que foi dado como o Matador de Deuses. 

   Durante o pequeno treino, mais pra batalha, a qual Ryuho, Haruto e Eden observam, o Cavaleiro de Lobo e o de Orion ficam a dar dicas para o aprendiz sobre como conseguir derrotar o Cavaleiro de Pégaso, o que deixa o mesmo meio irritado, mas não o desconcentra.

 

 

Dentro da Casa...

 

 

   De volta para o interior da Casa, para ser mais preciso na Sala de estar, Souma entretinha o pequeno Leo com algumas de suas histórias sobre suas aventuras, tem a total atenção do pequeno que mal piscava enquanto observava o alaranjado, que se encontra sentado em um dos sofás.

   Yuna por sua vez, estava sentada sobre o tapete da sala ao lado de Sophie, que estava a “desenhar” a Amazona com seus diversos lápis de cor e giz de cera, e enquanto observava o pequena desenhar a loira acaba por ouvir uma pedaço da história que Souma contava a Leo, era sobre a sua batalha contra Apsu, e a Amazona não podia deixar de sacanear o Amigo 

 

Yuna: Não foi bem assim que eu me lembro que ocorreu, Souma! – Exclamou a loira, conseguindo a atenção dos dois 

Souma: O que quer dizer com isto, Yuna? – Ele encara a Amazona 

Yuna: Você não lutou contra o Apsu sozinho!

Souma: Claro que não! Você e os outros estavam lá me dando suporte! – Di convencido

Yuna: Suporte? – A Amazona arqueia uma das sobrancelhas – Sei... 

 

   Neste instante Kouga, Ryuho, Haruto e Eden, acompanhados do jovem aprendiz entram sorridentes e tagarelas no cômodo  

 

Yuna: E aí,  qual o motivo deste alvoroço todo? – Pergunta a loira tendo tua atenção voltada aos rapazes 

Eden: O Kouga quase perdeu pro Luke! – Informa o Cavaleiro, sentado -se em um dos sofás logo em seguida 

Kouga: Mentira! 

Yuna: Verdade Ryuho?

Kouga: Não confia em mim não?

Yuna: Quando se trata de você não! – Exclamou – Ryuho?

Ryuho: Verdade! 

Kouga: Ei! – Ele chama a atenção do amigo 

Yuna: Ual, então você treinou o Luke muito bem! – Ela olha para o jovem com um belo sorriso no rosto, o que deixa o mesmo sem jeito 

Haruto: O menino foi muito bem, faltou pouco pra vencer o Kouga!

Kouga: Com vocês berrando as minhas fraquezas também! 

Yuna: O Kouga tem fraquezas? Esta eu não sabia!

Souma: Você não sabia? – O alaranjado desliza pelo sofá até a loira – Então vem cá que te conto! – Ele fez como se fosse cochichar algo a Yuna mas foi interrompido por Kouga que lhe jogou uma das almofadas 

Kouga: Já chega vocês dois, eu não tenho fraqueza alguma! – Exclamou convencido 

Yuna: Claro! Assim como o Souma enfrentou o Apsu sozinho!

Haruto: Que história é está? 

 

   E foi neste clima de brincadeiras, um tanto quanto infantis, e risos que a tarde de visita aos órfãos rendeu. As risadas altas e baixas, as brincadeiras diversas e história deram aos três: Sophie, Luke e Leo, uma tarde fora do normal e habitual, os jovens Cavaleiros poderiam ser habilidosos e árduos em batalhas, mas isto não quer dizer que eles não sabiam como se divertir, soltando -se um pouco, vindo um dia como um adolescente comum, o que todos não tiveram a oportunidade de ser. 

   A tarde se esvai de modo quase que dispercepitivel aos jovens. O sol avança para o horizonte, fazendo surgir do outro lado a majestosa Lua que carrega consigo as incontáveis Estrelas. E devido a chegada do crepúsculo do anoitecer no horizonte, Ryuho e os demais decidem que está na hora de sua partida, afinal já haviam abusado demais do passe livre que tinham, passando praticamente o dia todo fora do Santuário. E assim com uma despedida, que vem acompanhada de uma promessa de retorno, os seis deixam a Casa da Senhora Sakura sem mais rodeios, seguindo de volta para o Santuário. 

 

 

No Meio do Caminho...

 

 

   Após saírem de Rodorio, e estarem a atravessar uma pequena trilha em meio às rochas, subindo a montanha em direção ao Santuário, Haruto acaba por ter sua atenção atraída por algo que o faz parar sua caminhada, atraindo assim a atenção doa demais, que também param de caminhar logo mais a diante. 

 

Kouga: O que houve Haruto? – Perguntou o ruivo assim que notou o Cavaleiro de Lobo parado, olham para trás, em todas as direções possíveis 

Haruto: Não sei como explicar, mas me sinto observado! – Exclamou examinado os seus arredores

Kouga: Como?!

Souma: Você não é o único! – Os olhos do grupo voltam -se para o alaranjado 

Kouga: Souma...

Souma: Desde que saímos da Casa da Senhora Sakura sinto como se tivessem olhos em cima de mim

Ryuho: Pessoal...

Haruto: Bem, o melhor a se fazer é voltar para o Santuário! 

Kouga: Sim, vamos... 

 

   De fato, os jovens não estavam tão sozinhos quanto pensavam, enquanto adentravam o solo sagrado do Santuário, ao longe, bem ao longe, alguém os observava. Escondida pelas densas árvores que a rodeiam, num monte, longe do alcance do Santuário, uma dama observa tudo com seus olhos lilases que durante o cair da noite parecem adotar o tom mais negro possível, tão negro quanto o cabelo da mesma, que balança de um lado ao outro, devido ao forte vento, junto a longa saia de seu vestido preto. O único som ali presente e do próprio vento que balança as folhagens das copas das árvores, no entanto outro som se faz presente, o som metálico e cintilante de uma pequena corrente de pescoço, localizada em uma das mais brancas e gélidas da moça. Esta é Pandora, que fita ao longe os jovens Cavaleiros do Ômega 

 

Pandora: Não falta muito meu senhor... – Ela exclama com um sorriso em teus lábios rosados – Pois, assim como o amanhecer que virá daqui poucas horas, o Senhor voltaram a pisar sobre esta Terra.... ainda esta noite.... Eu lhe prometo.. – Ela aperta a corrente em tua mão – Meu Amado Senhor Hades..... 

 

 

 

.............

 

 

 

Continua...... 


Notas Finais


COMENTEM POR FAVORRR


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...