História A princesa de Thundera - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias ThunderCats
Personagens Personagens Originais
Tags Lion O, Thundercats, Thundercats 2011, Thundercats 2012
Visualizações 7
Palavras 636
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Famí­lia, Luta, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Digo nada :3

Capítulo 1 - Reunião dos Reinos


Leônia era uma garota de 15 anos de idade, filha do rei Lion-o e da rainha Leona. Seus cabelos eram ruivos e seus olhos eram castanhos-claro. Ela usava um simples vestido curto com ombreiras como as de seu pai e o simbolo vermelho encrustado em sua cintura. Ela estava naquele momento na sala de reuniões, pois seu pai queria que ela estivesse naquele momento pra conhecer melhor como são as outras raças.

Lion-o: Bem, estou aqui agora porque resolvemos discutir sobre uma coisa muito importante, a minha filha. Rei Aracnys do reino das aranhas, poderá começar.

Aracnys: Sua filha já destruiu várias teias com os ovos dos filhos de meu povo, alegando querer os libertar por eles estarem presos nas teias, quando na verdade elas servem para que nossos bebês fiquem seguros.

Lion-o: Algo a dizer a sua defesa? Pois você é a princesa de Thundera. Deverá agir como uma e pedir desculpas ao rei Aracnys.

Leônia: Me desculpa, eu...achei que estava fazendo o bem, pois eu me preocupo com cada ser vivo de cada raça.

Aracnys: Tudo bem. Isso já passou e outras teias foram refeitas ^-^

Lion-o: Você pode fazer o bem sim, mas analisando o que ocorre, o porque e como solucionar. E não só olhando pela sua visão individual, e você deve olhar o...

Leônia: Panorama geral. Eu sei, pai.

Lion-o: Caham...continuando...rei Hawk-ly, do reino das aves, algo a dizer?

Hawk-ly: Sua filha foi até nosso reino e caçoou de nossa gastronomia, dizendo que insetos são repugnantes ao paladar, alegando que seria melhor um javali assado.

Lion-o: Com certeza foi brincadeira dela, né filha? É que...os professores dela já ensinaram a ela que cada raça tem um tipo de gastronomia. Não é mesmo?

Leônia: Sim, me perdoe. Eu não queria isso nunca para as aves.

Hawk-ly: Desculpas aceitas e.e

Lion-o: O próximo...Lincornys do clã dos linces.

Lincornys: Na verdade, tenho nenhuma queixa contra ela. Só eu e meu filho Luxsar estamos aqui porque eu e ele decidimos uma coisa.

Luxsar era um lince de cabelos negros meio arrepiados, olhos azuis e pele meio alaranjado com algumas marcas negras no rosto e tendo 16 anos.

Lincornys: Fale para eles sobre o que falamos no nosso palácio, meu caro filho, principe Luxsar.

Luxsar: Bem....quero pedir a...mão da princesa Leônia em...casamento.

Leônia: AAAAHHH ESSA EU NÃO QUERO Ò.Ó NEM QUE UM RAIO DOS DEUSES CAIA EM MIM, EU NÃO VOU ME CASAR COM VOCÊ!! PREFIRO ENCONTRAR MEU PRÓPRIO AMOR!!

Lion-o: Calma, filha.

Leônia: CALMA É O CARALHO!!

Lion-o: EU JÁ DISSE PARA SE ACALMAR, PRINCESA LEÔNIA DO REINO DE THUNDERA!!! Ò.Ó

Logo a Leônia havia se acalmado. Seu pai só a chamava assim quando ele estava bravo com ela.

Leônia: Tudo bem...

Lion-o: Bem...como podem ver, minha filha recusou a oferta de casamento.

Lincornys:  O quê? Impossivel....tomara que sua filha seja amaldiçoada com uma grave doença e que o seu reino caia de novo.

A Leônia apenas havia se escondido atrás do pai dela que viu o quão assustada sua filha estava com aquelas palavras do rei dos linces.

Lion-o: Escuta aqui, senhor, já chega. Ninguém...ninguém joga praga na minha filha e no meu reino. Tá entendendo? Ò.ó

Os dois linces apenas olhavam assustados para um Lion-o bravo.

Lion-o: Porque mexeu com a Leônia, mexeu comigo!! *se aproximava dele com uma expressão facial furiosa, mas defensiva* E eu garanto, que não vai querer se meter comigo.

Enquanto ele havia pegado o Lincornys pela gola, ele ficava mais amedrontado.

Lion-o: O senhor entendeu bem?

Lincornys: Sim!! Sim Ó.Ò

Lion-o: *que havia soltado ele* Ótimo...agora FICA QUIETO!! Ò_Ó

Os outros reis, apenas observaram aquele ato de defesa, e nem ousaram questionar o rei de Thundera para não ficarem daquela mesma forma que estavam Lincornys e Luxsar: se cagando todo nas calças.

Lion-o: Mais alguém querendo falar algo? U.u

Todos os reis haviam negado com a cabeça, pois aquilo foi demais para eles.

Lion-o: Então, dispensados ^^

Eles apenas apertaram o passo e saíram o mais rápido dali. Ninguém mais iria questionar o pai protetor leão.


Notas Finais


E digo mais. Só digo isso :3

A braveza do Lion-o com o rei Lincornys é uma referência clara ao Meu Malvado Favorito 3, onde aquela mulher com o menino do porco de casamento, amaldiçoa a Margot por ela recusar o porco de noivado do menino com palavras tipo "tomara que uma maldição caia sobre você e blablabla". Aí a mulher que é mãe da Margot, acaba ficando brava e defende a Margot, dizendo que ninguém mexe com a filha dela e joga praga. Tipo...só quem ainda não entendeu, veja isso: https://youtu.be/_2ycKaWqmII?t=45m15s


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...