História A Sósia - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Jungkook
Tags Bts
Visualizações 35
Palavras 1.042
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Pansexualidade, Transsexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


demorei, mas cheguei KKKK

não era a intenção demorar tanto, MAS acontece que nenhum plano que eu faço sai exactamente como foi planejado. acontece que eu não posso ficar com meu pc em casa (motivos que não vem ao caso), então acaba que eu, por exemplo, fiquei as duas semanas passadas sem nem ver ele (e eu já desisti de escrever pelo celular). ai soma ai que eu tô lotada de trabalho escolar (sério eu já me livrei ontem de dois), mas ainda faltam dois KKLKKK (lê-se eu rindo pra não chorar). agora acrescenta que eu fique meio sem ideias pra história (mesmo que eu escreva desde 2015, eu ainda sou péssima desenvolvendo. mas o que é a perfeição, sem a prática, não é mesmo?), e junta tudo e vê minha fodelança

mas, bem, finalmente cheguei, então aproveitem!!

boa leitura <3

Capítulo 2 - (2) Você é meu arroba!


Fanfic / Fanfiction A Sósia - Capítulo 2 - (2) Você é meu arroba!

Poderia ter acordado com um beijinho, Jimin estaria ainda nos meus braços me encarando, rindo bobo, levantaria todo meigo e envergonhado - deixem-me sonhar com o dia que Jimin será alguém tímido -, faria um café da manhã maravilhoso - como se não fosse eu quem cozinha no nosso relacionamento, porque caralho, quem queima miojo? -, me daria remédio para a ressaca, e ficaríamos o dia todo agarradinhos no sofá.

 

Mas não foi bem assim que aconteceu, estava mais para um:

 

- Acorda, desgraça - disse me dando tapinhas no rosto nada suaves e grosso como ninguém.

 

- Meu Deus, Ji. Eu tô de ressaca, vai com calma - implorei, minha cabeça doía como o inferno, eu só queria dormir e acordar na minha próxima reencarnação.

 

- Jeongguk sai da minha cama. Quer dormir mais vai para a sua! - eu ainda estou chapado, ou ele acabou de me expulsar do nosso quarto?

 

- Ok, meu anjo. Vamos com calma, - sentei na cama de cara amassada, remela no olho e um baba seca no canto da boca. Nada fora do normal. - como assim "vai para a sua cama"? Eu estou na minha cama. - o encarei sério, eu realmente ficava nervoso quando meu namoro era o tópico do assunto, e Jimin sabia disso como ninguém.

 

Dor de cabeça? Passou como mágica.

 

- É exatamente o que você ouviu. Aqui não é mais sua cama - respondeu seco, de braços cruzados e cara fechada.

 

- Você está terminando comigo, Jimin? - perguntei, e juro por Deus que por dentro eu rezei 30 Aves Marias e 70 Pai Nosso.

 

- Estou, Jeongguk - respondeu curto.

 

- E eu posso saber o motivo? - mesmo sabendo que Jimin odeia quando sou seco e grosso consigo, eu não posso evitar. Eu estou realmente ficando muito confuso e confusão me dá raiva.

 

- Porque eu não curto homens que beijam outros quando estão compromissados - disse com clara raiva e muito desapontamento na voz. - Aliás, você gostou? Gostou de me por dois chifres e-

 

- Uou, uou e uou. Calma - pedi de olhos maiores do que já são. - Do que você está falando, príncipe? - perguntei levantando e segurando seus dois braços, olhando nos seus olhos que já estavam inchados. 

 

Eu não faço ideia do que ele está falando, mas eu tenho certeza que passou a noite chorando por seja lá o que tenha acontecido; e isso me deixa com o sentimento de culpa mesmo que eu sequer saiba o que eu fiz. Eu possuía um instinto protetor muito grande com Jimin. 

 

- Eu tô falando de você beijando outro cara ontem depois que sai! - disse e pude ver uma fina camada d'água se acumular nos seus olhos. 

 

- Bebê, eu só beijei você à noite inteira. Aliás quem deveria estar dando piti sou eu!, você quase me estuprou ontem na balada e depois saiu me arrastando.

 

- Eu não estava beijando você, eu sai - disse quase calmo. Bem quase, eu sei que ele só queria pular no meu pescoço e me enforcar.

 

- E depois voltou e me beijou, me apertou tanto que eu sinto arder até agora - levantei a blusa, e realmente estava roxo, como imaginei que estaria.

 

- Jeongguk eu não fiz isso. Eu jamais te deixaria roxo desse jeito sem seu consentimento - me encarou sério, enquanto minhas mãos desciam para sua cintura.

 

- Mas deixou - o contrariei.

 

- Jeongguk, pelo amor de Deus! Deve ter sido seu arroba que você estava beijando descaradamente no meio da balada. - deu de ombros, tentando tirar minhas mãos de sua cintura, me fazendo finca-las mais fortemente.

 

- Que arroba, Park? Você é meu arroba! Você é meu arroba desde o ensino médio! - me exaltei.

 

- Posso até ter sido, mas você me traiu e eu te quero fora desse apartamento.

 

- Você não pode estar fazendo isso... Jimin pelo amor, eu não traí você... Se fiz eu nem lembro, eu estava caindo de bêbado! Você viu, porra! - o soltei andando em círculos pelo quarto. 

 

- O que eu vi foi a boca do meu namorado, ou melhor, ex-namorado beijando outra - cruzou os braços.

 

- Jimin eu só lembro do seu rosto, por mais que eu force a memória, eu só lembro de você me beijando! - passei as mãos pelos cabelos, nervoso com toda a situação. Por mais que não parecesse, eu respirava Park Jimin.

 

- Jeongguk, por favor - ele sentou-se na cama com os cotovelos apoiados na perna e o rosto entre as mãos. - Só vai embora e me deixa sozinho.

 

Eu conheço essa sensação. É aquela que eu sempre sinto quando sei que Jimin já venceu uma discussão.. Que eu farei o que ele pedir, por mais insano que seja, e dessa vez é o pedido mais insano que ele já me pediu. Ele quer que eu parte, o deixe sozinho. Chorar sozinho, se culpar sem ninguém para contrariá-lo... É o pedido mais absurdo que já recebi, e eu vou executá-lo, porque Park Jimin já venceu essa discussão.

 

Eu só queria voltar no tempo e desfazer tudo. Eu queria não ter sugerido que nós fóssemos naquela balada sozinhos, eu queria não ter bebido tanto, eu queria não ter dito que ficaria bem sozinho enquanto meu namorado ia à algum lugar, que ele não precisava me levar. E dentro de tudo isso, a única coisa que eu queria, era lembrar de quem era o rosto tão igual ao do Jimin que me beijou. Porque de algum jeito, eu sinto no meu íntimo que não foi meu namorado que me agarrou tão grosseiramente.

 

Mas por enquanto, eu só vou trocar de roupa e escovar os dentes, pegar meu celular e carteira e sair pela porta sentindo aqueles olhinhos tão pequenos e tristes me encarando, sem olhar de volta, porque eu conheço o meu Park, e sei que ele precisa de um tempo para ele, precisa pôr as idéias no lugar, e a última coisa que eu faria se olhasse-o, seria deixá-lo só; eu correria para aqueles braços pequenos que não me circundam e enquanto chorava o Oceano Pacífico em si, imploraria seu perdão, porque eu amo demais Park Jimin pra deixá-lo. 


Notas Finais


minhas aulas... acabam daqui 3semanas mais ou menos, então em dezembro deve sair o capítulo 3 (eu profetizo).

eu quero agradecer quem leu, eu fico feliz demais com o feedback. essa conta é nova, então eu achei que ninguém leria nada meu, então obrigada szz eu fico muito feliz

(obs: perdoem o capítulo curto, se eu deixasse para escrever mais, eu só atualizaria mês que vem. estou totalmente sem tempo )): )
(obs2: qualquer erro, perdão, eu revisei maaas sempre passa algo e é a quarta vez que eu tento postar. se tiver algo errado arrumo depois <3)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...