História A Vida da voltas - Capítulo 27


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Sasusaku
Visualizações 58
Palavras 2.164
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Famí­lia, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Vem Hentai nesse capitulo heim genteee

Capítulo 27 - Encontro parte 1


Fanfic / Fanfiction A Vida da voltas - Capítulo 27 - Encontro parte 1

Sakura on

Hoje o dia foi corrido, fiquei andando pra cima e pra baixo igual uma louca nesse hospital, teve a entrada de uma criança com suspeita de Meningite, acidente de carro os pais e a filha estão em estado grave, infelizmente não conseguimos nenhum contato com a família deles, a assistente social esta a procura de parentes, essa família sofreu um acidente gravíssimo, um carro em alta velocidade  ultrapassou o sinal vermelho e acertou em cheio o carro dessa família, o motorista conseguiu fugir.

Sasuke me mandou mensagem hoje, vamos jantar fora, fiquei feliz, mais ainda preciso contar a ele algo sobre mim, não sei como ele irá reagir.

Tomei um banho no hospital, vesti um vestidinho tubinho, me perfumei, Ino minha amiga resolveu fazer uma maquiagem, quase discutimos, ela gosta de maquiagem mais marcantes e eu algo suave.

- Testuda fica quieta eu vou fazer você ficar linda, o senhor Uchiha vai querer te pedir em casamento na hora. Reclamou Ino querendo por uma sombra sobre meus olhos.

- Porquinha linda do meu coração, você sabe que eu não uso nada marcante, eu gosto de algo mais clarinho, básico.

- Tudo bem, mas fica quieta vai querer deixar seu amado esperando? Pronto nessa ela me pegou, sosseguei nem falei mais nada deixei ela me maquiar.

- Sabe testuda eu fico feliz que você tenha encontrado alguém que te faça bem, estava na hora de você ser feliz, se aquele Uchiha te fizer mal eu arranho a cara dele todinha. Falou a Ino

- Obrigada porquinha, mas ainda não contei sobre mim, não sei como ele vai reagir, mas ele é uma boa pessoa, sabe ele também sofreu, a ex mulher dele o deixou quando ele ficou com uma mão na frente e outra atrás, não quis nem saber do filho, deixou a guarda da criança com ele e sumiu com um cara mais velho bem rico, ele se fechou cuida muito bem do filho, é engraçado o jeito dos dois interagir, ele vive em função do filho, você tem que conhecer o Deisuke ele é um amor de criança, muito esperto, as vezes nos coloca em situações constrangedoras, é carinhoso, um dia desse dormimos juntos, ele me abraçou tomando seu mama e disse que era assim que uma mãe deveria ser, dormiu agarrado em mim e me chamou de mãe, na hora quis chorar, fiquei respirando fundo até me acalmar, era meu sonho ser mãe, mas não deu.

- Testuda, ei olha pra mim, não é hora de pensar nisso, você está feliz agora, encontrou alguém para viver feliz com você, quem sabe ele não é seu príncipe encantado? Falou Ino suspirando

- verdade, vamos ser feliz e você também porquinha, seu príncipe deve estar aí e iremos acha-lo pra você também ter seu conto de fadas.

- Ai amiga, você é como uma irmã pra mim e vamos logo, olha lá no espelho vê se eu não arrasei na sua maquiagem.

Fui ver no espelho.

- Inooooooooo, ficou muito bonita, deu uma valorizada nos meus olhos sem deixar de ser simples.

- Simples não testuda, não desvaloriza meu trabalho, é clean de modo elegante. Começamos a rir.

Meu celular tocou, era Sasuke informando que tinha chegado.

- Preciso ir, Sasuke chegou. Desci o elevador correndo com as meninas do corredor assoviando, me chamando de gostosa no tom de brincadeira, dei tchau enquanto a porta fechava.

Cheguei na portaria Sasuke estava de terno, lindo com um buque de flores numa combinação mais linda que já vi.

- Oi. Comecei

- Oi, você está linda!! Ele falou

- Você também está lindo. Falei

- São pra você. Peguei o buque de flores

- Obrigada. Dei um selinho nele, ele segurou minha mão fomos andando em direção ao carro. Olhei pra trás Ino e as meninas que estavam me zuando no corredor estavam com a mão no coração sorrindo pra mim.

Chegamos no restaurante, era bem luxuoso, o matre nos acompanhou até a nossa mesa, apresentou os cardápios, enquanto escolhíamos o que iriamos comer, ele nos deixou a sós.

- Sasuke. Chamei ele.

- Sim Sakura.

- O que você vai pedir? Eu não sei o que pedir.

- Bom pensei em pedir Penne de salmão ao molho branco, é um prato que eu gosto daqui.

- Hum acho que vou querer esse também.

Sasuke chamou o Matre, fez os nossos pedidos, o matre voltou com uma garrafa de vinho, Sasuke autorizou foi colocado em nossas taças um vinho branco, estava bem agradável.

- Gostou? Perguntou

- Nunca tinha bebido vinho branco antes, até que é bem gostoso. Falei

- Vai me dizer que nunca veio a um lugar assim antes?

- Na verdade nunca vim a lugares como esse, é realmente bonito, as pessoas são bem elegantes. Respondi

- Fiquei curioso agora, por onde andava antes?

- Bom eu estudava muito quase não tinha tempo para sair ganhei bolsa integral então não podia perder nenhum ponto sequer, quando me formei eu comecei a me especializar em todas as áreas da pediatria desde o atendimento até cirurgias complexas.

- Uau então você não se distraia?

- As vezes. Nossos pratos chegaram, estava muito cheiroso, dei a primeira garfada.

- Sasuke isso é delicioso. Nem me liguei que estava de boca cheia quando falei.

- Eu sabia que iria gostar. Dando uma garfada em seu prato.

-Bom me fale sobre você, Sakura quero saber mais sobre você.

- Bom o que quer saber?

- sei sobre sua faculdade que mora sozinha, ah não sei seus pais, teve muitos namorados?

- (risos) bom meus pais moram no interior, eles gostam do campo sabe, quando consegui o emprego consegui comprar uma pequena terra pra eles, agora eles plantam e cuidam de gados, galinha, ovelhas, não é muito grande não, tentei traze-los pra cá mas meus pais gostam da vida selvagem, também adoro, mas amo mais a medicina, bom namorado tive na infância, e na fase adulta tive um noivo, mas ele faleceu. Fiquei triste em contar isso a ele, mas ele precisava saber.

- Sinto muito. Ele morreu de que?

- Ele veio me buscar no hospital pois saia tarde daqui e na volta pra casa fomos assaltados, ele reagiu e os assaltantes atiraram nele, infelizmente ele morreu na hora.

-Bom realmente eu sinto muito.

- Tudo bem, depois dele me fechei não quis mais saber de namorar. Respondi

- Bom a minha historia você sabe né, então somos duas pessoas que ficaram sem namorar por muito tempo. Vamos ter que aprender como se faz não acha? Perguntou Sasuke

- Sim é verdade, fico meio perdida nesse lance de namoro , pegação. De repente começou uma banda a tocar musicas românticas, tinha um casal, acredito que de dançarinos, começou a dançar no meio do salão, ficamos assistindo o espetáculo, era lindo os dois se moviam como se fossem um só.

- Gostaria de um dia poder dançar assim. Exclamei

- Não seja por isso, podemos começar a tentar por agora. Sasuke pegou minha mão e fomos para o salão, eu ia protestar mas vi vários casais fazendo o mesmo, eu sorri com vergonha, ao som da musica “I Say A Little Prayer”, lembrei daquele filme o casamento do meu melhor amigo, comecei a rir, Sasuke sabia dançar lindamente enquanto ele me guiava, me rodava, eu sorria, me sentia leve e muito feliz, me encontro dos sonhos, eu cantava a letra da musica, enquanto Sasuke sorria e resolveu cantar junto comigo, dançamos pelo salão todo, quando percebi estávamos dançando outra musica mais lenta, me senti nas nuvens, só paramos quando o cantor deu uma pausa, voltamos para nossa mesa, Sasuke pediu mais uma garrafa, a essa hora estava com sede, bebemos.

- E então gostou da noite?

- Já acabou? Perguntei ainda emotiva pelas danças.

- Quer mais? Poderíamos ficar se preferir. Falou Sasuke sorrindo

- Bom eu gostaria muito de ficar, você dança super bem, não me divirto a anos assim. Aonde você aprendeu a dançar assim?

- Bom dona Mikoto, era professora de dança então eu e Itachi acabamos aprendendo a dançar desde pequenos. Estou um pouco em enferrujado mas dá pro gasto. Sorriu

-Pro gasto? Você dançando assim, nem quero imaginar quando estiver totalmente 100%.Ficarei no chinelo

- Ah Sakura, deixa disso, você dança super bem.

- Obrigada

- Venha vamos dançar mais algumas, antes que a mocinha fique com vergonha de dançar comigo, senão terei que dançar com aquela velhinha ali que esta piscando pra mim e me dando mole, e olha eu não sou uma pessoa de jogar fora heim. Piscou pra mim e sorriu, segurei sua mão e fomos para o salão. Dançamos a noite toda, pedimos champanhe, viemos pra casa rindo.

- Sakura passa essa noite comigo? Ele encostou sua testa na minha me dando um selinho.

- Sasuke eu preciso te contar uma coisa.

Sentamos no seu sofá.

- Bom eu era noiva, e....

- E? ele tentou saber o que era que eu tinha pra falar.

- Bom nós tínhamos combinados de casarmos virgens, na época eu achei super romântico, esperarmos um pelo outro, então o que eu quero dizer que eu ainda sou virgem, não sei se você enxergara como algo estranho por ainda ser virgem, este era o meu segredo se bem que depois descobri que meu antigo noivo não se resguardou assim, somente eu mas enfim. Sasuke me beijou.

- Minha linda, não acho nada estranho você acreditar que se resguardou pra casar assim, eu espero o tempo que você quiser. Podemos formar uma família sem problemas algum, Deisuke e eu pensamos em você sendo da nossa família.

- Sasuke tem outra coisa, eu não sei se poderei engravidar, quando fizemos o pre nupcial, descobri que meu útero era torto, fiz a cirurgia, mas não era 100 % eficaz, a medica disse que seria difícil de engravidar mesmo com a cirurgia, você quer uma família completa eu não sei se posso te dar isso também. Falou

- Sakura olha para mim. Olhei em seus olhos, era um olhar com doçura.

- Eu quero você, me sinto muito bem com você mesmo se não tivermos filhos, sinto aqui que você é a mulher que eu deveria ter escolhido pra minha vida toda. Ele estava com a minha mão em seu peito. Olhei para as nossas mãos em seu peito, sorri e beijei Sasuke.

O beijo foi ficando mais intenso desabotoei seu blusão.

- Sakura tem certeza disso? Ele encostou a testa na minha respirando com dificuldade.

- Sim não quero esperar mais, é você quem eu quero pra mim.

Sasuke me pegou no colo, me levando pro quarto, lá ele abriu o zíper do meu vestido atrás, beijou minha nuca, trilhou vários beijos sobre meus ombros, suas mão deslizavam sobre meu corpo, senti a eletricidade em cada toque.

Sasuke me colocou deitada na cama, tirou sua calça ficando só de cueca Boxer branca, ele ficou lindo, ele beijou meu corpo todo até chegar em minha fenda, vi estrelas, seu lábios se moviam sobre a minha intimida como se conhecesse há anos, uma onde arrepios percorreu pelo meu corpo me fazendo gritar de satisfação, eu entrei num mundo onde as sensações eram anestesiantes, relaxei lembrei o que a minha amiga Ino tinha contado que o segredo era relaxar que doeria menos, senti um pouco de incômodo, mas o meu corpo por dentro pegava fogo, incendiei por dentro de tesão, eu queria mais, senti seu membro ir preenchendo o meu espaço nunca habitado antes, um leve incomodo mais ao mesmo tempo uma sensação maravilhosa quando me acostumei, vivenciei algo mais prazeroso na vida, me sentia mulher, desejada por aquele membro duro me preencher por completo, Sasuke me beijava, eu apertava seus músculos, aos poucos fui me deixando levar, eu queria sentir, nossos corpos estavam suados, nossas intimidades num só ritmo, se eu soubesse o quanto isso era bom já tinha dado antes, Sasuke me virava, fazia o que bem entendia comigo, eu só sentia prazer inimaginável, percebi que estava por cima, subindo e descendo, só descobri que a velocidade que colocava me fazia sentir mais ou menos prazer, achei meu ponto de prazer e aumentei a velocidade, acabei gozando sobre Sasuke, nessa hora perdi as forças das pernas, ele me deitou e continuou a me beijar enquanto introduzia logo depois ele gozou dentro.

- Sakura acho que estou amando você.

- Também acho que estou amando você.

- Te machuquei algum momento? Perguntou preocupado

- Nenhum pouco, foi lindo e perfeito. Respondi

- Esta com fome?

- Muita, não sabia que dava tanta fome.

- Fazer amor dá sim, minha linda. Beijou meus lábios sorri.

Sasuke pediu uma pizza pelo celular. Ficamos deitados, namorando até chegar a pizza, ele colocou um short para atender, comemos pizza na cama mesmo, assistimos Tv, fomos tomar banho senti arder, minha periquita estava um pouco pra fora, descobri pelas minha amigas que é normal na primeira vez, algumas até doem, fomos dormir agarradinhos.


Notas Finais


Muito romantico


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...