História About Love - Capítulo 10


Escrita por: ~ e ~Shade_

Postado
Categorias Originais
Tags Amizade Colorida, Drama, Garotas, Lésbica, Orange, Romance, Sexo, Yuri
Visualizações 52
Palavras 4.015
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Famí­lia, FemmeSlash, Festa, Harem, Hentai, Orange, Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Violência, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Isso aqui tá uma porra.

Capítulo 10 - Capitulo oito - Fantasmas do passado


 -- Anteriormente nesse caralho --

-Pedro? - Era como se um fantasma infernal viesse pra estragar aquele dia tão bom.

           -- Narradora ON --

Micaelle arregalou os olhos. Pedro? De volta? O que ele queria? Micaelle se pôs atrás de Tatiane, olhou Pedro de cima com desdém. Mike era muito maior que Pedro (Shirime/NA: Não me pergunte como mas, Micaelle agora tem 1,87 :v como uma pessoa cresce assim não sei, só sendo eu mesmo..). Ele com 1,72 e ela com 1,87. De certo seria fácil enxotá-lo de lá. Micaelle se abaixou um pouco, na altura dos ouvidos de Tatiane e sussurrou:

-O que ele faz aqui? - Micaelle fez Tatiane se gelar. Aquele sussurro parecia mais sexy, porém Tatiane não podia dizer isso. Tati, em resposta, apenas deu de ombros. Micaelle abraçou sua cintura, enquanto Pedro falava coisas que foram totalmente ignoradas pelo cérebro de Tatiane, do qual focava apenas na ideia de Micaelle estar a abraçando por trás.

-O que faz aqui? - Murmurou Tatiane. Pedro arqueou uma das sobrancelhas e Tatiane repetiu.

-Eu sou o seu vizinho do lado. Eu sabia que morava aqui com essa aí - "Essa aí", o pior jeito de Pedro para se referir á Micaelle. Tatiane segurou um dos braços de Micaelle com a mão direita, que estava livre. Conseguiu, assim, evitar que Mike fosse ter qualquer reação negativa pela presença de Pedro. Ele era um rapaz meio chato, porém bonito aos olhos de outras. Pele bronzeada, cabelos lisos pretos jogados por cima dos olhos, uma barba bem fina, que ficava apenas na área do seu queixo e maxilar. Os olhos castanho meio pequenos e um jeito metido de ser. O rapaz não era forte e não tinha pinta de esportista.

-Então.. Só veio falar isso? Que é nosso vizinho? - Perguntou Tatiane, tentando parecer cordial.

-Não, eu vim te chamar pra sair.. - Ele coçou a nuca. Ainda não percebera que Micaelle abraçava Tatiane.

-Ah.. Tipo u-um encontro?! - Indagou Tatiane. Logo em seguida, a tal se engasgou com a saliva.

-Tipo isso.. Só conversar e tal. Se você quiser pode rolar algo mais.. - Ele sorriu malicioso. Tatiane abaixou a cabeça, fitando o chão.

-Tá.. Eu vou. - Tatiane suspirou. Mike arregalou os olhos e beliscou a bunda da outra, que deu um gemido com a dor fraca que sentiu.

-Valeu gostosa! Não vai se arrepender! - Pedro tentou beijar a bochecha de Tatiane mas fora negado com um empurrão.

-Marcou um encontro com a tua namoradinha, agora vaza daqui. - Micaelle disse, irritada. Pedro sorriu cínico.

-Nossa Micaelle! Nem te vi aí! Olha, ainda se vestindo de moleque? E as suas namoradinhas? São muitas, não são? - Pedro disse. Micaelle sorriu sádica e o fitava com desprezo.

-Ah nanico, eu pego mais mulher do que tu vai pegar sua vida toda. Agora vaza da minha casa, antes que eu te jogue fora. - Rosnou a alta. Tatiane apertava sua mão.

-Como vai me jogar fora? - Indagou ele.

-Assim. - Micaelle o pegou no colo pelos braços e foi o guiando até o corredor do andar. Ela era mais alta e provavelmente um pouco mais forte que ele. Micaelle deu dois passos e quando viu estava próxima á escada. Deixou Pedro ali e voltou pra dentro - Dá dois passos e quebre o braço mais um vez. Ou prefere que eu faça igual da última vez? - Ela sorriu ainda mais sádica e bateu a porta.

-Por que fez isso? - Indagou Tatiane, boquiaberta.

-Porque esse teu namorado novo, me irrita. Tu viu tudo o que ele disse? Viu? - Micaelle se jogou no sofá.

-Vi, mas não precisava fingir que ele era saco de lixo. - Tatiane continuou. - Tudo bem que ele me paquera, te irrita e fala várias merdas, mas ameaçar quebrar o braço dele? 

-Eu já fiz isso antes. - Micaelle soltou, deitou no sofá e ficou olhando o teto.

-Como assim Micaelle? - Tatiane se pôs por cima de Mike. A alta sorriu mas balançou a cabeça.

-Olha, eu nunca te contei porque sabia que você ia ficar pistola com a minha pessoa. Eu já quebrei o braço dele uma vez. Quando ele tava te dando aquele gelo, na época do 8º ano, lembra? - Micaelle dizia. A tal continuou - Quando ele começou aquela viadagem, eu vi que tu tava ficando triste, então fui tentar conversar com ele. Por várias vezes ele me ignorava. Aí um dia eu tava puta e fui brigar com ele. A gente tava perto da escada da escola e ele decidiu que ia me bater pra ficar famoso com os amiguinhos dele. O pior erro dele foi me colocar contra a parede. Eu virei o braço dele, dei uns socos lá, e quebrei o braço dele. Além de ter sido humilhado, perdeu 3 semanas de matéria e uma namorada muito linda. - Micaelle sorriu pra Tatiane - Tu pode querer me odiar, mas eu só.. Não tava aguentando te ver triste.

-Você é maluca por quebrar o braço dele.

-Eu sei.

-Mas você é fofa por ter tentado me proteger de um cretino.

-Eu sei.

-E eu te amo por isso.

-Eu sei.

-E você é chata.

-Eu sei.. Espera! - Tatiane riu de Micaelle. A alta se sentou no sofá, ainda com Tatiane no colo e sorriu.

-Mas por que ele diz que você se veste de garoto? - Perguntou Tatiane, ao sentir Micaelle beijar seu pescoço. Mike fitou seu rosto séria e depois abriu um sorriso de canto.

-É que, teve uma vez, eu já morava sozinha e tal, eu tava na pausa com a Uise e tava com uma mina, uma ficante. Eu e ela tava combinando de sair pra jantar, tudo perfeito.. Daí eu tava com camisa social, calça jeans.. Do jeito que ele se veste sabe? E eu tava numa parede de um bar com ela.. Ele tava saindo da porra do bar e me viu aos beijos com ela. Tava um breu dos infernos e eu não sei como ele me reconheceu. Cara, ele começou a me zoar e paquerar a garota.. 

-Coitada dela.. 

-É, mas no final, ela acabou dando pra ele e eu me fodi.

-É nisso que dá pegar baranga por aí, senhorita Micaelle! - Exclamou Tatiane. Micaelle arqueou uma das sobrancelhas e sorriu maliciosa.

-Isso foi.. - Micaelle deu um beijo molhado, meio sexual mas curto em Tatiane - ..Foi ciúmes? - A alta riu e Tatiane deu-lhe o dedo.

-Eu tenho direito agora.. - Tatiane deu outro beijo igual àquele em Micaelle.

-Agora falando sério. Vai sair com o teu namoradinho mesmo? - Mike a encarou. Sua feição era fria e sem emoção.

-Você vai começar a me interrogar agora? Depois de me beijar? Depois que eu fiquei com vontade de ir pra cama? - Tati pareceu indignada.

-Calma morena.. Eu só tô perguntando.. - Micaelle falou em tom mais calmo.

-Você disse que ele é meu "namoradinho" - Tatiane cruzou os braços e ficou séria. Sabe quando um peixe fica te encarando? (Claro que não, mas imagine).

-Tá.. Só ciúme.. É que eu tive que gastar muita coragem pra te pedir em namoro e quinze minutos depois teu ex aparece e tu aceita sair com ele. - Micaelle falou. Tentou empenhar um tom carinhoso na sua fala.

-Mike.. Não deixa isso se tornar doentio.. - Tatiane acariciou os cabelos soltos de Micaelle. - ..Não faz esse ciúme saudável virar doença..

-Não vai. Eu só não confio naquele cara. Pra ele te passar a mão é questão de segundo. - Micaelle deitou sua cabeça no peito de Tatiane e recebeu carinho no cabelo.

-Olha, pra você não se preocupar, vamo combinar o seguinte... - Tatiane continuou os afagos nos cabelos de Micaelle. Aquilo os bagunçava, mas estava bom. - Eu te ligo se ele fizer qualquer merda, ok?

-Ok! - Micaelle sorriu.

-Ainda tá brava? - Perguntou Tatiane com voz macia.

-Pra cacete.. - Respondeu Micaelle.

-Me deixa te acalmar? - Tatiane usou um tom bem malicioso.

-Quando tu quiser.. - Micaelle respondeu, usando do mesmo tom. Mike se levantou sofá, pegou Tati no colo e a menor entrelaçou as pernas na alta. Foram trocando alguns selinhos até chegarem no quarto.

Micaelle abriu a porta do quarto com a ponta dos dedos da mão direita (Shirime/NA: Que habilidade "mermão"). Continuou beijando Tatiane até chegar a cama, onde deitou a menor com cuidado. Tatiane estava deitada, de pernas entre-abertas, então coube a Micaelle ficar por cima. Mica colocou uma perna entre as de Tatiane, deixando a outra do lado da perna esquerda da menor. Mike começou a beijar o pescoço de Tatiane, aos poucos descendo pro peito (Peito não é seio). Tudo estava correndo bem lento, até um celular começar a tocar. Era de Micaelle.

-Ah não.. - Resmungou Tatiane.

-Ei, é só uma ligação.. - Micaelle sorriu divertida.

-Ignora.. Por favor.. - Pediu a morena.

-Poxa, vai que é emergência? Vou atender, calma aí.. - Micaelle se levantou da cama e Tatiane fez um enorme bico. - ¹Alô? Ah, e aí tia! Tudo bem sim.. - O sorriso de Micaelle se transformou num esboço de seriedade - Uhum. Não vai ficar caro. É bem simples na verdade. Uhum. Tá. Amanhã a gente acerta valor.. Sim. Não, não interrompeu nada que não pudesse ser continuado. - Micaelle olhou Tatiane e sorriu maliciosa. - Não tia.. Amanhã eu explico. Tá bem. Tchau. Amo vocês.. - A alta desligou o aparelho celular e sentou na cama mais um vez. Tati ainda estava deitada e Micaelle fez questão de voltar á posição anterior.

-O que sua tia queria? - Perguntou Tatiane. Micaelle voltou a beijar seu pescoço.

-Ela queria que.. - A mais alta a beijou novamente - ..Que eu fosse lá no bar acertar com um cara a venda de um espaço que ela vai fazer de bar.

-Você vai.. Hm - Micaelle mordeu o lóbulo da orelha de Tatiane, o que a fez gemer baixo - Vai cobrar por isso?

-Dependendo de quanto tempo eu ficar lá.. - Micaelle a beijou mais uma vez.

-Tá, para de me beijar. Brochei. - Tatiane disse. Micaelle riu baixo e deu mais uma mordida leve no lóbulo da orelha da morena.

-Tá, eu paro.. - Micaelle se sentou entre as pernas de Tatiane, de frente pra mesma. Tatiane se sentou e encarou Micaelle.

-Você cobra da sua tia? 

-Sim. Ela mesma me disse pra fazer isso.. Minha tia não é uma pessoa muito normal. - Micaelle se ajeitou na cama e deitou a cabeça sobre a perna cruzada de Tatiane.

-Imagino.. Ei, que horas você planeja sair de casa pra ir ver sua tia? - Tatiane olhava Micaelle enquanto a tal mirava o teto.

-Acho que uns 30 minutos antes de tu sair com o Pedro. - Micaelle fitou Tatiane, que assentiu.

-Vou sair 17h. 

-Então eu saio 16h30. Se ele te levar em outro lugar, tu me avisa. - Micaelle estava mais séria.

-Tá.. - Tati disse.

-Eu não creio que tu me largou na vontade por causa de uma ligação.. - Bufou Mike. Tatiane riu.

-VAI DORMIR PORRA! - Exclamou Rafaella do outro quarto. Tatiane riu ainda mais e Micaelle revirou os olhos.

-Ok, ok.. Vamo dormir.. - Micaelle se ajeitou na cama, arrumou os travesseiros e aguardou que Tatiane deitasse.

-Boa noite.. - Disse Tatiane, virando de lado. Ela sentiu o braço de Micaelle envolver sua cintura.

-Boa noite morena.. - Silêncio. O silêncio criado pelo sono das duas. 

  -- Dia seguinte: 14h00 --

Micaelle se encontrava na varanda, observando o cavalete com um tela totalmente vazia. Ela estava em pé, olhando a tela, segurando o pincel, como quem tem um bloqueio. De repente, seus pensamentos foram levados, e apenas uma emoção pairava: Ciúme. Micaelle balançou a cabeça tentando espantar aquilo e foi pra cozinha, onde Tatiane fazia qualquer besteira para comer.

-Oi linda.. - Micaelle deu um tapinha leve no ombro de Tatiane, que sorriu.

-Oi Rae.. - Tatiane continuou preparando seja lá o que fosse aquilo.

-Marcou com o Pedro? - Mike se apoiou na bancada. 

-Marquei. 17h eu saio daqui. - Tatiane pegou a taça, de sabe-se lá o que e levou uma colher até a boca.

-Não faz nenhuma besteira, tá bem? Eu confio em ti, mas nele.. - Micaelle coçou a nuca. Tati assentiu.

-Te prometo que vou ligar. Prometo.. - Tatiane deixou a taça de lado e puxou Micaelle pra um abraço apertado.

-Ei casal! - Exclamou Mônica, se sentando na ilha e pegando uma maçã. - Como foi a noite? - Ela sorriu maliciosa e mordeu a fruta.

-Bem vazia.. - Comentou Micaelle, ainda abraçada com Tatiane.

-Mônica, a gente vai sair mais tarde. A Mike vai sair 16h30 e eu 17h. - Tatiane encarou Micaelle e voltou o olhar para Mony.

-Horários diferentes? Hmm.. - Mônica encarou Micaelle com um olhar malicioso.

-Acho que vou tomar banho.. - Micaelle tentou sair do assunto e se virou para ir em direção ao banheiro. Tatiane agarrou sua mão e chegou bem perto de seu ouvido.

-Eu vou junto.. - Sussurrou Tatiane. Micaelle corou levemente.

-Assanhadinha.. - Comentou Micaelle, com um sorriso cafajeste no rosto - ..Adorei. - A alta deu um tchauzinho pra Mônica que estava sentada, comendo e sem entender nada.

Micaelle puxou Tatiane pela mão e a guiou ao banheiro. Tiraram as roupas e entraram no chuveiro. A água lhes caía perfeitamente, como se acabasse por se dividir entre as duas moças. Tomavam um banho normal, perfeitamente comum.

Em qualquer momento, Micaelle acabou deixando Tatiane contra a parede. A água ainda caía e molhava os cabelos soltos de ambas. Elas se entreolharam como um movimento instintivo. Mica beijou Tatiane, devagar, de um jeito leve. Deu uma mordida no lábio inferior da moça, um tipo de marca. 

Tatiane sorriu e desligou o chuveiro. Seu sorriso não era normal, era maligno. Mike fechou os olhos, tentando conseguir paciência. Abriu a porta do box, enrolou-se numa toalha, prendeu os cabelos molhados e os enrolou em outra toalha. Sem dizer nenhuma palavra, saiu do banheiro, libertando a fumaça quente. Tatiane se enrolou em outra toalha, nem fez nada com os cabelos e correu pra alcançar Micaelle. Ainda quieta, a alta entrou no quarto, abriu uma das portas do guarda-roupas, se curvou e tirou uma muda de roupa já preparada.

-Vai ficar séria só porquê não terminamos o que você queria? - Indagou Tatiane, colocando o sutiã azul seguido do vestido rodado preto.

-Não. Eu apenas não tô com vontade de falar. Isso é crime? - Retrucou a alta, seca. Ela colocou o sutiã preto, depois a camisa social azul escura.

-Ignorante. - Disse Tatiane. Ela se sentou na cama descalça e observou o par de sapatilhas que ladeavam a sua antiga cama.

-Tecnicamente, "Ignorante" é alguém burro. E eu não sou burra. Uma prova, como exemplo, é que eu namoro a garota mais linda do mundo e insisto em pedir desculpas sem pedir desculpas, se é que tu entendeu. - Disse Micaelle, colocando a calça jeans preta. Depois, se sentou na cama ao lado de Tatiane.

-Você é chata. E fofa. - Tatiane disse, beijando a mais alta brevemente. 

-Mas você é má. - Micaelle se levantou e pegou o par de sapatênis azuis. Os colocou e penteou os cabelos num coque meio desajeitado. Observou Tatiane colocar a sapatilha e viu ela se levantar.

-Eu sei que você gosta.. - Disse Tatiane, pegando o rímel e passando nos olhos.

-Eu adoro mesmo.. - Micaelle se virou para Tatiane. Estavam perto novamente. Micaelle relutou em beijá-la, logo não o fez.

-Você tá ressentida. - Concluiu Tatiane. Ela balançou a cabeça negativamente e se sentou na cama.

-Tô não.. Olha, depois a gente conversa. Já são 16h25. - Micaelle olhou a hora no celular. Pegou a pasta preta e a pendurou no ombro, era tiracolo. - Saiba que eu te amo. Não esquece de me ligar, morena.. - Micaelle deu um beijo na testa de Tatiane. 

-Eu te ligo se ele fizer algo. - Tati disse.

-Falou.. - A alta saiu pela porta. Tatiane olhou os lados do quarto e saiu correndo atrás.

-Eu te levo á porta. - Tati agarrou o braço de Micaelle e a levou pra porta, como havia dito.

-Eu também moro.. - Micaelle abriu a porta e seu sorriso divertido transformou-se numa expressão séria. - Oi Pedro. - Micaelle disse, de forma seca. Pedro usava camisa social rosa, bermuda jeans escura e sapatênis.

-Vai onde vestida de homem? - Ele provocou.

-Pegar tuas ex, já que o homem que elas tiveram não teve qualificação. - Rebateu Micaelle. Tatiane a fitou com os olhos semicerrados, como quem se irritou com a fala.

-Enfim, vamos Tati? - Chamou Pedro. - Vamos á uma pizzaria.

-Precisa de carona? - Perguntou Micaelle, antes de Tatiane responder, Pedro respondeu por ela.

-Eu aceito.. - Ele disse.

-Eu tava falando com ela. No meu carro não cabe lixo. - Micaelle rosnou.

-Gente, para de briga. Mike, não precisa de carona. - Disse Tatiane, tentando manter o controle.

-Então eu vou de moto. - Micaelle se abaixou um pouco e deu um beijo na bochecha de Tatiane. Pedro não notou um sentido então nem se importou.

-Vamos descer juntos. - Disse Tatiane.

Micaelle e Pedro assentiram. Os três foram juntos até o elevador, desceram ao estacionamento. Micaelle achou sua moto, algo muito simples, já que o estacionamento estava quase vazio. Pedro olhou pra Micaelle, boquiaberta por não acreditar que aquela moto esportiva era dela. Ela montou na Ninja 250R preta, colocou o capacete, chamou Tatiane, deu-lhe um beijo na testa. Mike fez um gesto como pedido para Tatiane ligar e a morena assentiu. Mike acelerou, cantando pneu pela velocidade da duas rodas.

-Moto legal a da sua amiga.. - Comentou Pedro, com as mãos no bolso da calça jeans.

-Sim.. E nós vamos como? - Indagou Tati, com olhar fixado no caminho á frente.

-Se importa se fomos caminhando? Eu meio que não tenho carro.. - Ele pareceu desconcertado.

-Ah, claro. Não me importo em andar 30 minutos..  - Disse Tatiane. Eles caminharam bastante, mas chegaram á pizzaria. Tatiane entrou e cumprimentou muitas pessoas, e todas olhavam Pedro com desdém. Se sentaram lado-a-lado numa mesa mais afastada, num canto meio escuro. Pediram a pizza e ficaram um tempo em silêncio. Conversaram sobre coisas alheias quando a pizza chegou e o silêncio predominou novamente, até que:

-Então.. Você tá trabalhando? Perdemos contato desde a época da escola.. - Ele disse.

-Bom, ás vezes eu dou uma ajuda pra mãe da Mike, daí recebo um dinheiro por isso. - Ela disse.

-Oh. Eu não trabalho. Tô realmente desconcertado - Pedro comentou, sorrindo.

 

-Como descobriu onde eu moro? - Tatiane foi direta. 

-Eu perguntei pra algumas pessoas.. Aí descobri que era do lado do meu apartamento. Eu queria conversar com você porque.. - Pedro começou a passar a mão na coxa de Tatiane. Ela deu um tapa na mão dele e Pedro murmurou um "Ai" de dor. - ..Eu queria saber se você tá com alguém no momento..

-Nã.. Ah! Sim! Eu tô com alguém sim.. - Tatiane sorriu contente.

-Ah.. Quem é o sortudo? - Ele desfez o sorriso. Continuou mexendo na coxa de Tatiane.

-Você que não é.. Eu vou ao banheiro.. - Tatiane se levantou do assento. Perguntou pra um rapaz onde era o banheiro e o tal a guiou pra lá. A primeira coisa que Tati fez foi ligar pra Micaelle.

Ligação ON -

Tati: Amorzinho?

Micaelle: Fala morena.. O que aconteceu?

Tati: Cara, ele tá me passando a mão.

Micaelle: Passando a mão onde?

Tati: Pernas. Coxa e subindo.

Micaelle: Quer que eu vá aí?

Tati: Me tira daqui.. Se não for te atrapalhar.

Micaelle: Se for por ti não vai atrapalhar.

Tati: Para de ser fofa e vem logo.

Micaelle: Tá bom. Espera uns 40 minutos..

Tati: Caralho, isso é muito tempo.

Micaelle: Eu tenho cara de Flash pra ir mais rápido?

Tati: Engraçadona você..

Micaelle: Vai, eu já tô indo.

Tati: Vamo porra.

Micaelle: Espera filhinha da vaca listrada.

Tati: É sua sogra.

Micaelle: Ah foda-se. Tô indo já.

  -- Ligação OFF --

-Tia, eu não vou poder ficar pra beber.. Fica pra outro dia. - Disse Micaelle, colocando o celular na pasta. Ela se aproximou do balcão e apertou a mão do homem de terno sentado num dos banquinhos - O senhor não se arrependerá. Ela vai administrar seu bar muito bem. 

-E por que não vai poder ficar? - Perguntou Maria, tia de Micaelle. 

-Uma emergência com uma garota. Algum dia te explico, quando eu tiver tempo.. - Respondeu Micaelle. Ela abraçou a tia e foi indo em direção á porta. Micaelle pegou o capacete que estava encima de uma mesa e o colocou na cabeça. Ligou a moto e acelerou.

 

Enquanto isso, na pizzaria, Pedro tentava se aproximar de Tatiane, que só tentava ficar mais e mais distante. Até que ele decidiu sair com ela pra fora do estabelecimento. Pedro pagou a conta e foi com Tati pra fora. Ele a enquadrou numa parede.

-Pedro.. Sai.. - Ela pediu.

-Eu sei que você quer. Trai o seu namorado, ele não vai nem sentir falta.. - Ele ia a beijar, mas sentiu uma mão bater em seu ombro - Não interrompe não, cara. - Ele ia se virar, mas levou um rodo, caindo no chão sentado.

-Namorada dela vai sentir falta sim. - Disse Micaelle. Ela estava em pé e Tatiane quieta na parede.

-Ah, olha a Maria Macho.. Como assim a "Namorada dela"? - Ele parecia não ter entendido. Micaelle se agachou em sua frente, deu um sorriso sádico.

-Continua lerdo.. Tsc, tsc. - Micaelle estralou a língua enquanto balançava a cabeça negativamente - A namorada dela.. Em outras palavras: Eu. - Pedro olhou Tatiane, que estava corada. Mike segurou no queixo do rapaz e o olhou. - Não mexe com ela tá legal?

-E se eu mexer? - Ele desafiou.

-Ah meu amigo.. Eu te jogo fora mais uma vez, só que na escada. Ou então na frente de um carro, pode ser? - Ela sorriu sádica. Tatiane arregalou os olhos.

-N-Não.. - Ele gaguejou.

-Ótimo. Agora vaza. - Micaelle fez um gesto com a cabeça e Pedro levantou, correndo dali. - Que fome.. 

-Você derrubou o cara e ainda tá com fome? - Indagou Tatiane, seguindo Micaelle em direção á moto.

-Você quem me chamou. Caramba, amanhã vai ter aula.. - Micaelle deu o capacete pra Tatiane e ficou sem. Montaram na moto e Micaelle acelerou.

-O que acha que a Mony e Rafa tão fazendo? - Perguntou Tatiane.

-Sei lá.. - Respondeu Micaelle, fixa na rua.

...Enquanto isso, no apartamento..

-Rafaella, sua piranha, me dá esse celular! - Exclamou Mônica, correndo por todo o apartamento pra alcançar Rafaella.

-Minha bunda que eu vou dar.. - Retrucou Rafa. Ela pulou o sofá.

-Me dá a bunda que também serve.. - Mony parou de correr e se apoiou em suas próprias pernas, tentando descansar. Rafa parou do seu lado e deu o celular.

-Agora a gente pode dormir? - Perguntou Rafa.

-Vamo fazer outra coisa pra cansar.. - Mônica sorriu maliciosa e saiu empurrando Rafaella pro quarto.

 

A porta abriu e Tatiane entrou beijando Micaelle. Elas quase caíam e andavam com dificuldade até o sofá. Micaelle jogou a pasta de um lado e deixou o capacete em cima da mesa de centro. Elas foram por quarto e lá, pararam quando estavam na cama.

-Já deu de se pegar, quero dormir.. - Comentou Tatiane, tirando as roupas. Trocou o vestido por uma camisa masculina de Micaelle.

-Caramba.. Eu queria brincar.. - Disse Micaelle, tirando a calça jeans, ficando com a camisa social e a calcinha.

-Amanhã quem sabe.. - Tatiane se jogou na cama e Mike ficou do lado.

-Boa noite então.. - Micaelle se virou pro lado e ali dormiu. Pronto, a noite se encerrou ali, pelo menos para elas.

Mal sabem que no outro quarto, a cama pulava, mas isso fica pra outro dia.


Notas Finais


¹Eu fiquei com preguiça de fazer a ligação ;-;


KÊ LIXU


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...