História About Love - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber, Rihanna
Personagens Personagens Originais
Tags Drama, Romance, Sonhos
Visualizações 7
Palavras 3.544
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


As celebridades citadas não me pertencem. Os eventos que ocorrem durante essa fanfic não são reais e nem a inspiração para escrever eles veio de um acontecimento real.
Espero que gostem <3

Capítulo 1 - Prólogo


“Você foi como um daqueles vôos com turbulência. Atrapalhou a calmaria, tirou uma paz e logo colocou meus pés no chão.” ~Nem a distância vai nos separar.

24 de julho de 2015

Manhattan, New York

Summer se sentou na grande cama com a respiração entre cortada, com os olhos arregalados e com um grito preso na garganta como se algo maior estivesse ali, ela havia tido mais um sonho que estava perturbando as suas noites.

Ela sabia que aquela não seria a última vez que ela iria ter aquele sonho e mesmo que não gostasse no fundo ela sabia que não queria se livrar dele; por coincidência do destino o seu despertador já estava prestes a tocar no móvel ao seu lado lhe trazendo um sentimento de paz por saber que havia dormido parcialmente toda a noite depois de diversas acordadas.

A morena estava desperta para começar mais um dia que ela já sabia que iria ser longo, vendo como tinha sido as últimas semanas e os últimos dias, cheio de pensamentos ruins e que iriam demorar para ir embora. Summer se levantou da cama com preguiça porém determinada a seguir com a sua vida que acontecia fora daquele apartamento, ela seguiu descalça mesmo até o seu closet que ficava no quarto ao lado, colocando uma roupa de corrida qualquer e prendendo seu cabelo em um rabo de cavalo alto e saindo daquele quarto de volta para o seu e já seguindo em direção ao banheiro, fazendo as suas higienes básicas e saindo do apartamento sem trancar uma das duas portas que ficavam naquele andar. Porque logo a Aurora iria chegar para voltar a dar rumo para sua vida, e para já começar a se aquecer decidiu descer todos os dezenove andares até o térreo de escada enquanto prendia o seu relógio no pulso, e só então quando passou pelo porteiro e chegou a rua começou a correr em direção ao Central Park.

Ela estava correndo distraída, pensando em como a sua vida tinha chegado naquela situação, na verdade ela corria como vinha fazendo tudo ultimamente e mesmo que não quisesse pensar nisso ainda sentia a necessidade de responder; Summer não se sentia cansada mas ao chegar perto de um determinado ponto do parque se deu conta que já estava próximo de onde costumava ir algumas semanas atrás, mas só foi preciso se distrair por alguns segundos do caminho para poder conferir o seu tempo no relógio para alguém bater de encontro com ela e fazendo a mesma cair para trás, pela diferença de tamanho.

- Meu Deus, você poderia ter me machucado, tem que tomar mais cuidado por onde corre. -a morena falou pro mesmo que estendeu a mão para ajudar ela a se levantar, e só então quando ela já estava de pé que pode perceber que se travava de um homem não muito mais velho que ela e que parecia estar perdido e confuso com algo mas principalmente preocupado.  

- Eu sinto muito Senhorita, estava meio perdido e quando me distraí com o relógio acabei indo de encontro com você; eu realmente sinto muito. -ele respondeu com educação o que fez com que ela ficasse menos tensa e tentasse ser mais agradável.

- Tudo bem, eu entendo o quanto é difícil lidar com esses relógios em um lugar novo, porém tome mais cuidado. -respondeu dando um breve sorriso pra ele logo já voltando a correr de volta para casa sem nem ao menos dar uma chance dele tentar se desculpar mais uma vez ou se aprofundar em uma conversa.

Mesmo com o problema que teve no parque Summer não sentia dores pela queda então seguiu correndo de volta na mesma velocidade ou até mais rápido mesmo não estando preocupada com o horário ou se Aurora já estava em casa, ela apenas se sentia em semanas mais a vontade para ficar fora de casa.

Quando chegou no seu prédio sorriu para porteiro que era o mesmo que trabalha a muito tempo ali e então passou ainda correndo até a parte dos elevadores onde encontrou por milagre pelo horário um vazio, apertou o botão que levava ao seu andar e então mais rápido do que se lembrava chegou ao andar.

Assim que passou pela porta encontrou Aurora sua melhor e mais antiga amiga em New York e agora sua secretaria, jogada em seu sofá como se fosse de casa, e ela realmente era, elas eram a verdadeira família uma da outra naquela cidade.

- Fico muito feliz em ver que você saiu de casa para correr, na verdade feliz somente em ver que saiu da cama. -Aurora falou seguindo a morena sorrindo até o grande quarto que ainda se encontrava escuro mesmo com o sol já brilhando do lado de fora.

- E eu estou feliz por não estar sozinha nesse apartamento. -Summer falou começando a recolher as suas coisas que estavam jogadas no chão do quarto enquanto que Aurora abria as cortinas e a grande porta que separava a sacada do quarto principal deixando entrar claridade e uma brisa fresca de primavera.

- Você nunca vai estar sozinha. -Aurora respondeu se aproximando e abraçando a amiga quase a irmã, enquanto iam agora até o closet fazendo o mesmo processo do quarto principal; uma parte pequena dele estava vazia mesmo que ainda estivesse muito cheio de roupas que nunca mais seriam usadas pelo dono.

- Preciso que pegue uma roupa pra mim, por favor, não consigo ficar aqui dentro. -Summer falou saindo com os olhos já querendo se encher de lágrimas e voltando para o seu quarto e já seguindo até o banheiro enquanto sua amiga se mantinha ali olhando tudo à sua volta e procurando roupas e sapatos para que a outra vestisse.

Aurora pegou tudo que talvez a morena fosse precisar e fechando tudo para que voltasse a ser aquele quarto escuro que ninguém entra sem ser ela mesmo, saiu em direção ao banheiro em que Summer estava, assim que se aproximou da porta aberta viu uma marca que estava ficando roxa indicando que era bem recente e feita por algo diferente das outras marcas que ela tinha no corpo.

No final a morena estava mais bonito do que ela mesmo esperava, a roupa social escolhida exatamente para ela, os cabelos somente secados fazendo com que tudo parecesse mais sexy e menos com alguém que tinha a vida fora de controle.

- Não sei se estou pronta para ir até lá, tenho lembranças que eu gostaria de guardar no mais profundo da minha mente. -Summer falou pegando seu celular e ligando ele, e antes que pudesse ver qualquer coisa jogou dentro da bolsa que estava com a Aurora.

- Era isso que ele iria querer de você, não deixe que tudo que você fez e ele achava  tão perfeito em você, acabe. -Aurora estava certa, a sua vida até poderia voltar a andar devagar mas jamais abandonar tudo o que demorou para construir.

- Tudo bem, pode chamar o motorista. -a morena falou fazendo sua amiga agora assumir o seu lado profissional e logo começando a tratar de tudo que iria acontecer naquele dia.

Summer olhou uma última vez para a sua cama e saiu do quarto carregando tanto sua bolsa quanto o salto que ela sabia que seria necessário em algum momento desse dia mas que não seria naquele momento, as duas desceram lado a lado no elevador e dessa vez não somente a morena mas também Aurora falaram sorrindo bom dia para o porteiro.

O motorista esperava elas ao lado do luxuoso carro e quando as mesmas se aproximaram e ele se adiantou abrindo a porta traseira para que as duas entrassem; estava cedo e o trânsito não facilitava mas Summer chegou mais rápido do que queria na empresa.

Summer era a atual presidente e sócio majoritário da segunda maior empresa de desenvolvimento de tecnologia dos Estados Unidos, eles trabalhavam principalmente desenvolvendo métodos para ajudar o FBI e a CIA em projetos mas acima de tudo era uma empresa para o povo e as suas necessidades. O prédio da empresa se localizava na área comercial nobre de NY e trabalhar para a empresa SPAW era ótimo tanto para o currículo quanto para a pessoa, a empresa foi fundada pela sua família a quase cem anos, e desde então vinha crescendo cada vez mais no país e logo iria ser no mundo. Era um grande prédio de vidro e no topo as siglas SPAW em letras grande e pretas chamavam a atenção de todos.

A morena sempre acreditou que estar no poder não era para qualquer pessoa, então quando seu pai se casou mais uma vez e ela assumiu a empresa não teve a certeza de que iria conseguir mas com a ajuda certa se manteve firme e então se tornou a melhor presidente da empresa, a melhor e a primeira mulher a assumir a presidência daquela empresa.

No mesmo momento que Summer se aproximou da porta da empresa alguém de dentro abriu a porta para que ela passasse junto com a Aurora, mesmo que diversas vezes ela reclamava disso alegando que não era necessário eles ainda sim faziam como forma de agradecer, fazia muito tempo que não pisava ali e quando sorriu para eles tanto em forma de agradecimento quanto para desejar bom dia recebeu vários sorrisos de volta e um bom dia em diversas voz.

Eram vinte e três andares até o seu escritório e a sala que pertencia a Aurora; seu escritório ainda estava do mesmo jeito da última vez que esteve ali mas se mantinha limpo como ela sempre gostava, Summer se sentou atrás de sua mesa vendo que o seu café já estava ali do jeito que ela sempre gostava mas que hoje não parecia estar tão gostoso quanto era antes pelo menos em sua cabeça.

Uma pilha de projetos novos estavam em cima de sua mesa enquanto que outras de projetos acumulados e antigos estavam jogadas em cima de um sofá e no tapete que ficava ali dentro da sala; nos projetos novos que estavam em cima da mesa um chamou a sua atenção por estar com uma etiqueta diferente e ser do dia anterior.

Era uma proposta de parceria de um banco canadense que estava propondo uma reunião para conversarem sobre uma união que ajudaria as duas empresas a expandirem para além de seus países; a empresa Bieber estava sendo comandada atualmente pelo jovem Justin Bieber, que antes era do seu pai Jeremy Bieber e antes do seu avô, do mesmo jeito que era com a sua e com o próprio presidente em Manhattan a reunião tinha que entrar para a lista de urgência para acontecer.

- Pois não Senhora. -Aurora falou quando atendeu no primeiro toque.

- Por favor Aurora, você poderia pedir para alguém ir buscar um café pra mim? E sabe que não gosto que me chamem de Senhora. -Summer falou educada se mantendo concentrada em ler mais um projeto.

- Claro Senhorita Breen, descafeinado, com doce de leite e calda extra de chocolate? -Aurora perguntou mesmo que já soubesse o que ela queria.

- Você sabe como me fazer feliz, e por favor me arrume um remédio não estou me sentindo muito bem. -Summer falou sorrindo mas o sorriso morreu quando ela se levantou e sentiu tanto a lateral do seu corpo dolorido quanto uma forte tontura e somente conseguiu se manter em pé porque se segurou em sua mesa e agradeceu por naquele momento ainda não estar com seus saltos.

Em trinta minutos Aurora bateu na porta e logo entrou trazendo com sigo o café e o remédio para dor que sua chefe precisava mas se surpreendeu por ver ela quase deitada em sua mesa com uma aparência não muito boa como se estivesse sentindo mais dor.

- Você está passando mal de novo né? -Aurora falou se aproximando rápido e checando se a mesma estava com febre e consciente.

- Sim mas já passou, agora só preciso desse café maravilhoso que vem me causando desejos a tantos dias e que eu aposto que está bem quentinho. -a morena falou parecendo estar melhorando devagar, mas já conseguiu sorrir quando viu o seu café favorito.

- Não foi a primeira vez, se acontecer de novo você vai ao médico e não tem discussão em relação a isso. -Aurora falou séria e Summer sabia que sua amiga não estava brincando.

- Você é um anjo na minha vida Aurora, e quando puder verifique se o Senhor Bieber ainda está na cidade e marque uma reunião por favor. -a morena falou mas nem estava realmente focada na conversa.

- Ela já foi marcada, e será daqui uma hora na sala principal então não se atrase e tente ser educada.

 

P.O.V Summer Breen

Sai da minha sala depois de trocar os chinelos que eu usava pelos saltos e fui andando com calma até o elevador tentando me concentrar em não demonstrar o quanto estava com dor e o quanto eu estava nervosa por aquela ser a primeira reunião em semanas, o meu segurança que já me esperava do lado de fora da minha sala me acompanhou de perto me trazendo confiança por saber que se algo acontecesse comigo teria alguém por perto.

A sala em que iria acontecer a reunião fica no andar de baixo da minha sala então o caminho de elevador foi mais rápido do que eu queria; assim que entrei na sala junto com o segurança que ficou próximo a porta encontrei a Aurora que tinha descido antes com alguns documentos e ela estava acompanhada por um jovem loiro vestido em um impecável terno em tom de cinza olhando pela janela de costas para mim e parecia distraído demais para ter notado minha presença, e eu conhecia aquela pose de quem está encantado pela cidade.

- Com licença, estou atrasada? -perguntei me aproximando da mesa e chamando sua atenção finalmente.

- Não, eu que me adiantei alguns minutos, meu nome é Justin Bieber. -ele falou se aproximando de mim e estendendo sua mão e sorrindo levemente ao me reconhecer.

- Summer Breen, e é um prazer conhecer você oficialmente Senhor Bieber. -falei agradável e sorrindo enquanto ele se sentava ao meu lado.

- Mil desculpas por ter te derrubado hoje mais cedo, não foi minha intenção, eu só me distraí e quando vi você já estava no chão, e bem rápido foi embora nem me dando tempo de me desculpar. -falou dando um lindo sorriso pra mim, então sem nem perceber sorri verdadeiramente em semanas.

- Está tudo bem nem tive ferimentos graves mesmo, logo volto a correr e espero que te veja sem que você tenha que me jogar no chão Senhor Bieber. -falei rindo um pouco e fazendo o mesmo me acompanhar, o que me fez perceber o quão fofa era sua risada.

- Eu tenho o pleno consentimento dos meus atos e por isso quero levar os meus pedidos de desculpas para um nível mais alto, mas antes espero que possamos dar início a essa reunião. -ele falou sorrindo pra mim mas ficando levemente vermelho nas bochechas como se tivesse feito algo contra mim que desse real vergonha.

Toda a conversa banal sobre o mundo ou coisas que aconteciam e sorrisos foram deixadas para trás, os dois jovens deram lugar a dois adultos com grandes responsabilidades submetidos a tratar de assuntos sérios em relação a contratos; era um contrato importante tanto para a minha empresa quanto para a dele.

A reunião foi mais longa do que eu esperava e me esgotou mais do que eu queria mas no momento era o que eu precisava para voltar a minha rotina, foi uma das mais longas que eu tive desde que assumi o controle da empresa, mas também foi uma das mais agradável, mesmo que eu ainda sentisse aquele desconforto que parecia não querer me abandonar tão cedo.

O Justin era uma ótima pessoa com um coração muito bom e mesmo quando a gente discorda em algum assunto em relação ao contrato ele era educado e me pedia para explicar o porquê de eu não concordar, e entendia meu lado, e eu tentava fazer a mesma coisa com ele. E no final de tudo o contrato estava caminhando para ser ainda melhor do que esperávamos.

 

P.O.V Justin Bieber

Andava em paz e sem preocupações pelos longos corredores da empresa SPAW depois de terminar a reunião e me despedir da Summer, talvez em algum momento enquanto saia de lá eu posso ter cantado baixinho alguma música antiga mas eu nem me importei com isso, a única coisa que realmente me importava era me manter feliz; estava até mesmo disposto a sair para andar um pouco nessa caótica New York e respirar mais um pouco desse ar que parecia ser tão diferente do ar do Canadá, porque mesmo sendo uma cidade grande transmitia paz.

- Boa tarde Senhor Bieber. -o motorista falou quando me aproximei no carro, só então me fazendo perceber quanto tempo tínhamos ficado dentro da sala de reunião.

- Boa tarde, eu gostaria de ir pro hotel por favor mas antes eu quero que você passe em uma floricultura. -falei me virando e vendo a paisagem passar pela janela de maneira rápida mas não deixava de ser maravilhosa.

Assim que eu senti o carro parando trouxe os meus pensamentos de volta pra mim, me afastando nem que por poucos segundos da Summer e nos detalhes do contrato; era uma floricultura antiga mas com certeza uma das mais lindas que eu já tinha visto. Desci do carro e sem pressa entrei na floricultura logo sendo atraído imediatamente para lindas rosas brancas ao lado do caixa onde se encontrava uma senhora que aparentava ter uns sessenta anos.

- Boa tarde meu jovem , vejo que você vai levar as rosas brancas e tenho certeza que a doce jovem que receber elas vai amar. -ela falou pegando as flores e rapidamente fazendo uma amarração nelas.

- Eu realmente espero que ela goste. -falei entregando as notas e escrevendo o cartão para ela.

- Eu devo entrar pra quem? -ela perguntou sorrindo com aquele olhar de quem ainda acreditava no amor.

- Entregue na empresa SPAW, para a Senhorita Summer. -falei anotando em outro papel o endereço e logo saindo da floricultura e entrando direto no carro que ainda estava parado no mesmo lugar.

Eu estava hospedado em um hotel no centro, próximo ao Central Park onde eu tinha planos de mais uma vez encontrar com ela e ir além de um pedido de desculpas; ela estava bem presente em meus pensamentos nas últimas horas mesmo que eu tentasse tirar a linda morena dele.

Mesmo o hotel sendo bem no centro da cidade e eu esperava que tivesse mais trânsito mas o caminho até lá foi bem mais rápido do que eu queria, ainda estava vivendo no meu mundo colorido de ilusão e um pouco de distração quando menos notei já estava em frente ao prédio; desci do carro agradecendo ao motorista e entrei nele no mesmo momento em que uma mulher e uma criança saindo então me apressei e segurei a porta para elas que sorriram agradecidas pra mim.

Subi até o décimo nono andar de elevador mesmo, era um hotel de apartamentos e naquele andar tinham quatro apartamentos e por só ter chegado ali na noite de ontem eu ainda nem conhecia o meu vizinho de porta; mas esperava que fosse uma pessoa tranquila porque nos meus planos eu pensava em comprar aquele apartamento se desse certo o contrato. Ele ainda estava vazio com exceção do quarto que tinha uma cama de solteiro e a varanda que tinha um pequeno sofá mas era o suficiente, me lembra a minha casa no Canadá.  

E mais uma vez ao me sentar na varando vendo que o sol já tinha dado lugar a lua e pensei novamente na Summer e em como ela era tudo o que eu esperava em uma mulher e talvez muito mais, e eu já até começava a imaginar uma vida ao lado dela mas o que tinha acontecido com ela no passado ainda estava muito presente, como começar um relacionamento onde eu posso ver os seus olhos tristes por trás de um lindo sorriso?

Eu pensava em ligar mas sabia que não era o momento então somente fiquei sentado ali vendo a noite cair e pensando em como eu sempre tive tudo na vida mas somente por conhecer uma pessoa especial, todo o resto deixou de ser tão importante, como se só com ela eu ficasse completo.

- Você não pode se apaixonar por alguém que não conhece. -falei pra mim mesmo em voz alta.

Mas o amor não funciona assim, você não escolhe por quem vai se apaixonar e se aquela pessoa vai te amar de volta; o mundo é como aquela lenda maluca que fala sobre as pessoas estarem ligadas por barbantes e que independente do tempo que demore, não importando o lugar que for, se for o destino elas vão se encontrar.

"Segundo a mitologia grega, os seres humanos foram criados originalmente com quatro braços, quatro pernas e uma cabeça com duas faces. Temendo seu poder, Zeus os dividiu em dois seres separados, condenando-os a gastar suas vidas em busca de suas outras metades."

 


Notas Finais


roupas Summer: https://www.polyvore.com/cap1/set?id=210785036
https://www.polyvore.com/cap1/set?id=207063040

Essa é uma fanfic sem um numero especifico de capítulos, eu já tenho alguns prontos mas não sei quando eles serão postados mas inicialmente será quando eu tiver tempo... espero que tenham gostado e que me acompanhem em mais uma jornada.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...