História Acasos ( Taegi ) - Capítulo 11


Escrita por: ~ e ~Abyrvsz

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Romance, Suga, Taegi, Taehyung, Vsuga, Yoongi
Visualizações 206
Palavras 2.582
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Ficção, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hello hello amores att dupla, nós ouvimos um amém?! Hahahaha, bom estamos aqui com este cap cheio de tiros, nas notas finais vai ter um "possivel" spoiler, só leiam se quiserem saber mesmo kkkkkkkkkkk.

Obrigada aos comentarios e boa leitura nenens ♡

Nome do cap: Ele voltou.

Capítulo 11 - He's Back


Fanfic / Fanfiction Acasos ( Taegi ) - Capítulo 11 - He's Back


 Yoongi


Ao acordar vi que era um pouco cedo e fiquei mais um tempo na cama mexendo no celular e vendo as redes sociais, levantei e fui tomar um banho e me ajeitar para o trabalho, coloquei uma calça jeans rasgada, uma blusa branca e tênis branco. Saindo do elevador para pegar meu carro e ir para o estúdio ainda na garagem do prédio resolvo mandar uma mensagem para Taehyung falando que tinha o visto no restaurante e pronto para pegar meu celular percebo que havia uma mensagem dele.


~ Mensagem Tae ~


Tae: Suga!!!
Suga, esta ai?
Suga eu preciso falar...
Jungkook voltou de madrugada


You: Falei...
Eu sabia disso só não achei que seria agora.  
Obrigado por deixar meu dia bom. 
Tchau tenho que trabalhar.


- Eu não sei qual foi minha reação, mas um aperto no peito transformado em raiva se apossou de mim de modo que nunca achei que sentiria. De certa forma eu tinha que trabalhar mesmo mais a única coisa que queria fazer é sumir. -


Tae: Aish, eu não sabia que ele voltaria Yoongi!
Fui pego de surpresa hoje quando acordei.


You: Ah! Que legal ele está na sua casa, nem a chave tinha te devolvido.
Quer saber, eu não tenho nada a ver. Vou trabalhar.


- Entrei em meu carro e fiquei alguns minutos tentando me acalmar da raiva. -


Tae: Aigooo, eu não tenho culpa.
Vou resolver isso, você vai ver.


You: Tchau Taehyung.
Ontem eu falei isso e  já está nessa. Bom eu avisei!
Eu tinha o alertado que isso iria acontecer, mas eu nunca que imaginaria que iria ser logo, no fundo eu não queria que acontece-se isso.


Tae: Eu estava precisando de ajuda, vim para desabafar. Não para ouvir encheção de saco.
Tchau Suga. Bom serviço.


You: Encheção de saco?
Ok se você acha que é encheção de saco.
Vá lá com o Jungkook que deve ser melhor que eu.


~ Fim das Mensagens ~


O sangue me ferveu, ninguém nunca falou isso pra mim, no mesmo momento não recebi nenhuma mensagem mais dele e espero que seja assim, entro no carro e sigo para o Estúdio, perdido nos meus pensamentos acabo não percebendo o sinal vermelho e dou em cheio num Chevrolet Cruze Price vermelho.


Saio do meu carro para ver o estrago que tinha acontecido e para azar ou sorte só o meu carro estava amassado o pára-choque e alguma tinta no outro carro.


- Senhora eu não vi o seu carro sinto muito, vamos resolver isso. - falei e a senhora de idade saiu do carro para ver o que tinha ocorrido na parte traseira do mesmo.


- Olha ai rapaz o que você fez com meu carro - Falou apontando para seu carro.


- Minha senhora o maior prejuízo ficou no meu carro e não no seu - falei e ela me fitou - Eu já disse que quero arrumar o seu carro.


- Não quero que você arrume meu carro. – franzi o cenho e arqueei a sobrancelha - Eu tenho dinheiro para isso.


- Eu não estou falando isso. - falei e ela deu risada, a velha deu risada eu não acredito - Vou te passar meu contato e a senhora me liga quando tiver que pagar a conta.


- Rapaz eu tenho dinheiro pra te dar se você quiser, eu não quero nunca mais te ver, quanto mais que arrume o meu concerto.
A que belo dia hoje mesmo, pensei comigo mesmo.


- Ok senhora, se é assim eu tenho mais o que fazer, vou trabalhar passar bem. 


Entrei no meu carro xingando a mulher em pensamento, alem de estragar meu carro tive que agüentar uma senhora de idade chata que quer esbanjar dinheiro. 


Já com mais de meia hora de atraso entro no estúdio e sigo para o escritório sem falar com Hoseok, que vinha logo atrás de mim depois que me viu chegar com o carro batido.


- O que é aquilo Yoongi? - falou atrás de mim.


- Bati o carro não ta vendo. - falei e ele me encarou - não vi o sinal vermelho e dei em cheio num outro carro. – disse e ele pareceu ficar chocado.


- Yoongi você nunca bateu o carro, quanto mais se distraiu enquanto dirige.


- Eu sei Hoseok, eu não quero falar. Da pra me deixar sozinho - comentei indo ao banheiro.


- Eu vou te deixar sozinho agora, mas depois quando você estiver de cabeça fria a gente conversa. 


Assenti com a cabeça e voltei para o escritório.


Durante a tarde foi um inferno ter que me fazer de boa pessoa na frente de todos os outros produtores que estavam no estúdio, tudo o que eu queria fazer era simplesmente pegar meu carro e ir para casa tomar um banho e não levantar da cama nunca mais, que grande merda minha vida virou?! 


Primeiro é esse namoro com Jimin que está mais pra ex namorado que não se interessa em conversar e resolver as coisas e depois esse Taehyung que chegou de uma maneira ridícula na minha vida e agora eu estou feito um idiota por ele e ainda bato meu carro, as chances e vontades de ver ele agora passaram longe, eu até falaria para ele que bati meu carro, mas e se ele quiser saber o motivo? O que eu falaria a Taehyung?! “Bati meu carro porque estava pensando em você e senti ódio”, mas que completo idiota eu sou mesmo, eu tenho um namorado e tenho que parar de ficar mandando mensagens pra uma pessoa que nem conheço. O decorrer do dia foi uma porcaria, vários papeis pra assinar e eu estava sem cabeça.


- Yoongi a gente precisa conversar. – ouvi a voz de Hobi e logo ele entrou no escritório onde eu estava - O que ta acontecendo com você? Você nunca me tratou mal e nunca bateu o carro ou chegou tão atrasado aqui no trabalho.


- Eu sei Hoseok, esta um inferno essa minha vida. – suspirei profundamente.


- Não estava um inferno há algum tempo atras - veio ao meu encontro e sentou no sofá na minha frente. - Acho que você deveria conversar com Jimin - o fitei na hora, será que ele acha que é por causa do Jimin? - É por causa do Jimin não é? Ou por causa do “Rapaz” das mensagens, vulgo Taehyung?


- Sim é por causa do Jimin - claro que era por causa do Tae, mas eu que não falaria isso né -  Será que você pode fechar hoje tudo aqui? Quero ir pra casa descansar.


- Pode ir embora, eu fecho tudo aqui. - assenti com a cabeça e levantei pegar minhas coisas - Suga só tenha mais cuidado, não quero que meu amigo morra - falou e eu acabei sorrindo.


- Desculpa Hope por mais cedo - disse saindo do escritório - Quando chegar em casa eu te aviso - escutei um tchau baixo e segui para meu carro.


A única coisa que eu quero é chegar em casa, tomar um banho e dormir.


Taehyung
~ 07:00 


Meu celular desperta e me espreguiço na cama, ao me virar me deparo com Jungkook ao meu lado. Espera?! Jungkook!


- JUNGKOOK! - o acordo e no impulso o empurro o mesmo da cama - O QUE VOCÊ ESTA FAZENDO AQUI SEU... SEU IDIOTA? - grito furiosamente.


- Aigoo Taehyung! – ele senta na cama e me olha, passa a mão aonde provavelmente bateu ao cair da cama - cheguei faz algumas horas. – disse bocejando, enquanto eu estava completamente furioso com a audácia dele - Não precisa gritar, eu não sou surdo. - ele se levanta da cama e caminha calmamente ate o banheiro.


- Jungkook, volta aqui - levanto e o sigo - o que você pensa que esta fazendo dentro da minha casa? Entrando sem permissão? - ele para antes de entrar no banheiro.


- Sua casa Taehyung? - ele se volta contra mim e me olha com raiva - essa casa também é minha, compramos juntos – diz brabo - Você pode ficar com raiva de mim o quanto quiser, mas jamais olhe na minha cara e queira dizer que esta é somente a sua casa. 


- VOCÊ SUMIU POR MESES JUNGKOOK! - Gritei apontando o dedo em seu rosto – E depois tem a audácia de vir aqui após tempos e fazer esse show dizendo isso para mim? Quem você pensa que é para me fazer passar por isso!


- Eu? - ele volta a ir em direção ao banheiro - Sou o homem que você ama Tae, mesmo com essa raiva no fundo você me ama. - o olho com raiva e antes mesmo que eu o respondesse ele entra no banheiro.


Não podia acreditar no que estava acontecendo. Quando finalmente algo bom estava acontecendo em minha vida, Kookie volta. Lembro-me o que Suga comentou na noite anterior... Aish, ele parece que pressentiu. Resolvo então mandar mensagem avisando a ele que Kookie voltou. Mas o mesmo age completamente indiferente e com raiva, como se eu tivesse ido buscar Kookie e o arrastado a força até mim.
Vou ate a varanda com a mão tremula ainda, pego meu celular e telefono para Jin que não atende, tento então ligar para Namjoon, mas sem sucesso ainda. Ligo para Minho, mas cai na caixa postal, o que aconteceu que todos do nada não podem falar?!


Noto Jungkook sair do banheiro e caminhar ate onde eu estava, volto a encarar o céu para evitar olhar em seu rosto.


- Por que você voltou? - pergunto mordendo minha boca logo em seguida de tanto nervo.


- Olha para mim, voltei para conversarmos  - ele caminhou ate o sofá e se sentou - mas se não consegue me olhar no rosto então não podemos conversa Taehyung. – disse calmo.


- Por quanto tempo vai ficar? - perguntei e fiquei o encarando, apoiei meu corpo sob a grade da varanda e cruzei os braços.


- Meu empresário disse que posso ficar ate dois meses... - antes que ele terminasse de falar eu o interrompi.


- Empresário? - Franzi o cenho, erguendo uma das sobrancelhas logo em seguida.


- Se me interromper vai ser difícil falar - ele olhou diretamente para mim, e desviei o olhar rapidamente. - quando eu te liguei do aeroporto eu estava indo para a Austrália... - ele me olhou por uns instantes e abaixou a cabeça, estava apoiando seu braços na perna e fitou o chão para continuar a falar - Eu tinha recebido uma proposta para ir para lá e conseguir me lançar como dançarino profissional, mas o homem que me ligou havia perguntado se eu tinha namorada e a levaria - suspirou - eu ri da pergunta dele e disse que não, mas que iria levar outra pessoa e o rapaz me perguntou se era um familiar e eu achei que se falasse namorado... – ele fez uma pausa – Bom, eu pensei que provavelmente lá deveria existir muitos homofobicos e eles iriam diminuir as minhas chances... - ele olhou novamente para mim e só então percebi algumas lágrimas escorrerem do meu rosto, fui descartado como lixo por medo?! - Eu quero que você entenda que eu fui tolo Tae - ele se levantou e aproximou-se de mim – Eu disse que iria pensar se ia e o rapaz disse que bastava eu e minha companhia ir no aeroporto que já estaria pago e garantido a minha vaga... – notei seu olhar nostálgico.


- Vai direto ai ponto Jungkook - disse enquanto tentava em vão segurar as lágrimas que insistiam em sair.


- Tae - ele suspirou profundamente - eu liguei para Nam naquele dia e pedi a ele que cuidasse de você, ele não entendeu nada e então eu expliquei a ele tudo e disse que eu iria atrás do meu sonho de ser dançarino profissional sem você. - nessa hora eu fiquei surpreso - pedi que ele não te falasse nada porque achei que se você fosse estragaria as minhas chances, Namjoon e eu discutimos, mas ele me prometeu com pesar e...


- Como é? - me aproximei de Jungkook e o fiz ficar frente a frente comigo, como eu estava agindo pelo impulso ultimamente não percebi mas meu punho foi contra seu rosto o fazendo ir para trás bruscamente. - Você é um desgraçado Jungkook! - Esbravejei.


Ele voltou a me olhar colocando sua mão delicadamente em sua boca.


- Você tem todo motivo de fazer isso - ele se aproximou novamente de mim que dei um longo passo para trás - Eu errei, mas eu tive receio e quando cheguei lá e passei... - ele sorriu de leve, a esse maldito sorriso filha da puta - Meu empresário me perguntou se eu não tinha nenhuma parceira ou parceiro e eu me assustei pela pergunta, expliquei a ele tudo e ele me disse que não tem nada  a ver eu ter um namorado, que isso não atrapalharia. - ouvir isso foi como mil facadas em meu peito, eu realmente fui descartado como lixo - Eu esperei então ate conseguir voltar para falar com você. Eu quero você ao meu lado V. - filha da mãe, mentir para mim.


- Me quer? - olhei com desdém para ele - Só me quer agora... você jogou nosso relacionamento no lixo por algo assim. Como se eu fosse um brinquedo, ou alguém sem sentimentos...


- EU SEI QUE ERREI TAEHYUNG - ele grita e vem até onde eu estava - EU ERREI E ESTOU ARREPENDIDO – disse e notei nossas testas coladas uma a outra, sua respiração estava rápida e profunda, pude a sentir - EU CHOREI POR DIAS - esbravejou.


Naquela bendita hora agradeci a Jin por estar me ligando, não atendi a ligação, mas pude cortar o que estava acontecendo.


- Eu espero que você ache outro lugar Jungkook, se não achar... eu saio daqui  - afastei seu corpo do meu - vou trabalhar, não se aproxime de mim, eu não quero ouvir sua voz.


Antes que Jungkook responda, sigo para fora de casa a caminho do meu carro. Entro no mesmo e começo a bater contra o volante, solto o grito que estava preso na garganta e choro, me recompondo logo em seguida. 


Ligo o carro e em vinte minutos chego ao restaurante, Namjoon e Jin já estavam lá. Entro ate o escritório e eles percebem que algo esta acontecendo, os ignoro por toda a tarde e fico pensativo.


Antes de fechar quase caio da escada de tão distraído. Namjoon e Jin correram em minha direção.


- Taehyung! - Jin me olha preocupado - O que esta acontecendo hoje? Você sempre foi um avoado, mas não tanto assim.


Desço a escada ignorando sua pergunta, Jin e Nam descem em seguida e me seguem ate a porta do restaurante.


- Jin, feche tudo hoje, não estou bem e preciso espairecer - não estava com cabeça para fechar o restaurante, nem mesmo voltar para casa.


- V o que esta acontecendo? - Namjoon perguntou na mesma hora que Jin.


Caminho ate os degraus da entrada e olho para trás soltando um longo suspiro pesado.


- Jungkook esta de volta. - digo enquanto volto a olhar para frente – Ele esta em casa. – ri nasalado.


Pela reação de Namjoon e Jin tentam noto que eles estão processando o que eu disse, logo me fazem  algumas perguntas e novamente prefiro não responder. Entro no carro e saio, sem rumo... dessa vez sem saber para onde ir.
 


Notas Finais


Que Capitulo foi esse? Senhor para o mundo que queremos descer.

Primeira coisas que queríamos dizer é que: VIVA AS MONBEBE E AO MONSTA X. Uhul 🎉🎊🎉🎊
Ps: I.M e Minhyuk nos mata do coração hahaha <3

Segundo: TaeGi vai acontecer daqui dois capítulos, senhoras e senhores, prendam os cintos porque o trem vai partir.

Nos vemos no proximo capitulo.

Beijos da Aby e da Nyah 💚


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...