História Acordo Meramente Profissional - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Comedia, Namjin, Namorado De Mentirinha, Romance, Taekook, Vhope, Vkook, Yaoi, Yoonseok
Visualizações 211
Palavras 2.537
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Visual Novel, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oieeee desculpa não ter atualizado ontem, ou terça, afs me sinto horrível por isso! Mas para compensar fiz este capítulo amorzinho ;3

Boa leitura pãezinhos ❤
E agradeço a todos pelos favoritos e os comentários do capítulo passado ^^

Capítulo 5 - Festa do pijama e Jungkook


Fanfic / Fanfiction Acordo Meramente Profissional - Capítulo 5 - Festa do pijama e Jungkook

 Seokjin via e revia se tinham pegado todo o necessário, Tae achava exagero do rosado pegar tanto comida para uma noite e madrugada, tinha quase certeza que se eles não tinham diabetes passariam a ter depois dessa festa.

— Temos comida pra passar um fim de semana inteiro Jin, para de ficar vendo se 'ta bom por favor. — dizia Yoongi rindo.

— Você diz isso porque não sabe como a minha fome de madrugada é terrível! — disse dramático. — É semelhante a fome de mil mendigos, mas em uma pessoa só.

Ficou uns instantes de silêncio até os três não aguentarem mais segurar o riso. Era realmente bom estar com os meninos, só os três, como os três mosqueteiros. Infelizmente isso só seria por hoje já que Jimin sempre estaria por perto, foi uma grande felicidade para si quando o mesmo disse que não poderia ir.

— Eu acho que vocês deveriam ir pra casa gente, sabe, comer, tomar um banho, arrumar a mochila pra passar a noite aqui. — falou Tae.

Os dois acentiram, afinal não dava pra ficar com aquela roupa o dia inteiro sem nem ao menos tomar um banho. O loiro os acompanhou até a porta e ficou acenando até que os dois sumissem pela esquina, fechou a porta e pegou o celular.


Taehyung

Ainda esta livre?

[14:20]


Ficou olhando para a tela do celular, mas a resposta não veio, ao invés disso recebeu uma mensagem de sua omma.


Omma

Bebê, não espere por mim, vou voltar só de manhã. Beijos, mamãe te ama <3

[14:22]


Taehyung

Okay omma, te vejo amanhã então! Não esqueça de comer!

[14:22]


A relação que o Kim tinha com a mãe era de extremo companheirismo, ela sel sombra de dúvidas era sua melhor amiga, mesmo que morando juntos acabavam não se vendo por conta dos horários que não batiam. Tae mordeu o lábio, pensar nisso o deixava um tanto melancólico. Subiu as escadas iria tomar um banho.


-X-


Já estava trocado com sua roupa de ficar em casa, que era um shorts cinza e uma blusa vermelha, um tanto quanto simples. Se direcionou ao sofá pegando o celular e não evitando o sorriso ao ver que tinha mensagens. Uma de Yoongi e a outra de Jungkook.


Yoonnie <3

Vamos aparecer ai por volta das 18h, okay?

[14:26]


Taehyung

Okay Yoonnie :3

[14:33]


Fechou a caixa de conversa com Yoongi e abriu a mensagem de Jungkook.


Jungkook

Por que?

[14:30]


Taehyung

Hum, ia te chamar para comer aqui em casa…

[14:34]


Jungkook

Já estou liberado. Passo ai daqui a pouco, pode ser?

[14:34]


Taehyung

Pode! ^^

[14:35]


O loirinho levantou indo para a cozinha, nem sabia se na sua casa tinha algo para comer além das besteiras que comprou com os meninos. Mexeu nos armários e na geladeira, tinha um resto considerável de comida japonesa o que pra si pareceu o suficiente. Colocou num prato e esquentou no microondas.

Não demorou muito para que se ouvisse batidas na porta, olhou para o relógio de parede constatando que o moreno demorou apenas dez minutos para chegar. Andou até a entrada abrindo a porta, Jeongguk estava lá parado com as mãos no bolso e a postura impecável.

— Entra. — falou Tae dando espaço para o rapaz.

O mesmo pediu licença e adentrou a casa do rapaz. Jeon se perguntava o motivo de estar lá, da onde diabos eles tinham arranjando um mínimo de intimidade para irem na casa um do outro, tinha quase certeza que esse pouco de intimidade foi adquirido pelos dois terem dividindo seus problemas.

— Bom tem um pouco de comida japonesa aqui, eu espero de verdade que você coma. – falou rindo enquanto voltava a cozinha e aparecia novamente com um prato e dois hashis.

— Eu como de tudo, relaxa. — falou dando de ombros e andou até a mesa.

Ambos se sentaram pegando os hashis e começando a comer em total silêncio, não que este fosse incômodo, longe disse era até confortável. O Kim não saberia dizer em que momento parou de comer e começou a encarar o moreno que parecia distraído demais com a comida.

Taehyung não era uma pessoa que acreditava em amor a primeira vista, longe disso, sempre acreditou piamente que o que as pessoas sentiam uma pela outra nesse primeiro contato que é a visão, não é amor, mas sim atração, elas se sentem atraídas pela beleza da pessoa. E não iria mentir, Jeon era realmente bonito, Tae sentia uma leve atração pelo moreno, que parecia ser feito sob medida por grandes artistas.

— Me chamou para não falar nada? Vamos ficar nesse silêncio mesmo? — perguntou com um ar de riso.

— Desculpa, eu realmente não sou um dos melhores em puxar assunto. — falou evidentemente sem graça.

Jeon se levantou recolhendo o prato e os hashis deixando em cima da pia, foi para a sala sentando no sofá vendo o loiro vim logo atrás e sentar na poltrona que ficava quase do lado do sofá onde estava.

— Okay, vamos fazer uma brincadeira, você tem cinco perguntas para fazer para mim e vice versa. — falou simples.

Tae acentiu mostrando que tinha entendido, com um movimento de mão Kook disse para que começasse.

— Eu também não tão bom nisso mas vamos lá. — riu começando a mordiscar a ponta do polegar. — Por que trabalha na cafeteria?

— Para pagar minha faculdade. —respondeu. – Mora sozinho?

— Não, moro com a minha mãe, mas ela quase nunca esta em casa quando eu estou. — falou com um biquinho fofo. — Por que fotografia?

— Gosto de fotos, elas costumam ter muito mais para falar do que as próprias palavras. — respondeu. — Por que o Jimin não gosta de você?

— Me pergunto isso todo dia. — suspirou. — Porque sua omma casou com o seu pai?

– Casamento arranjado. — disse. — Doramas ou animes?

— Animes sem dúvidas! — falou como criança. – Chá ou café?

– Café. — falou Jeon. — O que é mais atraente em uma pessoa?

— O sorriso, sem dúvidas! — respondeu. — Por que aceitou fingir ser meu namorado?

— Razões pessoais. — disse com um ar tímido. — Quem é a pessoa que você melhor conhece?

— Eu diria minha omma mas ela é uma caixinha de surpresa. — disse pensativo. — Ah! A pessoa que eu conheço melhor é o Yoonggie Hyung.

Eles ficaram nessa de ficar fazendo perguntas, era para ser apenas cinco, mas acabou que a brincadeira se estendeu por um bom tempo, a cada pergunta era uma risada ou um sorriso tímido. Aquilo fez com que criassem mais intimidade entre si, e mesmo nenhum dos dois admitindo, gostaram daquilo.


-X-


Jeon e Tae estavam jogando vídeo game, já era a décima vez que o moreno ganhava, o placar estava dez a dois pro moreno. Nem se davam conta de como as horas estavam passando rápido.

— Não vale! Isso não é justo. — disse o loiro largando o controle e cruzando os braços emburrado.

— Aceita eu sou muito melhor que você em qualquer jogo que escolha. — disse Jeon vitorioso.

Não era atoa que o moreno era tão bom, quando mais novo - e as vezes até agora - jogava até altas madrugada. Os dois pararam de falar quando ouviu algumas batidas na porta, Tae pegou seu celular checando as horas, eram exatamente seis horas.

“Maldita pontualidade Min Yoongi!”, pensava consigo mesmo.

Sabia que poderia ser estranho seus amigos entrarem em sua casa e verem seu dito "ex namorado" lá, depois daquele término e todo aquele papo de amar outra pessoa. Começou a morder a ponta do polegar de forma nervosa, estava tentando pensar no que fazer, até que olhou para trás de si e viu a porta do escritório de sua omma, Kook poderia ficar lá até Tae arranjar um jeito de fazer o moreno ir embora sem ser visto.

— Vem. — disse levantando e segurando a mão do rapaz que ainda parecia um pouco perdido. — Não saia dai ok? — falou e viu Jeon afirmar.

Fechou a porta do pequeno escritório e foi até a porta a abrindo. Os meninos o cumprimentaram e adentraram a casa, Jin foi o primeiro a notar a bagunça na sala.

— Sr. Kim Taehyung, quem esteve aqui enquanto estávamos longe? — perguntou colocando as mãos na cintura, Jin lembrava muito sua omma.

— Ah… um amigo passou aqui, foi embora não faz muito tempo. — sorriu amarelo.

O rosado andou pela sala vendo o video game ligado, olhou para a porta de entrada vendo um tênis desconhecido ali, tinha certeza que Taehyung tinha aprontado alguma.

— Foi embora sem tênis? — perguntou irônico.

Tae engoliu a seco, com esses questionamentos todos estava lembrando até o Jimin. Yoongi percebendo que o loiro estava nervoso tocou o ombro do mesmo dando um sorriso fofo.

— Jin esquece isso huh. — falou colocando a mochila em cima do sofá. — Temos mais o que fazer. Eu e o Tae arrumamos a sala e você arruma as comidas ta bom? — perguntou e viu o rosado ir para a cozinha.

Os dois começaram a arrumar a sala em silêncio. Tae desligara o video game o colocando dentro de uma gaveta, deixou que a televisão passasse um programa aleatório. Min subiu as escadas vindo com um monte de cobertas e travesseiros, quase não se viu o menor.

— Deixa eu te ajudar. — riu Tae pegando as cobertas e colocando no chão vendo Yoongi arrumar os travesseiros.

Não demorou para que Jin viesse com dias tigelas grandes cheias das besteiras que compraram, os três sentaram em cima das cobertas seguindo a ordem: Yoongi, Tae e Seokjin.

— Qual esta sendo o progresso com o Namjoon? — perguntou Yoongi olhando para Jin que corou imediatamente.

Não era de hoje que Jin vinha nutrindo sentimentos pelo rapaz de cabelos esverdeados, tudo começou quando fizeram um trabalho juntos, fato que ocorreu a uns dois anos atrás.

— Bem… Ainda somos só amigos. — disse olhando para baixo.

— Você enrola demais Jin. — falou Tae cruzando os braços.

— Quer que eu faça o que? Não tenho um pingo de coragem de chegar nele e falar “Ah então Namjoon eu to super na sua, me dá uma chance?”. — disse com um biquinho.

Jin não era tímido, longe disso, era totalmente sociável, amigo de todos praticamente, mas com Namjoon ele perdia totalmente esse lado, não sabia nem se comunicar direito com o esverdeado. Já eram amigos a um ano, mas mesmo assim a presença do Kim maior o deixava tímido e sem saber o que fazer, e o rosado sempre se amaldiçoava por isso.

— Não acho que tenha que falar desse jeito. – disse Yoongi rindo. — Eu acho que você deve colocar em pratos limpos o que sente, antes que seja tarde demais e ele arranje outra pessoa.

— Eu sei. – choramingou. – Mas tirando o foco de mim… Como vai as paqueras em Yoongi? Acha que não notamos você quase sempre alheio a tudo!

O menor abriu a boca surpresa, Tae sorriu, com certeza tinha uma paquera nova, e essa parecia das boas, pensava isso por causa da cara de Yoongi.

— Ah, ele nem sabe que existo. — riu. — Ele sempre aparece lá na livraria as terças e quintas. Tão bonito.

— Ihhh parece que tem alguém aqui que já ta apaixonadinho. — brincou o Kim mais novo levando um tapa na cabeça. — Ai hyung estou brincando.

— Ele parece ser diferente, sempre pega livros infantis. Isso me deixa curioso. — disse Min colocando a mão no queixo.

— Vai saber ele já não tem filho. — disse Jin e Yoongi murchou na mesma hora.

— Credo Jinnie! Vamos pensar positivo. — falou Tae.

Os três continuavam conversando, Yoongi parecia sempre empolgado quando falava do rapaz da livraria, podia se notar um brilho diferente em seus olhos e Tae achava isso muito fofo, nunca tinha visto o amigo assim.


-X-


Se empanturraram de besteiras, assistiram a um filme romântico que resultou em cinco potes de sorvetes, lenços e muitas lágrimas. Nesse momento que o Kim mais novo ficava relembrando de seu término com Hoseok, o que o fazia chorar ainda mais. No fundo ele sabia que a culpa de terem terminado era sua, o Jung sempre foi muito dado ao relacionamento dos dois, já Tae não era tanto, se culpava por isso.

— Eu estou ficando com sono. — disse Yoongi já se ajeitando nas cobertas e fechando os olhos.

— Eu também. — bocejou Jin fazendo o mesmo que Min.

Tae se ajeitou entre os dois deitando com as costas no chão e as mãos na barriga. Não demorou para que os dois caíssem no sono, estava quase sendo vencido mas se lembrou que Jeongguk ainda estava preso no escritório da sua omma. Se levantou tentando não acordar os amigos, andou a passos de pluma até a porta e a abriu vendo a mesma ranger, fechou os olhos com força, como se esse ato fosse de alguma forma impedir que os dois acordassem.

Abriu os olhos fitando em direção a cama improvisada, tanto Yoongi quanto Jin ainda dormiam calmamente, nem mesmo se moveram com o barulho. Voltou a atenção para o escritório levando um susto ao encontrar o moreno em pé bem em sua frente. Colocou as mãos no peito fazendo uma expressam exagerada de susto, segurou no pulso do mais alto e foi o guiando até a porta. Sairam os doise sem tardar Tae já fechou a porta de entrada, caminharam alguns passos para a frente da casa, até o loiro julgar seguro poder falar.

— Achei que tinha me esquecido lá. — sorriu minimamente.

— Quase esqueci mesmo. — admitiu baixinho.

As luzes iluminavam a rua e a lua iluminava o rosto de Tae, que se encontrava inchado com alguns rastros de lágrimas pelas bochechas, tudo devido ao filme e as lembranças de seu relacionamento que não durou nem três meses direito. Jeon analisou a face do menor e passou o polegar por uma das bochechas do rapaz.

Ambos não saberiam explicar como, mas seus olhos não se desgrudavam, cada um admirando a beleza do outro, Jeon não tinha tirado sua mão da bochecha do Kim, pelo contrário tinha iniciado um leve carinho ali. A respiração do loiro ficou descompassada com a aproximação do outro, fechou os olhos por instinto e sentiu os lábios deste em sua testa, em um beijo simples, as testas se colaram.

Jeon foi o primeiro a findar o contato, sorriu para Tae e bagunçou seus fios loiros.

— Boa noite. — disse já se virando de costas para o Kim.

TaeHyung continuava parado no mesmo lugar olhando as costas do maior, o mesmo se afastava, mas antes de sumir completamente se virou e acenou logo voltando a andar com as mãos no bolso. Automaticamente a destra do loiro foi para o coração que batia até num ritmo engraçado.


Escute as batidas do meu coração

Ele está te chamando por vontade própria

Nessa escuridão

Você esta brilhando tanto


Caminhou para dentro de casa vendo seus amigos esparramados no chão, sorriu e foi deitar novamente entre eles. Fechou os olhos, mas sua mente não parava de passar os ocorridos dos últimos minutos, ouviu seu celular tocar e de imediato sentou-se pegando o celular em cima do sofá, desbloqueou a tela vendo uma mensagem.


Jungkook

Durma bem!

[22:01]


Taehyung

Pode deixar omma ksksks

Durma bem também, bons sonhos <3

[22:01]


Taehyung desligou o celular e deitou nas cobertas com um sorriso enorme, fechou os olhos e dormiu com o moreno invadindo seus sonhos.



Notas Finais


Desculpem-me qualquer erro. Amor vcs e mds que tema foi aquele da redação do enem, broxei 💁

O que acharam do capítulo? Estão gostando? Eu não mordo ok? Ksksks podem comentar eu sempre respondo todos 🙆❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...