História Addiction - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Super Junior
Personagens Cho Kyuhyun, Choi Siwon, Han Geng, Heechul, Henry Lau, Kangin, Kim Jongwoon, Kim Kibum, Kim Ryeowook, Lee Donghae, Lee Hyukjae "Eunhyuk", Lee Sungmin, Park Jungsu, Shindong, Zhou Mi
Tags Drama, Kangteuk, Kpop, Romance, Super Junior, Yaoi
Visualizações 13
Palavras 1.608
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá ><
Venho através desta historia enaltecer meu shipp supremo ever, KangTeuk!
Ainda não sei como continuar, mas ao decorrer da trama pretendo adicionar outros casais, então sintam-se a vontade para pedir seu shipp nos comentários! Não posso garantir, mas prometo levar todos em consideração e com muito carinho.

Então, é isso hehe. Até as notas finais.

Boa leitura! <3

Capítulo 1 - Evanesce


* Kangin P.O.V *

 

Frio. Silêncio. Sede. Barulho. Dor. Isso é tudo. Sentando em meu quarto na casa de férias alugada pelo grupo, eu encaro uma garrafa de bebida cheia até a metade no pequeno móvel ao lado da cama. Um silêncio absoluto paira sobre o cômodo, enquanto uma barulheira de pensamentos confusos e descontrolados ecoa em minha mente.

 O que poderia acontecer? Não há mais nada.

Ouço a porta ser empurrada lentamente, fazendo um pequeno feixe de luz entrar pela mesma. Em seguida ouço a porta se fechar e passos ligeiramente arrastados caminhando em minha direção. Não preciso me virar para saber quem estava ali, poderia reconhecer em qualquer lugar apenas pelo som de sua respiração leve e rítimica.

- Woon? - Leeteuk me chama baixo enquanto se agacha a minha frente e pousa uma de suas mãos nas minhas, que estavam juntas em um nó de dedos entrelaçados se apertando com força. O calor de sua pele passa a aquecer o gélido morto de meu corpo, o que me faz soltar um leve suspiro - Você está bem? Não terminou de comer, está se sentindo mal?

O som de sua voz é reconfortante e soa como uma calma quase impossível de existir. Mesmo mantendo a cabeça baixa, posso sentir seu olhar sobre mim. Ele passa a fazer leves carícias com seu polegar em minhas mãos, e posso ouvir um suspiro quase mudo sair de seus lábios. Como líder do Super Junior, Leeteuk sempre se preocupa com os membros, tenho certeza que não sou o único a se sentir seguro e confiante na companhia dele. Esse pensamento me faz sorrir de maneira fraca com o canto dos lábios.

- Eu estou bem, hyung - O olho brevemente, logo voltando meu olhar a um ponto perdido no chão - Não precisa se preocupar comigo, volte para junto dos outros.

Um silêncio breve se faz presente. Não olhei para o mais velho, mas tenho certeza que agora ele me encara com um bico torto e o cenho franzido, fazendo a pequena covinha próxima ao canto de sua boca aparecer. Já havia decorado JungSoo por inteiro.

- Kangin, o que há? Você não pode me enganar, eu te conheço muito bem! - Ele fala em tom de bronca e eu rio soprado com isso. Sinto a outra mão do líder se encontrar com as minhas, ele desfaz os nós de meus dedos e entralaça os seus nos meus.

- Teukie, já disse que estou bem, pare de se preocupar - Forço um leve sorriso ao olhar para ele, escorregando meu olhar para a garrafa de bebida por um breve segundo e, para a minha infelicidade, o outro percebe o ato.

Leeteuk olha para garrafa por alguns segundos, logo suspira e abaixa a cabeça. Eu agora o encarava com um olhar tristinho e preocupado. Sabia que ele se preocupava comigo, e nunca me perdoaria se o decepcionasse.

- Você bebeu? - Ele pergunta com a voz fraca, sem me olhar. Suas mãos se afrouxam e se soltam das minhas lentamente.

- Não - Digo firme, puxando suas mãos para mim novamente.

- Não minta para mim, Youngwoon - Sua voz parece mais firme e alta do que anteriormente. Eu suspiro alto e aperto um pouco os dedos dele.

- Eu não bebi, Teukie. Aquela garrafa eu trouxe de casa, é velha. Desde que chegamos aqui eu não coloquei uma gota de álcool se quer na boca - Procuro manter a voz firme para não demontrar nervosismo. Eu estava falando a verdade, realmente não havia bebido, mas ainda sentia medo de magoar meu amigo.

O mais velho volta a me encarar, lançando um olhar penetrante sobre mim, como se quisesse me analisar, passando um bom tempo calado.

- Não acredita em mim? - Pronuncio baixo, logo voltando a olhar o chão, soltando de vez as mãos do outro - Eu sei que é difícil acreditar em mim depois de tudo o que aconteceu, tudo o que fiz foi errar e piorar as coisas cada vez mais. Depois que eu fui afastado do grupo, procurei ajuda profissional. Eu sei que tenho um vício, eu sei que sou alcoólatra, sei que sou depressivo e sei que sofro de ansiedade... Eu sei que tenho que me cuidar, sei que posso contar com vocês, com os fãs, e sei que preciso melhorar o mais rápido possível - A esse ponto já podia sentir lágrimas brotando em meus olhos, pairando por ali sem se derramarem. Solto um longo suspiro alto, fechando os olhos por um breve momento e olhando o movimento leve que a cortina fazia ao ser atingida pelo vento - Mas... Eu não consigo confiar em mim, não posso contar comigo mesmo. Isso é desesperador, eu me sinto um fracassado. Eu pensei em beber mesmo, encher a cara e esquecer de tudo, mas eu cansei de fugir dos problemas. Desisti de beber por você, hyung, e pelo Super Junior.

Paro de falar e passo algum tempo encarando a cortina do quarto, e quando volto meu olhar para o outro me surpreendo ao ver seu rosto molhado pelas lágrimas. Abro a boca para dizer algo mesmo sem saber o que falar, provavelmente pediria desculpas, mas antes que pudesse faze-lo sinto um dedo de Leeteuk em meus lábios, em sinal de silêncio.

- Kangin... - Ele diz baixo, de maneira quase inaudível, e então se aproxima mais de mim, pousando uma mão em meu rosto e encarando meus olhos - Por que não se vicia em outra coisa?

O olho confuso, sem entender o que quis dizer, e novamente tento me pronunciar, mas paro ao o ver se levantar. Leeteuk fica parado a minha frente por alguns segundos, e logo ele leva as mãos a barra de sua bermuda e levanta um pouco ali. Eu apenas o observo quieto, ainda tentando o entender, mas logo compreendo quando o mais velho se senta em meu colo, deixando as pernas ao lado de meu corpo e se ajeitando ali.

- T-T-Teukie... - Gaguejo ao tentar falar, mas ele logo me cala com seu dedo novamente, sorrindo depois.

- Eu serei o seu novo vício, Youngwoon - Ele fala num sussurro, e antes que eu pudesse ter qualquer reação sinto seus lábios nos meus.

Meu coração dispara com a situação, e eu estava confuso. Hesito um pouco no início, mas decido me entregar assim que sinto a língua do mais velho invadir minha boca com sutileza. Fecho os olhos e suspiro baixo, levo as mãos para a cintura dele enquanto o beijo de maneira lenta e gentil.

Sinto uma das mãos do outro pousar em minha nuca e acariciar o local. Ele suga minha língua por alguns segundos e mordisca meu lábio inferior uma única vez, me fazendo arfar. Abro os olhos e vejo um sorriso malicioso se formar nos lábios do líder, o que me fez sorrir soprado. Ele tira sua camisa com cuidado e a joga num canto qualquer do quarto. Eu olho para o corpo dele descaradamente, chegando a morder meu lábio inferior. Estaria mentindo se dissesse que nunca havia olhado seu corpo desse jeito antes. Seu abdômen definido acompanhava sua cintura delicada, enquanto suas coxas grossas e fortes lhe davam uma estrutura sexy. Olho para seu rosto e o vejo corar levemente, virando a cabeça e mexendo em seu cabelo timidamente. Sorrio de canto e suspiro, pois também me sentia timido. Havia sido pego de surpresa, mas isso não era inteiramente ruim. Leeteuk segura meu rosto com as duas mãos e se aproxima para me beijar outra vez. Eu fecho os olhos rapidamente, esperando ansioso para sentir seus lábios nos meus outra vez, mas ele não o faz, ao invés disso, ele sussurra próximo aos meus lábios.

- Deixe-me te sentir, Kangin, e eu deixo que me faça teu...

Meu corpo se arrepia por inteiro ao ouvir as palavras ditas. Me surpreendo ao sentir o mais velho começar a rebolar devegar em meu colo, levo minhas mãos até suas coxas e aperto ali com firmeza. Ouço um suspiro escapar dos lábios dele e então ele finalmente volta a me beijar, agora de maneira afoita e quente. Escorrego sorrateiramente as mãos para a bunda de meu hyung, tomando coragem para me soltar de vez agora. Aperto ali algumas vezes, e talvez por impulso, o líder passa a rebolar mais rápido e intensamente em meu colo.

Já podia sentir meu membro se enrijecer quando começo a trilhar beijos molhados até o pescoço do mais velho, que responde com um gemido baixo e um leve puxão nos fios de minha nuca. Meu coração ainda disparado dá um pulo em meu peito quando sinto o perfume do outro, me fazendo suspirar apaixonado enquato dou um chupão forte ali. Me afasto por alguns segundos para poder olhar o rosto de Leeteuk, e ao o ver de olhos fechados e os lábios entreabertos numa expressão de deleite, um sorriso sincero surge involuntariamente em meu rosto.

Ele agora ralmente se parece com um anjo...

 

 

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - -  ♡ - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

 

No fim das contas, é tudo momentâneo

O amor é momentâneo

É apenas um sonho passageiro

Eu não quero acordar ainda 

 

♪  Super Junior - Evanesce ♪

 

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - -  ♡ - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

 

 


Notas Finais


E então, gostaram? Espero que sim, hehe
Ficarei realmente agradecida se puderem deixar um comentário, lembrando que estou sempre aberta á críticas!
Até o próximo capítulo, beijinhos

Bye ~♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...