História Aftertaste - Capítulo 29


Escrita por: ~

Postado
Categorias Cameron Dallas, Hailee Steinfeld, Nash Grier, Shawn Mendes
Personagens Cameron Dallas, Hailee Steinfeld, Nash Grier, Personagens Originais, Shawn Mendes
Tags Cameron Dallas, Hailee Steinfeld, Magcon, Nash Grier, Shawn Mendes
Visualizações 84
Palavras 1.180
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Escolar, Fantasia, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 29 - Back To You


Fanfic / Fanfiction Aftertaste - Capítulo 29 - Back To You

Tento respirar mas tem algo em minha garganta. Começo a tossir e então escuto barulhos e vozes ao meu redor.

Não consigo abrir os olhos.

Depois de mais alguns segundos um tubo foi retirado da minha garganta. 

Tossi mais algumas vezes.

-Hailee? - ouvi uma voz me chamar - Hailee? - me chamou de novo e percebi que era meu pai

Tentei abrir os olhos e pisquei várias vezes até finalmente conseguir abrir.

Quando a minha visão se ajustou ao ambiente eu vi meu pai.

Tentei falar mas minha voz não saia.

-É normal não conseguir falar logo. - aparentemente um médico disse se aproximando de mim

Ele colocou uma lanterna e pediu que eu acompanhasse com os olhos.

Olhei pra o lado e meu pai chorava.

Não estou entendendo nada. 

-Eu vou pedir uns exames para checar como você está agora que acordou. Meu nome é Owen, sou seu médico. - ele disse e saiu do quarto

Abri a boca pra falar e minha voz parecia de meninos na adolescência.

-O que aconteceu? - consegui falar ainda que rouca e com a voz falhando

-Minha filha, eu pensei que não voltaria mais. - meu pai disse e me abraçou - Você está viva! Está bem! 

-Eu estava me afogando, caímos na água. - eu disse e flashbacks do acidente passavam na minha cabeça 

-Hailee, precisamos conversar. - meu pai disse e segurou minha mão - O seu acidente aconteceu faz um tempinho.

-Tempinho? 

-Você entrou em coma. - ele disse 

-Pai, diga logo por quanto tempo eu fiquei desacordada.

-7 meses recém completados.

-O que? - eu disse me exaltando - 7 meses? Como assim? 

-Se acalme.

-Não, não, não! - eu disse e um choro se aproximou

-Calma meu amor. - ele disse e beijou minha testa - Você está acordada e vai continuar a sua vida de onde parou, tudo vai dar certo! 

-Pai, eu perdi 7 meses. - eu disse e balancei a cabeça - Espera, eu já tenho 21 anos!

-É meu bem. - ele disse e limpou minhas lágrimas - Você é uma mulher de 21 anos e eu te amo tanto! Tinha tanto medo de te perder, você é tudo pra mim filha, eu não podia te perder também.

-Eu te amo pai. - eu disse e sorrimos

-Vai ficar tudo bem. - ele disse e beijou minha mão

(...)

Após uma série de exames eu voltei pro quarto mais calma.

-Quero andar! - eu disse

-Não é assim filha, foi muito tempo, tudo tem que ser aos poucos.

-Só pra aquele sofá ! Eu quero me sentar! - eu disse

-Ta, mas só pra aquele sofá ! - ele disse e me descobriu 

Ele me ajudou a sentar na cama e me segurou na cintura e colocou meu braço por cima de seu ombro.

Ele praticamente fez toda a força porque eu não conseguia andar direito. 

A distância foi curta.

Me sentei e ele sentou do meu lado.

-Eu estou tão feliz Hailee, você está aqui do meu lado, acordada, viva! - ele disse e eu sorri

-Cadê Nash? Por que ele não está aqui? - eu disse

-Tem mais uma coisa que você precisa saber. - ele disse com um semblante triste e eu balancei a cabeça 

-Não, por favor não! - eu disse e senti as lágrimas pelo meu rosto 

-Eu sinto muito. - ele disse e me abraçou

-Não! - eu chorava em seu ombro - Nash não pode ter morrido! Estávamos felizes! Não! 

-Sinto muito querida. - meu pai disse e olhou pra mim - Ele estava melhor que você mas acabou tendo complicações inesperadas.

-A minha vida está uma bagunça! Como isso pode ter acontecido comigo?

É, isso aconteceu exatamente comigo. Eu sofri um acidente com meu noivo, passei 7 meses em coma e quando acordo recebo a notícia de que ele está morto.

Eu não sei o que vai ser de mim.

(...)

-Querida, você já podemos ir pra casa. - ele disse entrando no quarto - Não fique assim. 

-Eu não sei se estou pronta. - eu disse e me sentei na cama - Pelo médico eu fui liberada, mas meus sentimentos ainda estão presos aqui, foram 7 meses pai.

-Mas você vai superar isso tudo, aos poucos você vai recuperar sua vida e retomar ao ritmo antigo. - ele disse estendendo o braço - Eu vou cuidar de você minha filha, você sempre pode contar comigo. - ele disse e eu me apoiei nele e fomos andando 

Andamos até a saída do hospital mas antes passamos pra agradecer ao médico que cuidou tão bem de mim.

Quando chegamos na casa dele eu me sentei no sofá e liguei a televisão.

-O que você quer fazer pra comemorar seus 21 anos? - meu pai disse se aproximando

-Não quero fazer nada. - disse e ele sentou do meu lado

-Vamos lá, você não pode deixar seus 21 anos passarem em branco! Você virou mulher filha! - ele disse e eu balancei a cabeça 

-Pai, faz 3 meses que eu fiz 21 anos. - eu disse

-Vamos sair Hailee, você passou tempo demais presa numa cama e agora está livre. Estamos livres. - ele disse e acariciou meu rosto

-Eu não estou pronta. - eu disse e abaixei a cabeça - Muita coisa aconteceu e saber de tudo isso agora me deixa apavorada. Eu posso não demonstrar mas estou me segurando para não surtar. - eu disse e limpei algumas lágrimas - O que eu passei e estou passando não é fácil, eu perdi o meu noivo e não tive a chance de dizer adeus.

-Eu sei meu bem, o que você vai ainda vai enfrentar não vai ser fácil, você vai ter que lutar bastante pra se manter forte. Você só não pode deixar todo o passado acabar com o seu futuro, você tem que superar todos os obstáculos e seguir a diante. - ele disse e me abraçou 

-Obrigada pai, eu vou precisar de todo o apoio possível. - eu disse e beijei seu rosto - Obrigada por estar sempre comigo, sempre torcer pra mim e me apoiar. - eu disse segurando as mãos dele - Você é a pessoa mais forte que eu conheço e sei o quanto a mamãe deve se orgulhar lá de cima. - eu falei e percebi seus olhos marejados - Eu te amo.

-Eu te amo minha filha. - ele disse e me abraçou 

(...)

Entrei no chuveiro e tomei um banho bem quente, logo quando saí vesti minha calcinha e meu sutiã.

A campainha começou a tocar.

-Pai? - eu disse alto - Pai! - eu disse e balancei a cabeça - Ele saiu para o jantar da empresa! Merda!

Vesti meu roupão e andei até a sala.

Quem deve ser a essa hora da noite?

Abri a porta e fiquei em choque com a figura parada em minha frente.

-O que você está fazendo aqui?

-Eu sempre estive aqui. - disse e me olhou dos pés à cabeça - Eu não acredito que é você mesma.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...