História Agentes da S.H.I.E.L.D. Dimensão X - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Batman, Novos Titãs (Teen Titans), S.H.I.E.L.D., X-Men
Personagens Anna Marie (Vampira), Asa Noturna, Bruce Wayne (Batman), Ciborgue, Damian Wayne, Dick Grayson, Dr. Henry "Hank" McCoy (Fera), Estelar, Feiticeira Escarlate (Wanda Maximoff), Harleen Frances Quinzel / Harley Quinn (Arlequina), Harvey Dent (Duas-Caras), James "Logan" Howlett (Wolverine), Jason Todd, Jean Grey (Garota Marvel / Fênix), Katherine "Kitty" Pride (Lince Negra), Kurt Wagner (Noturno), Mutano, Ororo Monroe (Tempestade), Personagens Originais, Professor Charles Xavier, Ravena, Scott Summers (Ciclope), Terra, Timothy "Tim" Drake (Robin)
Tags Ação, Asa Noturna, Estelar, Ghotam, Luta, Novos Titãs, Originais, Ravena, Romance, Shield, Slade, Titas, X-men
Visualizações 31
Palavras 1.790
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Famí­lia, Luta, Magia, Mistério, Policial, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Era pra ser uma missão simples de busca e captura. Mas o destin tinha outros planos na vida de Jackson.

Boa leitura !!!

Capítulo 15 - O Fim do Começo - "Parte 1"


Fanfic / Fanfiction Agentes da S.H.I.E.L.D. Dimensão X - Capítulo 15 - O Fim do Começo - "Parte 1"

Base Foxtrot da U.S.M.C.

15:27 - 12/04/2012

Em algum lugar do Oriente Médio



    Pov. Autor

       Ten. Vasquez: Jackson, leve esse relatório ao C.C. e volte para partirmos. Hoje vamos por fim as ações de Kaled Al-Assad.

       Jackson: Sim senhor.

Jackson saiu da sala de reuniões pré - missão, e se dirigiu ao Centro de Comando para entregar o relatório da última missão executada pelo seu grupo, Bravo Six. A missão " Estrada para Jabalad" teria 33 mil Soldados, dentre infantaria, blindados e helicópteros para apoio e transporte, o objetivo é capturar vivo ou morto Kaled Al-Assad, líder do exército extremista que vem devastando o Oriente Médio. A base estava terminando seus últimos preparativos para a missão, e Jackson não ficaria para trás.

*entrando no C.C.*

       Jackson: Terceiro - Sargento Paul Jackson se apresentando (Continência). Aqui está o relatório da última missão da Bravo Six.

       Coronel: Perfeito Sargento, pode reagrupar para a missão, partirão em 10 minutos. Dispensado.

Jackson retorna ao seu Tenente, se rearma, e sobe junto ao seu esquadrão em um helicóptero de transporte, outro grupo estava com eles, somando 30 homens, fora piloto, co-piloto e agente de bordo.

*helicóptero voando*

       Ten. Vasquez: Homens, nós iremos invadir a prefeitura da cidade, o serviço de inteligência nos informou a presença do nosso "Às de espadas" dentro de uma das salas do local. Peguem no a todo custo, cuidado com as 6 horas, a cidade é território dos extremistas. Jackson, assuma o lança granadas direito, West você assume o esquerdo.

Jackson e West assumem as armas laterais do helicóptero, tendo em vista a frota de blindados americanos. Dezenas de M1 Abrahans prontos para o combate e seguindo em direção a cidade fantasma, onde só havia a presença do inimigo.

(Rádio)

       Apache: 2-5, Aqui é o Cobra 2, estaremos dando cobertura para pousarem.

       Ten. Vasquez: Entendido Capitã, vamos limpar o perímetro para descermos.

Os blindados começaram a abrir fogo contra os blindados inimigos, sem sequer chance de defesa, enquanto os helicópteros, de transporte e de ataque derrubavam os inimigos do alto dos prédios, desativando defesas aéreas e alguns lança-foguetes. Era notável ver os inimigos se desfazerem em meio as explosões causadas com os lança granadas dos helicópteros de transporte, de ataque e pelos blindados. Após alguns minutos de batalha, os helicópteros pousaram na praça central para o desembarque, mas Jackson e seu grupo não desceriam agora...

(Rádio)

       Coronel: Vasquez, leve seu grupo para ajudar outro grupo que está cercado ao leste de sua posição, uma fumaça verde irá indicar a posição deles, Câmbio.

       Ten. Vasquez: Entendido senhor. (Sai do rádio) Equipe Bravo Six, vocês ficam a bordo, o restante prosegue com a missão. Piloto, sobrevoe ao leste dessa posição, temos irmãos para resgatar.

Recebida a ordem, o helicóptero desembarca apenas uma das equipes, levanta vôo e segue ao leste, onde avista a fumaça verde.

(Rádio)

       Apache: 2-5, aqui é o Cobra 2, vamos rearmar e reabastecer, vocês estão sozinhos.

O único ponto de pouso era atrás dos inimigos, no qual a equipe desembarcou e seguiram até o local onde a Delta Four estava cercada. Um prédio em obras que foi abandonado após a invasão dos extremistas. Jackson viu, amultuado, diversos corpos de aparentemente civis que foram pegos pelos Extremistas, dentre eles, crianças, mulheres, todos carborizados.

O grupo seguiu dentre alguns becos, abatendo algums inimigos que apareciam, mas que estavam focados no prédio.

Ao chegar no local, a situação estava meio tensa. Três soldados mortos e dois feridos, um dos soldados estava irreconhecível devido ao tiro que levara no rosto. Eram 10 soldados em combate, agora são 25 com a chegada da Bravo Six.

       Ten. Vasquez: Stuart, venha atender os dois feridos. West, use a metralhadora travada para dar apoio, o resto desça entre os escombros e abram caminho até o helicóptero.

       Soldado: RPG!!!!!!!

Um míssil RPG foi lançado contra os soldados, fazendo eles se espalharem sem muitos danos. Jackson acabou caindo até o térreo, por onde os extremistas tentavam ter acesso para chegar até a equipe. Jackson com sua M4A1 Tática, abateu sem problemas aqueles invasores, sacando sua escopeta M3, foi adentrando pelo ferro velho eliminando os inimigos até a chegada do grupo aliado, no qual vieram rapidamente. Havia soldados no telhado de alguns prédios, e estavam atirando pesado contra os Fuzileiros, quando algumas explosões derrubaram os inimigos dos telhados.

(Rádio)

       Apache: 2-5, aqui é Cobra 2, sentiram saudades?

Uma casa de um andar possuia um grupo inimigo com metralhadoras leves e explosivos. Jackson junto a outro soldado limparam a casa, mas Jackson ficou observando os corpos de 3 inimigos que havia abatido.

       Fuzileiro: Soldado, está tudo bem?

       Jackson: (...) Estou soldado, apenas vendo o que sou capaz de fazer. Precisamos ir para o helicóptero.

Todo o grupo já estava tomando caminho caminho do helicóptero quando o Coronel deu ordens no Rádio.

(Rádio)

       Coronel: Atenção, um artefato nuclear foi encontrado na prefeitura. Todas as unidades evacuem a cidade imediatamente, o esquadrão Anti-Bombas foi acionado.

O helicóptero 2-5 da Bravo Six junto ao Apache Cobra 2 estavam se evadindo quando um míssil atingiu o Apache.

(Rádio)

       Apache: Fomos atingidos, perdemos a cauda... estamos caindo... (helicóptero cai em meio a uma rua com prédios em volta)

       Ten. Vasquez: Comando, aqui é Vasquez, solicito permissão para pousar e resgatar os pilotos do Cobra 2, ele acaba de ser abatido. Câmbio.

       Comando: Vocês receberam ordens para evacuarem, está a sua escolha Tenente.

       Ten. Vasquez: Cobra 2, Qual a situação de vocês?

       Apache: Ah... eu estou bem... droga minha perna... Miller está morto... Vocês vão demorar?

       Ten. Vasquez: Comando, estamos descendo.

O helicóptero 2-5 pousou e os fuzileiros foram em resgate da piloto do Apache, mas muitos Extremistas foram na mesma direção da queda do helicóptero, como urubus na carniça. Enquanto o tiroteio entre Fuzileiros e Extremistas rolava, Jackson foi até a cabine do Apache, pegando no colo a Jovem piloto, não deixando de notar o estado que estava o co-piloto do Apache. Jackson levava a piloto para o helicóptero 2-5, quando um tiro atinge de raspão sua coxa esquerda, mas sem fraquejar, seguiu para o helicóptero, colocando-a sobre um dos bancos e se virando para a rampa de embarque do helicóptero, dando apoio para os fuzileiros subirem a bordo para decolarem. Jackson parecia que sentia o peso da alma aumentar com cada vida que tirava, mesmo eles merecendo. O helicóptero levantou vôo com a rampa de embarque aberta, permitindo a todos uma visão da cidade enquanto saiam dela.

(Rádio)

       Cap. Anti-Bombas: A BOMBA FOI ATIVADA, SAIAM DE PRESSA VAI EX... (chiados)

O artefato nuclear detona, uma enorme explosão surge em meio a cidade, e a pressão causada por ela fez com que o helicóptero perdesse o controle e começasse a cair. Tudo estava girando, Jackson se segurou firme para não ser lançado para fora do helicóptero, tentou ainda segurar o agente de bordo, mas o mesmo foi arremessado para fora. A queda era eminente.

(Rádio)

       Ten. Vasquez: COMANDO ESTAMOS CAINDO! REPETINDO, ESTAMOS CAINDO!!!!!

*Helicóptero cai*

(Alguns minutos depois)


Jackson acorda dentro do helicóptero, caído ao chão do mesmo. Se rastejou até a rampa de embarque para sair, avistou o corpo de seu tenente que estava perfurado por um pedaço da lataria do helicóptero. Ao conseguir sair do helicóptero, viu o restante de seu esquadrão espalhados pela rua, todos mortos. A névoa de radiação era visível, e a neblina de areia causada impedia a visibilidade. Jackson viu alguns prédios desabando devido a força do vendo causada pela pressão da bomba, ao Horizonte era possível ver o tamanho da nuvem radioativa do explosivo. Jackson estava com uma perna fraturada, a sensação de que as costas estava cortada e ferido no peito. Jackson cobriu o rosto com uma parte do uniforme que havia rasgado, e seguiu pelo lado contrário da explosão, usando sua escopeta como "muleta". Andando entre as ruínas, Jackson viu outros helicópteros aliados caídos, sem sobreviventes. Começara a se perguntar "porque somente eu estou vivendo isso? Porque mais ninguém pode ter a segunda chance?". Perto da saída da cidade, Jackson se deparou com um casal e um bebê no colo, Eles pediam ajuda para sair dali, mas a radiação mesmo naquela distância estava forte demais. Jackson cobre o rosto do bebê e os manda acompanha lo. E quando Jackson avista a base mais próxima, desmaia...




Torre Titã - 07:54 22/05/2015


Dick acordava Jackson enquanto Kory, Rachel, Tara e Damian viam a agitação de Jackson dormindo, quando Jackson desperta, e achando que estava em perigo, em segundos, segura o braço de Dick o jogando contra o chão enquanto puxava uma pistola M1911 debaixo do travesseiro e colocando sobre sua nuca. Em contra resposta, Damian colocou sua espada no pescoço de Jackson, que estava em cima de Dick, imobilizando um de seus braços e com a pistola apontada para ele.

       Kory: Jackson!!! Somos nós... acalme se...

       Tara e Rachel olhavam apreensivas, enquanto Damian estava com uma leve vontade de fazer o que estava pensando, mas Jackson percebeu o que estava acontecendo, soltando o braço de Dick, a arma e encostando na cama sentado no chão.

       Dick: Imaginei que fosse rápido, mas nem tanto... (fazendo massagem em seu próprio braço)

       Jackson: (suspiros) Desculpe me gente, estava tendo um pesadelo... melhor... um flashback...

       Kory: Flashback? Sobre o que exatamente?

       Jackson: Prefiro não falar a ainda... Não é algo que me orgulho muito... mais tarde eu prometo que contarei, mas preciso ficar um pouco sozinho. E Damian, gostei da sua ação. De verdade.

       Damian: Não me importo com o que gosta ou não. Ele ainda vai trazer problemas para nós, vocês verão cedo ou tarde que estou certo sobre esse cara... ( saindo )

Todos sairam do quarto de Jackson, exceto Rachel (Ravena), que demonstrava preocupação com o "amigo".

       Rachel: Lembranças do exército?

       Jackson: Está lendo minha mente?

       Rachel: Não, mas sonhei e senti suas lembranças quando servia.

       Jackson: Essa é minha maldição. Ser o único sobrevivente de 24.768 soldados que morreram, numa missão que moveu 33 mil soldados, para capturar um merda, que nem naquela cidade estava. Vi muita coisa lá... fiz muitas coisas...

Jackson acendeu um cigarro e foi para a janela, apenas de calça, suas cicatrizes eram visíveis sobra a luz do amanhecer.

       Rachel: Essa cicatriz (aponta para o peito de Jackson), foi por conta da queda do helicóptero, certo?

       Jackson: Sim, precisamos descobrir porque estamos com esse "vínculo mental". Eu tenho um palpite.

       Rachel: E qual seria?

       Jackson: Eu entrei na sua mente, e você tem pensado muito em mim (risos).

       Rachel: Calado... Não tem graça... (bochechas avermelhadas)

       Jackson: Ter até tem, acho curioso ver você envergonhada. Mas a situação é preocupante.

Jackson pensava junto a Rachel sobre o ocorrido, e talvez cheguem a uma conclusão lógica, ou até mesmo na resposta, pois esse começo está longe do fim.

Notas Finais


Deixando claro que, este capítulo foi inspirado em uma missão de Call Of Duty 4 - Modern Warfare, como adição na história de Jackson, no qual o nome teve a mera coincidência de ser o mesmo nome do soldado que é jogável pelos americanos.

Obrigado por ler !!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...