História Além da amizade-Fillie - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Stranger Things
Tags Fillie
Visualizações 452
Palavras 1.424
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Hentai
Avisos: Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Meus amores!♥️💜Eu não passei o texto a limpo,então qualquer erro me desculpem.
Boa leitura a todos.
Amo vocês
Xoxo⚜️

Capítulo 5 - Complicado.


                               POV'Finn

Eu brinco com uma mecha de cabelo da Millie enquanto ela termina de comer seu lanche. A conversa com as Browns está agradável e animada. Ao fundo toca uma música da Katy perry.

- Para de puxar meu cabelo,Finn. - resmunga Millie com um leve sorriso nos lábios.

- Não estou puxando seu cabelo. - Digo. 

- Está sim. - Rebate ela retirando minha mão de seus cabelos.

- ISSO é um puxão. - Eu dou uma leve puxada em seus fios lisos.

- Finn! - Ela solta um grito contido. 

- Crianças,por favor. - Kelly nos repreende atraindo nossos olhares.

- Foi ele que começou,mãe. 

- Já parei. - Me defendo comprimindo os lábios em um sorriso mínimo,quase imperceptível.

- Olha só...- Me viro bruscamente ao ouvir aquela voz. - Vocês estão...juntos? - ela perguntou apontando para nós dois.

- O que faz aqui,Ayla? - É quase um rosnado. Sei que Ayla é afrontosa,e tenho medo que ela faça mal a Millie.

- A fã com quem você tirou fotos postou a localização em que você estava,então decidi visitar você. - Ela senta a nossa frente cruzando os dedos sobre a mesa.

- Finn,eu e minha mãe já vamos. - Millie disse se levantando junto com sua mãe. - Vou dar um pouco de privacidade para vocês dois conversarem.

- Não Millie! Fica! - Eu também levanto e seguro sua mão tentando impedir sua partida.

- Ela só quer conversar,Finn. Eu confio em você. - Ela sorri e eu não me esforço para perceber que é forçado. - Tchau,Finn. 

Ela solta sua mão da minha e sai ignorando por completo a presença de Ayla. Sua mãe me olha com um pequeno sorriso no rosto e logo segue a filha.

Droga.

- Será que ela ficou irritada? - Ayla solta uma risada curta.

- O que você quer,Ayla? - Volto a me sentar. Meu rosto deve estar esbanjando raiva.

- Conversar.

- Sobre? - Ergo uma sobrancelha.

- Sabia que eu amo sua sarnas? - Ela se inclina sobre a mesa e passa a mão por minhas bochechas. 

- Sem querer ser grosso com você,mas dá para não encostar? - Falei segurando seu pulso.

- Calma,Finn. Estamos apenas conversando,como amigos. Mas se você quiser,podemos voltar a ser mais do que amigos. - Diz mordendo o lábio inferior. A solto e ela volta a se sentar.

- Você sabe muito bem que o que tinha entre nós já acabou,não é?! - Fecho a mão e sinto as unhas me machucarem.

Não posso perder a cabeça com essa garota. Como eu pude já ter me envolvido com essa menina?

Essa era a pergunta que rondava minha cabeça.

- Mas nós não sabemos o amanhã,Finn. 

- Não,nós não sabemos. Mas tenho quase certeza de que o meu amanhã não será com você.

- Tinha esquecido que você fica bobo quando se apaixona. - Ela sorri sínica. - Já foi assim comigo também. 

- Por que você não vai embora? Já destruiu minha noite mesmo. - Bufo irritado cruzando os braços,sem tirar os olhos dos dela.

- Eu destrui sua noite? - Ela tomba a cabeça para trás em uma gargalhada.- Então deixa eu fazê-la ficar melhor - Ela torna a se inclinar.

- Garota,se você está pensando que eu vou para cama com você,você está muito errada. - Debocho revirando os olhos.

- Por que não? 

- Eu gosto da Millie! Enquanto estiver com ela vou respeitá-la.

- Finn,eu te conheço bem,não se faça de difícil. Eu sei que você também quer,e ela não precisa ficar sabendo. Vai ser uma rapidinha,como nos velhos tempos. 

- Estou perdendo meu tempo com você,Ayla. - Digo me levantando para ir embora. Ela me segue até a calçada aonde os paparazzis continuam a me esperar.

- Vamos dar uma notícia para esses idiotas,Finn. - Ela sussurrou no meu ouvido. Segurando meu rosto entre as mãos ela o puxa contra ela,selando nossas bocas. Eu arregalo os olhos e a empurro.

- Nunca mais faça isso! - Eu berro.

Merda! Eles vão notíciar o beijo. Millie não pode ver isso...

Eu entro no carro e disparo rumo a minha casa deixando Ayla sozinha. Quando chego,tomo um banho demorado e me preparo para dormir mas o medo de Millie me rejeitar por causa do beijo ronda minha cabeça e me impede de dormir.

 

                              POV'Millie

Um pressentimento ruim me acorda logo cedo. Pego meu celular em cima do crida mudo e olho as horas. 6:15. Ainda está muito cedo,mas algo não me deixar pregar os olhos novamente,então eu apenas fico bolando pela cama de um lado para o outro. 

Me dou por vencida e levanto. A água quente do chuveiro escorre pelo meu corpo molhado me deixando mais a vontade. Um sorriso brota ao lembrar da foto em que tiramos ontem à noite no MacDonald's. Fin beijava o canto da minha boca enquanto eu gargalhava. Mas ele nem chegou a postá-la.

Sorri boba me enrolando na toalha e saindo do banheiro. Troco de roupa e desço para a cozinha.

- Bom dia,mamãe. - Me sento já começando a comer.

- Pulou da cama cedo,hein?!

- Mãe...- Eu paro de comer e a olho.- Alguma vez você sentiu que alguma coisa ruim fosse acontecer?

- É por causa da moça da noite passada?

Confirmo com a cabeça.

- Você não confia no Finn?

- Confio! É só que...sei lá. Eu tenho medo de que ele volte para ela,não que eu tenha alguma coisa contra ela.

- Finn jamais faria algo para te machucar filha. Continue confiando nele. - Ela diz pondo suco para mim.

- Para falar a verdade,eu não gosto dela. - Fiz uma cara estranha.

- Eu também não. - Kelly sorri.

- Bate aqui....- Estendi a palma da mão para ela bater. 

- Só eu achei estranho ele ter pedido para tirar uma foto com você e depois nem postá-la? - Ela senta a minha frente.

- Acho que ele só está esperando o momento certo de fazer isso. - Empurro o prato para o lado.

- Não vai mais comer?

- Estou sem fome. 

- Você tem que comer mais um pou...- Ela é enterronpida pela campainha. - Quem será? - Dou de ombros sem saber responder. - Eu vou lá,fiquei aqui e tente comer mais um pouco.

Ela levantou e passou por mim. Eu nem volto a pegar no prato. Não estou com fome.

- Oi minha querida. - Escuto minha mãe.

Querida?

Quando me viro,vejo Sadie. Ela sorri de orelha a orelha quando nossos olhos se encontram e eu corro para abraçá-la

- Sadie! Que saudades! - Digo a apertando contra mim.

- Vai com calma,Millie,assim você me mata sem ar. - Ela ri.

- Vem,vamos para o meu quarto.

- Ah sim,vamos. Preciso mesmo mostrar uma coisa a você. 

- O que é? - Pergunto subindo as escadas logo atrás dela.

- Você é muito ansiosa,sabia? - Ela para e me olha,mas logo volta a subir.

- E então? O que você tinha para me mostrar? - Questionei assim que chegamos ao quarto. Sentamos na minha cama e ela logo começa a contar.

- Finn contou ao Caleb que vocês estavam se envolvendo novamente,mas...- Seu tom muda e ela parece ficar apreensiva com o que vai contar.

- Mas o que? - Eu fico inquieta,batendo o pé no chão.

- Ontem o Finn foi flagrado beijando a ex dele.

Eu paraliso. A única coisa que sinto é uma lágrima escorrer pelo meu rosto,uma lágrima de raiva misturada com dor. Por que ele fez isso comigo?

- Millie? Millie! - Sadie seca minha lágrima com o dedão e acaricia meu rosto. - Se eu soubesse que você fosse ficar assim eu jamais teria te contado! Amiga desculpa....- A olho. Não é culpa dela. A culpa é minha,por pensar que um mulherengo como Finn teria coragem de mudar e assumir algo comigo.

- Está tudo bem,Sadie. Eu que fui boba. - Tento disfarçar a tristeza. - Aonde você viu?

- TMZ.

- Eu posso ver?

- Não sei se é uma boa ideia...

- Por favor...eu preciso ver. 

- Tudo bem. - Ela diz tirando o celular de dentro da bolsa. Ela procura o site na internet e logo após me entrega o celular. Eu fico sem palavras. Tudo que eu consigo fazer é por a mão sobre a boca e conter os soluços que escapam dela.

Sadie me abraça de lado e apoia seu queixo no topo da minha cabaça,enquanto suas mãos afagam meus cabelos.

Por que Finn?

 

Continua...

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...