História Além do que se vê - SM - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bella Thorne, Camila Cabello, Charli XCX, Colton Haynes, Dua Lipa, Dylan O'Brien, Hailee Steinfeld, Halsey, Jeffrey Dean Morgan, Justin Bieber, Lily Collins, Selena Gomez, Shawn Mendes
Personagens Bella Thorne, Camila Cabello, Charli XCX, Colton Haynes, Dua Lipa, Dylan O'Brien, Hailee Steinfeld, Halsey, Jeffrey Dean Morgan, Lily Collins, Personagens Originais, Selena Gomez, Shawn Mendes
Tags Bella Thorne, Camila Cabello, Colton Haynes, Dua Lipa, Dylan O'brien, Hailee Steinfeld, Jeffrey Dean Morgan, Justin Bieber, Selena Gomez, Shawn Mendes
Visualizações 10
Palavras 1.404
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 3 - Michael (1)


Fanfic / Fanfiction Além do que se vê - SM - Capítulo 3 - Michael (1)

Tuesday 09:00AM
- Acorda Mike! - Sophie jogou um travesseiro no garoto que estava em um sono profundo deitado em sua cama, ele gemeu reclamando, mas se levantou.
- Te odeio.
- Também te amo, agora levanta. - ela disse passando a frente da porta de seu quarto novamente.
Alguns dos irmãos ainda moravam na mansão dos Carter, dois deles eram Sophie e Michael.
O garoto não estava feliz em ter que acordar e ter seu primeiro dia de aula, mudou a roupa e desceu as escadas, foi direto para cozinha, onde a mesa já se encontrava pronta, Stephen estava lendo o jornal e Alicia tomava seu café.
- Bom dia mãe! - ele foi até Alicia e lhe deu um beijo na bochecha.
- Bom dia querido.
- Bom dia pai. - ele disse se sentando em uma das cadeiras.
- Bom dia.
- Bom dia gente. - Florence disse e se sentou ao lado de Mike.
- Bom dia. - Alicia e Stephen falaram juntos.
- Já vou gente, beijos. - Sophie disse saindo pela porta da frente.
- Tchau! - Florence disse, a mesma colocou a jaqueta e tomou o resto do seu suco.
- Tenho ir, beijos. - Florence disse correndo com seu cabelo rosa balançando.
- Onde estão Charlotte, Emily e Talia? - Mike perguntou para Alicia.
- Já foram, elas têm que ver as audições para escolher as novas líderes de torcida.
- A capitã desse ano é a Talia? - Alicia assentiu.
A porta se abriu e Michael se levantou ao ver Tyler.
- Vamos! - Tyler disse e Mike seguiu com ele para fora da casa.
- A Florence está com você? - Michael perguntou e Tyler franziu o cenho.
- Pensei que ela estivesse aqui. - Michael deu de ombros, mas ainda estava se perguntando onde Florence poderia ter ido.
Assim que chegaram ao campus foram direto para os alojamentos, Michael e Tyler não eram de nenhuma fraternidade, não eram populares o suficiente para serem aceitos, apesar dos Carter serem famosos, nem todos os seus filhos tinham um status social elevado, como por exemplo Mia, Thomas, Florence, Talia, Emily e Charlotte eram sem dúvidas os mais populares da família.
- Nerds! - Ally se aproximou se sentando a frente de Michael.
- Patricinha! - ele disse e ela riu fazendo uma careta e jogando seus cabelos castanhos para trás.
- Bom dia! - o professor disse entrando na sala.
- Bom dia... - todos falaram juntos e desanimados.
- Sei que é o primeiro dia de aula, mas agradeceria se pudessem me dar um "bom dia" descente.
- Bom dia! - eles gritaram.
O sinal tocou anunciando o final das três primeiras aulas, Tyler e Michael foram direto para o refeitório, e Michael viu Florence em uma das mesas.
- Pra onde foi de manhã. - ele chegou perguntando e afastando os amigos de Florence, que saíram da mesa e os deixaram sozinhos.
- Não começa.
- Onde estava? É tudo que eu quero saber.
- Estava tentando uma vaga na Beta.
- Mentira.
- Por que?
- Não esconderia isso.
- Eu não queria que você e o Tyler se sentissem excluídos, nunca tentei uma vaga porque não queria deixar vocês sozinhos.
- Por que mudou de idéia?
- Porque sim, cansei desses dormitórios e de ficar na casa do pai e da mãe nos finais de semana, na Beta eu vou ter mais liberdade.
- Você... conseguiu.
- Claro que consegui.
- Então...
- Me mudo amanhã. - Mike assentiu se levantando da mesa e indo para fora do refeitório, Tyler foi atrás dele.
- O que foi? O que ela disse?
- Ela vai pra Beta.
- Que? Mas...
- Pois é, vou voltar a ser um ninguém. - Michael foi para o jardim,se sentou na grama apoiado em uma das árvores.
Florence era sua credibilidade, a única coisa que o fazia ser convidado para as festas e as vezes ganhar as garotas, com ela longe ele seria novamente apenas um Carter qualquer.
- Mike... - Florence se sentou ao seu lado, Michael tinha o maxilar tenso e olhava para frente.
- Vai embora. - ele disse firme.
- Mas...
- Vai embora. - ele de forma mais grosseira.
- Eu só quero saber como é estar em uma fraternidade.
- Deveria tentar ser invisível, uma pessoa que ninguém sabe o nome, e nem se importa em saber, que tem apenas dois amigos.
- Você podia tentar uma vaga na Beta, ou em qualquer outra.
- Eu já tentei, várias vezes, e a resposta sempre foi a mesma.
- Poderia ficar feliz por mim.
- Estou, você é popular, fico feliz por você, estou triste e irritado comigo, por ser só um merda.
- Isso não é verdade.
- Odeio quando menti pra mim.
- Eu posso convence-los a te deixar entrar.
- Não, eu não quero sua ajuda. - ele levantou e foi para o dormitório.
Michael era bem divertido quando queria, mas saber que era invisível o deixava bem bravo.
- Nerd... - Ally abriu a porta do quarto e sentou na cama.
- Pensei que estivesse fazendo as unhas ou algo do tipo.
- Palhaço, eu só vim aqui ver se está bem, saiu do refeitório batendo os pés, parecia bravo.
- Tenho certeza que só você notou isso.
- Já tentou ser a fresquinha da sala? A riquinha "sem cérebro".
- Você tem ótimas notas.
- Mas eles não sabem disso, não entendi que pra eles só oque eles vêem importa, se eles te vêem com os nerds, você automaticamente vira um nerd, mesmo que seja popular.
- Sou um nerd.
- Você é a pessoa mais legal que conheço, e odiaria ver você se tornar alguém tão sem conteúdo quando os caras da Beta.
- Eles pegam as garotas que querem, podem entrar em qualquer festa e jogam no time.
- São uns babacas.
- Eu queria ser um babaca como eles.
- Qual é Mike?!
- Cai fora Ally.
- Eu só quero ajudar.
- Eu não quero falar, quero que caia fora do meu quarto agora.
- Eu estava enganada... você é tão babaca quanto eles. - ela disse saindo e batendo a porta.(...)

Já era bem tarde, talvez 02:00 da manhã, quando Michael ouviu um barulho fora do quarto.
- Me solta! - conhecia essa voz, se levantou devagar coçando os olhos e abriu a porta, era Ally sendo levada pelos veteranos, o trote, Ally e Michael haviam se conhecido no verão, mas ela era caloura, então teria de passar pelo "teste" era fácil, era só beber cinco copos de tequila, mas era assustador ter de percorrer todo o caminho vendado, ele saiu devagar e sorrateiramente seguiu os garotos, eles entraram em um carro e partiram com Ally.
- Michael. - um sussurro apareceu atrás dele.
- Aí meu Deus, que susto. - ele disse ao ver Tyler de capuz atrás dele.
- É a Ally? - Michael assentiu.
- Pra onde você acha que vão levá-la.
- Pro celeiro, sei lá.

Celeiro era o lugar onde tinham as maratonas de filmes, no Halloween, em todas as sextas-feiras 13, e onde normalmente os trotes eram feitos, era um lugar assustador, haviam bonecos meio macabros escondidos, quadrados de fêno entre outras coisas, como cordas amarradas e tudo mais.

A venda de Ally foi tirada e ela estava assustada, seus cabelos ondulados na altura do ombro meio alvoroçados e seu pijama amarrotado.
- Me solta agora. - ela disse brava se referindo as suas mãos que estavam amarradas nas costas.
- Calma gatinha, é só um teste.
- Eu estou pouco me fudendo para o teste de vocês, quero que me solte agora. - uma das garotas chegou perto dela botando os copos a sua frente.
- Beba. - os olhos verdes furiosos de Ally alternavam entre o garoto e o copo.
- Eu não vou beber porra nenhuma, me solta!
- Fica sussa gatinha. - o garoto chegou perto dela e segurou seu rosto, pegou um copo e jogou em sua boca a força, ela tossiu e cuspiu no chão.
- Engole logo gatinha. - ele segurou seu rosto de novo, mas dessa vez ela mordeu e ele soltou.
- Vadia! - ele disse irritado e sem pensar direcionou seu punho de encontro ao rosto de Ally, que só viu o punho cerrado do garoto se aproximar.


Notas Finais


E aí, o que acharam do Michael?
Gostou? Favorita aí


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...