História Alice ao Contrário. - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Alice no País das Maravilhas (Alice in Wonderland)
Personagens Alice Kingsley, Chapeleiro Maluco, Coelho Branco, Gato de Cheshire (Gato Risonho), Valete de Copas
Tags Drama, Mistério, Shoujo
Visualizações 10
Palavras 901
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Fantasia, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Universo Alternativo
Avisos: Linguagem Imprópria, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 6 - Passatempo De Quentin.


Mas não podia fazer nada em relação a isso. Cheshire: “Rainha”, você esteve fechada na torre durante muito tempo. É bom que faça amigos e que se sinta que são fáceis de conviver. Cheshire encheu sua boca com biscoito e olhou para o pátio central. 

 Cheshire: Estou certo de que não convidei você, Heiya. (Heiya??) Eu ouvi um barulho, então alguém surgiu dos Arbustos. (O quê Henry? Não, não é ele…) 

 Heiya: Sim, você é fantástico. Vossa Eminência, Tão inteligente que você é. Henry se levantou da cadeira rapidamente.

 Henry: Heiya!! Porque está aqui? Heiya: Ouvi dizer que meu querido irmão foi convidado para uma tarde de Chá, então fiquei interessado! Não fique tão zangado. Disse ele com um sorriso torto. Quentin: Heiya, sua Vossa Majestade também está aqui. Comporte-se como tal. 

 Heiya: Não importa, pois não? De outra forma ela não permitiria que Theophilas se sentasse com os restantes. Ao ser analisada de perto por Heiya, eu não conseguia dizer uma palavra. (Meu irmão mais velho? Isso quer dizer que ele é o irmão mais novo de…) Nervosamente olhei para Quentin. Quentin: Não se preocupe. Ele tocou suavemente na minha mão debaixo da mesa. 

 Cheshire: Essa é uma festa de chá privada! Não é negócio seu. Cheshire apontou para a entrada do pátio central. Cheshire: Vá para sua casa, aqui não tem lugar para você. Heiya:!! Ao ser tratado friamente por Cheshire, Heiya deu meia volta.

 ##

 Eu o vi parti meio atordoado. 

 Quentin: Desculpe por incomodá la, Vossa Majestade. -Não importa. 

 Henry: peço Desculpa. Ele é meu irmão gêmeo. Ele não pertence aos cavaleiros e se comportar de maneira estranha… ele é um pouco cínico. Cheshire engoliu o seu chá e se levantou.

 Cheshire: O ambiente da festa do chá foi arruinado. Vamos acabar por aqui.

 Theophilas: Então, com sua licença. Theophilas se levantou e foi atrás de Cheshire que estava saindo do pátio central. Henry também estava a partir, mas parou a meio caminho e olhou para Quentin com um sorriso. 

 Henry: Oh sim, você agora tem tempo livre. Você deveria mostrar a sua majestade o seu passatempo que você tanto se orgulha. O passatempo dele é artesanato. (uh… surpreendente.) 

 -É, mesmo? Por alguma razão, ele gemeu com uma expressão amarga. 

 Quentin: Não é nada de especial.

 -Mas é uma grande oportunidade, eu gostaria de ver. Quentin: Ok. 

 -Uau magnífico. Fui levada por Quentin a um pequeno estúdio nos arredores da cidade. Em vez de mobília maravilhosa, o quarto tinha telas e várias ferramentas. (Uau, também tem uma Lareira) 

 Quentin: Sério, não é nada em que tenho orgulho. Murmurou calmamente, Quentin removeu o tecido que cobria as telas. (O-o quê é isso?) Quando vi sua pintura não sabia o que dizer. (Ele não desenhou isso quando estava na creche, pois não?) 

 -É tão você, Quentin. Disse mentindo para não o magoa lo, pois queria vê lo feliz. Quentin:Eu, é mesmo? 

 -Sim. Ele olhou surpreso 

 Quentin: Você não precisa de se importa comigo. Maioria das pessoas perdem as palavras e ficam com a expressão confusa nos rostos. Henry estava contendo seu riso, eu sei que não tenho talento para isso. Mas sou uma pessoa aborrecida. Então desejava poder desenhar uma pintura ou duas pelos menos. Eu apenas decidi obter algum conhecimento como nobre. 

 -Eu acho que é bom. Você gosta, não gosta? Ele é mesmo assim, tentando ao máximo ultrapassar naquilo em que ele não é bom.

 Quentin: Sim, não odeio. 

 -Então, você não se importa de ser criticado. Quando o disse, Quentin cerrou seus olhos como se estivesse contente. Quentin: Me sinto seguro se assim você o diz. Assim que falava, ele pegou em algo da gaveta de uma pequena estante e pousou na minha mão. 

 -O que é isso? O que ele pousou na minha mão era um anel de prata. Parecia um pouco estranho e era feito à mão. Quentin: Você pode ficar com ele,se quiser.

 -Oh,posso? 

 Quentin: Se você não precisar, você pode jogar fora. Eu estava apenas pensando que um dia eu daria isso a você. Eu acenei com a cabeça enquanto segurava o anel com força. 

 -Obrigada! Eu estimarei. Dessa vez, eu podia claramente vê lo com um sorriso lindo. A Partir do dia seguinte, eu decidi trabalhar devidamente nos assuntos do Estado. Reunindo senhores Feudais locais, tratando do arranjo dos mercados com mercadores, tratando da papelada relacionada com impostos. A carga de trabalho que ele tomou por mim, era enorme.

 Quentin: Vamos, fazer uma pequena pausa. -Claro… Obrigada Quentin. 

 Quentin: Não tenho certeza se você irá gostar. Eu tomei um pouco do chá que ele me trouxe que fez revigorar minha cabeça cansada. (Ele fez só para mim?) Ele se esforçou em tentar esconder o seu dedo que se queimou. Então decidi não mencionar. Quando estava ao seu lado, eu frequentemente notava na sua gentileza natural. Antes de ir pra cama eu olhei para o quarto do lado silenciosamente. (Quentin… eu sabia que ele estaria aqui…) Como esperava, lá estava Quentin encostando a parede com a espada nos braços. (Eu lhe disse que não precisava ficar vigiando, mesmo que haja o risco de Alice atacar.) Se continuar assim, ele pode ficar doente. (Bom,se ele não ouve o que eu digo) Assim que eu agarrei sua mão firmemente. Ele ficou surpreso. 

 -Se você deseja vigiar assim tão desesperadamente, faça o na minha cama. Assim que o disse ele paralisou como se estivesse congelado.   



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...