História Amor de Fada - Capítulo 25


Escrita por: ~, ~Nashii01 e ~ShiroS2ps

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Erza Scarlet, Gajeel Redfox, Gray Fullbuster, Jellal Fernandes, Juvia Lockser, Levy McGarden, Lucy Heartfilia, Natsu Dragneel
Tags Erza, Fairytail, Flare, Gajeel, Gale, Gray, Gruvia, Jellal, Jerza, Juvia, Levy, Lisanna, Lucy, Lyon, Makarov, Meredy, Nalu, Natsu, Rogue, Sting, Ultear, Yukino
Visualizações 79
Palavras 2.009
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Ecchi, Escolar, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 25 - E as memórias?


Fanfic / Fanfiction Amor de Fada - Capítulo 25 - E as memórias?

Gray Pov’s on

- Éric, a Lu está melhor?
- Sinceramente, não sei. Desde que chegamos do hospital ela não parava de chorar. Tive que levá-la à praia para que se acalmasse. 
- Achas que posso vê-la? - questionei 
- Sim, claro. Assim eu aproveito faço alguma coisa para ela comer.- depois que o Eric falou, eu subi as escadas em direção ao quarto da loira. 
Bati à porta e após alguns segundos a Lucy abriu a porta. Ela continuava com os olhos super vermelhos e o rosto inchado. A Juvia também estava no quarto. 
-Bem... Eu vou acordar os outros. - anunciou a azulada passando por nós. 
A Lu não aguentou e abraçou-se a mim começando a chorar de novo. Vê-la assim dava-me  vontade de ir ao hospital obrigar o Natsu a acordar. Não sei quem é que estava a sofrer mais. 
Encaminhei a Heartfilia para a cama e ela sentou-se e ficou assim de cabeça baixa. 
Agachei-me à sua frente e limpei-lhe o rosto. 
Nesse momento o Éric entrou na divisão e transportava uma bandeja com comida. 
O loiro pousou aquilo perto da irmã e manteve-se de pé. 
-Eric... Eu não tenho fome. - falou ela. 
-Tu precisas de te alimentar Lu. 
-M... Mas... 
-Nem mas nem meio mas. Se não comeres não vais ter força para visitar o Natsu. 
-Lucy, o Eric tem razão e ultimamente não tens comido nada de jeito. 
-Ok, ok eu como.

Juvia Pov’s on

Decidi começar por acordar a Erza. 
Bati à porta e logo ela apareceu com o Jellal. 
-Bom dia! - falei
-Bom dia! - disseram em uníssono. 
-Pronto, agora que vocês estão acordados vou ver a Levy e depois o Gajeel. 
Comecei por bater à porta mas ninguém respondeu quando reparei a Scarlet já tinha invadido o quarto da baixinha. 
-Levy, Gajeel?! QUE POUCAS VERGONHAS SÃO ESTAS? O QUE É QUE ESTÃO A FAZER NA MESMA CAMA? - gritou ela a meio de risos. 
Mal ouvimos aquilo eu e o Jellal também entramos no quarto. 
A Levy começou a levantar a cabeça com os olhos ainda meios fechados. 
-O que é que... GAJEEL!? O que estás aqui a fazer? – perguntou a Levy. 
-Ah! Oi? - falou o Gajeel ainda sonolento. - Espera... Ah não... Eu adormeci aqui. 
-Até aí nós já percebemos né gente, mas também acho que prefiro ficar na ignorância- falei já saindo do quarto com a ruiva e o azulado.

Lucy Pov’s on

(dias depois)

Hoje era sábado, fiquei a dormir em casa e obviamente o Eric ficou comigo. Ele tem-me ajudado imenso. 
Combinamos ir almoçar com o Gray, a Juvia e o Sr. Igneel.  
Estávamos agora a sair de casa e eu estava a vestir uma camisa de ganga com uma saia branca.  
O restaurante onde tínhamos combinado ficava em frente ao hospital assim no fim íamos ver o Natsu. 

Lisanna Pov’s on

Chat on

Lisanna: Alo! 
Sting: Podes entrar. O Natsu está no quarto e foram todos almoçar por isso ainda devem demorar. 
Lisanna: Ok, já estou aí. 


Chat off

Rapidamente entrei no hospital e encontrei o quarto do Nat-kun. Entrei e ele estava deitado na cama fui até perto dele e dei-lhe um selinho. 
Assim que me afastei percebi ele se mexer ligeiramente. Voltei a olhar para o rosto dele e os seus olhos começaram a abrir bem devagar. 
Logo apertei o botão para chamar o médico. 
-Onde é que eu estou?-questionou o rapaz que acabara de acordar. 
-Estás no hospital. Tu tiveste um acidente e ficaste em coma. - informei-o. 
-Tu és a L...Lisanna a minha namorada certo? - perguntou ele e eu sorri. Será que ele perdeu algumas memórias e acha que ainda é meu namorado? Esta é a minha oportunidade. Ele agora nem deve saber quem é a loirinha. 
-Claro que sim amor. - falei. 
Em seguida a porta do quarto abriu e um homem de bata branca entrou. 
-Sr. Dragneel finalmente saiu do coma. Como se sente. 
-Bem... Quer dizer eu não me lembro de muita coisa é como se parte da minha memória tivesse sido apagada. 
-Perda de memórias recentes é uma possibilidade depois do acidente, mas não existem muitas probabilidades de ser uma perda de memória permanente. De qualquer forma teremos que fazer alguns exames. E vou telefonar ao seu pai a avisar que o senhor já acordou.

-Já agora quem é a menina? - falou o médico. 
-Ah! Ela é minha namorada, Lisanna. - informou o rosado antes que eu pudesse falar. 
-Hmm ok. Eu volto daqui a pouco. - informou o doutor.

Gray Pov’s on

Já todos tínhamos acabado de almoçar e estávamos agora a tomar café. 
O pai do Natsu tinha saído para atender um telefonema mas logo voltou com um sorriso no rosto. 
-Tenho uma ótima notícia. - falou e todos ficamos a olhar para ele. - O Natsu acordou do coma. - anunciou e todos nos levantamos muito contentes. 
Com aquela notícia a loira finalmente conseguiu sorrir e foi a primeira a sair disparada para o hospital e o Eric foi atrás dela.   
Todos caminhávamos em direção ao quarto do Natsu quando fomos parados pelo médico. 
-Boa tarde!- saudou-nos
-Boa tarde! Como está o Natsu? Ele está bem? - falou a Lucy de imediato. 
-O Natsu está bem. Ele ainda precisa fazer alguns exames. Só que aparentemente ele está com amnésia. Apesar de que não me parece que vá durar por muito tempo. Só mais uma pergunta. O Natsu tem namorada? - falou. 
-Sim, sou eu. Porquê pergunta? 
-Então... Está uma jovem chamada Lisanna no quarto e o Natsu diz que ela é a namorada dele.  
Ao ouvir aquilo a Lu ficou chocada e logo eu me aproximei do médico. 
-Doutor a Lisanna é ex-namorada do Natsu isso deve ser efeito da perda de memória, certo? 
-Sim, claro. Acompanhem-me é melhor vermos se ele reconhece a Lucy. 
Nós seguimos o médico até entrarmos no quarto. 
Ao abrir a porta percebemos que a albina estava sentada na cama do Natsu e eles estavam aos beijos. Ao ver aquilo percebi que a loira começava a apertar com força a mão do irmão. Aquilo devia estar a magoá-la muito. 
Quando perceberam as nossas presenças eles pararam o que estavam a fazer e olharam para nós. A Lisanna estava com um sorrisinho vitorioso no rosto.

Lucy Pov’s on

O sorriso vitorioso na cara daquela vadia que se está a aproveitar do acidente do Natsu estava a irritar-me de tal forma que eu só queria bater-lhe. Acho que o pai do Natsu percebeu como eu me estava a sentir pois colocou a mão no meu ombro para eu me acalmar e logo começou a falar. 
-Lisanna, tu não tens vergonha de te estares a aproveitar do estado do meu filho para que ele se volte a apaixonar por ti?-falou e a vaca fazia cara de inocente como se não estivesse a perceber a situação.- E nem faças essa cara de santa. Nós sabemos muito bem aquilo que fizeste ao Natsu e por isso quero que saias deste quarto agora. 
-Pai, o que é que estás a fazer? Como assim o que a Lis me fez? Ela é minha namorada. Não a podes expulsar daqui assim. 
-Natsu, tu perdeste várias memórias. Tu não te lembras do que aconteceu. Tu já não namoras mais com a Lisanna. Aconteceram coisas para que o vosso relacionamento acabasse.  
-O que é que poderia ter acontecido nós... Nós amamo-nos. 
Nesse momento já lagrimas começavam a molhar o meu rosto. Não ia aguentar nem mais um minuto ali. Corri dali para fora e rapidamente cheguei ao carro. Encostei-me na parte de fora e comecei a chorar muito. Acho que nunca tinha chorado tanto na minha vida. 
Senti alguém me abraçar pela cintura. Quem me dera que tivesse sido o Natsu mas obviamente não foi. 
-Eric, porque é que tudo tem que ser complicado para mim? 
- Eric? Quem é o Eric? 
Virei-me para ficar de frente para a pessoa mas eu até já sabia quem era. Sting. Será que nem nestas situações ele me deixa em paz. 
-Larga-me. - ordenei. 
Assim que acabei de falar ele agarrou as minhas mãos com força e colou os nossos corpos ao carro. Ele foi-se aproximando e beijou-me eu tentava debater-me mas não estava fácil. 
Eu já começava a desistir de tentar soltar-me afinal ele tem mais força do que eu.  
Senti-o largar-me bruscamente. Olhei melhor e ele estava no chão com o lábio rebentado. Direcionei o meu olhar para cima e agora sim, lá estava o Eric. 
Abracei-me ao meu irmão e continuei a chorar. 
-Sai daqui. AGORA. Antes que eu seja obrigado a mandar-te ali para dentro do hospital por teres sido espancado. - falou e o outro loiro saiu dali meio atrapalhado. 
-Queres que vá buscar uma garrafa de água para ti? 
-N... Não. Eu só...só quero i...ir para casa. Por favor - pedi. 
No percurso até casa ambos permanecemos em silêncio. 
Mal o Eric estacionou o carro à frente de casa eu saí quase que correndo até ao quarto. Não queria falar com ninguém.

Gray Pov’s on

-Natsu, por favor, faz um esforço. Não consegues lembrar nada em relação à Lisanna... Sting... - pedi e a albina lançou-me um olhar de raiva.
Depois de eu ter falado o silêncio pairou no quarto. 
-N... Não. Não pode ser tu... Tu traíste-me com dos meus amigos? - perguntou dirigindo-se à Lisanna. 
-Não... Claro que n... 
-Lisanna, cala-te ou pelo menos admite logo os teus atos. Não percebes que assim só estás a prejudicar o Natsu.- falei
-Sai. - pediu o rosinha. 
A Lis saiu do quarto toda furiosa mas também não quero saber. Ela que se lixe. 
-Quem era aquela loira que saiu daqui a chorar? - interrogou o rosado. 
-Não te lembras dela? - perguntou Igneel. 
-Não.   
-Desculpem interromper mas eu vou ter que levar o Sr. Natsu para fazer alguns exames. - falou uma enfermeira que trazia uma cadeira de rodas. 
Estamos à espera que o Natsu volte já faz um bom tempo. 
O Sr. Igneel pediu para que ficássemos com o Natsu pois ele estava muito cansado já que tinha ficado aqui alguns dias para que a Lu não ficasse cá as noites todas em branco a chorar. Então ele foi para o hotel descansar algumas horas e depois voltava. Eu estava sentado na poltrona ao lado da cama e a Juvia estava no meu colo abraçada a mim.  
A porta abriu e nós olhamos para ver se era o Natsu mas ainda não era ele. 
-Onde está a Lucy? - perguntou a azulada. 
-A Erza ficou com ela. A Lu pediu para eu ficar aqui para saber como o Natsu está. - informou o Eric. 
-Hmm ok. Ele foi fazer uns exames.

Natsu Pov’s on

Tinha acabado todos os exames e estava prestes a entrar no quarto. 
-Pronto, aqui está de volta. - falou a enfermeira ao entrar no quarto e depois ajudou-me a ir para a cama. 
Eu estava a sentir-me estranho ali porque ninguém falava nada e eu também não sabia o que dizer. 
-Já me podem dizer quem era a rapariga loira? - perguntei acabando com o silêncio. 
-É a minha irmã. - respondeu o Eric e eu ainda nem percebi o porquê de ele estar aqui. 
-Ela é tua namorada. - falou o gray em seguida. 
-Como assim minha namorada? Eu nem a conheço. 
-Natsu, não digas isso. Tu só não te lembras dela. - falou uma azulada que estava no colo do Gray. 
- Posso pedir uma coisa? - perguntei e todos assentiram. - Eu queria ficar sozinho para poder pensar. - falei e eles despediram-se e saíram do quarto. 
Sem dar por nada lágrimas começaram a encharcar o meu rosto. Se aquela loira era a minha namorada ela deve estar muito mal por minha causa.  Eu não queria fazer ninguém sofrer. Maldito acidente que não sei nem como aconteceu. 
Será que se eu recuperar as minhas memórias a... L... Ah que raiva não consigo lembrar o nome dela. Será que a loirinha vai conseguir perdoar-me?


Notas Finais


#Nashi


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...