História Amor de Irmãos ou Incesto? - Capítulo 31


Escrita por: ~ e ~aliceiludida

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Amor De Irmãos Ou Incesto?, Família, Festa, Incesto, Irmãos, Originais, Romance, Sexo
Visualizações 155
Palavras 2.684
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Festa, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 31 - Nem tudo é o que parece!


Os meninos saíram e não voltaram, a Carol que chegou com a boca cheia e com um sanduíche nas mãos...


Manu: Poxa, só por que eu não posso comer você vem esfregar na minha cara né?


Carol: Relaxa gata, eu e seus irmãos estávamos falando com o médico neste instante, ele garantiu que ainda hoje você ta liberada...


Manu: Menos mal!!


Carol: Conversou com eles?


Manu: Digamos que sim...mas eles fugiram...


Carol: Fugiram?


Manu: Sim, foi só tocar no assunto que o Rafa disse que tava precisando de ar, o Caio foi atrás dele e o Dani logo depois...


Carol: Iiih amiga, vai ser uma tarefa difícil convencer eles heim...


Manu: Bom, disso eu já esperava...e a Vivi, como ela está?


Carol: Ela ficou meio abalada de te encontrar naquela situação, mas já está melhor, o Thiago está ajudando ela bastante, acredita que foi ele que colocou o papel de parede do quarto da Alice em quanto seus irmãos estavam aqui?!


Manu: Serio? Que fofo, fico muito feliz por ela, e o Thiago é um cara bem legal...


Carol: É sim!!  


Bom, como eu tinha acordado 12:00 em vez de vir meu café da manhã veio o almoço, aquela ideia fixa de que comida de hospital é horrível saiu da minha cabeça na primeira garfada, estava tudo muito delicioso, talvez eu que estivesse com fome demais, mas pra uma pessoa que passou dois dias com puro soro nas veias eu realmente estava precisando de comida de verdade...depois do almoço o médico meu deu alta e os meninos finalmente apareceram, nenhum deles falou uma só palavra comigo, e nem eu falei nada, estava cansada de ser ignorada, assim que chegamos em casa subi para o meu quarto e Carol veio atrás de mim...


Carol: Iai, vai ficar deitada nessa cama ou vai me ajudar a tirar aqueles remédios do seu banheiro?!


Manu: Pra que vai tirar eles de lá?


Carol: Bom...o médico pediu pra mim e pros seus irmãos tirarem tudo que pode ser usado como um objeto suicida...


Manu: Então vão tirar meus remédios e as minhas lâminas de barbear?


Carol: Sim sim, adeus lâmina de barbear, e olá creme depilatório – Nós duas rimos – Já tava na hora né, tenho um creme ótimo pra te recomendar...


Manu: Depois você me passa o nome, mas agora vamos logo tirar essas coisas do meu banheiro, mesmo que eu ache uma perda de tempo porque eu não vou dar uma de suicida mais uma vez né...


Carol: Oremos por isso – Rimos de novo


Pegamos um saquinho e começamos a colocar todos os remédios dentro dele, Carol só deixou eu ficar com os anticoncepcionais que eu tomo regulamente...ouvimos uma gritaria lá em baixo e resolvemos descer para ver o que estava acontecendo...demos de cara com a Vivi no corredor...


Vivi: O que ta acontecendo?


Manu: Eu e a Carol tava indo ver agora...


Carol: Não tinha saído com o Thi?


Vivi: Sim, e acabei de chegar, mal tinha calçado as havaianas...


Manu: Vamos ver o que tá acontecendo!! – As duas concordaram e descemos


Rafa: Fica longe da Manu seu idiota!! – Rafa estava quase surtando quando chegamos, Dani e Caio estavam segurando ele, o real motivo daquele escândalo eu só notei depois, Gabriel...


Gabriel: Eu só quero saber como ela ta...


Manu: To muito bem, obrigada, agora que sabe como estou, pode ir – Disse no topo da escada


Gabriel: Até você ta me tratando mal Manu?


Manu: Queria que eu te recebesse de braços abertos depois da sua traição? Poupe-me Gabriel!!


Gabriel: Ah Manu, foi um deslize, todo mundo comete isso...


Manu: Não, nem todos são iguais a você...


Gabriel: Mas você deve me amar mesmo né, até tentar se matar por minha causa tentou!!


Daniel: Mas agora que eu mato esse cara – Caio e o Rafa seguraram ele


Gabriel: Calma ai cunhadinho, fica esquentadinho não, até porque eu e a sua maninha não transamos muito não, mesmo que ela seja uma ninfeta... – Olhei para ele horrorizada, não parecia ser o Gabriel que eu conheci a um tempo atrás, o garoto romântico que me defendia de tudo e de todos, que parecia um príncipe saído de um livro encantado...ele estava obscuro, aquele olhar dele até me assustava, estava me sentindo indefesa perto dele...


Caio: EU VOU ACABAR CONTIGO...  – Dessa vez nem Rafa e nem Dani tentaram segurar Caio, acho que eles até estavam se preparando para ajudar na surra do Gabriel, mas Carol se pôs na frente...


Carol: Saia daqui agora – Ela estava com um tom autoritário


Gabriel: Que foi mana? Esqueceu quem é o mais velho?


Carol: Só se for de idade né Gabriel, porque mentalidade você ta muito longe de ser o mais  velho...agora, vai, vai embora, e quando eu chegar em casa, você vai se ver comigo!!


Gabriel: Vai me bater? – Ele perguntou com tom de deboche


Carol: QUER SABER, CONVIVER COM A LAURA NÃO SÓ MUDOU VOCÊ, MAS QUEMOU O NEURONIO QUE PRESTAVA, O ÚNICO QUE VOCÊ TINHA!! VAI EMBORA AGORA, POR QUE SE NÃO EU QUE VOU AJUDAR OS MENINOS A TE DAREM UMA SURRA!! – Ela se aproximou dele e lhe deu um tapa na cara de deixar marcas da sua palma... – Ninguém meche com a minha melhor amiga e sai imune, agora vai embora antes que aconteça coisa pior!!


Gabriel obedeceu e saiu pisando firme e batendo a porta com força, eu subi pro meu quarto sem nem pronunciar uma palavra, estava abismada, ofendida, magoada com as palavras do Gabriel...bom, não é a toa que existe o ditado “Nem tudo é o que parece”, ele realmente não era quem eu conhecia a algumas semanas atrás, me joguei na cama e Vivi e Carol entraram e fecharam a porta do meu quarto logo atrás delas...


Carol: Desculpa por tudo Manu – Ela abaixou a cabeça


Manu: Desculpar pelo o que? – Eu me sentei na cama


Carol: Eu fiquei tão preocupada em você acabar machucando meu irmão, que acabei até esquecendo que ele também podia te magoar...


Manu: Tudo bem, ele é seu irmão, eu te entendo...


Carol: Mas você é minha amiga, e eu não devia ter feito isso, e também queria te pedir desculpas pelo Gabi, aquele não era o meu irmão...ele está fora de si, aconteceu a mesma coisa quando ele terminou com a Laura...


Vivi: O que ele fez? – Perguntou curiosa


Carol: Bom...ele se envolveu com umas coisas erradas, passava o dia inteiro no quarto da republica onde ele morava, e quase perdeu de ano na faculdade, então, minha mãe resolveu trazer ele pra morar com a gente e transferiu a faculdade para cá...


Manu: E ele vai ficar assim até quando?


Carol: Só Deus sabe, se ele ficou assim é porque ele gostava realmente de você...


Manu: Jeito estranho das pessoas gostarem de mim heim, meus irmãos me evitam e me ignoram, meu ex-namorado que parece estar apaixonado por mim, por uma coincidência me chamou recentemente de ninfeta na minha própria casa e ainda me traiu...sinceramente, acho que nunca vou conseguir entender a cabeça das pessoas...


Vivi: Nem você, nem ninguém...


Carol: E como ta o Thiago, Vivi?


Vivi: Bom, esse já é o nosso terceiro encontro, e ele já marcamos o quarto, mas ainda não rolou nada de mais...


Manu: Nem um beijo?


Vivi: Nem um beijo...


Carol: Relaxa, logo logo vocês dois vão ficar juntos!!


Vivi: Não sei se quero que isso aconteça logo...sabe, não quero apressar as coisas, quero deixa acontecer...


Manu: É a melhor coisa que você pode fazer, deixar as coisas acontecerem... – O celular de Carol começou a tocar e ela atendeu...


Carol:  Alô


...


Carol: Oi mãe, o que aconteceu?


...


Carol: Ok, to indo pra ai – Ela desligou e nos encarou – Parece que o Gabriel discutiu feio com a Laura e ela não para de chorar, minha mãe está louca atrás do Gabi e me mandou ir atrás dele, parece que ele ta transtornado...


Manu: Perai, vou pegar meu casaco e vou com você!!


Carol: Melhor não, vou chamar o Lucas pra ir comigo e...


Manu: Não adianta, eu vou te ajudar e ponto final...Vivi, é melhor você ficar, não seria bom nem pra você nem pra Lili pegar um resfriado...


Vivi: Ok, concordo, vou pro meu quarto descansar, qualquer noticia me avisa!!


Manu e Carol: Ok


Tudo bem que moramos no Rio de Janeiro e que aqui é MUITO calor, mas cá entre nós, a essa hora, altas horas da madrugada, ta o maior frio e por isso tive que colocar um moletom, continuei com os meus shorts e coloquei uma bota cano alto sem salto, como eu já disse sou MUITO friorenta...prendi meu cabelo em rabo de cavalo e emprestei um casaco para a Carol que não sente frio igual a mim, mas que também não é de ferro né...descemos para a sala e os meninos nos encararam com uma cara de “Vão pra onde vestidas assim e a essa hora?”, antes de eles perguntarem eu já respondi...


Manu: Vou ajudar a Carol a encontrar o Gabriel, parece que ele ta meio “transtornado” e vagando pelas ruas...


Caio: Então espera que a gente vai com vocês duas...


Carol: Não precisa, vou chamar o Lucas pra ir com a gente e...


Rafa: Você acha que ele vai atender o celular uma hora dessas? Já passou da 00:00 Carol!!


Daniel: É, e essas ruas estão muito perigosas pra vocês duas ficarem andando por ai sozinhas...


Manu: Ok, vamos então nós cinco...


Caio: A Vivi vai ficar bem?


Carol: Aposto que sim, e aposto que ela ta conversando com o Thiago pelo celular neste exato momento...


Daniel: Ela sabe que estamos saindo?


Manu: Sim, avisamos para ela, agora vamos?


Todos: Sim


Os meninos se agasalharam assim como eu e Carol, e assim saímos porta a fora...


Rafa: Tem ideia de qual lugar ele possa estar?


Carol: Bom...não, mas ele adora assistir ao por do sol, então ele pode estar em alguma praia ou em algum lugar do calçadão...


Daniel: Então vamos começar...


Caio: Nos dividir?


Manu: Eu e a Carol – Puxei ela para perto de mim antes mesmo de confirmarem a sugestão do Caio...


Rafa: Não seja ingênua Manu, nós viemos justamente para não deixar vocês duas sozinhas a essa hora...


Manu: Aff, cadê a democracia?


Rafa: Nem adianta vir com esse papinho...


Manu: Ah Rafa, não tem perigo nenhum – Fiz uma carinha de cachorro abandonado e eu sabia que ele não ia resistir...


Rafa: OK OK, então, eu vou sozinho procurar pra aquele lado, Dani e Caio vão pro outro, e Manu e Carol vão procurar perto das praias ok?!


Todos: Ok


Eu e Carol fomos em direção para a praia de Copacabana, e por ironia do destino lá estava Gabriel, sentado na areia, olhando o mar...


Carol: Vou lá falar com ele


Manu: Não, deixa que eu vou!!


Carol: Tem certeza?


Manu: Sim, eu e ele temos assuntos pendentes para acertar...


Carol: Ta bom então, mas qualquer coisa eu to aqui...


Manu: ok


Fui em direção ao Gabriel, ele não tinha nem me visto e nem visto a Carol, até porque ele estava longe o suficiente para uma pessoa com miopia não conseguir vê-lo...cheguei perto dele de mansinho e chamei pelo seu nome...


Manu: Gabriel? – Ele se virou e me olhou, seus olhos estavam vermelhos e ele não parecia alterado, apenas estava...triste, parecia ter chorado – Tudo bem com você?


Gabriel: Se pra você ter perdido a garota mais incrível que você já conheceu na sua vida por causa de uma burrada é estar bem, sim, eu estou ótimo... – Me sentei ao seu lado


Manu: A culpa não foi sua, só não deu...certo


Gabriel: A culpa foi minha sim, eu nunca devia ter caído na lábia da Laura, e também não devia ter dito aquelas coisas horríveis hoje para você...me desculpa Manu, mas eu achei que te xingando e colocando a culpa em você me sentiria menos culpado por ser o traidor da história...


Manu: Esse pensamento foi tão...


Gabriel: Idiota, eu sei, e me sinto tão mal por isso, você nem imagina, só de pensar que se não tivesse ficado com a Laura eu e você estaríamos juntos ainda, felizes...


Manu: Fala serio Gabi, não daria certo a gente continuar, como conseguiríamos ser felizes com você desejando outra mulher...


Gabriel: Mas aquilo foi muito mais carnal...com você é diferente, eu te amo...


Manu: Isso não é amor, não na minha opinião, o amor não faz mal, muito pelo contrario, ele te faz bem...


Gabriel: Você tentou se matar por causa do que viu naquele dia no meu quarto?


Manu: Parcialmente, mas não totalmente, eu tava me sentindo mal, como pode me trocar pela Laura?


Gabriel: Me faço essa pergunta desde aquele dia, você não imagina o quanto estou sofrendo...


Manu: Se você está sofrendo, imagine eu...mas podemos ser amigos...


Gabriel: Queria ser mais que amigo, queria voltar a ser o que éramos antes... – Disse ele acariciando meu rosto


Manu: Desculpa Gabi, mas aquelas palavras que você disse de mim, não vão sair tão cedo da minha cabeça, e sinceramente, não consigo pensar em você como algo mais do que um simples amigo...


Gabriel: Eu vou te conquistar de novo!!


Manu: Bom, parece que você está determinado, e eu não posso dizer nada além de boa sorte, mas uma coisa eu te garanto, não vai adiantar apenas palavras bonitas, os buquês de flores, e os chocolates, nada disso vai tirar da minha cabeça as palavras e as imagens dessa última semana – Me levantei da areia, passei a mão no meu shorts, e fui em direção a Carol, senti o Gabi vindo logo atrás de mim...eu e Carol fomos andando na frente, e ele continuo andando mais atrás, então ela começou a cochichar...


Carol: Conversaram?


Manu: Sim...


Carol: Sobre o que?


Manu: Aquele papinho de sempre, “desculpas pelo o que eu disse”, “to arrependido”, “vou te conquistar novamente”...


Carol: E você acreditou nele?


Manu: Acredito que ele vai tentar, mas se eu vou ceder é outra história, até porque ele me chamou de coisas horríveis hoje, me senti péssima, e sei que não vai ser fácil de esquecer essas coisas...


Carol: Olha amiga, adoraria te ter como cunhada, mas sei que não é ao lado do meu irmão que você vai ter sua felicidade, e você sabe muito bem do que eu to dizendo...


Manu: Sim, e vou conversar com eles de novo, mas não hoje, já está muito tarde...


Carol: Concordo...


Andamos mais um pouco e voltamos para o lugar de onde saímos, não demorou para os meninos também voltarem para o mesmo lugar...


Caio: Vocês duas que encontraram ele?


Manu e Carol: Sim


Daniel: E quem vai com levar a Carol e o Gabriel na casa deles?


Gabriel: não precisa, eu e a Carol seguimos aqui sozinhos


Carol: Sim, eu vou com o Gabi pra casa, vocês já fizeram demais por nós, obrigada por tudo!!


Manu, Dani, Rafa e Caio: De nada


Carol e Gabriel: Tchau


Manu, Dani, Rafa e Caio: Tchau


Eu e os meninos seguimos para casa, quando finalmente chegamos já eram lá pras 1:00, entramos dentro de casa, e quando eu já estava pronta pra subir para o meu quarto os meninos chamaram a minha atenção...


Rafa: Manu, antes de você ir dormir queríamos conversar com você...


Manu: Tudo bem – Me sentei na poltrona, e os meus irmãos se sentaram no sofá de três lugares...


Daniel: Nós sabemos que foi você e a Carol que encontraram o Gabriel, e bom...imagino que você e ele tenham conversado e colocado tudo em pratos limpos...


Manu: Sim...


Caio: Mas Manu, não achamos que voltar com esse cara seja bom para você, eu não gosto de te ver com ele...


Manu: Eu sei e...


Rafa: Manu, só queríamos dizer que queremos a sua felicidade, se quiser voltar com ele tudo bem, mas fique ciente que nós três estamos contra isso...


Manu: Será que dão pra me escutar? – Os três encararam ela ainda mais – Eu e o Gabriel não vamos voltar, eu não quero voltar com ele...ofereci para ele apenas a minha amizade ok?! – Os três soltaram o ar como se estivessem com ele preso desde que sentaram no sofá... – E bom...eu não vou querer me envolver com ninguém mais além de quem eu realmente amo...


Caio: Manu...é...


Daniel: Não sabemos nem o que responder...


Rafa: e...


Manu: Tudo bem, vou aguardar a decisão de vocês, e lembrem-se que estou aqui esperando pela resposta... – Levantei da poltrona e fui até o Caio que era oque estava mais perto de mim, sentei em seu colo e lhe dei um selinho demorado, passei para o colo de Dani e fiz um mesmo, dei-lhe um selinho, e depois passei para o colo do Rafa e fiz a mesma ação...subi as escadas rebolando e senti os olharem de ambos para a minha comissão de trás se é que me entendem, bom...eu não vou por pressão neles, mas provocar os três não vai fazer mal a ninguém, e tenho certeza que isso vai até ajudar na decisão dos meus maninhos...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...