História Amor e Pesadelos passados - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Homossexualidade, Mistério, Original, Pansexualidade, Romance, Yaoi
Visualizações 20
Palavras 862
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Famí­lia, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Pansexualidade, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Espero que goste!
Sinta-se livre para comentar sua opinião,dar ideias e críticas.

Capítulo 1 - O início


Fanfic / Fanfiction Amor e Pesadelos passados - Capítulo 1 - O início

        Meu alarme toca,abro os meus olhos e fico encarando o teto.Derrepente vejo a porta do meu quarto abrindo.

-Acorda! Você tem aula!Vai tomar banho!

Minha mãe...sempre me lembrando que a escola existe.

-Ok,senhora!Eu já vou tomar banho!

Ela sai do quarto.

Vamos para a apresentação!Me chamo Jonathan,tenho 16 anos,estou no segundo ano do ensino médio,sou gay assumido e não me envergonho disso,sou filho único,bom agora a aparência!Sou pálido(Muito pálido)e tenho olhos claros e cabelo liso  da cor branca(natural).

Dou um pulo da cama e saio do quarto.Passo pela a cozinha e vejo as minhas mães preparando o café.

Há quase esqueci minhas mães são lésbicas,sou adotado.Chego ao banheiro,encaro a porta por um tempo até que entro.Tiro a minha roupa e jogo no chão,ligo o chuveiro e a água escorre pelo o meu corpo.

-Droga! Ta frio!-digo em voz alta.

Depois de encerra o banho pego uma toalha que já tava no banheiro.boto na minha sintura e vou pro meu quarto, quando chego lá pego o meu fardamento(Horroroso) e visto, calço os meus sapatos e vou pra cozinha.

Me sento na cadeira e olho as minhas velhas.

-Oi...

-Bom dia amor.

-Ta com medo da nova escola?

Bom dia mãe-respondi a minha mãe-E não mãe eu não tô!-respondi a outra.

Olho pro relógio.

Puta que pariu!

-Como é menino?!

-Nada.-respondo.

Peguei o copo de café e tomei um gole.Me levanto da cadeira.

-Tchau!

-Espera!-Diz minha mãe com um espatula na mão-Jonathan,senta você têm que tomar café da manhã!-Diz ela apontando a espatula pra mim.

-Eu não tô com fome,senhora!-Digo com as mãos na sintura.

-Olha princesa,tu me obdece!

-Mãe eu vou compra algo no caminho!

Ela fica em silêncio ate que diz algo.

-É bom mesmo!Se eu receber ligação que você ta mal,Você ta frito!-Diz ela com um ar medonho.

-Certo,Certo!

Peguei a minha mochila e fui em direção a porta mas antes escutei as vozes das minhas mães.

-Boa sorte, menino!(essa é a minha mãe Clara)

-Beijo.(Essa é a minha mãe Ana)-Que bom!Ela já ta "mansa".

Fecho a porta e começo a andar,depois de alguns minutos eu chego na escola.Eu fico com um pouco de medo da escola mas logo continuo andando,vários alunos ficavam me olhando(Eu sei que sou maravilhoso)...até que um me chama a atenção.

Vejo um menino alto, magro e com óculos ele tinha olhos escuros  e cabelos pretos.Ele estava com uma garota e um garoto.

Deve ser a namorada dele-pensei,mas isso não me impediu de olhar pra ele.Lindo,muito lindo.

Ele me olha eu fico olhando pra ele.

 nós ficamos nos encarando até que ele desviou o olhar para falar com a garota que estava junto com ele.Constrangido viro o rosto e começo a ir para dentro da escola.

"Para,e-eu so tava b-brincando am-"-Droga...tinha que lembra disso logo hoje?

 Eu não queria-Digo susurrando.

Olha as minhas mãos...cheias de sangue.

Não!-grito na minha mente não posso pensar nisso,não posso...não foi minha culpa!

Continuo andando ate que bato em algo...no caso alguem.

-Que foi esquisitão?

Olho um garoto com dois meninos atrás dele e logo me toco é aqueles alunos que pegam no pé dos novatos traduzindo, aqueles típicos filhos da puta.

-Vai procurar oque fazer!-Falo sem trocar contato visual.

-Podem ir manos!Eu encontro vocês depois!-Os seus amigos saem andando...ate que os perco de vista.

-Você é novato...então vou pegar leve-Diz ele esticando a mão e botando no meu rosto.

Tiro a sua mão e recuo.

-Vai se fuder-Falo com espressão entediada.

ele me empurra tão forte que caiu no chão.

-Como é vampiro?-Diz ele com um sorriso no rosto.

Todos passavam e fingiam que não viam.

-Cara,me deixa em paz-Digo ainda sem trocar contato vizual.

-Não vampiro!-Se ele dizer isso novamente eu vou esganar ele!

Olho pra ele friamente do chão, ele me encara também,com um sorriso que da nojo!.Se controla! Não vai pela raiva!Você é novato!-tento me acalmar mas tô com raiva desse merda!

-Você consegue ser mais indiota?-Escuto uma voz feminina.

Me viro e vejo a mesma menina que falava com o cara de óculos e...O cara de óculos!

-Af,vocês vão defender esse vampiro?-Ele diz com um sorriso.

-Seu puto!Quem é vampiro aqui?!-me levanto e o encaro.-Perdi a paciência que eu ja não tinha!

O cara de óculos fica na minha frente.

Ele se vira para mim,ele tinha um olhar frio.

-Se cala faça o favor!-Diz o cara de óculos.

Q-Quê?...-pergunto irritado.

-Vocês vão mesmo proteger esse vampiro?-Ele pergunta

-Sim,agora deixa ele em paz Victor!-Diz a garota.

-Se não eu vou te por no seu lugar-Diz o cara de óculos.

-Mas eu so tava conversando com ele,não é vampiro?-Ele estica a mão para bota no meu ombro mas o cara de óculos segura.

-Não toca nele!-Diz o cara de óculos-Fico vermelho de vergonha.

-Sério?Bom,esquece tenho que ir tchau vampiro-Ele pisca pra mim e vai embora.

-Ufa...Tudo bem?-Pergunta a garota

Sim-respondo

EI!CAIO!KARINE-escuto a voz de alguem gritando.

-Oi lucas?-ela pergunta pra esse lucas.

Vamos!Temos que ir pra sala!-Diz o lucas.

-Certo-Ela responde.

Eu tenho que ir,obrigado por terem me ajudado-Agradeço.

-De nada-Diz ela com um sorriso.

-Você sabe qual é a tua sala?-Pergunta a  Karine.

Não,eu vou procura a diretoria-Respondo.

-Você sabe onde é?-Ela pergunta.

Não-Respondo sorrindo.

-O Caio pode te mostra!-Diz ela.

-Quê?!-Pergunta o cara de ócul-Que dizer o Caio.

-você vai mostra pra ele onde fica a sala do diretor, certo Caio?-Ela olha pra ele.

Ele a encara, logo depois vira pra mim.

-Certo.-Ele diz com uma voz fria.

N-Não precisa,obrigado!

Ele me ingnorou e começou a andar.Bom, não tem jeito eu vou te que segui ele.

-Tchau!-Dizem o tal de Lucas e a Karine.Ele começam a andar.

Estou andando pelo corredor em silêncio junto com o Caio.

Ele se vira pra mim.

Meu coração acelera...


Notas Finais


Bom é isso!Se gostou e quiser falar algo pode comentar, porque assim vou me sentir mais animada para postar.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...