História Amor no passado - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Godric Gryffindor, Hermione Granger
Visualizações 22
Palavras 1.534
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa leitura!

Capítulo 7 - Cap. VII


POV Serena

Homem insuportável...espero que ele goste de ostentar as cores do Godric...andei até a minha arvore favorita perto do lago, cumprimentando os alunos residentes do castelo...alunos que graças a sua magia e a caça as bruxa não tinham mais família nem casa...eu adoro esse ponto dos terrenos, a arvore é grande o suficiente para que eu não fique sentada no sol e a brisa fresca vinda do lago deixa qualquer dia mais agradável e com o livro certo posso deixar meu estresse por lidar com aquele idiota ir embora...resolvi então antes de começar a ler o livro que achei na biblioteca: os princípios da aritmância no uso de runas...meditar um pouco, porque meditar sempre me ajuda a relaxar mais rápido...sentei na manta que conjurei debaixo da arvore e deixei o livro do meu lado, acertando minha postura, fechei meus olhos e comecei a respirar devagar e constante...dava para sentir meus músculos se soltarem e minha raiva vazar...quando estava muito mais calma, peguei meu lenço e o transfigurei em uma grande e macia almofada a apoiei na arvore e me encostei para ler.

Devo ter lido quase dez paginas quando escuto passos na minha direção se for o idiota querendo que eu desfaça o feitiço ele vai ter que ter aprendido boas maneiras...me levantei, com o livro nos meus braços e me virei em direção aos passos...para minha surpresa um homem extremamente bonito com cabelos loiro-brancos na altura dos ombros, muito parecido com Lucius Malfoy, só que sem a atitude pomposa, na verdade no momento ele parece com um predador que acabou de achar sua presa e eu tenho a sensação que a presa sou eu.

- Boa tarde senhorita... ?

- Moon, Serena Moon...senhor?

- Malfoy, Artemius Malfoy, ao seu inteiro dispor – me senti corar, quando ele beijou minha mão com delicadeza – imagine a minha surpresa quando cheguei aqui para visitar um velho amigo e vi sentada perto do lago uma bela ninfa sentada lendo...por um momento pensei que era uma ilusão, então tive que chegar mais perto para ver se meus olhos tinham me enganado, feliz eu fico ao ver que é real, bela senhorita Moon.

Deve ser genético, Malfoys tem língua de prata, ele se curvou novamente e conjurou uma rosa verde esmeralda...adivinha quem deve ser o velho amigo dele, aposto que não é o Godric.

 

POV Salazar

Mulher irritante...petulante...mexeu com meu cabelo que agora exibe as cores infelizes do Grinfinória...ouvi os outros rindo e saindo da sala, enquanto eu ficava de frente do maldito espelho transfigurado observando meu cabelo exibir essas cores hediondas. Tentei de tudo e nada...para minha humilhação terei que pedir a ela para desfazer o feitiço...tentei mais um pouco, mas meia hora depois meu cabelo ainda exibia as mesmas cores...desfiz a transfiguração do espelho e sai da sala bufando de raiva...nem mesmo um glamour...sorte dela que a maioria dos alunos foram para as suas casas e os que ficaram são alguns nascidos trouxas que me temem o suficiente para não olhar duas vezes para essa situação incomoda.

Andei o mais rápido possível e logo sai do castelo, sempre que ela se sentia estressada, ela ia até a uma certa arvore perto do lago para ler, esbarrando no casal de ouro que olhava algo...para a minha raiva eles olhavam para a arvore que ela sempre se sentava e lá estava ela, mas não estava lendo, mas sim conversando com meu amigo Artemius Malfoy, que a fez rir antes de conjurar uma flor e dar a ela...não pode, não está certo, ela é minha alma gêmea e Malfoy não tem o direito de chegar perto dela...andei com raiva até a arvore.

- Não se deixe enganar Malfoy, ela é só uma bruxa qualquer que não merece a atenção de alguém da nossa estirpe – cuspi com ódio e me arrependi na mesma hora...seus grandes olhos castanhos se encheram de lagrimas, mas ela não chorou, simplesmente se virou para Malfoy com um sorriso tremulo.

- Queira me desculpa senhor Malfoy, mas eu tenho um compromisso no momento, minha prima e seu noivo estão logo ali perto do castelo e tenho algo a lhes dizer, espero que fique para o jantar, poderemos conversar mais então.

Ela saiu com a postura reta, após desfazer as transfigurações e guardar suas coisas no bolso do vestido roxo que usava, andou devagar até o casal de ouro...sua prima me olhou com ódio e colocou os braços em volta da minha alma gêmea...Grinfinória me olhou com pena e seguiu as duas jovens...me virei para Malfoy que me olhava em confusão, ele nunca foi muito inteligente, mas sempre foi um ótimo amigo, mas no momento saber que ele conseguiu faze-la rir enquanto eu só consigo irrita-la me faz querer enfeitiça-lo ao esquecimento.

- O que está olhando Malfoy? – ele me deu um sorrisinho de lado como se acabasse de descobrir algo incrível.

- Nada Salazar, mas eu acho que tenho um excelente motivo para ficar até o jantar...gostei muito de conhecer a senhorita Moon, bem seu cabelo também está ótimo – ele começou a rir e lembrei que esqueci as novas cores do meu cabelo...antes que enfeitiçasse Malfoy me virei de volta ao castelo e andei com raiva.

 

POV Hermione

Dá para perceber de longe que mesmo reclamando muito minha prima está gostando desse idiota do Sonserina e se ambos se acertarem terei que conviver muito com ele...vi de longe a discussão e logo minha prima arrumava suas coisas e vinha na nossa direção, eu sei que [e inútil perguntar o que houve, então simplesmente coloquei meu braço nos ombros dela e voltamos para o castelo, sei o que vai anima-la...Godric vinha um pouco atrás, nos dando um momento a sós.

- Venha Serena, eu sei do que você precisa – nos levei até as cozinhas...estar no passado me ensinou que os elfos domésticos precisam estar ligados a bruxos porque sua magia se alimenta do excesso da nossa e sem a ligação eles morrem, quando voltar mudarei minha proposta de libertação dos elfos para melhor cuidados dos elfos...já tinha estado aqui antes e com um pouco de conversa eles me permitem usar as cozinhas quando eu quero.

Godric e Serena sentaram em uma mesa no canto e peguei um avental, que havia deixado ali previamente.

- Você vai fazer aquilo, Mione? – minha prima deu um pequeno sorriso se animando, ela sempre se anima quando se trata do meu bolo morte por chocolate.

- Ela vai fazer o que? – Godric perguntou confuso e curioso.

- Godric ela vai fazer a melhor coisa que você vai comer na sua vida, Mione faz um bolo de chocolate de morrer, até o apelidamos de morte por chocolate, mas ela só o faz em ocasiões especiais.

Fiz o bolo e com ajuda de um pouquinho de magia em uma hora estava pronta e minha prima parecia no paraíso ao come-lo...é bom vê-la feliz e sei que é bem provável que Sonserina e ela se acertem, mas se ele a deixar nesse estado novamente eu vou enfeitiça-lo tão ruim, que não sobrará muito dele para fazer historia.

Deixei ela em seus aposentos para descansar e me dirigi aos meus aposentos, Godric tinha nos deixado depois de comer uma fatia de bolo e me falou que ia me buscar para um encontro as 18:30, são 17:30...rapidamente me banhei e vesti um dos vestidos que Rowenna me emprestou, seu amor pelo conhecimento é tão grande quanto seu amor por roupas...o vestido era Borgonha com um bonito bordado preto...prendi meu cabelo em um coque, deixando alguns cachos soltos, quando terminei ouvi o retrato que guarda a minha porta me avisar da chegada dele.

- Senhorita Granger? O senhor Grinfinória está aqui para vê-la – com uma ultima olhada no espelho me dirigi a entrada e o retrato se abriu...Godric estava muito bem vestido em vestes vermelhas e douradas, seu cabelo, geralmente uma bagunça castanha estava penteado para trás e ele me olhava como se eu fosse a coisa mais bonita que já viu na vida.

- Hermione, você está incrível – ele estendeu o braço para me escoltar e me levou até um salão que acho não ter em Hogwarts da minha época...o salão estava lindamente decorado em um canto uma pequena mesa, nos sentamos – espero que goste da minha seleção para o jantar.

A musica no salão era tão suave quanto às luzes delicadas que iluminavam o ambiente, depois do jantar e da sobremesa, morangos com creme fresco, Godric me chamou para dançar, um momento literalmente mágico...eu conseguia sentir minha magia cantarolando de prazer por estar em seus braços e nunca me senti tão completa e feliz como agora...quando a musica acabou ele me soltou e olhando nos meus olhos se ajoelhou.

- Essa é maneira trouxa certo? – acenei, meu coração parecia explodir – Hermione, o dia em que você caiu, literalmente em meus braços foi o melhor dia da minha vida, porque te conheci e antes mesmo de saber que você foi enviada para os braços de sua alma gêmea, eu...bem eu poderia ter flutuado graças a minha magia cantarolando de felicidade...foi difícil fazer você me deixar chegar perto o suficiente para te conhecer, mas eu te queria como nunca quis alguém...então Hermione Jean Granger, você aceita se casar comigo?



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...