História Angeline - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Direction
Personagens Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Personagens Originais, Zayn Malik
Tags Drama, Romance, Surpresas
Visualizações 11
Palavras 1.522
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


OLAAAA, quero dizer que a muito tempo nao escrevia e postava no spirit, e to muito feliz com a minha volta!!
Essa fic é o meu mais novo xodózinho, e espero realmente que gostem!

Não esqueçam de comentar se estão ou não gostando, e de favoritar a história, saibam que é muito importante pra mim e me motiva a continuar!

Amo voces xoxo

Capítulo 1 - One


4 a.m

 

O som do meu despertor é alto o bastante pra me fazer bufar. Jogo meu braço por cima do criado mudo e aperto o pequeno botão para desliga-lo. Faço as contas, e percebo que dormi apenas duas horas e quase volto a dormir, porém, praticamente rastejo pra fora da cama. Tomo meu banho quente e visto uma roupa qualquer que acho jogada na poltrona em meu quarto. Pego minha bolsa que joguei no sofá na noite passada, e vejo se tudo está dentro dela ainda, assim, saio de casa indo diretamente para meu carro. 

   Eu estava cansada, exausta depois de um longo plantão no hospital, e estava louca pra folgar amanhã. Primeiro, eu dormiria até tarde, e depois mergulharia nos livros, estudaria o dia inteiro para a prova de semana que vem. 

 Eu estava ansiosa e nervosa, havia estudado nos ultimos sete meses pra fazer a tão esperada prova para residente do famoso UCLA Medical Center e assim entrar no mundo da neurologia, estava lutando muito pra conseguir e esperava que todo esse esforço valesse a pena no final. 

  Assim que cheguei ao estacionamento do hospital, desci do carro, indo direto para a porta da frente, onde avistei Lidia, minha melhor amiga e colega de trabalho me esperando com dois cafés fumegantes nas mãos. 

  - Sabia que ia precisar. - ela estende um dos cafés pra mim, e agradeço baixinho tomando um pequeno gole, seus cachos ruivos estavam presos desorganizadamente, deixando alguns escaparem em torno de seu rosto. - Você anda trabalhando demais Angie, precisa descansar. 

 Suspiro, era verdade, eu estava muito cansada ultimamente e realmente precisava de uma pausa, mas eu estava tão perto do meu sonho, não podia desistir agora.

  - Depois de semana que vem eu descansarei, agora realmente não dá Lid. - começamos a andar em direção a porta principal, e cruzamos com um monte de medicos andando pra lá e pra cá na recepção, pessoas sentadas em cadeiras esperando por notícias. Fomos direto para o vestiário para trocarmos de roupa, coloquei meu habitual uniforme azul e suspirei. Os dias de interna estavam pra acabar, era o que eu queria acreditar. 

 

10 p.m

 

Eu estava exausta, hoje o dia fora cansativo, meu chefe Bernard me fez andar pra todos os cantos do hospital, e nao via a hora de voltar pra casa. 

 Isso que dá escolher uma profissão tão difícil, ser médica era ter que abrir mão de um sono saudável, de amigos e familia, e da sua vida. A minha vida girava em torno deste hospital, e eu estava pronta pra nao ter mais vida social a partir de semana que vem.  

 Um alvoroço se fez na porta de emergência, e havia uma multidão nas portas. Estranhei. Devia ser um acidente bem grave, mas notei que nao havia feridos. 

 - Por favor afastem-se! Ele precisa ser atendido! - um homem entre a multidão gritou, e corri para auxiliar os outros médicos. As pessoas iam abrindo caminho enquanto passávamos, e assim que chegamos no homem ferido, pude ver claramente um par de olhos verdes confusos. 

 Eu o conhecia de algum lugar. Mas não me dei o trabalho de lembrar, precisávamos ajuda-lo. 

 Percebi que havia algum tipo de pano que ele segurava contra sua testa, e parecia encharcado de sangue, o mesmo escorria pela lateral de seu rosto, fazendo-o descer por seu pescoço. 

 - Todos pra fora, agora! - Lori gritou, na mesma hora em que diversos seguranças do hospital avançaram contra o que percebi serem paparazzis. Uma maca foi trazida para onde estávamos e Bernard ajudou Lori e eu a colocar o rapaz deitado nela. Lori empurrou a maca para uma das salas de atendimento mais reservada, começando a examina-lo. 

  - O que houve? - Lori perguntou para um homem alto e forte que chegou com o rapaz, ele parecia nervoso e seus olhos pareciam não conseguir focar em alguma coisa.

 - Uma das luzes caiu e bateu na cabeça dele, eu juro que revizamos tudo antes do show! - ele disse nervoso, passando as mãos descontroladamente pelo cabelo ralo. 

 - Olá, senhor. Sou a dra. Stevens e estou aqui para ajudá-lo. Você consegue me ouvir? - ela disse calmamente, pegando a lanterna e ligando-a. - Pode acompanhar a luz com os olhos, por favor? - ela colocou a lanterna nos olhos do rapaz, e ele acompanhou a luz com o olhar. - Qual é o seu nome? 

 Peguei um prontuário novo, e esperei preparada para escrever o nome dele. 

 - H-Harry  Edward Styles. - ele sussurrou, fechando os olhos com força, expressando dor em seu rosto. 

 Escrevi seu nome no prontuário, e escrevi o motivo dele estar no hospital, Lori arregalou os olhos por um momento, mas depois voltou a ser a Dra. Stevens. Não entendi, e não questionei, apenas voltei a minha atenção para o rapaz com expressão confusa. 

  - Você se lembra do que aconteceu Sr. Styles? - Lori perguntou, colocando a mão em volta da mão dele, que segurava o pano com firmeza pressionando o ferimento. Ela acenou com a cabeça e olhou em seus olhos pedindo permissão, ele acenou, e retirou mão junto com o pano. 

 O sangue pareceu jorrar, e ele gemeu de dor, enquanto ela voltou a pressionar o mesmo pano encharcado. 

 - E-eu estava no show, quando alguma coisa acertou minha cabeça. Depois disso, não lembro de nada. - ele praticamente sussurrou, com os olhos fechados. Sua camiseta branca já estava tomada pelo vermelho vivo.

  - Muito bem sr. Styles, vou pedir para a Dra. Stewart limpar o ferimento, e faremos alguns exames pra ver se está tudo bem. - ele assentiu com a cabeça, fui até eles, e segurei o pano contra a cabeça de Harry, enquanto ela saia da sala com o homem que chegou 

-Olá, sou a Dra. Stewart, me desculpe se doer. - peguei tudo que eu precisava, e tirei o pano novamente, dessa vez o sangue não jorrou, e agradeci mentalmente. Comecei primeiro com um pano limpo com água, limpando em volta do ferimento, era um corte um pouco profundo na testa, parecia com dois centímetros. Não parecia muito grave, mas o que eu aprendi é que um cortezinho podia fazer você ficar uma semana internada. 

 Depois, limpei por cima do ferimento, e ouvi-o reclamar um pouco. Depois que terminei, e o sangue parou de sair com tanta frequência, fui ver o quão precisaria de pontos. 

 Anestesiei o local, e comecei a fazer os pontos, sendo no total sete. 

 - Pronto. - sussurrei, notando que ele estava com os olhos fechados, ele suspirou e agradeceu baixinho. - Irei marcar os exames, temo que você terá que passar a noite aqui. Vou pedir para uma enfermeira te levar pro quarto. 

  Ele assentiu com a cabeça, sorri pequeno e sai da sala, indo direto para o balcão. 

 - Marca uma tomografia para o paciente que chegou, por favor. - eu disse para Jenny, uma das enfermeiras que estavam ali. - E leve-o para o quarto 223, ele vai ter que passar a noite. - ela assentiu, teclando em seu computador, e marcando o exame. Suspirei. Hoje estava sendo cansativo.

  Saindo da emergência, avistei Bernard que me parou no corredor. 

  - Dra. Stewart, pode ir pra casa descansar. 

 - Ah, eu ia levar o Sr. Styles para a tomografia... - ele colocou a mão na frente, para que eu parasse de falar.

 - Você está quase caindo de tanto cansaço, pode ir, eu levo. - ele sorriu, e suspirei assentindo com a cabeça.

 Fui praticamente correndo para o vestiario, e troquei de roupa, colocando meu uniforme no meu armario e pegando minha bolsa, em seguida saí pelos corredores.

 Assim que cheguei no meu carro, mandei uma mensagem para Lidia, avisando que o chefe havia me liberado, e dei partida no carro indo pra casa, antes passando em um drive-thru e pegando um lanche no Mc Donalds. 

 Eu estava sonhando com a minha cama, e não podia esperar pra comer e dormir, mas quando cheguei em casa e depois que tomei um segundo banho, sentei no sofá e liguei a televisão, comendo meu lanche.

 Desde que eu comecei a trabalhar no hospital, a minha alimentação estava horrível, tudo o que eu comia basicamente era fast food. 

 Prestando atenção no noticiario, reconheço a âncora famosa dando noticias de famosos, e em seguida aparece uma foto de um rapaz. Ele me parece familiar, principalmente os olhos verdes, mas nao consigo reconhecer de onde o conheço.

 - Hoje no show de Los Angeles, Harry Styles da banda One Direction acabou se acidentando. Uma das luzes que estava pendurada no palco caiu e acertou-lhe na cabeça, fazendo-o desmaiar imediatamente, o show foi parado e ele foi levado as pressas ao UCLA Medical Center. Recebemos a informação de que ele está bem. - ela terminou. 

 Assim que a foto dele apareceu novamente, acabei me engasgando e meus olhos saltaram, tossindo, olhei bem pra foto dele, abismada. 

 Como não o reconheci? Eu atendi ele! 

 Harry Styles tinha dado entrada no hospital onde trabalho, e foi atendido por mim! 

 Totalmente surpresa, passei a mão nos cabelos e suspirei. 

 Hoje tinha sido um longo dia. 

 


Notas Finais


Gostara?? Espero que sim, por favor não esqueçam de comentar, assim posto o próximo capitulo o mais rapido que puder!

Amo vocês e nos vemos no próximo capitulo!
xoxo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...