História Animals - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Haikyuu!!
Personagens Akaashi Keiji, Asahi Azumane, Bokuto Koutarou, Daichi Sawamura, Hajime Iwaizumi, Kenma Kozume, Koushi Sugawara, Lev Haiba, Shouyou Hinata, Tetsurou Kuroo, Tobio Kageyama, Tooru Oikawa, Yaku Morisuke, Yuu Nishinoya
Tags Bokuaka, Iwaoi, Kuroken, Levken, Noyahina, Sugaken, Ushiken
Visualizações 55
Palavras 755
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Afundemos um pouco mais senhores....

Capítulo 2 - The Darkness


A atmosfera era perigosa. Oikawa se encolheu no sofá, abraçando o corpo. Ushijima estava novamente com aquele olhar. As mãos grandes o puxando pelas pernas. Rasgou com violência suas roupas deixando-as em pedaços. O rapaz se remexia embaixo do corpo grande, o arranhava, tentava de todas as formas se livrar de Ushijima.

Forçou uma abertura nas pernas de Oikawa com a sua, prendendo os pulsos fracos com força. Movendo os lábios para o pescoço do rapaz marcando ali. Wakatoshi tinha suas pupilas completamente dilatadas, estava violento. Violava o corpo menor com brutalidade, mordendo e marcando a pele branquinha. Sem qualquer preparação o virou de bruços mesmo sob os protestos que ouvia do mesmo. O penetrou.

- NÃO! ME LARGA! Oikawa gritava em desespero. Seu corpo estremecia com a dor.

- Shhh…. Quietinho. Sorria de uma maneira doentia.

As estocadas vinham violentas, doía. Dor era tudo que ele sentia, seu corpo se contorcia,as mãos grandes, puxavam-lhe os cabelos, se fechavam ao redor de seu pescoço. As lágrimas rolavam descontroladas por seu rosto. Implorava para que aquilo acabasse, mesmo que tivesse de morrer. Wakatoshi mordia suas costas, o apertava e prolongava suas investidas brutais contra o jovem em desespero.

 

Não havia mais esperanças, pensou, seu olhar lentamente morria. Ouviu um barulho de algo se quebrando. O corpo de Ushijima caindo no chão. Sua mente nublou. Oikawa caiu sobre o sofá sem qualquer força, desmaiando ali.

Se aproximou do jovem estirado ali. Não permitiu que nenhum dos homens ali fora entrasse. A garrafa de vinho jazia aos cachos no chão junto ao corpo do cafetão. Iwaizumi Hajime adentrara o local com o único intuito de matar Ushijima, porém, o que presenciara ali lhe havia tirado o foco. precisava cuidar daquele rapaz. O pegou nos braços deixando o local com pressa.


 

    Olhou uma vez mais para o alvo. Sua respiração estava curta, fazia muito frio. Os dedos apertaram o gatilho acertando em cheio o peito do homem que descia do carro. Kageyama Tobio era um empresário influente, tinha um grande negócio no mercado de ações, uma bela noiva. Era o típico homem de sucesso. O que ninguém poderia imaginar e que largaria tudo por um garoto de programa.Planejou passo a passo sua fuga, mas sua noiva havia descoberto tudo. Em um ataque de fúria, contratou alguém para que desse um fim em seu noivo infiel.

    Nishinoya Yuu, um dos homens de Sugawara. Nas horas vagas, assassino. Matava qualquer um desde que fosse pago.Concluiu seu trabalho deixando o local nas sombras, precisava sair dali. Deu a volta da avenida e seguiu pelos becos, até parar próximo a Angel’s. Deu de cara com um rapaz encostado em uma pilastra. Parecia nervoso, suspeito. Nishinoya o observou com atenção. Era magro, cabelos ruivos, vestia uma jaqueta com capuz e segurava uma mala.

- Ei, o que está fazendo por aqui?

- Esperando uma pessoa. O rapaz recuou. - Meu namorado.

- Ele vem te buscar aqui. Olha só você devia ir embora logo, você pode acabar se ferrando.

- Ele está vindo. Kageyama está… vindo.

 

    Nishinoya o olhou mais uma vez. O rosto assustado, choroso. Os pés juntos. Então aquele era Hinata Shoyo, o amante de Tobio. Coçou a cabeça, aquilo era um problema.

- Sinto muito, ele não virá.


 

    - Ahh… mais, bem assim. O loiro gemia alto e despudorado em um dos quartos. Haviam dois homens. Um o fodia como um animal, o outro bebia um whisky assistindo a cena com um sorriso no rosto.

    Kenma arfou rebolando os quadris enquanto era preenchido novamente, Não se importava com a situação em que se encontrava, quando o cliente era bom até mesmo se esquecia que era trabalho.

- Encontraram a mercadoria? Kuroo deixou o whisky na mesa e coçou o queixo.

- Ainda não. O loiro arfou, se prendendo ao corpo maior, um sorriso se desenhou em seus lábios, não era sempre que tinha um orgasmo assim. - Ele deve voltar logo, não se preocupe.

- E quanto ao que lhe pedi? Lev se sentou na cama, ajeitando as roupas, a respiração ainda ofegante.

- Não se preocupe Sr. Haiba. Terá o que deseja.

 

    Mais alguns negócios errados no currículo. Kenma recebera dois clientes regulares. Kuroo Tetsuro, um agiota cuja influência ia além das fronteiras de Tóquio. O outro era Haiba Lev, russo, contrabandeava armas. Conhecia todo o submundo. Ushijima havia dado a Kuroo um “item” para ser leiloado em um evento particular, estava servindo de mediador, Com Lev havia algo diferente. O homem era obcecado por um dos garotos recém chegados.

    

    

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...