História Apartamento 202 - Capítulo 25


Escrita por: ~

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Alya, Chloé Bourgeois, Gabriel Agreste, Lila Rossi (Volpina), Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Mestre Fu, Nathanaël, Nino, Personagens Originais, Plagg, Sabine Cheng, Tikki, Tom Dupain
Visualizações 218
Palavras 1.213
Terminada Não
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 25 - Capítulo25


Depois da escola eu fui direto para casa o Nino a Alya e a Marinette ainda estavam na escola, assim que cheguei no apartamento eu me joguei na cama e fiquei deitado até ouvir alguém me chamando na porta eu me levantei e quando abri a porta me deparei com a Cloe, a loira estava com uma garrafa de vinho na mão e duas taças com decorações dourada ela entrou sem ao menos pedir minha permissão eu dei de ombros e fechei a porta, eu fui até a loira e me sentei do seu lado no sofá.

-Fiquei sabendo o que aconteceu, que horrível Adrien.  

-E horrível mesmo.

-Olha, -A loira abriu o vinho com facilidade e despejou em uma das taças. -Trouxe um vinho para ver se consigo um sorriso desse seu lindo rostinho.

-Não quero. 

-Ah? Não seja cruel vai, toma comigo vai Adrienzinho.

-Ta bom, mais por favor não tente nada comigo.

-Ta tudo bem.

Eu peguei a taça da mão da loira e tomei o vinho de uma vez só quanto mais eu tomava mais a loira enchia minha taça eu acabei tomando o vinho inteiro sozinho, eu estava começando a me sentir estranho minha visão estava estranha eu me levantei e tentei ir até o banheiro porém tudo começou a ficar embasado a última coisa que eu me lembro e de ter ouvido a Cloe me chamando logo depois disso eu desmaiei 

Pov's Marinette

Eu já estava dentro do elevador indo em direção ao 202 eu abri a porta devagar e sem fazer barulho "Não queria aquele... O que aquela loira está fazendo?" Havia uma loira carregando o Adrien pelos braços o levando até o seu quarto ela não tinha me notado ali então eu aproveitei a distração da loira e me escondi no banheiro.

Eu observava a loira levando o Adrien até o seu quarto ela o levantou com dificuldade e o jogou na cama, eu vi a loira tirando suas roupas e vi as roupas do Adrien serem jogadas no chão eu suspirei fundo e fui até o quarto do loiro, a loira se deitou ao lado do Adrien e o abraçou, eu bufei de raiva e fui até aonde a loira estava e a arranquei pelos cabelos.

-Olha só some antes que eu acabe com você "Ah essas fãs do Adrien fazem qualquer coisa para consegui-lo" 

-Marinette?

-"Ela me conhece?" Não é a chapeuzinho vermelho, AGORA SOME!

-Quem você pensa que é?

-Quer que eu te mostre quem eu sou? Eu te mostrarei com prazer. -Eu sorri maliciosa para a loira. 

A loira vestiu suas roupas e saiu correndo eu fui até a porta e a tranquei de repente eu ouço o Adrien tossir e vomitar eu saio correndo e seguro sua cabeça para ele não sufocar, assim que o loiro vomitou eu limpei o chão do seu quarto, eu peguei a cueca do loiro e o vesti peguei o lençol que antes cobria os dois e coloquei para lavar, eu peguei o Adrien com muita dificuldade e o levei para o banheiro eu liguei o chuveiro na água gelada e acabei molhando minhas roupas também.

-a água está fria, My Lady.

-Eu sei que está gelado, mais você precisa tomar um banho gelado para melhor. -Eu olhei para o loiro e sorri.

-Obrigado.  

-Não faz isso loirinho, não me preocupe tanto assim -Eu acabei roubando um selinho no Adrien. 

-My Lady. -Eu sorri ao ouvi-lo me chamando.

-Cat. 

Eu troquei de roupa e levei o Adrien para o seu quarto peguei um termômetro e medi sua temperatura "35.9 a que bom" o Adrien acabou dormindo enquanto eu acariciava o seu cabelo eu me sentei no chão apoiei meus braços na beirada da cama do loiro e deitei minha cabeça em meus braços eu acabei pegando no sono ali mesmo. 

Eu acordei no outro dia deitada em minha cama eu me levantei e fui até o quarto do loiro, porém ele não estava eu saí procurando o Adrien pela casa inteira de repente a porta da frente se abre e o Adrien entra trazendo algumas sacolas com pães e alguns doces.

-Marinette acordou obrigada por...

Eu corri na direção do loiro e o abracei forte fazendo as sacolas caírem no chão, o loiro me olhou sem entender nada eu peguei as sacolas do chão e as joguei encima da mesa o Adrien e eu nós sentamos no sofá com alguns doces e ligamos a televisão.

-Você melhorou?

-Melhorei sim, obrigado por cuidar de mim eu não sei o que aconteceu...

-Uma fã maluca queria te dar o golpe da barriga, mais eu não deixei e expulsei aquela loira daqui.

-Cloe, eu não deveria ter confiado nela.

-Ela deve ter te dado uma droga para fingir que transou com você, espera você conhece ela?

-Conheço longa história, mais obrigado por me salvar dessa. 

-Eu fiquei preocupada com você, você vomitou muito eu pensei que você fosse ficar com febre. -Meus olhos se encheram de lágrimas. -Me desculpa, eu acabei sendo uma idiota com você.

-Mais não fiquei, não precisa se desculpar...

-Você matou aula ontem por minha culpa, porque eu fui uma idiota.

-Marinette não se preocupe.

-Por favor, me chame de My Lady.

-My Lady? Você se lembrou?

-Não e que ontem você me chamou assim e eu me senti tão feliz então, por favor, me chame sempre assim eu quero ser sua Lady.

-My Lady.

-Eu me lembrei de uma coisa, Cat Noir.

-Ah e do que... Cat Noir?

-Você trabalha no An Caffe como é... Como é... Você era ga-garçon? E se vestia de Cat Noir, né?

-Isso mesmo você se lembrou.

-Mais ou menos, mais lembrei.

-Um pequeno passo para a humanidade um grande passo para Marinette Dupain Cheng.

-Idiota. -Eu comecei a rir enquanto o loiro começou a andar como se estivesse na lua. -Para Adrien tá parecendo um idiota.

-Tenho que tomar mais remédio para eu não vomitar.

-Ta enjoado?

-Começando a ficar.

-Então vai tomar. -Eu me levantei e empurrei o Adrien para o seu quarto. -Agora

-Que isso mãe, fica calma.

-Se eu fosse sua mãe você estaria de castigo.

-Se eu fosse seu pai te encheria de tapinha nessa sua bundinha. -Nos dois nos olhamos e começamos a rir. -Isso ficou muito estranho.

-Você é estranho, agora vai tomar o remédio.

-Ta, to indo, credo da na minha cara de uma vez. 

-To quase dando mesmo.

-Bruxa.

-Ah essa eu não aceito.

Eu corri até o quarto do loiro e o derrubei no chão, eu cai encima do Adrien e comecei a fazer cócegas no loiro o Agreste começou a chorar de tanto rir e eu estava adorando ouvir suas gargalhadas.

-Olha não sabia que homens sentiam cócegas, ah não espera você não é homem. 

-Ae não sou homem não.

O loiro me jogou no chão e se deitou encima de mim o Adrien segurou meus dois braços e os prendeu em suas pernas eu tentei me soltar, porém eu estava sem força o loiro me olhou nós olhos e antes de me soltar ele me beijou assim que eu senti os lábios macios e doces do Agreste nos meus eu consegui me soltar e o abracei fazendo ele se deitar por cima de mim.

-Desculpa. -O Adrien se sentou do meu lado e me ajudou a levantar.

-Tudo bem a culpa é minha e... Vai tomar seu remédio, estava pensando em ir na torre Eiffel um pouco.

-Hum... já estou indo sua fraca.

-Safado. 

Nós dois soltamos uma gargalhada e logo depois voltamos para a sala para acabarmos de comer os doces





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...