História Apartamento 34 • Yoonseok - Capítulo 28


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Rap Monster, Suga
Tags Bangtan Boys, Boyxboy, Jung Hoseok, Kid!yoonseok, Kim Namjoon, Min Yoongi, Modelo, Yoonseok
Visualizações 135
Palavras 1.059
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Yaoi
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


• Não foi revisado.
• Não me matem.
• Matem o Hajoon no meu lugar!
----
Boa leitura! <3

Capítulo 28 - Bico fechado


Fanfic / Fanfiction Apartamento 34 • Yoonseok - Capítulo 28 - Bico fechado

Apartamento 34 | 27


jung hoseok


Era notável sua raiva pelo ato totalmente infantil do menor, Hajoon não tinha culpa de ter sido "mais rápido" aliás, só conhecia Hoseok há três meses, ao contrário de Yoongi, que o conhecia há anos.


Hajoon sussurrava palavras desconexas em busca de largar um pouco da irritação que era presente em si, sabia que Yoongi desconfiava de si e faria de tudo para deixar aquele "marrento" de bico fechado.


Hajoon passava a mão nas coxas do mais velho, fazendo Hoseok se sentir um pouco desconfortável. Uma risada baixa escapou e o próprio deu meia-volta com o carro. Ao avistar a casa de Yoongi, Hoseok se desesperou. 


— Amor.. aonde vai? — Perguntou desesperado, segurando o pulso do menor que lhe encarou com um sorriso maldoso. 


— Não se preocupe, Hobi. Vou ensinar a ele que não se deve mexer com alguém como você! — Selou os lábios do próprio e saiu do carro, caminhou até o lado contrário de Hoseok e lhe deu um beijo rápido na testa, antes de trancar o carro por fora e fechar o vidro sem o próprio perceber. 


Hoseok sentia que algo ruim iria acontecer.  


lee hajoon


Tranquei meu "namorado" no nosso carro e caminhei em passos  lentos o suficiente para sentir o gosto das lágrimas que Yoongi iria deixar caírem por tamanho medo, e sem seu "Seokie/Hoseokie" ou qualquer apelido que o próprio dava para aquele idiota do Hoseok. 


Cheguei em sua porta e bati necessariamente cinco vezes com uma força extrema. Ouvi o mesmo reclamar enquanto as chaves giravam em torno da fechadura. A porta foi aberta e eu não me dei trabalho para entrar ali rapidamente. 


lee hajoon off


Yoongi estranhou quando o próprio adentrou em sua casa rapidamente, logo lhe empurrando, fazendo o mais velho cair no chão. 


— O que tá fazendo, Hajoon?! — Gritou, enquanto o mais novo apenas se aproximava ignorando totalmente seus gritos. 


Chegou perto o suficiente do mais velho e sussurrou:


— Apenas um favor para pessoas como você não estragarem meu plano. Durma bem, Yoongi! — Então, desesperadamente, tudo apaga.


Minutos depois...


Já fizera mais de dez minutos que Hajoon havia entrado na casa do mais velho e nada do próprio vindo em sua direção. Hoseok tentou sair quando percebeu que havia sido trancado. O desespero aumentou quando um grito de dor foi um pouco ouvido, Hoseok sentiu seu coração errar uma batida, até ver dois adolescentes passando pela casa de Yoongi fingindo um grito de dor.


O próprio estava suando frio, agora, fizera meia hora que seu namorado havia entrado ali. Hoseok pensou que eles estivessem conversando e se resolvendo da forma certa, seu celular havia descarregado e Hajoon havia levado o seu celular. Notou também que algo faltava no carro, Hoseok não sabia identificar o que era, mas timha certeza de que algo faltava. 


Hoseok não parava de se mexer, a cada cinco segundos seu coração se apertava e o sentimento de culpa vinha a cada míseros segundos também. 


Até...


— Hoseok! Hoseok! Me ajude! — Hajoon gritou desesperado, abrindo a porta do carro e puxando o mais velho, enquanto derrubava lágrimas falsas. 


— Calma amor! O que aconteceu e por que você está chorando tanto? — Perguntou, enquanto beijava o mesmo diversas vezes em seu rosto. 


E foi aquela única palavra, que fez seu mundo cair. 


— O QUE?! — Gritou muito mais que alterado enquanto andava de um lado para o outro, Hajoon tentava lhe explicar. 


— Eu entrei e iria lhe chamar para um jantar à três, para ficarmos em uma amizade razoável. Então eu fui no seu quarto e e-encontrei e-ele d-daquele j-jeito! — Enxugou algumas lágrimas falsas, enquanto os enfermeiros e os médicos entravam e saiam da casa do mais velho.


Hoseok estava em prantos, a última vez que Yoongi fora parar em um hospital foi quando o mais velho sofreu um acidente. Um policial se aproximou de ambos e tocou de leve o ombro de Hoseok. 


— Conhecido de Min Yoongi? — Perguntou, tirando um bloco de notas de seu bolso e pondo a caneta encima do mesmo.


— Sim, Jung Hoseok, melhor amigo dele. — Falou, sentindo uma grande dor em seu peito ao falar tal fala. 


O policial anotou e pediu mais algumas informações e Hajoon deu todas elas. Ambos agora, voltavam para a casa, ou mansão, de Hoseok — já que cada canto de  seu apartamento lhe lembrava o mais velho — no caminho, Hajoon observava Hoseok desconfortável. O mais novo chegou a pensar que Hoseok desconfiava de algo, fazendo as veias de seu pescoço pulsar rapidamente e o próprio começar a ficar sedento em bater em alguém novamente. 


— O que aconteceu, Hoseokie? — Perguntou calmo, o mais velho deixou mais algumas lágrimas descerem e prosseguiu. 


— Aish, Hajoon. Eu estou me sentindo tão culpado! O Yoongi não merecia isso, ele não merecia! — Falou, Hajoon engoliu seco e lhe beijou calmo, mas Hoseok não conseguiu transmitir nenhum sentimento com aquele beijo, ele ainda desconfiava. 


Hajoon então, parou de lhe beijar e lhe encarou com uma de suas sobrancelhas arqueadas. 


— O que foi, amor? Não confia em mim? — Perguntou, observando o mais velho lhe encarando. 


Se Hoseok lhe respondesse algo de errado.. o arrependimento seria fatal. 


— Confio mas.. por que ele não ligou para mim? Ele ainda estava acordado, foi o que o policial disse. — Fungou baixo e pousou sua mãos sobre a de Hajoon.


Hajoon riu e lhe encarou, trazendo um olhar de conforto. 


— Ele não te ligou, porque se ele realmente te amasse, assim como eu te amo, amor, ele ligaria no primeiro estante que o agressor entrou lá. Não se preocupe, isso foi um castigo por ele ser tão egoísta com todos! Você até mesmo comfirmou, Hoseokie. — Hoseok retirou a mão e enxugou novamente mais algumas lágrimas que insistiam em cair. 


— Vamos para seu apartamento, neném? — Perguntou o mais velho, lhe beijando em seguida e sorrindo entre o beijo. 


— Na minha casa? Acho melhor não, Hoseokie, sabe que eu não me controlo.. — Fitou suas coxas que eram marcadas pela calça que usava, Hoseok ficou corado e lhe bateu de leve. 


— Tudo bem, vamos para a minha. Você aproveita e dorme agarradinho comigo! — Beijou a ponta de seu nariz e voltou a se sentar normalmente. 


Hoseok lhe deu um voto de confiança. 


Hajoon, se aproveitará disso.




Notas Finais


gEnte eu amo vocês tá
Eieiieieei rindo de nervoso.

Rainha das pqp não me mata! <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...