História Arrepender-se - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Kakashi Hatake, Karin, Kiba Inuzuka, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Rock Lee, Sai, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Shisui Uchiha, Shizune, Suigetsu Hozuki, Temari, TenTen Mitsashi, Yahiko, Yamato
Tags Drama, Kibahina, Narusasu, Naruto, Romance, Sasunaru, Sasunarusasu, Suiita
Visualizações 295
Palavras 3.845
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Musical (Songfic), Romance e Novela, Shonen-Ai, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 12 - Sutilezas


Fanfic / Fanfiction Arrepender-se - Capítulo 12 - Sutilezas

 

E um sentimento me faz entender
Que o amor da noite é o fruto de nós dois

 

   Naruto Uzumaki era uma pessoa dotada de muitas qualidades. Porém, sutileza não era uma delas. Fazia um ano e dois meses desde o pedido de casamento e Naruto já estava ficando impaciente pela demora de Sasuke em falar com a Família e marcar a data de uma vez por todas. Então há uns dois ou três meses atrás, Sakura o sugeriu que deixasse pistas sutis pelo apartamento ou abordasse o assunto superficialmente,  para que Sasuke entendesse a mensagem. E foi o que o Uzumaki fez.

  A primeira indireta foi quando Sasuke encontrou um jornal dobrado, em cima da mesinha de centro da sala, com a seguinte matéria em letras garrafais:  

 

CASAMENTO HOMOAFETIVO NO BRASIL CRESCE 51,2% ESSE ANO. É O MAIOR ÍNDICE  DESDE SUA LEGALIZAÇÃO EM MAIO DE 2013.

 

- Sutil como uma metralhadora. - Comentou consigo mesmo em meio ao sorriso.

 

- O quê bastardo? Falou comigo? - Naruto gritou da cozinha, onde lavava a louça.

 

- Ah… é, eu disse “Naru cadê a vassoura”. Eu vou te ajudar a limpar aqui. - Disfarçou torcendo para que Naruto caísse nessa estória da carochinha.

 

- Ah sim. Tá perto do banheiro amor. Obrigado pela ajuda. - Respondeu gritando e voltou a cantar de um jeito desafinado,  alguma  música sertaneja que Sasuke não conhecia.

 

                        ….

 

  

     A segunda indireta veio quando estavam na casa de Itachi. Shisui falava sobre um casal de alunos da faculdade em que ele dava aula, que se casariam no fim de semana seguinte. Ele e Itachi haviam sido convidados.

 

- ... Imagina como eu fiquei feliz Naru, ser convidado para o casamento dos meus alunos e ouvir que eu sou o melhor professor de direito penal da universidade. - Shisui falava animado, enquanto fritava o filé mignon na frigideira para o almoço.

 

- Imagino como você se sente. Tem uma atleta de fisiculturismo que sai de outra cidade só para malhar comigo todos os dias. Uma vez ela me disse que eu era o melhor Personal Trainer que ela já conheceu. - ofereceu um sorriso radiante para Shisui. - Quase dei um beijo nela de tão feliz que eu fiquei.

 

- Eu ouvi isso tá, Usuratonkachi. - Sasuke gritou da sala, onde assistia uma partida de basquete pela televisão com Itachi.

 

- É só jeito de falar bastardo. Para de ser fofoqueiro. - Naruto respondeu malcriado.

 

- Vai prestar atenção no seu jogo Branca de Neve. A conversa aqui é para os adultos, as crianças ficam na sala.

 

   Shisui provocou o primo. Sasuke murmurou alguma coisa em resposta, mas interrompeu a fala no meio para comentar sobre o jogo com Itachi.

 

- Não sente vontade de casar com o Tachi não Sui? - Naruto olhou o moreno nos olhos realmente interessado na resposta.

 

- Gosto de como estamos. Ita até quis noivar, mas eu não quis. - Sorriu de forma carinhosa para o loiro que o olhava com uma expressão confusa. - Gosto da idéia de sermos eternos namorados.

 

  Naruto sorriu para o amigo, achava muito bonito esse romance dos dois Uchihas mais velhos. Shisui iria voltar com o assunto, mas foi interrompido por Itachi e Sasuke que entraram na cozinha para ver se o almoço já estava pronto.

 

- O que vocês estão cochichando ai? Não acredita em nada que ele disser Naruto, ele mente. - Itachi provocou o namorado e Shisui bateu o pano de prato no braço dele.

 

- Shisui estava falando que vocês foram convidados para o casamento dos alunos dele. - Direcionou um sorriso para o cunhado.

 

- Ah é verdade. Sui só fala nisso, ele adora casamentos, chora mais que a noiva. - Sorriu para o namorado. - Quero ver quando for o de vocês, ninguém vai segurar a empolgação desse homem.

 

- No nosso vocês serão padrinhos. - Sasuke se aproximou e beijou a bochecha do loiro que estava olhando de soslaio para ele.

 

- Se depender de você o nosso casamento vai ser em um asilo, quando eu tiver uns oitenta anos, Ttebayo - Emburrou um bico que foi mordido por Sasuke. - Do jeito que você demora para falar com o Fugaku, se eu não tiver tão velho gagá, ao ponto de esquecer como se escreve o meu nome, já vou estar no lucro.

 

- Para com isso anjo. - Pediu com a voz manhosa. - Sou louco pra te vê  vestido de noiva, com direito a véu e grinalda.  

 

    A intenção era fazer uma piada para sair do clima pesado que tinha ficado, porém não deu certo. Naruto ficou ainda mais irritado, semicerrou os olhos com raiva para o moreno e saiu a passos duros indo arrumar a mesa para iniciar o almoço.

 

- Pelo visto alguém vai dormir no sofá hoje. - Itachi debochou com ironia.

 

- Cala sua boca fuinha! - Olhou Irritado para o irmão.

 

    Saiu atrás de Naruto, pedindo um monte de desculpas seguidas, como não adiantou, resolveu ajudar a arrumar a mesa para se redimir da brincadeira de mau gosto.

 

  Sasuke realmente dormiu no sofá aquele dia.

 

  



 

                        ……


 

     A terceira (in)direta veio no noivado de Shikamaru com a Temari.  Naruto estava discutindo com o Inuzuka sobre como pode ser prejudicial o Akamaru continuar dormindo no quarto dele com Hinata grávida e Kiba está aos berros falando que não vai desprezar o velho amigo de quatro patas e nem expulsar ele do quarto.

     Sasuke está conversando com Temari, Sai , Sakura e Ino enquanto acaricia a barriga de sete meses de gestação da Hinata. Shikamaru está ajudando o loiro a convencer o Inuzuka, enfatizando os riscos dos pelos de cachorro para a respiração do bebê que está para chegar.

 

- Você não vai fazer meu afilhado ter crise respiratória por causa de pelo de cachorro não, Inuzuka. Ou então a Hinata vai passar o resguardo lá em casa. - Sasuke se intrometeu na conversa, fazendo Kiba bufar aborrecido.

 

- Concordo com o Sasuke, cachorro. Meu afilhado vem em primeiro lugar. - Shikamaru diz com um olhar determinado.

 

- Vocês são piores que mulher. Não aguento mais todo esse drama. Akamaru é muito limpinho, dou banho nele toda semana.

 

- O problema é o pelo. - Naruto, Shikamaru e Sasuke falaram ao mesmo tempo.

 

- Vocês dariam ótimos pais. - Hinata  olha carinhosa para os amigos e Shikamaru quase engasga com a bebida.

 

- Também acho. - Sakura concordou e lançou um olhar persuasivo para Temari.

 

- Vamos com calma gente, acabei de pedir a Mari em casamento. - Bateu algumas vezes no peito para recuperar o fôlego. - Daqui a um ano, quando casarmos, pensamos em filho.

 

- É gente, nós queremos curtir nosso amor primeiro. -  Temari selou os lábios com ternura nos lábios do Nara. - Apesar que um ano eu acho muito cedo para casar.  Primeiro eu quero comprar uma casa, me formar no meu doutorado, comprar um carro maior...

 

- Pelo visto Nara, essa aí vai te enrolar igual o bastardo me enrola. - Naruto olhou de rabo de olho para Sasuke.

 

- Ninguém enrola tanto quanto o Sasuke te enrola Uzumaki. - Shikamaru provocou fazendo os amigos rirem com  a cena.

 

- Verdade Naruto, a quanto tempo vocês estão juntos mesmo? - Sakura batia com o indicador no queixo para lembrar. - Uns cinco ou seis anos, sem contar com o tempo da separação.  Não é isso? - Perguntou espantada pelo tempo.

 

- Oito anos, sem contar com a separação.  - Naruto falou irritado. Cruzou os braços em frente ao peito, emburrou um bico e olhou para o Uchiha.

 

 Sasuke sentiu a aura assassina que envolvia seu noivo,  parou na mesma hora de rir da expressão apavorada do Shikamaru e sai de perto da Hinata para caminhar em direção ao loiro emburrado.

 

- Para com isso amor, eles estão só botando pilha. - abraçou o loiro por trás e começou a distribuir pequenos beijos pelo seu pescoço e ombro. - Eu te amo muito, para com isso. Desfaz esse bico lindo ou eu te agarro aqui mesmo.

 

- Eu nunca vou cansar de ver vocês dois juntinhos assim. É tão lindo que me dá até vontade de chorar. - Hinata balançava as mãos em frente ao rosto para evitar o choro. - Acho que são os hormônios da gravidez.

 

- Ah não chora Hina. Senão o bebê vai ficar triste. - Kiba olha preocupado e caminha até a namorada. A abraçou por trás e pôs  a mão na barriga da morena para sentir o bebê. - Não gosto de ver você chorando, minha deusa.

 

- Eu não consigo controlar. Eles são tão fofinhos amor. - A morena não evita a onda de choro que a invadiu.

 

 Os amigos tentam fazer a Hyuuga parar de chorar e quando conseguem, as meninas caminham com ela até o banheiro para a morena lavar o rosto.

       Kiba, Sai e Shikamaru embarcaram em uma conversa sobre a última partida do campeonato brasileiro de futebol assim que as meninas saíram. Sasuke aproveitou o momento de distração dos amigos, para se afastar um pouco com Naruto para um canto mais discreto do jardim da casa de Temari. Quando chegaram em um ponto um pouco menos iluminado, abraçou o loiro e sussurrou em seu ouvido.

 

- Eu amo muito você Naru, eu estou resolvendo tudo com meu pai, sabe como é importante pra mim que ele participe disso. Te prometo que a espera pelo casamento vai valer a pena. - beijou o nariz de Naruto. - Tudo o que eu mais quero é casar com você, só confia em mim meu anjo.

 

- Eu confio Suke. Só tenho medo de você desistir do casamento por causa do seu pai ttebayo. - sua voz saia chateada e isso apertou o coração de Sasuke.

 

- Nada no mundo me faz desistir de você Dobe. Achei que você já tivesse entendido isso. - Arqueou a sobrancelha e ostentou um sorriso prepotente.

 

 Naruto o olhou ainda um pouco emburrado, mas quando Sasuke tomou seus lábios em um beijo calmo ele não resistiu e retribuiu com carinho.


 

- Que ceninha patética.

 

   Gaara murmurou em voz baixa, olhando Sasuke beijar Naruto.   O Sabaku estava um pouco mais distante de onde o grupo de amigos conversavam, mas ainda sim, conseguia ter uma boa visão dos dois homens que se beijavam do outro lado do Jardim da casa dos Sabakus, onde acontecia o noivado de sua irmã com o Nara.

 

- Ainda está nessa? Achei que você já tivesse superado o Naruto.

 

  Gaara estava tão distraído que sequer percebeu quando Rock Lee parou ao seu lado.

 

- Não tenho nada pra superar. Essa já era uma batalha perdida desde o começo de qualquer jeito. - Olhou sério para o moreno de olhos amendoados ao seu lado e voltou a olhar o casal.

 

- O amor é um jogo que nem sempre nós saímos vencedores. Às vezes se ganha, às vezes se perde. Sempre foi assim.

 

- O problema Lee, é que nesse jogo eu já cansei de perder. - Bufou chateado, desviando o olhar da cena romântica mais a frente.

 

- Talvez você esteja perdendo porque está jogando o jogo com as peças erradas.

  

    Lee olhou de forma penetrante nos olhos verdes do outro homem.  Percebendo o leve corar nas bochechas do ruivo, tomou coragem e prosseguiu.

 

- Você  é um homem incrível Gaara. É lindo, inteligente, centrado. Qualquer pessoa daria tudo para jogar  esse jogo ao seu lado. Eu mesmo, sempre reparei em você, desde que você começou a malhar lá na academia.

 

- Você reparava em mim? - Arregalou os olhos e abriu levemente a boca em surpresa.

 

- Às vezes perdemos a chance de ser feliz porque estamos com os olhos na direção errada não acha? - Sorriu com carinho e Gaara lhe ofereceu um pseudo sorriso. - Quem sabe a sua felicidade não estava perto todo esse tempo? Quem sabe ela não parou ao seu lado em um jardim?

 

    Gaara sorriu de forma tímida, olhou para baixo acenando a cabeça em negativa e mordendo o lábio inferior. Não é que nunca tenha reparado em Lee, o moreno enérgico e que vivia de alto astral, sempre chamou sua atenção.  Mas ele estava tão determinado a conquistar Naruto, que nem ao menos percebeu que era alvo dos olhares do Personal Trainer do horário da noite.

 

- Eu realmente fiquei bastante surpreso com essa declaração. - Sorriu pequeno ao olhar nos olhos negros do moreno.

 

- Eu ainda posso te surpreender em muitas coisas se você permitir.

 

   Rock sorriu ao ver como o ruivo estava constrangido.  A verdade era que Lee estava interessado no Sabaku há muito tempo, só faltava coragem para se aproximar. Porém, viu nessa noite de sábado, a oportunidade que tanto aguardou.

 

- A casa de vocês é realmente muito bonita. Até agora o meu lugar favorito é esse jardim. -  Lee olhou em volta e sorriu animado. - Porque você não me mostra o resto da casa?

 

- Eu adoraria. - Gaara sorriu abertamente dessa vez.




 

                ☆ ☆ ☆ ☆



 

     O dia estava estressante nesta quarta-feira. Outro prazo para entrega se aproximava, Kakashi estava com um mau humor do cão, Neji não concordava com ele sobre a edição da paleta de cores utilizadas para o filme e sua mãe não respondia se conseguiu ou não convencer seu pai a vir no casamento.

        Sasuke estava planejando a cerimônia em segredo junto com Shikamaru, Hinata, Itachi e Shisui. Porém, com Naruto pressionando desse jeito, toda hora perguntando, ficaria difícil esconder isso por muito tempo. Jogou o cabelo para trás com as duas mãos e rosnou irritado.

 

- Conta para ele de uma vez que você já marcou a data, vai te poupar desse estresse todo. - Neji falou como se fosse a coisa mais óbvia do mundo.

 

- Qual seria o conceito de surpresa se ele soubesse o que eu vou fazer? - Semicerrou os olhos com irritação para o moreno.

 

- Eu acho que seria mais simples. Já comprou as alianças?

 

- Ainda não. Falta isso e ainda tenho que ligar para o Yahiko e perguntar se a Konan aceitou cantar e…

 

- Nem se atreva a ligar pra ele. - Neji o olhou com uma expressão de ameaça. - Finalmente ele aceitou me dar uma chance, nem pense em surgir do nada e bagunçar a cabeça dele não.

 

- Eu não quero nada com ele não seu imbecil, fica tranquilo. Quem tenta roubar namorado alheio aqui, é você.  - Rebateu irritado.

 

- Ah claro, Hinata que o diga né? - Respondeu com ironia e Sasuke franziu o cenho com raiva.

 

- Não envolve o nome dela nessa história não, porque se eu te trato bem hoje em dia, foi porque ela me pediu. - Rebateu com raiva. - Agradeça a ela por ainda ter dentes nessa sua boca venenosa.

 

- Só estou te lembrando que você não é nenhum santo. - Falou indiferente, voltando a editar o vídeo. - Pelo certo, eu nem teria que ter apanhado, já que você fez a mesma coisa com a Hinata.

 

- Eu nunca agi pelas costas da Hinata. Me declarei para o Naru na frente dela e conversei com ela antes de tentar qualquer coisa com ele. Ao contrário de você, que foi uma cobra. Seu nome tinha que ser Naja Hyuuga, ao invés de Neji.

 

  Bufou estressado com a risada debochada que recebeu do moreno de cabelos compridos e resolveu ignorar o Hyuuga. Ficaram em silêncio por uns três minutos, até Sasuke não se aguentar e provocar de novo.

  

- Além do mais, se não fosse a surra que eu te dei, o Yahiko não ia ficar tão preocupadinho com você. Pelo certo, você tinha que me agradecer por ter quebrado sua cara, já que foi só por isso que ele começou a te olhar desse jeito.

 

- Tu acha que o pain me beijou só por causa daquela briga? - Neji olhou incrédulo para o Uchiha. - Você é patético Uchiha.

 

- Se foi só por causa disso eu não sei, mas que isso ajudou é um fato.

 

   Neji olhou estressado e já se preparava para responder, quando Kakashi interrompeu o “diálogo.”

 

- Vocês não cansam de brigar todo dia por causa disso não? Parecem duas crianças birrentas.

 

   Neji e Sasuke se encararam com raiva e cada um virou a cara para um lado. Desde que o Hyuuga voltou de licença médica e pediu perdão por todo mal que fez ao Uchiha, era sempre assim. Conversavam, discutiam, ficavam sem se falar e depois voltavam a conversar de novo, para novamente repetir o ciclo vicioso.

     No começo, Sasuke não conseguia nem olhar para a cara do Hyuuga, mesmo depois do moreno pedir perdão por umas boas dezenas de vezes. Porém, quando Hinata o pediu para colocar uma pedra no assunto, Sasuke não pode dizer não. O Uchiha se sentia em débito por tudo que a morena já tinha feito por ele,  não poderia negar um pedido dela. Mas no fim, quando viu que realmente Neji havia mudado, acabou perdoando de verdade o colega de trabalho. Mesmo não confiando nele como antes, resolveu manter uma relação amigável. Bom, amigável do jeito deles.

 

- Eu peço ao Yahiko pra avisar a Konan pra você. Não liga pra ele ou eu arrebento essa sua cara arrogante. - Neji falou indiferente.

 

- Como se você conseguisse fazer isso. Vai ir almoçar agora? Porque tô cheio de fome. - Levantou da cadeira e pegou a carteira e o celular.

 

- Vou. Só espera eu fechar o programa de edição. - Colocou as coisas em ordem e seguiu o Uchiha. - Quer ajuda para escolher as alianças?

 

- Pode ser. Fiquei em dúvida entre dois modelos lá, vamos que te mostro.

 

    Saíram do estúdio e Kakashi ficou rindo com a cena. “ Vou sobrecarregar meu cérebro, ficar maluco e não vou conseguir entender esses dois.” - Pensou olhando os funcionários se afastarem.

 

    


 

                      ☆ ☆ ☆ ☆


 

  Quando Sasuke chegou em casa, Naruto já estava lá.  O loiro tinha saído mais cedo da academia e planejava passar a tarde com Sasuke. Porém o Uchiha demorou mais do que o previsto para chegar e o Uzumaki resolveu se distrair de alguma forma. Agora ele estava sentado no sofá, assistindo a algum filme de ação.

 

- Boa noite meu loiro. - Selou os lábios nos do noivo, em um beijo suave.

 

- Boa noite meu menino. Chegou tarde, o que houve?

 

- Eu e Neji não entramos em acordo em nada sobre a edição do filme hoje. O cara era meu assistente a pouco tempo atrás e hoje acha que já pode discutir comigo. - revirou os olhos em irritação e Naruto sorriu com a cena.

 

- Se estressa não amor. Toma um banho e vem assistir filme comigo, estou morrendo de saudade de você.

 

  Sasuke concordou com um sorriso e foi fazer o que Naruto sugeriu. Colocou uma roupa confortável, comeu alguma coisa e foi ficar com o noivo na sala. Conversaram sobre o filme e sobre como foi o dia de ambos.

    Quando o filme acabou, o loiro disse que iria dormir um pouco no colo do moreno e Sasuke aproveitou para terminar de ler o livro que Shikamaru emprestou.

      Pegou os óculos de leitura e abriu o livro de romance policial no capítulo que havia parado anteriormente.  Estava submerso na estória, quando foi atacado por um loiro com um olhar felino.

 

- Já disse que você fica um tesão com esses óculos, não disse? - Naruto abaixou o livro que Sasuke lia e o beijou de forma intensa.

 

- Achei que você tivesse dito que estava com sono Usuratonkachi. - Sorriu ladino. - Mudou de idéia?

 

- Cansado eu estou mesmo.  Mas você é tão lindo que eu não resisto, ttebayo.

 

  Deitou no colo do moreno, com o corpo encostado no peito do amado, segurou seu rosto com ternura e o beijou com carinho. Sasuke acariciava seus cabelos e seu rosto, enquanto retribuía o beijo.

    O Uchiha rompeu o ósculo, o finalizando com selinhos curtos e ficou admirando o rosto do loiro. Como alguém poderia sentir tanto amor assim, ele não saberia dizer. Amou Naruto sua vida inteira. Mesmo quando namorou ou se apaixonou por outras pessoas, o amor que sentia pelo melhor amigo se manteve intacto, guardado em algum lugar de seu coração que ninguém nunca sequer chegou perto. Ter Naruto ali com ele era algo indescritível e imensurável.

 

- Você  é lindo sabia? As vezes nem acredito que você voltou pra mim. - O beijou novamente. - Eu sou tão feliz com você meu dobe.

 

- Também sou muito feliz com você meu amor. - Naruto roçou a ponta do nariz no nariz do moreno. - Eu fico louco pra noite chegar e poder ficar assim com você. Senti tanto sua falta naquela época, que tenho medo de ficar longe de você por muito tempo.

 

- Eu te prometo nunca mais te magoar de novo meu anjo. Nunca mais quero perder você. - Olhou com carinho dentro dos olhos azuis celestes. - Você é meu sonho, sempre foi, desde sempre. Eu te amo tanto, que nem sei te explicar isso em palavras.

 

 Naruto sorriu, mas não era um sorriso qualquer, era aquele sorriso que desmoronava todas as barreiras de Sasuke. Se Naruto imaginassem o poder que aquele sorriso exercia sobre o Uchiha, nunca duvidaria do amor que o moreno sentia por ele.

 

- Sorrir assim é golpe baixo Usuratonkachi, depois reclama que te olho com cara de bobalhão. - arqueou uma sobrancelha e Naruto aumentou o sorriso.

 

- Eu gosto quando você me olha assim bastardo. Sempre gostei. Desde quando éramos só amigos.


 

   Sasuke sorriu e voltou a tomar os lábios rosados de Naruto para si. Depois de um tempo nessa troca de carinhos, o Uzumaki se ajeitou melhor no sofá, colocando só a cabeça nas pernas do moreno, enquanto este voltava a sua atenção para o livro.

      Após alguns minutos,  o Uchiha estranhou o silêncio repentino e quando olhou para baixo, percebeu que o loiro já estava dormindo.  Sorriu com a cena e ficou admirando o loiro dorminhoco, quando o som da notificação de mensagens do seu celular o tirou de seu devaneio. Olhou no visor e seu coração acelerou quando viu que era sua mãe.

 

 Okasān :  Filho,  pode contar com a gente no dia do casamento, seu pai aceitou ir e parece estar mais conformado com a notícia. Seu tio Madara e seu primo Obito também irão. Mamãe te ama.

Meus parabéns meu amor ♡

 

Felicidade era uma palavra pequena demais para descrever o sentimento avassalador que o invadia. Agora sim, iria declarar seu amor diante de Deus e dos homens e contando com a benção de seu Otousān.  

  Naquele momento uma lágrima escorreu dos olhos de Sasuke. Porém, ao contrário das outras, ela não doía, não amargava.  O moreno percebeu que não era só de tristeza que o coração chorava. Naquela noite, essa lágrima solitária, era a prova viva que o amor e a alegria também transbordava um coração.

 


Notas Finais


Só quero agradecer mais uma vez. Pelas análises, pelos favoritos, pelos pedidos para continuar a estória, por saber que vocês se apaixonaram pela romance desses dois. Eu sou muito, muito grata. ♡

Beijos e até o próximo capítulo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...