História As coisas mudaram Lápis - Capítulo 67


Escrita por: ~

Postado
Categorias Steven Universe
Personagens Ametista, Connie, Garnet, Jasper, Lápis Lazuli, Malaquita, Peridot, Pérola, Steven Quartzo Universo
Tags Lapidot
Visualizações 14
Palavras 1.600
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção Científica, Harem, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yuri
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


desculpe a demora

quero ver quem descobre em....epa

Capítulo 67 - Irmãs


 

Pink batalhava contra Fênix e as outras diamantes, enquanto que os habilidosos que Pink transformou em monstros, lutavam contra o resto, a luta parecia igualada, mas para Amy as coisas estavam um pouco complicadas por conta de sua perna

A menor sempre pode se esgueirar por toda quanto e ser bem rápida, sua luta sempre este em suas pernas e nos braços, mas agora tinha que se manter em alerta

Para as outras não estava sendo difícil se proteger e atacar, a luta estava de igual para igual, Pink estava com dificuldades para atacar, eram 4 contra um, os ataques combinados, a luta era quase que inútil por Pink não morrer sempre que era acertada por uma delas

Em um estouro Pink mandou as diamantes para longe deixando apenas a fusão perto,  no mesmo instante Amy olhou vendo um dos monstros avançar contra WD que avia batido a cabeça e ficado vulnerável, as outras estavam longe demais para ajudar

Garnet ia ajudar quando a pequena passou por ela como uma bola de canhão, uma habilidade que aprendeu com a finada irmã, seus cabelos a cobriram e um fogo roxo a cobriu saindo girando em alta velocidade e acertando o bicho com força

–Não no meu torno

Amy fez seus chicotes parecerem, assim podendo lutar a uma certa distancia, em segundos saiu rolando em volta do monstro o amarando, seria um a menos para incomodar, os demais já estavam incapacitados de lutar e voltaram sua atenção para Pink que se viu sem saída mais sem poder morrer ela tinha uma vantagem

–Como acham que vão me matar ?, eu sou imortal

Yellow junto das outras estavam atrás da fusão, os demais já se juntavam em volta das mulheres

–De fato nem uma das nossas armas podem te matar, mas isso tem seu motivo, se uma pessoa de outro mundo morre no mundo que não é o seu, ela deve morrer como alguém normal mas você não é normal não é, você já perdeu antes, e para evitar perder de novo tomou uma certa providencia, uma que nos em particularmente demoramos para perceber

Pink tinha uma sorriso em seu rosto, porem ele sorria a medida que a fusão falava, a fusão sacou sua espada apontando para Pink

–Oque eu perfurar com isso vira pó, foi oque eu fiz com você não foi ?, mais a Pink desse mundo foi morta por um velocista, mas a da linha do tempo original ? ela não teve seu fim, você alterou seu DNA com a desse mundo, é complicado quase impossível mais da pra fazer, assim você ficaria praticamente imortal mais teria que ter duas coisas

Pink fez posse ao pegar sua espada ao chão, de fato Peridot desvendou tudo com ajuda é claro

– O poder de quem me matou aqui, e uma morte por uma espada desse mundo, vocês não podem me matar, esse mundo não pode me matar

A fusão então sorriu enquanto todos atrás de si estavam com medo e em pânico, sem mesmo a fusão pode mata-la então oque poderia ?

–Eu sei por isso pedi para uma amiga minha ir as compras

 A fusão olhou em seu pulso um bracelete em que mostrava algo se aproximando, Pink ia dizer algo quando foi lançado um tanto longe, WP estava a frente de todos, seu traje estava deferente, parecia mais tecnológico

–Desculpe o atraso, feliz natal

WP jogou algo para a Fusão, a mesma sorriu pegando

–Não é natal mais obrigado, vejo que pegou algo para você também, todos fiquem afastados eu cuidarei disso

A fusão falou seria, todos acenaram afirmando, WP não recuou por estar com um traje novo e do mundo certo poderia machucar Pink como avia feito a inda pouco 

–Não pode ser, isso não é possível eu devia ser capaz de prever isso com os poderes de aceleração.....não OQUE VOCÊ FEZ

WP sorriu, sua demora teve a ver por ela ter que passar por outros mundos e por uma dimensão bem peculiar

–Sabe, matar um velocista já é algo ruim, mas roubar sua velocidade é pior a inda, você não pode mas usa-la, enquanto vocês lutavam eu cancelava sua ligação com ela, aproveitei para ficar mais rápida

Pink ficou seria, sangue escorria de seu rosto e pingava ao chão, WP colocou sua mascara, a fusão descansou a espada em seu ombro 

–Passei pelo seu mundo eles querem a sua cabeça assim como esse, vai pagar pelo que fez a esses mundos

Pink gritou de raiva avançando contra as duas com força, WP viu tudo em câmera lenta e acertou Pink três vezes no rosto, a fusão já a chutava para cima

Pink caiu como uma arvore no chão, as duas se olharam e tocaram os punhos sorrindo, Pink teria que armar um plano mais precisava pensar, então fez mais de seus servos aparecerem, ate mesmo as que estavam afastadas tiveram que voltar a luta

No campo de refugiados, Steven entrou na tenta onde o corpo de Jasper descansava, o garoto sentia no pele a culpa por não ter sido capaz de salva-la, a maior já conhecia ele, eram grandes amigos

O menino se sentou ao lado da marca, limpou o rosto, agora ele estava mais serio, mesmo não aparentando ele já tinha uma idade considerável, em poucos anos estaria entrando no exercito.

–Desculpe, eu devia ter treinado, como você disse, devia ter ficado mais forte para proteger quem amo, mais não consegui salvar nem minha mãe, por que eu achei que podia salvar alguém

Steven queria muito socar algo ate quebrar o alvo ou a mão, sentiu pequenas mãos em seu rosto, abriu os olhos vendo a pequena de mais cedo, a mesma também tinha lagrimas no rosto, e parecia triste

–Ela era legal não é ?, sempre dando tudo de si em tudo, sempre a mais forte, as pessoas ao seu redor a julgavam imortal.....queria que fosse verdade

Os dois se levantaram e ficaram encarando o corpo coberto pelo pano branco, ouviram passos e ficaram espantados quando viraram

–Se querem ela de volta não gritem, só vai nos atrasar

Os dois acenaram com a cabeça, e ouviram com cuidado cada palavra para eles dita, ate a parte final

–Sabem oque fazer, se der certo sabem pra onde manda-la, não falem de mim por hora, boa sorte

A pessoa sumiu em um piscar de olhos, os dois se olharam, Steven fez sua tatuagem brilhar, Anna subiu na marca ficando em cima de Jasper

Os poderes de Anna eram a cura e poder ampliar os poderes de quem tocasse, porem tinha que escolher entre um e outro, nesse momento Steven se concentrava em usar todo o poder de cura que tivesse, enquanto Anna segura sua mão e a de Jasper

Steven tocou a cabeça de Jasper, seu corpo começou a ganhar cor, a tatuagem no nariz de Jasper acendeu assim como as dos dois, após isso tudo voltou ao normal, eles olharam para Jasper esperando ela acordar porem não acontecerá, não avia batimentos do coração de Jasper

Os dois ficaram a inda mais tristes não conseguiam nem juntos?, estavam para sair de lá quando ouviram um som estranho

Na zona de batalha, Pink estava em seu trono pensando, WP e a fusão tentavam avançar porem aviam cada vez mais dos servos para destruir, a cada 1 que caia 3 se levantavam

Em um descuido Amy se apoiou na perna errada, levando um chute e por assim sendo jogada longe, sentiu algo pesado em suas costas, um dos servos pisava nelas, o mesmo por um instante sorriu e levantou sua espada

–AMY NÃO

Pearl tentou avançar na tentativa de ajudar, mas foi bloqueada por mais deles, o servo levantou a menor com uma das mãos e com a outra arrancou um pedaço de ferro do carro atrás

Ele olhou para a ruiva e para a platinada e gravou a estaca de ferro na barriga de Amy que berrou de dor, a servo a largou no chão  pronto para dar o golpe de misericórdia quando literalmente um caminhão o acertou em cheio, ele e todos os servos no caminho.

–Na minha família temos um ditado, se mexer comigo, terá sérios problemas, mais se mexer com a Amy, é melhor mudar de planeta, porque vamos atrás de você e quando acharmos você.........vai se arrepender de ter nascido  

Uma garota magra cabelos volumosos, de farda estranha estralava as dedos seria, ao seu lado uma menina menor, que visse de longe diria que Ametista tinha pintado o cabelo e os olhos

As duas estavam serias, quando olharam para Amy viram uma pessoa alta e grande junto dela Steven, a pessoa levantou e se virou, mostrando uma Jasper muito brava e P da vida

–COMO ESTÁ VIVA ?

Jasper sorriu, Amy fora curada por Steven que sacou seu escudo após ajudar a outra levantar, avia mudado de roupa parecia um soldadinho, os três forma para o lado das outras duas

–Tive ajuda deles e de mais uma pessoa mais isso fica para depois, quero apresentar umas amigas, SJ e Carnelian, irmãs de consideração

As duas acenaram, a menor puxou de seu braço um machado em chamas, a maior magra fez duas luvas aparecerem, Jasper fez seu capacete aparecer, e Amy puxou seu chicote, as quatro saíram rodando destruindo tudo e todos a sua frente , abrindo caminho para WP e a fusão passar as outras voltaram suas atenções aquém estava a sua frente

 

As coisas finalmente estavam dando certo, mas Pink sempre tem uma carta na manga, ela usaria no momento certo, o que ela não contava é que de longe uma pessoa a observava 


Notas Finais


eai quem tem palpite de quem é ?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...