História As idiotices de uma adolescente - Capítulo 34


Escrita por: ~

Postado
Categorias Shawn Mendes
Personagens Personagens Originais, Shawn Mendes
Tags Shawnmendes
Visualizações 16
Palavras 1.034
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 34 - 32


Saímos de casa bem antes do horário do vôo para que nós não perdêssemos o mesmo.  Chegamos ao aeroporto, fizemos o check in e ficamos aguardando o chamado para embarque do vôo. Eu e a família do Shawn iríamos para Montréal, para casa dos avós paternos dele. Nesse momento faltava uma hora para o vôo sair, então estávamos todos em um lugar (que não sei o nome) de espera. 

Como eu estava com um pouco de fome, chamei Shawn para tomarmos um café, pois vi que aqui no aeroporto tem algumas cafeterias. Fomos até uma das cafeterias e fizemos nossos pedidos. 

Enquanto conversava com o Shawn, olhei para as pessoas que passavam pelo local e uma delas me chamou a atenção. Aquele rosto me era famíliar, mas será que era ela? E se for, por que ela está aqui? Eu me lembro muito bem, que hoje mais cedo antes de virmos para o aeroporto, ela estava de papinho com a Aaliyah.  Sem pensar me levantei da mesa e fui em sua direção, como se automaticamente meu cérebro queresse ir lá.  

Quando cheguei perto dela, pude observar melhor sua cara de desprezo, logo ao lado dela apareceu seu cão de guarda, Liv. Não sei bem o que elas querem, mas irei descobrir. 

— ora, ora, olhe só o que temos aqui Marina — Liv fala parando em minha frente e cruzando os braços. Automaticamente eu revirei meus olhos. 

— O que vocês estão fazendo aqui? — perguntei já de saco cheio. 

— Que eu saiba esse lugar é público, não é? — Marina diz 

— obviamente. 

— E que eu saiba, não devemos satisfações a você. — Liv diz 

Balanço a cabeça em sinal de negação e me viro na intenção de sair dali, eu não estou com cabeça para discutir com essas duas. 

— Olha Liv, a cadela já vai com o rabinho entre as pernas. Olha até rimou! — Marina fala sarcástica. Sem pensar me viro bruscamente e dou um tapa em seu rosto, foi tão forte que a mesma caiu no chão. Me surpreendi com tamanha força minha.

— Lave sua boca para insinua coisas a mim — disse apontando o dedo na cara dela.

— Sua cachorra, você não tem o direito de tocar nela! — Liv falou vindo para cima de mim. Logo uma barreira de pessoas se formou em nossa volta, que povo mais curioso. 

Nem sei de onde tirei forças, mas eu já estava em cima de Liv distribuindo tapas em cada um dos lados do seu rosto. 

Em poucos minutos sinto alguém me pegando pela cintura e me tirando de cima dela. — Me solta ! ME SOLTA! EU JÁ ESTOU DE SACO CHEIO DESSAS DUAS VAGABUNDAS! EU NÃO AGUENTO MAIS ! ME SOLTA! — grito percebendo que essa pessoa que me segura, está me levando para longe do local.  Quando a pessoa finalmente para de andar, olho melhor para o local e estávamos em uma parte afastada do aeroporto, em frente a sala de limpeza do local.

Me viro para ver quem é que tinha me tirado de lá, eu achava que tinha sido o Shawn, mas eu me enganei feio .

— Justin? O que você está fazendo aqui? — pergunto surpresa.

— Ah, eu vim deixar uma pessoa aqui. Aí quando eu vi você quase tirando a pele da Liv aos tapas, resolvi intervir. — ele disse e depois deu uma gargalhada gostosa — Você ia acabar com ela. 

— Então por que me tirou de lá? Essa era minha intenção, acabar com elas. — falei e ele riu mais alto.

— pelo simples fato de que você poderia ser presa se acontecesse algo mais sério com ela. — ele disse. 

Eu não estava nem aí pra isso, eu só queria ver ela sangrar por tudo o que me fez. 

— Mas enfim, vocês eram tão juntas, o que aconteceu ? — ele pergunta se encostando na parede ao lado da porta da sala de limpeza 

— Éramos , falou certo, éramos juntas, mas parece que quando eu vim para cá depois do acidente, tudo desandou. — disse suspirando pesado e me encostando do outro lado da porta.

— Ata. Falando em acidente, você ainda não lembra de mim? — Justin

— Não, o máximo que eu lembro é o seu nome, nada além disso. — respondo — Olha eu já tenho que ir, o Shawn deve estar louco, me procurando.— falei já saindo mas Justin segurou meu pulso.

Sem perceber ele abriu a porta da sala de limpeza e me puxou para dentro da mesma. — Sabe Kayli, hoje eu vou fazer com você eu o que eu quis fazer na minha casa um dia desses. As meninas serviram muito bem de isca para você. — ele disse se aproximando de mim e colocando uma mecha do meu cabelo atrás da minha orelha.

— Do que você está falando seu louco. — disse já com a voz trêmula, eu estou com medo do que pode acontecer aqui dentro.

— Você já vai saber — assim que ele se pronunciou, me imprensou contra uma parede do salinha e me beijou com força. Eu não retribui o beijo. 

— Justin me-me deixa sair, por favor — supliquei já chorando. Ele não parou de me apertar e então desabotoou minha calça jeans e colocou sua mão dentro da mesma, começando a mexer em meu sexo.

— Agora você vai ser toda minha Kayli — ele disse rossando seu sexo no meu. Eu já estava chorando horrores eu não conseguia sair ela era mais forte que eu. 

— Justin para! Me deixa ir ! Para Justin ! 

— Ela disse para você parar ! — ouço Shawn gritar e logo dar um soco em Justin, fazendo o mesmo cair no chão.

No mesmo instante mil e uma lembranças invadiram minha mente, tudo o que aconteceu antes e depois do acidente, tudo estava vindo a tona, ao ver a cena de Shawn batendo em Justin, tudo voltou . Uma tontura se formou em mim, cambaleei um pouco para o lado .

— Shawn solta ele, não vale a pena— disse baixo já vendo tudo se apagar, foi então que eu apaguei por completo.

— Kayli ! — foi a última coisa que escutei.








Notas Finais


Me desculpa a demora, mas eu estou com bloqueio e não estou conseguindo continuar a história, mas eu não vou deixar ela de lado não... Espero que tenham gostado e se quiserem podem meandar ideias para o próximo capítulo.😗😗😗😗


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...