História As paixões de July II - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias CNBlue, EXO, Infinite, Monsta X, NU'EST, SHINee, VIXX
Personagens Baekho, Chanyeol, Dongwoo, Hongbin, Hoya, Hyung Won, Kai, Kang Min Hyuk, Leo, N, Personagens Originais, Ravi, Ren, Suho, Sunggyu, Taemin Lee, Won Ho
Tags Drama, Exo, Hospital, Infinite, Monsta X, Morte, Nu'est, Sangue, Shinee, Vixx
Visualizações 20
Palavras 909
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


18/07/2015 segunda-feira

Capítulo 20 - XX


Fanfic / Fanfiction As paixões de July II - Capítulo 20 - XX

Estou chegando de volta de Portugal, cansada e com fome. São 2:00 da tarde e acho que ninguém veio me buscar, também a esta hora... Avistei o Rapha.

-Oi. Que bom que veio me buscar.

-E aí moça, palestras transmitidas ao vivo. Parabéns! Vamos, irei leva-la para o hospital.

-Não, quero ir embora.

-Não, você irá agora para o hospital fazer os exames, novo regulamento para você assinado pelo diretor. Você é obrigada a fazer exames sempre que voltar de viagem em um prazo de 24 horas. Depois lhe levo embora.

-Agora então terei que fazer exames para poder ir e quando voltar, é isso? Serei monitorada?

-Sim, eu criei essa regra para você viajar e como disse o diretor já assinou. Se visse seus e-mails saberia disso.

-Olha aqui Raphael não começa... Fiquei 4 dias isolada do mundo, não falei nem com Dongwoo, não consegui, trabalhei muito lá. Acha que tive tempo de olhar e-mail.

-Eu sei Ju, não estou te criticando, só quero que entenda, é para o seu bem!

-Eu entendo! Cara, eu tive que avaliar as palestras, você não tem noção do que foi... Tive que dar parecer para todos os especialistas que apresentaram. Nunca passei por isso, só fui avaliada, nunca avaliei ninguém! Foi bem complicado...

Fiz os exames e Rapha me levou embora. Não que fosse necessário. Fomos caminhando e conversando.

-July, estou com um papel bem chato no momento, tenho que demitir uma pessoa e estou sem coragem de falar com o coordenador, o que eu faço?

-Primeiro me diz se é meu?

-Não é do Edu!

-Quem?

-O Yunjun.

-O que ele fez? Irá mexer no meu projeto... Então é meu!

-Ele não fez nada, tenho que demitir para contratar outro no lugar.

Entramos em casa e a mesa já estava posta para nós. Entrei e abracei a Dahye.

-O senhor Dongwoo está descansando, pediu para chama-lo.

-Obrigada.

Fui até o quarto, dei um beijinho em seu rosto. –Cheguei meu preguiçosinho. Vamos tomar café, quer nos acompanhar?

-Já vou...

Estávamos comendo quando Dongwoo chegou.

-Como foi lá Ju?

-Foi maravilhoso, mas depois eu te conto, tenho que comer e sair.

Terminei e sai para o hospital.

-Ju, o que irá fazer no hospital? Espera ai... Eu irei junto. Tchau Dongwoo!

-Raphael eu irei consertar o que está errado.

Fui em silêncio até chegar no hospital. Olhei para o Raphael e fiz um sinal para ele sair. Pedi licença e entrei na sala do diretor.

-Dra. queria muito parabeniza-la pelas palestras e avaliações assisti tudo, fiquei sabendo que a senhorita desempenhou um excelente papel. Foi muito elogiada. E o hospital ficou muito bem conceituado e bem representado. Tenho que lhe agradecer muito por isso.

-Que bom Dr., eu agradeço. Então eu posso tomar a liberdade de saber o motivo que o Yunjun terá que ser demitido? Acho uma atitude precipitada, demitir um médico novo e com tanto potencial.

-Dra. acho que a senhorita não deveria se preocupar com outras alas do hospital, isso não cabe ao seu julgamento.

-Cabe sim Dr., ele é um dos médicos que estou apostando, estou investindo nele. Dr. ele tem muito para crescer... Não pode! Eu irei traze-lo para meu departamento se o Sr. insistir.

-Dra. você é muito insolente, ponha-se no seu lugar. Se não está contente...

-Não, eu não estou contente, e a minha insolência Dr. é pelo bem do hospital, se o senhor achar que não posso opinar para o que é melhor, fique a vontade de quebrar meu contrato. Não abro mão do Yunjun! Nunca lhe indiquei ninguém que desse problema para o hospital. Se isso não vale de nada...

-Dra. July, a senhorita tem a capacidade de me enfrentar desse jeito?

-Sim, tenho! Enquanto estiver aqui, lutarei pelo bem do hospital, acho que o Sr. não está raciocinando direito e tenho a obrigação de informar isso.

-Dra. retire-se da minha sala.

-Sim Sr.!

Sai da sala do diretor e me dirigi até a minha. Comecei a organizar minhas coisas. Tinha certeza que iria ser mandada embora. Passou 20 min.

-Dra. acho que devemos acertar uma coisa. Ele fica e você larga a cirurgia e assume a vice-diretoria do hospital. Irá levar o seu nome e o nome do hospital sempre que necessitado. E arrume suas coisas para mudar de sala, não para ir embora.

-Sim Sr., Obrigada Dr.! Eu agradeço muito de coração.

Pela segunda vez larguei tudo e abracei-o, e pela primeira vez ele correspondeu...

-Gosto do jeito com que você defende o que acredita. Continue assim... E continue lutando pelos seus “filhos”. Não perca isso acredite no potencial de quem quer aprender. Siga ensinando que sabe...

Segurei suas mãos e fiquei pulando feito criança e agradecendo muito pela oportunidade e pela confiança.

-Nunca deixaria você sair por aquela porta para ir embora.

-Mas Dr. poderei fazer cirurgias as vezes né?

-Claro, sempre que puder. Não quero que se desgaste, seu tempo para isso irá diminuir.

-Arrumarei minhas coisas amanhã. Até mais.

Fui para casa quase correndo. Entrei gritando e chorando.

-DONG, DONG...

Ele veio do escritório. –O que aconteceu? O que você tem?

-Sou a nova vice-diretora do hospital...

-Nossa, amor, que legal! Parabéns! Vamos sair para comemorar...

-Não eu quero comemorar lá na banheira agora!

Ele me pegou no colo e me jogou dentro da banheira, ligou as torneiras e começou a tirar minha roupa.

-Seu celular July.

-Deixa, depois eu vejo, termina o que está fazendo.

-Amo você!



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...