História Até o Fim Do Mundo [ABO] - Capítulo 4


Escrita por: ~ e ~Kim_Junghee

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Abo, Bts, Fim Do Mundo, Fluffy, Hospicio, Invasão Mosquito, Jikook, Paranormal, Pós-apocalíptico, Yaoi
Visualizações 203
Palavras 3.558
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Ficção, Ficção Científica, Fluffy, Hentai, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Survival, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 4 - Ele Era Noivo??


Fanfic / Fanfiction Até o Fim Do Mundo [ABO] - Capítulo 4 - Ele Era Noivo??



Jimin


- Não... e-eu não gosto de dormir sozinho... - falei meio apreensivo. - dorme aqui comigo.


Kookie


O olhei surpreso.

- Você quer que eu durma aqui? Na mesma cama que você??


Jimin


Balancei a cabeça afirmando.

- Mas antes, coloca aquela "coleira". - pedi.


Kookie


- Ah, tá - disse simples.

Procurei pela "coleira" dentro da minha bolsa, achando e colocando ela em meu pescoço novamente.

Aish!! Ele e ainda não confia em mim? Mas... Tá. Eu entendo.

- Não confia em mim? - o olhei incrédulo.


Jimin


- Confio... mas, sei lá, eu tenho medo.

Fui até a cama deixando minha mochila ao lado dela. Me sentei encostando na cabeceira.

- Acha que amanhã, aquele povo do hospício vai vir me procurar de novo? - perguntei com receio de sua resposta.


Kookie


- Com certeza, mas talvez eles não venham aqui, pois já vieram ontem, ainda tem os outro lados para explorar. Mas talvez eles venham aqui amanhã sim - olhei pela janela vendo que estava quase escurecendo por completo.


Jimin


Tremi com sua resposta. Meus olhos foram de um castanho para um cinza meio escuro.

Me encolhi na cama abraçando meus joelhos.

- Eu estou com medo, medo deles me pegarem... se eles me encontrarem vão fazer o que? - perguntei desesperado sentindo as lágrimas querendo descer.


Kookie


- Eles não vão te pegar - me sentei ao seu lado o abraçando de lado - eu não vou deixar, Ok? Eu literalmente, daria a minha vida pela sua - tentava passa-lo segurança.


Jimin


Me surpreendi com seu ato. Corei um pouco.

- Tá falando sério? - perguntei meio surpreso.


Kookie


- Sim - sorri - eu não quero te decepcionar, mas é por conta de seu sangue - o olhei na expectativa de não magoa-lo - e também... Porque é minha obrigação te proteger... É... - olhei pro outro lado corando - porque e-eu gosto d-de você.


Jimin


Desviei olhar corando.

- Então... posso te p-pedir uma c-coisa?


Kookie


O olhei curioso afirmando com a cabeça.


Jimin


- M-me dá um... beijo? - pedi ainda nervoso.

Meu olhos, que antes estavam castanhos, agora estavam em um mel misturado com vermelho mais puxado pro rosa.


Kookie


Caralho! Meu Deus! Ele não pediu isso!

O olhei, me assustei com a cor de seus olhos. O que é que ele tem pra ficar mudando a cor de seus olhos desse jeito??

Encarei seus lábios me aproximando devagar. Fechei os olhos ao sentir seus lábios tocarem os meus. Apenas um selar simples.

Dei uma molhadinha em seus lábios com a minha língua como pedido de passagem.

Levei minha mão até seu rosto fazendo um leve carinho no mesmo.


Jimin


Logo cedi passagem e senti sua língua tocar a minha, seu beijo é calmo, mas ao mesmo tempo é de perder o fôlego. Seus lábios são tão macios, ele beija tão bem, bem até demais.

Levei minha mão até seus cabelos acariciando seus fios.


Kookie


Eu devia parar. Já faz um tempo que não entro no cio. Talvez ele esteja próximo. Não tem como eu saber. Mas tá, se isso acontecer, eu aguento.

Levei a outra mão até seu quadril apertado um pouco.


Jimin


Arfei entre o beijo, logo separando por falta de ar. Joguei minha cabeça pra trás pra ofegante. Senti meu rosto queimar.

- E-eu também... gosto de você - falei sem jeito.


Kookie


Sorri.

Esse ser humano é muito fofinho. Dá vontade de apertar.

- T-ta - levantei com vergonha - vou procurar coberta nas outras casas, aqui não tem nada - apontei pro guarda roupa - Já volto. Me chama se acontecer qualquer coisa. Ok? - o olhei ainda corado.


Jimin


Assenti corado de cabeça baixa. Vi ele sair do quarto. Fui até minha mochila e peguei um caderno e alguns lápis que eu tinha achado em uma casa qualquer.


###


Vi ele entra no quarto com umas três cobertas em mãos.

- Pra quê tudo isso?


Kookie


- Ah... Era pra trazer só uma... Mas tipo, fiquei com receio.

Deixei tudo na cama.

- A gente tinha que fazer uma fogueira para esquentar nossa comida, não aguento mais comer comida gelada - Me aproximei da janela observando a rua.

Espera. Tem uma pessoa ali? Tem? Eu não estou delirando! É o Taehyung!!

Por um breve instante, ele olhou pra mim. Quando percebeu minha presença, olhou novamente.

Rapidamente desci as escadas e saí da casa. O abracei forte o derrubando no chão.

- Tae!! Ainda bem que você está vivo!!

- Kookie!! - ele me apertou mais - Que bom que te encontrei!!

Me levantei e estiquei a mão para ele levantar.

- Há muito tempo não conversa com ninguém? - perguntei.

- Não, eu encontrei o Jin a dois dias, não muito longe daqui. Mas ele estava indo em direção contrária da minha procurando o Nam - deu um suspiro - Aí!!! Como eu tava com saudade de você!! - me abraçou e foi distribuindo selares por todo meu rosto, quase pegando na minha boca.


Jimin


Ao ver ele descendo as escadas rápido demais, fiquei um pouco preocupado. Desci quando ouvi algumas vozes. Parei na porta da casa observando dois seres conversando.

- O que está acontecendo? - perguntei estranhando os dois. Eles se conhecem?


Kookie


Me separei de Taehyung olhando pro Jimin.

- Esse aqui é o Tae, um amigo meu que trabalhava comigo no laboratório. Tae, Jimin.

Tae se aproximou de mim sussurrando em seu ouvido:

- Ele é sangue limpo?

- Sim. Eu finalmente achei alguém com sangue limpo - sorri pro Jimin.

- Oi Jimin - estendeu a mão para o menor cumprimenta-lo.


Jimin


- Oi - sorri minimamente o cumprimentando - Eu vou voltar para aquele quarto...

Dei meia volta deixando os dois sozinhos, voltei para o quarto. Me sentei na cama continuando o desenho que eu estava fazendo.

Tentava fazer um desenho de Jungkook, não sei bem por que estava desenhando isso... mas... Não tenho mais nada pra desenhar.


Kookie


- Não gostei - diz ele cruzando os braços e fazendo bico. Taehyung parece uma criança.

- E por que não? Ele é legal - sorri.

- Eu não acredito que ele te fez usar isto - diz levantando minha cabeça e mechendo naquela gargantilha projetada por mim mesmo - Não gosto dele. De jeito nenhum.

- Taehyung - digo tirando suas mãos de mim delicadamente e voltando a olha-lo - Dê uma chance, nem conhece o garoto direito - ele cruzou os braços - Vai com a gente pro laboratório, não é?

- Sim, eu vou - sorriu pra mim - Mas agora, vem aqui. Estou com saudade - se aproximou passando os braços em volta do meu pescoço e aproximando nossos rostos.

Virei o rosto para que não houvesse contato entre nossos lábios.

- Tae - Peguei em seu quadril o afastando - Não estou bem, dá pra gente não fazer isso agora. Ao menos hoje - pedi com receio de que ficasse triste.

- Poxa, depois de tanto tempo sem nos ver, eu não mereço nem ao menos um beijo?

- Não seja dramático - O afastei caminhando para a porta da casa que estávamos - Vem, vamos arrumar um lugar pra você dormir.

Ele me seguiu.

Entramos no quarto. Jimin estava sentado na cama.

- Olha, temos apenas uma cama de casal para dormir nós três, e ninguém aqui pode ficar separado, então farei o seguinte... Vou pegar um colchão na outra casa, aí vocês dois dormem na cama, pode ser? - perguntei olhando pros dois.

- Não! - disse Taehyung.

- E por que não? Qual o problema?

- Não acho que tenha que dormir no chão... O Jimin pode, ele é limpo, nós não.

- Mas eu sou o único alfa daqui, devia fazer isso por vocês. E o Jimin vai ficar no meio de nós. A gente pode morrer, ele não.


Jimin


- Mas eu quero dormir ao seu lado, Kookie - O garoto que estava com ele falou.

Meu olhos imediatamente ficaram meio vermelhos por causa do apelido, mas, por que?


Kookie


- Não Taehyung!! Como você é teimoso!! É melhor ficar assim do jeito que eu disse - Saí indo pra outra casa procurar um colchão.


Jimin


Continuei a desenhar. Me senti meio desconfortável com a presença dele ali. Talvez por que mal conheço ele... sei lá.

Abri minha bolsa e peguei qualquer coisa para comer, me sentei na cama novamente ainda com o caderno em mãos.

- O que está fazendo? - Pergunta Tae, tentando puxar assunto. Tenta espiar o que eu estava fazendo.

- Nada demais - puxei o caderno grudando em meu corpo para esconder o desenho. - Da onde vocês se conhecem?

- A gente se conheceu quando éramos crianças. Nossos pais eram amigos. Íamos nos casar, mas aí aconteceu isso - se referiu ao incidente com o mosquitos.

O sorriso nos lábios era maldoso, porém ele estava de costas para mim mexendo em sua bolsa.

Casar? Aquele idiota ia casar? E ainda teve coragem de me beijar? Ele estava noivo! Noivo!!! Por que eu me deixei levar por aquele momento? Por que eu confiei nele? Bom... Agora não posso mais voltar, já disse que iria ajudar. Mas a vontade de largar tudo isso e sair daqui agora mesmo, andar sozinho até qualquer lugar do mundo, que esteja bem longe de Jeon Jungkook.

Meu olhos, que estavam em um vermelho fraco, agora estava em um vermelho intenso. Abaixei a cabeça para disfarçar.

- Ah tá. - fingi estar tranquilo quando na verdade queria voar no pescoço de Jungkook.

Pescoço! Foi aí que me lembrei da coleira que ele usava no pescoço.

Peguei o controle em meu bolso e dei um leve choque.


Kookie


Andava com o colchão em mãos, tomando cuidado pra mim não pisar em cima.

- Aish!! Jeon JungKook!! Você está quase lá... Morrendo de tanto andar mas está quase... Agrh!! - caí no chão sentindo uma dor enorme.

Aquela maldita gargantilha. Por que? Será que o Jimin sentou em cima?

Aish!!

Continuei ali no chão, tentando esquecer a dor, para amenizar. Quando melhorou, ao menos um pouquinho, me levantei pegando o colchão que estava comigo.

Estava mancando, e gemendo de dor a cada passo que dava. Aquele objeto, foi projetado para alterar, não apenas a parte de cima de seu corpo. Mas sim, o corpo inteiro.

Ainda sentia uma dor enorme, porém não podia deixar dois ômegas sozinhos.

Juntando toda a energia que me restava, continuei até chegar na casa. Pra subir as escadas, a dificuldade foi máxima. Quando cheguei no quarto, deixei a merda do colchão em qualquer lugar e me joguei na cama.

- A-acho que vo-você sentou em cima do controle - dizia arranhando meu pescoço tentando de qualquer jeito tirar aquilo.


Jimin


- Não, não sentei - disse baixo ainda com a cabeça baixa - você mereceu - sussurrei a última parte para que só ele ouvisse.


Kookie


- Por que?! Eu não fiz nada!! Que injusto!!

- Kookie? Você está bem? - Taehyung se aproximou de mim passando a mão em meu pescoço, agora roxo.

- Tô bem, Tae - me levantei - Por que fez isso?


Jimin


O encarei com meus olhos em um vermelho intenso, com um olhar mortal. Apenas fiquei o encarando.


Kookie


Me assustei com seu olhar em vermelho vivo. Fui obrigado a me afastar um pouco.

- Tá... Eu vou arrumar as coisas aqui para a gente dormir.

Coloquei o colchão onde no chão, ao lado da cama. Coloquei um cobertor e um travesseiro ali. A cama já estava arrumada.

- Não quero passar a noite brigando, então vou dormir - me deitei no colchão - e Taehyung, você não vai dormir aqui - coloquei a mão no colchão ao meu lado - O Jimin é que vai, aceita isso de uma vez - falei rude - Boa noite pra vocês.

- Aff!! - reclamou Taehyung se deitando do outro lado da cama.


Jimin


Guardei meu caderno junto aos lápis. Me deitei na cama e me cobri.


###


Estava no meio da noite, acordei assustado após ter um pesadelo, eu estava ofegante e suado. Me levantei com cuidado e andei até fora daquele quarto.

Sai daquela casa assustado em busca de ar. Olhei para o céu apreciando as estrelas, encantado. Comecei a ficar calmo, mas logo isso passou ao ouvir aquele mesmo barulho de veículos, tirando o silêncios da noite.

Comecei a tremer, fiquei desesperado. Entrei na casa novamente correndo até o quarto.

- Gente, vamos embora daqui! - gritei para acordar os dois. Fui até minha mochila logo a pegando e colocando nas costas. - Levantem! A gente precisa ir!


Kookie


Acordei assustado.

- O que?! Que foi?! Aconte... - escutei o mesmo barulho do dia anterior.

Ah não!! Nem amanheceu ainda!! Meu Deus!!

Me levantei rápido juntando minhas coisas.

- Espera, gente o que está acontecendo? - perguntou Tae.

- Só faz o que a gente pedir, depois explico tudo, Tae. Por favor. Sem perguntas Ok? - ele concordou juntando suas coisas.


Jimin


Desci as escadas correndo ouvindo o barulho cada vez mais alto. Alto mesmo, muito alto na verdade. Comecei a ficar com medo, o barulho estava alto demais, o veículo poderia estar nessa rua, ou na próxima, comecei a tremer de desespero.

- Kook, eu estou com muito medo, eles estão muito próximos, eles vão me encontrar, eles vão... - comecei a soluçar de tanto chorar - E agora? O que eu vou fazer?


Kookie


- Ei! - segurei suas mãos - fica calmo... Não deixei eles te levarem ontem, não deixarei hoje. Só se acalma, Ok?

Taehyung perecia assustado tentando entender tudo o que estava acontecendo.

- Vem, podemos pular a janela do fundo.

Saímos pelos fundos da casa. Pulamos o portão do jardim que havia ali. O barulho não diminuía de jeito nenhum.

Comecei a ficar preocupado.

Corríamos o mais rápido que podíamos, e eu guiava eles. Mas parece que estamos indo na mesma direção que eles. Estou apenas seguindo a direção do meu laboratório mas... Calma...

O Jimin fica o tempo todo falando desse hospício, e com medo dele. Na rua do meu laboratório, há um hospício bem grande. Será que...

Não, não, não!! Eu sei o que eles fazem dentro daquele lugar!! Eu preciso ver as costas dele agora.

- Espera!! Espera!! - puxei o braço de Jimin - Deixe-me ver - O virei e levantei sua blusa.

Sim. Isso mesmo. Marcas de chicotes. Ele é daquele lugar.

Ele tem muito medo de lá. Se eu contar... Que estamos indo pra lá... Ele vai continuar comigo??

Estava entrando em desespero.


Jimin


- O que está fazendo, seu idiota!? - rapidamente tirei suas mãos de minhas costas logo abaixando minha camisa - Esse barulho não para! Ah, eu to ficando louco!

Tapei meus ouvidos andando para diferentes direções tentando ir a direção contrária daquele barulho. Mas, parece que vem de todos os lugares.

- Aish! Eu não aguento! Isso é pressão demais! Eu não quero voltar para aquele lugar! - Disse desesperado.


Kookie


- JIMIN!! - o segurei pelos ombros para que parasse de correr - DÁ PRA PARAR?! ELES NÃO VÃO TE TIRAR DE MIM!!! DE JEITO NENHUM!!! - o abracei forte entrando em desespero junto a ele.

Quando já não tinha nada a se fazer. Nenhuma escolha. Nada! Nada!

Olhava desesperadamente para todos os lados procurando alguma saída.

Foquei em um ponto específico. Um portão de garagem inteiro, diferente de todos os outros que estava abertos ou destruídos. Lembro perfeitamente daquele dia: "Qualquer casa que estiver impecável, é porque tem coisas lá dentro. Investigue." isso mesmo! Jin disse isso antes de sairmos de casa.

Segurei na mão dos dois correndo para aquela garagem.

Tive que fazer um esforço para conseguir abrir aquele portão, mas consegui.

Havia uma moto lá dentro. Inteira. Me aproximei e a liguei.

Sim! Ela ligou!

Olhei pra fora. Aquele veículo estava no fim da rua, vindo em nossa direção, porém ele era lento. Olhei pro Jimin que chorava como nunca.

- Taehyung!! Eu preciso que seja forte e faça tudo que eu mandar!! Você, vai pro laboratório!! Provavelmente chega lá em 4 dias, andando - subi na moto a tirando da garagem - estarei te esperando lá. Sobreviva. E lembre-se. Toda casa que estiver impecável, como está garagem... Tem algo dentro. Jimin!! Suba!! Rápido!! - usei minha voz de alfa, assustando os dois ômegas.

Jimin subiu na moto, sentando atrás de mim. Ele estava tremendo.

- Mas... Mas.. Kookie!! Não pode!!

- KIM TAEHYUNG!! VOCÊ SOBREVIVEU ATÉ AGORA!! PRECISO DE VOCÊ VIVO!! NO LABORATÓRIO!! QUANTO ANTES POSSÍVEL!!!! ME OBEDEÇA!!!! - usei novamente minha voz de alfa.

Senti uma dor imensa em meu braço. Eu havia levado um tiro de raspão no braço.

- JIMIN!!! SE SEGURA!!! - ele me apertou.

Acelerei a moto saindo o mais rápido que pude.

Fui obrigado a desviar dos tiros para não furar o pneu da moto.


Jimin


Abracei seu corpo o grudando ao meu. Eu estava com muito medo. Enterrei meu rosto em suas costas molhando sua blusa por conta das lágrimas.

O veículo estava tentando atirar na gente. Fiquei com mais medo ainda. Sei que eles não vão atirar em pois precisam de mim vivo.

Apenas desenterrei o rosto de suas costas ao parar de atirarem. Olhei pra trás e vi o carro muito longe. Voltei a olhar pra frente ainda assustado.


Kookie


Depois de um tempo indo para a direção contrária do meu destino, pois sei que aquelas pessoas iriam nos seguir se eu seguisse pro meu laboratório.

Quando vi que já estávamos bem longe daquele lugar, parei a moto no primeiro posto que vi.

Desliguei a moto e esperei Jimin descer. Depois desci dela. Seus olhinhos estavam inchados e vermelhos. Ele estava chorando enquanto eu pilotava.

- Vem aqui - o abracei tentando passar conforto. Levei uma das mãos aos seus cabelos fazendo carinho - Já passou, não tem mais ninguém aqui. Eu te disse que ninguém vai te tirar de mim. Eu vou sempre te proteger, ok? - escutava suas fungada e seus soluços. Ele ainda estava assustado. Conseguia escutar as batidas de seu coração acelerado - Fica tranquilo. Ninguém vai te fazer mal. Enquanto eu viver, te defendo com a minha vida se for preciso.


Jimin


O apertei ainda mais em meus braços.

- Obrigado... obrigado por me proteger tanto, sei que é só por causa do meu sangue... mas, obrigado.


Kookie


- Não e só por causa do seu sangue - me separei - Não diga isso. Você acha que só estou com você por interesse?? No começo até sim, eu não te conhecia... Mas depois... Aish!! Esquece.

Tirei a mochila das costas e a deixei em cima da moto. Abri a mesma tirando um lanche de dentro pra comer. Dei uma mordida.

- Eu vou ali dentro usar o banheiro e já volto - saí andando.

Depois de sair da cabine do banheiro, me olhei no espelho que tinha ali. Minha blusa estava rasgada e toda suja de sangue, lembre que quase levei um tiro. Tirei minha camisa vendo meu ombro ferido.

Me abaixei e joguei um pouco de água para tirar o sangue. Isso me causou mais dor ainda.

- Aaaahh... Grr!! - tentava não gritar, mais aquilo doía.


Jimin


Do que ele estava falando? Não está comigo só por interesse? O que ele quis dizer com isso?

Sequei minhas lágrimas parando de chorar.

Ouvi um grito de dor vindo de dentro daquela loja. Entrei meio preocupado com ele. Fui até a porta do banheiro e a abri.

- Está tudo b... - ia perguntar mas desisti da pergunta ao vê-lo sem camisa.

Corei ao extremo, abaixei minha cabeça olhando para o chão envergonhado.

- D-desculpe, você precisa de ajuda? - disse com a cabeça ainda baixa.


Kookie


- Não, tá tudo bem - forcei um sorriso - Aconteceu alguma coisa? - perguntei pelo fato dele ter vindo aqui.

Peguei o pedaço de pano que tinha arrancado da manga da minha blusa. Molhei colocando na ferida em meu ombro, forçando para parar de sangrar. Puxei com força o ar entre os dentes reprimindo a dor.


Jimin


- É que eu ouvi seus gemidos de dor e me preocupei.

Espera... eu disse isso mesmo? Park Jimin! Seu idiota! Você não tem que se preocupar com esse otário! Ele é noivo daquele garoto, seu burro!


Kookie


Sorri pra ele.

- Não precisa se preocupar. Estou bem - sorri de novo.

Ele realmente se preocupa comigo!! Isso é bom. É muito bom.

Coloquei de volta minha blusa, agora sem um pedaço de uma manga e o puxei pra fora daquele local.

Nos sentamos no chão daquele posto, encostados na parede.

- A gente precisa conversar.


Jimin


- Não tenho nada pra conversar com você - virei o rosto fazendo bico.


Kookie


- Oush? Por que isso do nada??


Jimin


- Eu estou bravo contigo.


Kookie


- Por que? Eu não fiz nada de errado... Acho - olhei pra cima tentando lembrar de alguma coisa - não devia estar bravo comigo. Levei um tiro para te proteger - o olhei sorrindo.


Jimin


Quando vi aquele sorriso, fiz a última coisa que faria nesta situação. Isso mesmo, sorri de volta.

Maldito sorriso lindo! Aish!

Rapidamente, desfiz meu sorriso ao lembrar da minha situação.

- Você é um canalha. - disse me levantando dali e indo até minha mochila.


Kookie


- Por que esta dizendo isso? Eu te magoei? - me levantei me aproximando - Me fala o que eu fiz pelo amor de Deus, Jimin!!


Jimin


- Você me beijou Jungkook! Você me beijou! - virei olhando pra ele bruscamente, com meus olhos já vermelhos.


Kookie


Me assustei um pouco.

- Desculpa se você não gostou, eu... Não era a minha intenção, se você quiser eu não faço de novo - o olhei confuso - mas você tinha dito que gostou - fiquei mais confuso ainda - até pediu ou... Quer dizer... Aish!! Nada!!


Jimin


- Aish! Sim, eu gostei! E sim, eu pedi outro! Só que não sabia que você estava noivo de alguém! - disse irritado.


Kookie


- Eu? Noivo? De quem? Você nem me conhece. Eu não sou, nem nunca fui noivo de ninguém - O olhei estranhando - de onde tirou isso?


Jimin


- Do Taehyung! Ele me falou que vocês iam se casar antes disso tudo acontecer. - me referi a infecção dos mosquitos.




Notas Finais


Oiee!!

Espero que tenham gostado. Desculpe qualquer erro.

Aí!! Que raiva do Taehyung!! Meu Deus!! Vai causar treta no nosso lindo casal

Muitas emoções por vir 😉


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...