História B o y s | Lisoo - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Black Pink
Personagens Jennie, Jisoo, Lisa, Personagens Originais, Rosé
Tags Blackpink, Lisoo, Shoujo-ai, Yuu
Visualizações 72
Palavras 906
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Festa, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Universo Alternativo, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Pansexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Eu fiz na pressa, Sinto muito mas tá péssimo.
Boa leitura?

Capítulo 8 - Consciência.


Fanfic / Fanfiction B o y s | Lisoo - Capítulo 8 - Consciência.

Boys.

 

Nada está diferente hoje

Está ficando mais quente por sua causa.

[...]

Para ser honesta, estou um pouco nervosa.

 

 

Jisoo está completamente fora de sí. 

- Lisa, O que está fazendo? – Ela pergunta enquanto está jogada na minha cama.

Ok, Isso não poderia ter soado mais pervertido.

- Te despindo. – Falo tirando sua blusa, O que fez com que ela ficasse sentada na cama.

A minha noite que parecia – Coloque uma puta de uma enfase nesse "parecia" – que seria a melhor da minha vida está uma merda. E uma bêbeda que está fedendo à álcool dormindo na minha cama é a última coisa que eu quero.

Quando chegamos eu tentei usar o elevador; Acontece que ele estava com pequenos problemas e eu tive que subir as escadas com uma Jisoo morta. 

Eu moro no quarto andar.

Não me pergunte quão difícil foi 

Só não- 

- Você pode tirar... isso no banheiro e ahm tomar um banho. Vai lá. – Falo, Me referindo às suas roupas íntimas.

- Eu não quero.

- E por que não? – Pergunto e ela da de ombros se jogando na cama de novo.

- Me banhe.

 Jisoo não podia estar falando sério. Me diz que não é sério.

 

Me levanto e vou em direção à uma gaveta do meu guarda roupa. Eu iria pegar um biquíni para ela. 

- Aqui, Pega. – falo entregando pra ela. A mesma olhou o biquíni e o ignorou. - Ok, eu vou pegar um banco. Eu devo ter um banco pequeno em algum lugar. – Falo sussurrando a última parte e colocando a veste ao seu lado.

 

Volto após um tempo e entro no quarto sem banco e sem Jisoo. Onde está Jisoo?

sussurro um "Puta merda" e  a caço pelo quarto.

Ao finalmente entrar no banheiro encontro uma Jisoo usando meu biquíni e sentada  no meu banco.

- Eu achei um banco. – Por que tão fria? 

- Por que não toma banho sozinha? 

- Eu já disse. Quero que você me banhe.

Jisoo, você realmente não sabe o quanto você estar dizendo isso me afeta?

Fico calada e ligo o chuveiro um pouco.

 

 

- Esfregue minhas costas. – Ela diz me entregando uma esponja e sabão.

- Sem chance. 

 

 

- Se vire. – Falo me deixando por vencida.

- Oh~ – Ela faz um barulho fofo e logo se vira.

Ver a Jisoo daquele jeito é uma coisa que eu definitivamente não conseguiria se ela estivesse sóbria.

 

 

Eu e Jisoo estávamos ambas sentadas na cama assistindo um programa qualquer de madrugada. Sabe aqueles bem merdas que passam de noite porque as pessoas não veriam se passasse de manhã mesmo? Pois é.

Jisoo não parava de falar. Era irritante mas não impossível de ignorar.

- Lalisa Manoban. – Eu quero rir. - Você me disse que era acostumada só com a Rosé te chamar assim, 'Né?

- Sim. Eu disse. Faz muito tempo, Mas eu disse. – Falo me virando para ela.

- Pensei que fosse mais íntima da Rosé, Mas eu quase não vejo vocês juntas. Você passa mais tempo com a Yuu. – Ela diz baixo. Quase um sussurro.

- É, Bem, Ambas são minhas amigas. Então.. 

- ...Naquele dia você ia me beijar? – Tão direta

- Eu ia, Mas eu pensei melhor e a minha consciência disse "não." 

- A minha diz "Sim" – Oi?

- Jisoo, não. Você não é você no momento, e se você se lembrar disso amanhã? Eu realmente não quero morrer e você vai querer me matar. Só pelo fato de você estar na minha casa e não na sua você vai querer me esfaquear. 

Eu quero beijar Jisoo, É claro que quero. Mas agora definitivamente não é o momento certo. Jisoo não é ela mesma. Deve estar triste por causa do acontecido com seu namorado, Não quero ser apenas uma distração hoje e amanhã ela correr para ele de novo.

Não estou exagerando. Sempre foi assim.

Ele faz merda, Ela perdoa. Ele faz uma grade merda e ela perdoa novamente.

- E se amanhã eu ainda quiser o beijo? – Ela diz se aconchegando em meu peito.

Por que ela é assim?

Tão irresistível.

- Certo, Jisoo. Se você ainda quiser amanhã eu dou. – Falo mexendo em seus cabelos levemente molhados.

- Oh~ – Esse barulho novamente.

Vejo ela se levantando e ao perguntar onde ela iria fui respondida com um "cozinha". 

Deixo ela ir sozinha. O que pode acontecer de errado?

 

Ela está demorando.

 

- Ei...? – Chamo ela enquanto entro na cozinha.

Adentro um pouco mais e vejo a porta da geladeira aberta, Após à fechar ouço alguns barulhos vindo da sala.

- Jisoo? – Falo enquanto sacudo ela, Que estava deitada no sofá. - Morta.

Dou um suspiro e à pego no colo; Levando ela para o quarto novamente.

 

Arrumo Jisoo na cama e depois me deito ao seu lado. Eu estava cansada. 

Ser babá cansa. Principalmente quando a "criança" é uma bêbada maior de 18.

[Lisa off]

 

Ao acordar Jisoo sente uma dor de cabeça horrível. E depois de um longo tempo na posição de Jean chamando Scott ela se lembra do que ocorreu na noite passada com Matt. e ao soltar um "Puta merda" se virando para o lado ela vê Lisa dormindo. Logo, Se lembra das coisas que fez enquanto bêbada; Das coisas que disse.

 

- Meu deus. – Ela da um pequeno grito. Não foi muito alto porém foi o suficiente para acordar Lisa.

- Bom dia pra você também, Jisoo. – Lisa diz sonolenta.


Notas Finais


Pristin possuem meu corpo e alma. é isto.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...