História Baby vs Daddy - War of hormone - Capítulo 32


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Alfa, Beta, Bts, Colegial, Especial, Lemon, Ômega, Omegaverse, Romance, Trishipp, Yaoi
Visualizações 57
Palavras 1.454
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Escolar, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Eu estava com saudades de vocês, e me senti uma merda, por ter abandonado todos, gostaria muito de pedir perdão. Realmente sei que vocês devem estar bravas, mas tudo indica que agora minha criatividade voltou, por isso voltei também.
Espero que gostem do capítulo, fiz com muito amor.
BOA LEITURA

Capítulo 32 - "Miss you"


Fanfic / Fanfiction Baby vs Daddy - War of hormone - Capítulo 32 - "Miss you"

Dois dias depois

A água fria escorria pelo corpo do menor, vulgo Jimin, misturando-se com suas lágrimas que caíam em grande contidade e molhavam ainda mais seu rosto já vermelho.

Jimin lembrava das troca de carícias, dos toques de Jungkook que faziam os mesmo ir ao delírio, os beijos e o motivo de ele não poder chegar perto novamente do moreno fazia cada vez mais lágrimas caírem. Claro, que não obedecia a isso, afinal, não iria deixar de amar Jungkook por capricho de Namjoon, mas desde que havia perguntado novamente sobre a família do Jeon, o moreno de distanciou, e não procurou mais Jimin.

Tentou entender o motivo pela qual Jungkook ficou tão brabo, afinal, o menor queria apenas saber sobre sua vida, e conhecer melhor o seu alfa.

Jimin desligo o chuveiro e saiu de baixo do mesmo, assim pegando uma toalha para se cobrir.

Ele enrolou a toalha na cintura e abriu a porta assim saindo do banheiro.

Seguiu em passos lentos até sua cama, estava com sua mente tão frustrada que esqueceu de pegar suas roupas, então seguiu até seu guarda roupa e o abrio, pegando a primeira peça que via pela frente.

Assim vestindo uma calça moletom cinza, pois estava chovendo e um pouco frio, passou a toalha em seu cabelo, assim secando o mesmo levemente.

Após terminar de fazer isso, Jimin seguiu em direção a sua cama assim deitando seu corpo cansado sobre a mesma, o colchão fofo era tão bom que só de fazer esse ato ja causou um enorme sono, ergueu o edredom colocando sobre seu corpo e ficou pensando e vários motivos de Namjoon falar tais coisas de Jungkook, e mais uma vez à triste invadiu seu corpo causando um leve arrepio em sua espinha. Sentiu suas têmporas doer, não conseguia parar de pensar, reprimiu um grito de ódio, e sentiu suas lágrimas descerem sem permissão, não entendia o porquê de Namjoon estar sendo tão severo consigo, não entendia os motivos de Jungkook não ser um cara bom no ver de Namjoon.

Tantas coisas se passava em sua cabeça que o fez adormecer.

*quebra de tempo*

Jimin acordou com os olhos inchados e vermelhos, levantou-se da cama e seguiu o caminho até o espelho mais próximo, assim tendo a visão de quão estava deplorável seu estado, seu rosto estava inchado, seus olhos estavam com enormes olheiras e uma grande diferença de peso, pois sua tristeza era tão grande que não pensava mais em comer, apenas em entender e acabar com toda aquela dor.

Olhou fixamente para suas orbes que eram refletidas pelo espelho e lembrou-se da briga que teve com Jin uns dias antes do casamento do outro, sentiu remorso e medo de que talvez Jin estivesse certo, que talvez ele estivesse arriscando demais em querer tanto assim o moreno. Balançou a cabeça tentando se livrar de tais pensamentos e ligou a torneira acumulando um tanto de água significativa em suas mãos e molhou o rosto sentindo aquela água fria entrar em encontado com sua face quente. Olho novamente seu reflexo no espelho e desligou a torneira, saiu do banheiro assim seguindo caminho até a porta de seu quarto abrindo a mesma saindo do cômodo, caminhou em passos lento e curtos até a escada assim descendo a mesma, foi em rumo a cozinha e para a sua surpresa não havia niguem, foi até a geladeira pegando uma jarra de água, deixando a mesma em cima da pia e indo em direção ao armário que armazenava os copos assim pegando um para si...

Jimin tomou sua água e guardo a jarra e o copo, caminhando até a sala, sentou no sofá e ligou a televisão em sua frente, não havia nada que o agradasse, de canal em canal viu um que chamou sua atenção, após pouco minutos que a programação estava passando Jimin sentiu novamente uma lágrima escorrer pela sua face, ele sabia que aquela era apenas a primeira pois seus olhos estavam ficando turvos, Jimin encolheu suas pernas e pressionou contra seu tórax, seu choro era de desespero, seus pulmões estavam quase explodindo por não da tempo de respirar. Sentiu o sofá afundar ao seu lado...mas ele verificou...Não havia niguem em casa, sentiu braços envolvendo seu corpo, não poderia ser ele não agora, não assim.

Sentiu sua respiração acelerar, não queria ver quem estava a abraçá-lo, não queria cogitar a hipótese do moreno lhe ver naquele estado tão deplorável, fechou os olhos fortemente e se deixou levar por aquele abraço se aconchegando no peito do outro, ainda com os olhos fechando permaneceu em silêncio, não queria dizer nada, concerteza sua voz sairia falha, e se fosse Jungkook que estivesse ali, não iria se sentir bem em ser tão fraco.

Seu perfume adentrou as narinas de Jimin causando uma sensação de acolhimento, seus braços o puxam para seu colo, assim fazendo o menor sentar no mesmo.

— Não chora meu amor — as palavras do maior pareciam música para o ouvido de jimin — Você tem que ser forte anjo, porque assim não vamos a lugar algum.

Jimin não conseguia falar nada aos poucos seu choro foi cessando e o silêncio foi tomando conta do cômodo, ele levantou o olhar e viu que era ele mesmo a pessoa quem ele menos queria que estivesse ali. O moreno fitou as orbes negras de Jimin e foi chegando perto, suas bocas estavam próximas de mais o local estava ficando quente e suas respirações estava ofegantes, o pequeno espaço que havia foi quebrado por kook, pois o mesmo começou um beijo calmo mas com desejo, suas mãos apertaram a cintura do menor assim fazendo o mesmo rebolar seu membro que começava a criar vida, Jimin agarrou os cabelos de Jungkook e ficou entre puxões e carícias, kookie pressionava cada vez mais o menor para baixo assim fazendo cada vez mais seu membro duro e pulsante... Jimin se posicionou de frente para o moreno assim colocando uma perna de cada lado, Jungkook apertava a bunda de Jimin enquanto o mesmo arfava entre o beijo, o maior foi fazendo uma trilha de beijos até chegar no pescoço de menor, e lá distribuindo beijos e chupões, Jimin gemia manhoso levando a cabeça para trás, o mesmo estava com a mão ainda no pescoço de Jungkook pressionou a cabeça do maior para mais perto, aquilo estava tão envolvente que só se deram conta que a porta estava sendo aberta, Jimin pulou do colo do moreno e correu em direção a escada, sem nem cogitar a hipótese de ver quem era. Estava envergonhado, e não sabia direito o que pensar.

Quando chegou no fim da escada, ouviu a voz baixa de Jin falando algo para Jungkook, mas o mesmo não pode ouvir pois estava longe de mais, o menor queria voltar e abraçar Jin, mas sabia que o mesmo estava colaborando com a ideia absurda de proibir ele de ficar com Jungkook, e aquilo maldrava o coração do menor que à essa altura já amava o moreno.

Seguiu seu percurso até o quarto adentrando ao cômodo e voltou a se deixar na sua cama, aquilo já havia virado corriqueiro.

— Talvez, eu não nasci para ser feliz — suspirou falando em voz alta.

Seu corpo implorava por qualquer alimento, suas imunidades estavam baixas, mas Jimin não se importava não conseguia comer, havia se passado apenas dois dias sem Jungkook para parecia que eram anos, Jimin não entendia porque tudo tinha que ser tão difícil, e não entendia porque Jungkook o deixara esses dois dias sozinho, e derepente surgi para confortar o mesmo.

Sentiu sua respiração sair com dificuldade, mas ignorou aquele fato, provavelmente não era nada de mais, porém suas vistas começaram a ficar turvas, e Jimin se assustou tentando afirmar seu corpo e se levantar para pedir ajuda. Foram várias tentativas falhas de se levantar, mas assim que conseguiu pegar apoio no criado mudo, conseguiu levantar-se e seguiu andando até a porta, sua visão estava embaralhada, sentia náuseas e seu estômago doía, queria gritar por ajuda mas nada saia, nem mesmo sussuros.

Conseguiu sair do quarto e se encostou na parede para tentar não cair, porém seus joelhos o traiu fazendo com que o menor caísse com todo seu peso no chão, fazendo um barulho alto, já que o chão era de madeira, era impossível alguém não ter ouvido.

Agora no chão, ainda via as coisas embaralhadas e seus ouvidos passaram a captar um ruído ensurdecedor como um grito fino estridente.

Antes da escuridão tomar conta de seus olhos viu um vulto se aproximar e tocar em seu corpo, ouvia que aquele ser falava algo, mas estava longe de mais, como se estivessem a distância um do outro. E com isso seu corpo se entregou à fraqueza fazendo o menor desmaiar.


Notas Finais


Quero meus leitores de volta, quero ler seus textos e responder cada um com alegria.
Espero muito que tenham gostado, sexta eu posto o próximo se Deus quiser kk
Bjs Bogo sipda !! ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...